Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Jardim da mansão Kuran

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Jardim da mansão Kuran   Sex 22 Abr 2016 - 11:58

Relembrando a primeira mensagem :

Jardim da mansão Kuran








~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda

AutorMensagem
Tohru Kuran
B
B


Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 705
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Sex 12 Ago 2016 - 23:42


Tohru estava tão imersa em seus pensamentos que levou um susto com a chegada de Lily, Daryl e Naru. Quando deu por si já estava sendo abraçada.
-Lily-chan?- exclamou, surpresa e então, olhou pra ela e os outros e sorriu, ainda um pouco tensa pelo sumiço de seu tio, mas feliz por eles terem chegado.- Ah...Arigatô! Você acha mesmo?- perguntou tirando uma mecha branca da franja que teimava em cair sobre os olhos e também para disfarçar o embaraço pelos elogios.- Shimizu-san escolheu pra mim a pedido de Loran-Oji-Sama. Não ficou muito chamativo? Você e Naru-chan que estão lindas!- disse, sinceramente impressionada.
Embora um pouco embaraçada pela falta de costume abraçou Lily de volta e cumprimentou Naru também, falando com Daryl em seguida.
- Como vai Daryl-san? Está muito elegante também. - e olhando pra eles, sentindo-se um pouco menos ansiosa pela presença de seus novos amigos.- Que bom que vieram! Hoje poderão me ouvir cantar com Adrian-sensei. Aliás, viram se ele já chegou? Ele veio hoje cedo pra ensaiar comigo e Cathy-chan, a violinista que vimos no Festival do Parque, e foi se vestir mas ainda não o vi.
Não mencionou a ausência dos noivos, é óbvio, mas isso a estava deixando cada vez mais preocupada, embora procurasse disfarçar e relaxar dizendo pra si mesma que chegariam a qualquer momento.


"-Você é carne ou espírito?
 -Eu sou tristeza."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Sab 20 Ago 2016 - 18:48

+ Liriel + Shimizu + Rocco + Cathy +

O casal de hunter estava um pouco preocupado e ficaram recebendo os convidados, alguns serviçais apresentar os lugares na cerimonia. 

- Liriel, vá ver Kyoshiro-sama, informe a ele que espere um pouco mais, seu irmão achou de sumir junto com a noiva antes do casamento, estamos tentando falar com eles. - Rocco pediu a filha.

Liriel fez uma cara de quem não queria ir, já que Axel estava quase chegando segundo a mensagem que acabou de receber no celular.

-Ok... - andou pelo lugar e avistou Tohru, deu um leve sorriso, afinal a sobrinha de seu irmão poderia fazer esse favor. Quando andou até ela viu Axel entrar e acenou para ele, foi até a vampira. -Tohru-chan, como está linda! - olhou para Axel que se aproximava. - Tohru-chan pode fazer um favor para mim? Meu pai pediu para avisar a Kyoshiro-sama para esperar um pouco mais, já que os noivos resolveram sumir, enfim Axel chegou e queria ficar com ele, pode fazer esse favor para mim?

Cathy nesse momento chega e ouve parte da conversa e encontra nela toda sorridente.

-Ela vai sim ^^ - Fez uma cara sapeca e empurrou a vampira para ir a casa e provavelmente ao quarto de Kyoshiro.


Rocco / Shimizu / Liriel / Cathy:
 


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Tohru Kuran
B
B


Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 705
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Sab 20 Ago 2016 - 22:40

Tohru conversava com seus amigos quando Liriel chegou junto a ela pedindo sua ajuda. Claro que não podia negar mas...Ela ir sozinha até Kyoshiro-Sama? 
- Li-chan...W-watashi...demo...Eu ir sozinha até Kyoshiro-Sama? Ele...Ele ainda deve estar se aprontando para a cerimônia no quarto dele...- balbuciou passando de pálida a um rosado ainda mais intenso que o de seu vestido.
Olhou pra expressão súplice de sua amiga humana que queria ficar com seu namorado e pra Cathy que a empurrava em direção à casa. Não havia como escapar.
- Hai,  tudo bem...Eu irei avisá-lo. Não precisa me empurrar...- o rosto mimoso passando de rosado a rubro. Voltou-se para Lily, Naru e Daryl, sem-graça, fazendo uma reverência a eles à guisa de desculpas.- Gomenassai, preciso ir avisar Kyoshiro-sama, o oficiante da cerimônia...Não devo me demorar... Por favor, sejam bem-vindos e aproveitem a festa.- Sorriu, gentil, embora estivesse com o coração disparado e suando frio. 
- Com licença...- com mais um cumprimento, voltou-se , deslizando rapidamente pelo gramado em direção à mansão.


"-Você é carne ou espírito?
 -Eu sou tristeza."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Seg 22 Ago 2016 - 13:54

+ Daryl e Naru +


Daryl ficou muito orgulhoso de ser chamado para o casamento, na companhia de Lily. Cada vez mais sentia-se parte daquele núcleo famíliar. Não era um orgulho arrogante como sua família sentiria, mas como deveria ser se fosse chamado a um casamento de colegas. Comprou um terno moderno. Já tinha desapegado da moda vitoriana estranha, embora ela continuasse impregnada dentro dele.

Mesmo assim, sabia que o evento era monárquico e estava especialmente educado, orgulhoso também da bela vampira a seu lado, a quem rasgou elogios desde o primeiro momento que colocou os olhos nela. Ao verem Tohru, acompanhou e cumprimentou respeitoso, apenas fazendo parte daquilo "de longe".

- Obrigado, está muito bonita. Estamos ansiosos para ouvi-la esta noite.

Naru, muito alegre de ter amigas agora e uma família, estava radiante naquela festa, olhando tudo muito encantada e emocionada. Ela cumprimentou timidamente a vampira "conterrânea" (ainda que tecnicamente Naru não fosse japonesa) que achava tão linda. COrou muito quando foi elogiada e agradeceu bem baixinho.

- v-você é que está incrível... e.... Ah. Tudo bem. Até mais! ganbatte! Vai dar tudo certo.

Depois, Daryl ofereceu o braço a Lily para que pudessem seguir. Ele a admirava a todo instante possível que seus olhos se cruzavam e seguia com um sorriso confiante.


---

+ Vilhelmina +

Minna decidiu utilizar de seu rosto como Jourdan mais uma vez, para não criar nenhuma emoção desnecessária durante a festa de casamento, mas era mais uma conveniência do que de fato um receio de ser vista. Pelo que tinha obervado de sua 'filha' nos últimos tempos, ela estava tão pateticamente depressiva que a última coisa que pensaria seria em uma boa vingança. Também achava que a festa do monarca poderia atrair algum ataque inesperado, então fugir sem muito holofote seria o ideal, além de poder proteger Lewis se algo acontecesse. Enfim... era aquele o rosto que seria aceito como convidada da festa.

- Você está todo gatão. Até dá vontade de te levar a sério - brincou assim que o viu.


---


+ Euphemia e Casper +

Casper estava mais uma vez comportado e educado, orgulhoso e genuinamente feliz pelo casal que pouco conhecera, mas já respeitava como deveria um líder. Euphemia, sempre a seu lado, apenas seguia as medidas protocolares da ocasião.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 18 Set 2016 - 9:58

A cerimônia estava atrasada e os pais de Loran tentavam falar com ele e/ou a Rose, até que Rocco conseguiu, ouviu o celular tocar e rapidamente atendeu.

-Loran?! - suspirou aliviado e um tom sério ralhou com o filho - Por Dio aonde você está? 

"-Calma oto-san, estou voltando, fui dar uma volta, conversar e relaxar, estou no caminho, em 15 minutos chego.- sorriu baixinho "

-Entendo... A recepção já esta lotada e muitos estão se perguntando aonde a realeza esta escondida e se haverá casamento? -suspirou baixo e acenou para Shimizu que suspirou aliviada. - Shimizu irá com as servas para o quarto de ambos para Rose se aprontar e...  Loran? 

"-Sim, oto-san?"

-Sem mais surpresas, ok? 

"-Ok rs"

Desligaram a chamada e Rocco abriu os braços em um gesto de ao menos estavam a caminho para a esposa.

-Vá com as servas aguardar Rose para se aprontarem, eles estão perto chegam em 15 minutos.

-Claro, vou até o quarto deles. - Saiu do jardim deixando todos e foi diretamente chamando as empregas para os aposentos do casal aguardar para se prepararem para cerimônia.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D


Última edição por Master em Seg 3 Out 2016 - 2:24, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Adrian Ivashikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!


Char RPG : Adrian Ivashikov
Humor : Bipolar
Localização : Em seus sonhos , baby...^~
Posts: : 27
Inscrição : 09/03/2016

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 18 Set 2016 - 15:48


Adrian estava nervoso e aborrecido, mantendo-se silencioso enquanto sua ex o arrastava para a recepção, brigando com ele dizendo que estavam muito atrasados. 
Estava nervoso com a ideia de cantar em público pois era sua primeira vez. Não que ele se importasse muito com a opinião dos outros, muito pelo contrário, mas dessa vez queria causar uma boa impressão...Ao menos em uma certa pessoa. Sua irmã, Tohru.
Estava encantado com ela desde que a conhecera pessoalmente. No entanto, estava aborrecido...Novamente parecia ter chegado tarde no coração de uma garota...ao menos foi o que percebera ao sentir a aura dela e daquele Sangue Puro, Kyoshiro. Franziu a testa. Havia um mistério cercando aquele Puro, algo que ele não conseguia definir...Iria ficar de olho nele. Puro ou não, se se atrevesse a magoar sua recém-descoberta irmãzinha daria um jeito de fazê-lo se arrepender de ter nascido ou não se chamava Adrian Ivashikov ou Adrian Kuran...Aaah, isso não era hora pra se ter crise de identidade!, pensava ele, doido pra avançar no champgne da festa e encher a cara. Lançou um olhar para Rose ao seu lado no modo guardiã on. Ela o estacaria se fizesse isso agora. Paciência. Suspirou. Depois da apresentação, então.
Perceberam, então, que as coisas pareciam estar atrasadas também. Onde estariam os noivos? O noivo, ao menos que já deveria estar, ansioso, ali no altar. Olhou para Rose, erguendo a sobrancelha direita.
- Parece que não somos os únicos atrasados...será que sua xará Sangue Puro resolver dar no pé e deixar o titio na mão? rsrs- deu um sorrisinho irônico para sua acompanhante.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 130
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 18 Set 2016 - 16:21


- Relaxe, Adrian!- ela sorria, piscando para provocá-lo e ver se ele relaxava um pouco.- Você vai se sair bem. Foi muito bem nos ensaios, aliás nem imaginava que soubesse cantar!
Ele não lhe respondeu e ela suspirou, revirando os olhos, mas depois o olhou, compreensiva. Sentiu que ele se ligara um pouco rápido demais na irmã que, por sua vez não o via do mesmo modo..Ao menos não como olhava para aquele Sangue Puro impressionante. Não culpava Tohru. Adrian era muito bonito e uma pessoa maravilhosa mas Kyoshiro-Sama tinha algo a mais...Seria por ser um Puro? Talvez...Mas seja como for não trocaria seu gigante russo por nenhum deles.
- Não creio, mas é realmente estranho...- avistou o pai humano de Loran e o puxou até o hunter.- Venha, vamos perguntar ao pai do noivo que se passa.
- Rocco-San, como vai? Lembra-se de mim? Eu e Adrian nos atrasamos um pouco mas as coisas parecem estar meio paradas por aqui também. está tudo bem? Podemos fazer algo para ajudar?




"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Sex 30 Set 2016 - 6:50

Vontade não era exatamente a palavra que eu usaria para me referir a minha presença naquele casamento. Não gostava daquele tipo de eventos, muito menos de encontrar almofadinhas doentes que formavam o ápice daquela sociedade. No entanto, ao mesmo tempo não iria recusar o convite de Loran, nem o fato que era um dos padrinhos. E, portanto, me vi obrigado a arranjar os ternos mais caros e belos que tinha a minha disposição. Além de claro, presentear Sakura com um vestido de acordo que só poderia classificar como: A deixava mais bela que qualquer uma daquelas vampiras, e que não pensassem em me questionar sobre isso. 

Melissa também nos acompanhava na entrada do jardim, um pouco mais alta que minha acompanhante, embora trouxesse um ar mais inocente e infantil com seu vestido rosa claro e sua tiara de princesa que ali, sinceramente, me pareciam um exagero. Mas eu nada falava. Em minha irmãzinha quase tudo parecia caber, e ainda assim ela parecia linda, enquanto andávamos pelo jardim, entre as pessoas. 

Os noivos pareciam completamente atrasados. Ou teria por acaso Loran fugido? Eu não pensaria duas vezes em fazê-lo. Embora... A imagem mental de Loran fugindo de uma vampira furiosa era quase cômica, me fazendo rir baixo, antes que meus braços envolvessem os ombros de Sakura quando notei alguns olhares nos encarando. Ou melhor, olhando para ela e seu sangue doce que eu não os permitiria tocar. 

-Bem vinda alta sociedade dos vampiros, ou congresso dos chatos... - Anunciei a japonesa, com um tom sarcástico é um girar dos olhos. Era perceptível que eu queria estar em qualquer outro lugar, menos ali.

Off: Sorry os posts ruins. Semana de provas =_=


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP


Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4561
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Sex 30 Set 2016 - 22:55



Uma pequena confusão aconteceu antes de irmos. Charles não queria ir para aquele evento de "almofadinhas" como ele mesmo dizia, por achar tudo chato e cheio de regras demais. Já eu,bem, não queria ir porque não tava afim de ser olhada com mais gula que o buffet. 
A única coisa que nos moveu foi a consideração de Charles por Loran e fato de Kagura-chan também ser obrigada a ir.
Assim que chegamos eu fiquei ao lado de Charles enquanto Kagura seguia do outro. A menina parecia uma princesa, mas acima disso, eu lhe sorri discretamente feliz por vê-la recuperada depois daquele encontro tempos atrás na mansão de Murtagh.
Infelizmente meu sorriso logo sumiu. Eu senti os olhares, a sede toda direcionada à mim, a provocação que eu causava, embora todos aqueles nobres não demonstrassem muito além de olhares curiosos e disfarçados.
Todos por respeito à Charles e Kagura, eu sabia, principalmente quando ele jogou o braço sobre meus ombros.
- Eu preferia que fosse a sociedade dos gatinhos fofinhos.... - falei brincando, embora amaria se fosse verdade.
Eu sai de debaixo do braço de Charles, dando um um pequeno sorriso 
- Acho que eu e Kagura-chan vamos pegar uma bebida...- olhei a menina - vamos, kagura-chan?


Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Sab 1 Out 2016 - 16:42

++Charles++

Olhares, reprovações, ou regras. Qualquer que fosse o motivo, eu era observado como se tivesse usando um maldito terno amarelo por causa de Sakura e por ela ser humano. Ou será que aqueles olhares se deviam a Sakura e seu sangue maravilhoso, o que mais desejava durante anos. Cobiça, proteção, ciúmes ou simplesmente um ato apenas de rebeldia? Talvez todos esses me fizessem abraçar o ombro da menina possessivamente naquele lugar. E, sinceramente, eu não ligava para o que pensassem ou as consequências. Tanto ela, tanto eu éramos convidados do soberano Kuran. E se aqueles vampiros velhos e remelentos não concordassem, que viessem a ter comigo. Um puro e uma humana poderia ser algo proibido. Mas seguir as regras também nunca havia sido meu forte.

-Se fossem gatinhos fofos, já teriam fugido assim que sentissem minha aura, de vez em quando eles são mais espertos que vampiros infinitamente mais velhos – Lhe respondi balançando a cabeça, embora admita quase não tê-la puxado novamente em minha direção em descontentamento, quando Sakura se soltou de meu braço para falar com minha irmã. Um pouco enciumado.

– Não sabia que estava com sede baixinha, mas se quiser... – Comecei a falar, mas a japonesa apenas me ignorou, saindo com a loirinha e seu vestido de princesa, como se quisesse lhe segregar algo. Aquilo era muito estranho, pensei com uma careta, as observando se afastar.

++Melissa++


O estranhamento me atingiu com a pergunta repentina, que quase soou como uma ilusão, quando meu rosto concordou com um aceno. Bebida, ah, o que? Me perguntei, embora em resposta apenas sorrisse para a menina.

-Certo, neechan... Vamos pegar bebidas. – Anunciei com um aceno e uma postura alegre, embora tivesse anunciado a Charles com um olhar que cuidaria dela, enquanto pegava a mão de Sakura me afastando com ela.

Uns, metros, mais um pouco, até que nossas vozes fossem muito menos que abelhas para meu irmão a nos observar. – Sakura-neechan, você está bem? Parece um pouco desanimada e pálida. Está brava com Charles-chan? – Perguntava, com meus enormes olhos violetas, infantis e preocupados a lhe encarar próximo a mesa de bebidas.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP


Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4561
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Sab 1 Out 2016 - 17:37

Eu ouvi Charles, mas estava tão mais apressada para me distanciar que acabei deixando ele falar sozinho..
Já na mesa de bebidas peguei algo parecido com um coquetel de frutas enquanto Kagura se aproximava. Aquelas não eram coisas que eu queria explicar, mas na menna eu podia confiar.
Eu dei um gole na bebida, respirando fundo e logo olhando o copo, falando baixo e discretamente, talvez até um pouco incomodada de dizer aquilo.

~ Ie... Charles não fez nada é que... eu só... - eu mordi os lábios - eu sei que estão todos nos olhando. Assim que entramos eu senti. Existe a provocação do meu sangue mas também uma outra provocação mais forte ainda que nenhum deles aqui pode ignorar..

Eu dei outro gole, ainda mais desconfortável do que estava antes.

~ Eu e Charles... Não é algo que eles aprovem. ~eu dei um riso baixo e sem jeito, como se tentasse disfarçar toda a minha aflição com aquilo. ~ Um puro-sangue e uma humana... Nenhum dos dois mundos aceita isso... Eu tenho medo das repressões que Charles possa sofrer por causa disso... Eu estava com medo de vir por causa disso, mas Charles me fez vir, afinal, eu também fui convidada...

Outro gole se seguiu e eu respirei fundo mais uma vez.

~Mas chegar aqui e ver como eles olharam para a gente... eu acho que me arrependi de ter vindo. Eu não quero prejudicá-lo de nenhum jeito...

Sim. Eu sabia bem como isso iria se desenrolar. Seria um problema maior ainda saberem que eu era uma hunter, embora creio que isso seja difícil devido a minha atuação quase inexistente na associação... Embora depois do meu sequestro, algumas notícias possam ter vindo à tona.

Mas isso não era tudo a que se resumia meu mal-estar.
Eu me sentia fraca e meu corpo parecia não estar passando bem. Era uma sensação como de uma gripe, uma fraqueza, embora era não parecesse vir de uma causa natural assim.
Eu só fechei os olhos em mais um gole, rezando para que meus pulsos parassem de latejar.

~Acho que visto isso não fará mal nenhum darmos uma volta pelo jardim e ver a decoração, não é? Charles não liga pra essas coisas então acho que Kagura-chan vai aproveitar mil vezes mais se formos só nós duas...


Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 2 Out 2016 - 23:42

++Melissa++

Se Charles tivesse maltratado Sakura-chan eu com certeza lhe daria um pá surra, afinal não era certo fazer isso com uma dama. Principalmente uma que se arrisca tanto para você. Pensei enquanto olhava preocupada para Sakura e para seu coquetel de frutas, quase dando um suspiro aliviado quando ouvi sua última e incerta frase. Ah. Então era aquilo, aquela mesma besteira dos mais velhos chatos e do vovô, nunca pensei que ligassem mais para isso. Ou seria por que passei quase toda minha infância convivendo e brincando com humanos. 

-Sakura-chan, eles estão te olhando porque está mais parecida com uma princesa que a maioria das vampiras aqui, e também porque alguns queriam estar em seu lugar, não é algo que deva se preocupar. 

E também não acho que meu irmão se importe muito com isso. Peguei uma bebida. 

-É se dizem que desaprovam, não acho que vão expressar isso aqui ou para Charles. Vocês forão convidados para essa festa não? O que teria de errado? O sangue puro dele? - Minha bebida foi levada a boca devagar, embora fizesse uma careta discreta por causa do álcool. -Essas restrições já deveriam ter caído há muito tempo, desde que foi prorrogada a paz. 

E mesmo que não tivesse não duvidava que meu irmão estivesse disposto a enfrentar tudo isso, como sempre tivera. Ele sempre fora assim. Nunca pertencerá a ninguém ou abaixara a cabeça, nem mesmo enquanto papai insistia em derruba-lo em seu jogo de espadas. Devia lhe fará isso... Talvez o certo fosse insistir que Sakura voltasse a multidão com o pescoço erguido. Talvez até pudesse emprestar minha coroa a ela e minhas Belas presilhas de ouro. 

Mas então algo me chamou atenção. Seu espírito estava mais fraco e estranho. Ela estava passando mal? Me perguntei em silêncio, com mais um gole enquanto a observava tentar disfarçar.

-Se se sentir melhor, adoraria. - Lhe respondi com um sorriso quase meigo. - Sabe, sempre quis ter uma irmã para fazer essas coisas, e acho que você agora é ela. - Lhe sinalizei, tentando fingir que nada acontecia e mantendo a animação, antes de agarrar a mão de Sakura a puxando pelo jardim. 

Ia anima-lá um pouco. Quem sabe isso não ajudava o mal estar a passar?


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP


Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4561
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Seg 3 Out 2016 - 8:58

Eu não pude deixar de sorrir com as palavras de Kagura. Ela era jovem e doce demais para realmente enxergar a profundidade de tudo aquilo. Ou talvez enxergasse mais simplesmente não se importasse.
Talvez eu não me importasse também se isso só envolvesse à mim. Mas envolvia Charles também, e isso era o que mais me preocupava.
Era um puro, forte, mas sua displicência sempre ultrapassou os limites do bom senso. Charles, sempre que queria algo, ia lá e fazia. Pegava. Esfregava na cara de todos. EU podia até ouvir a sua voz dizendo "não devo nada a esse velhotes de merda" se eu expusesse a minha preocupação.
E não devia nada a eles, mesmo. Mas, ainda sim, eu temia, e muito, o que poderiam fazer com a afronta. Poderia ser nada, mas também poderia ser algo que prejudicasse Charles.

- Você tem razão, Kagura-chan.... - sim, deveriam ter caído. Mas não caíram. Os puros ainda eram a representação do ideal da raça vampírica. O discurso era de quem restavam poucos demais para macular aquele sangue.

Eu dei o braço a Melissa, tentando melhorar a expressão enquanto caminhava ao lado dela.
- Tem razão, acredito que já podemos mesmo nos considerar irmãs... - eu dei uma apertada no braço dela com os meus - Eu sempre quis uma imouto-chan... - eu olhei para ela com um sorriso - Não importam datas, eu me sinto como uma irmã mais velha, então a partir de agora pode me chamar de Sakura-nee-chan, ok?

Era um tanto quando reconfortante ouvir isso. Kagura era a única pessoa que ainda confiava e foi a única, desde sempre, que me quis perto de Charles. A única até hoje.

~ Eu não sei se isso é possível, demo... Tanto eu quanto Charles ficaríamos muito felizes se você fosse para a casa dele, ficasse lá conosco... É melhor que aquela mansão com velhos, não acha? Não seria mais divertido?

A verdade, era que aquilo era algo que eu já vinha pensando há algum tempo. Murtagh parecia ter um cuidado especial com Melissa, mas visto o desenrolar dos fatos, eu ficava a cada dia mais preocupada com ela naquela casa. Eu queria ela em um lugar onde tanto eu quanto Charles pudéssemos alcançá-la. Um lugar sem murtagh.


Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Seg 3 Out 2016 - 16:05

A menina se importava demais com algo que simplesmente não significava nada, esse era seu problema. Ok, a loirinha loirinha podia até admitir que os outros vampiros fossem até um tanto quanto arcaico, mas sinceramente, não achava que pudessem dizer muita coisa. Afinal qual era o problema de Charles andar com uma humana em especial? Desde que não quisessem colocar uma aliança no dedo dele, poderiam existir crimes bem piores. 

Pensava ela com seus dedos presos nos de sua nova irmã com um sorriso no rosto. Sua frase em nenhum momento consistirá em uma forma de agradar ou em uma mentira. Ela realmente sempre desejará uma irmã, alguém com quem pudesse brincar, ou apenas se confidenciar às vezes. Fazer atividades que com seus cinco irmãos homens nunca foi possível. É claro que podia também corrigi-lá quanto à sua idade, afinal a loirinha poderia muito bem dizer que era uns anos mais velha. Mas de fato aquilo não lhe puxava tanto interesse. Para vampiros um ou dois anos era uma grandeza tão ínfima que logo se apagariam no tempo.

No entanto, Melissa não pode negar que soltou um sorriso diante do convite. - Sei disso, Charles me convidou quando cheguei na cidade, e eu adoraria, mas... - Ela parou um pouco incerta, no seu caso, não era inteligente ceder às próprias vontade. Não era adequado sujar a própria mão de sangue novamente, como fizera com seu antigo tutor mesesep atrás, e quase fizera com Ryan. -Mas também gosto de viver com vovô, ele não deixa que certas coisas aconteçam de novo, e, querendo ou não, me ajuda a controlar melhor meus poderes melhor. No entanto... - Ela pensou por alguns instantes, se aproximando de algumas rosas de diversas cores diferentes. - Tenho certeza que ele não iria se opor se fosse te visitar mais vezes na semana. Tenho certeza que a companhia de Charles-chan é agradável, embora ele não entenda o que garotinhas desejam a maioria das vezes ou sirva para conversar sobre certas coisas ou servir de companhia em certas ocasiais. Coisas que uma irmã mais nova pode fazer para alegrar sua irmã mais velha, o que acha?

Perguntava ela, tentando recuperar a empolgação inicial.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Sab 8 Out 2016 - 22:41

+ Loran +




O jovem Kuran havia terminado de se arrumar e de frente ao espelho, olhou-se mais uma vez, estava bem apesar daquele inicio de noite um tanto estranho, mas uma coisa tinha em mente, iria se casar com quem amava. Ele amava Rose e sabia que aqueles rompantes era somente estresse e logo ela estaria bem.

Decidiu então tirar certas responsabilidades dela, afinal sabia que não era aquele tipo de vida que ela queria, mas acabou seguindo ele então o minimo que podia fazer era lhe amenizar as situações para ela.

Assim decidido, saiu do quarto tomando o rumo da escada e depois do jardim, logo que chegou viu todos reunidos, um servo anunciou a entrada de Loran e acompanhou até o altar.
Cumprimentou todos que ali estavam esperando para o inicio da cerimonia.

Um outro servo foi chamar o celebrante, e pouco depois Kyo vestido com roupas muito elegantes, mas nitidamente de um clero de sua cidade, se postou no altar esperando pela hora que a noiva chegaria e assim iniciarem aquele ritual.

Enquanto isso Loran falava com todos sorridente e agradecendo que tenham vindo a celebração.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Tohru Kuran
B
B


Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 705
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Seg 10 Out 2016 - 2:23


Tohru foi avisada que deveria retornar pois finalmente os noivos estavam ali. Estava novamente pronta e ansiosa para cantar como sempre. Ainda mais agora...Queria que Kyoshiro a  ouvisse.
Chegando ao local viu Rose e Adrian. Sorriu pra eles e fez uma reverência graciosa para seu tio e Kyoshiro que já se encontravam no altar,colocando-se em sua posição junto com Adrian e Cathy, aguardando a entrada da noiva.


"-Você é carne ou espírito?
 -Eu sou tristeza."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adrian Ivashikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!


Char RPG : Adrian Ivashikov
Humor : Bipolar
Localização : Em seus sonhos , baby...^~
Posts: : 27
Inscrição : 09/03/2016

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Seg 10 Out 2016 - 3:30


Adrian

Se Adrian já estava nervoso antes ficou mais ainda ao ver Tohru. Ela estava tão linda...Parecia uma visão..Um anjo...
- Está muito bonita, senhorita Tohru...- murmurou, sem fôlego.- Vamos fazer nosso melhor.- sorrindo quando ela sorriu pra ele e Rose. Esta ria dele, disfarçadamente (ou quase).


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP


Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4561
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Ter 11 Out 2016 - 14:44

~Sakura

Meu sorriso era sincero e, embora eu guardasse uma preocupação ainda por de trás dele, eu ficava feliz de ver Kagura bem. Eu preferia, mil vezes, que ela saísse daquela casa, mas mesmo tendo feito o convite de ir morar conosco eu já esperava aquela resposta.
Talvez também não fosse bom confrontar Murtagh de frente e imediato.

- Acredito que será o suficiente, então.. - eu dei de ombros, como conformada com a decisão dela mas ainda sim com um sorriso.

-------x-------


Hunny e Dante 
 
Fazia muito pouco que chegamos mas os cheiros conhecidos já circulavam próximos. Meus olhos vagaram o local calmamente enquanto Hunny caminhava ao meu lado. Naquele momento, ele me servia melhor do que meus próprios filhos. Muito mais controlado do que Jun, talvez por hoje ele merecesse mais meu apreço... e também por outras coisas.

- Veja se não é a sua Hime ali - brinquei, apontando para a jovem vampira loira, que parecia mais uma princesa com aquela tiara e seus cachos dourados conversando no Jardim com aquela humana.

- Eu já a vi bem antes que você - Hunny riu - embora eu saiba exatmente o porque você que ir lá....

O pequeno vampiro Jovem deu de ombros, seguindo na direção das duas enquanto eu ia logo atras


- Olha que linda flor eu encontrei nesse jardim.... - Hunny sorriu com seus olhos à vampira loira, embora mesmo que disfarçadamente o cheiro da humana lhe tivesse atiçado. - Será que pode me emprestar a sua amiga? - Olhou para Sakura que ficou um tanto perdida pela apoximação dele


- Claro que pode, eu faço companhia para que ela não fique só - O sorriso de dante brilhou cortes enquanto olhava sakura - devemos deixar os jovens se divertir, não é?


- Pode ir, Kagura-chan - ao menos eu me lembrava daqueel vampiro, de Hunny. Sabia que eles eram bem proximos e não queria que ela perdesse a chance de se divertir. Aquele outro não me deixava confortável, definitivamente. Mas eu poderia me livrar dele com qualquer desculpa logo.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Qua 12 Out 2016 - 18:19

+ Kyo +

O puro chegou ao lugar apresentando-se aos presentes e já se posicionando no altar, ao lado havia uma pequena bancada e ele colocou os itens para o ritual de união dos puros, estava com suas vestes cerimoniais que os monges usavam nessas ocasiões.

Ele sentiu a presença da jovem kuran e sorriu baixo dando um leve suspiro, afinal de certa forma ela o atraia e seu jeito também lhe soava agradável, mas não havia outro modo e nem outra forma de se preocupar com isso no momento, ainda não sabia do paradeiro do pai e aquela era sua prioridade.

Porém decidira fazer algo por ela e após a celebração iria combinar o seu treino e assim poder dá a ela uma forma de se defender até mesmo daquele esposo tão cruel a quem lhe fazia mal e a suas crias.

Esperou por fim a chegada do noivo ao altar e depois o inicio do ritual com a chegada da noiva.

*****

+ Rocco + Shimizu + 

Rocco chegou ao lugar e foi se preparar para ficar perto do noivo no altar, olhou ao longe Shimizu chegar e estranhou assim que ela se aproximou foi logo perguntando.

-Não ia ajudar a noiva a se preparar?

-A amiga sangue puro está lá com ela e está lhe auxiliando. - sorriu leve acenando para alguns convidados.

-Esse casamento... Não sei se isso será bom para Loran, ainda preferiria que esperasse mais, afinal o que essa puro foi fazer na rua e depois vem dizer que saiu com Loran sendo que não foi isso que aconteceu?

-Melhor investigar isso, é algo que estou profundamente intrigada, além do mais, Loran apesar de ser vampiro não é mais um deles, no entanto está aqui servindo a todos como rei deles, então pode surgir até inimigos próximos demais.

- Eu sei, vamos conversar sobre isso mais tarde.

Ela concordou com a cabeça e foi se posicionar no altar para esperar a noiva. Loran chegou e parou ao lado do pai e se posicionou para esperar por Rose.

*****

+ Liriel + Axel +


- Gal, está ansiosa demais hoje, seria por seu irmão se casar?

Ela olhava para a direção da entrada da mansão e olhou para Axel deu um leve suspiro chateada.

-Sua irmã, segundo meu pai está agindo estranho, achávamos que ela estava com Loran quando saiu, mas Loran diz que foi sozinho e ela saiu depois.

-Não foi atrás dele? - Axel ficou preocupado.

-Não, meu irmão diz que ela não estava com ele, mas ela disse que foram surfar, segundo contou meu pai.

-Que estranho gal... E aonde ela foi então? - Axel começou a se preocupar.

Liriel deu de ombros e balançou a cabeça negando.

-Vai saber ... Ela não falou e ao meu ver não irá falar.

Axel ficou em silêncio pensativo, provavelmente algo muito sério aconteceu, mas se fosse o caso de algum inimigo ter sido descoberto, então porque inventar uma história dessas? Ele ponderou um tempo e depois pensou assim que ela retornasse da sua lua de mel, iria conversar com a irmã.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 130
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Qui 13 Out 2016 - 1:52


Rose revirou os olhos e suspirou. Como Adrian era carente!Lá estava ele apaixonado de novo...Pena que seu objeto de desejo parecia nem se apercebia de seu interesse porque só tinha olhos para o Puro Kyoshiro...
Atenta, ela olhou em volta. Finalmente, tudo parecia estar entrando nos eixos mas aquela vinha sendo uma noite bem estranha,,,Nunca ouvira falar de casais que sumiam no dia do casamento...Enfim ainda bem que voltaram...Se bem que ela sentia que algo errado no ar...Ficaria alerta.
"-Ah, Rose! Pelo amor de Deus! Você nem está de serviço! Relaxe aproveite!" 




"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tohru Kuran
B
B


Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 705
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Qui 13 Out 2016 - 2:36


Fascinada, ela olhava para o Puro...Ainda que acreditasse que não era digna de alguém como ele, não conseguia deixar de olhar pra ele e sonhar...Tão bondoso e belo...Lhe dera sangue para salvá-la e a seu bebê quando qualquer outro a deixaria morrer sem nem dar conta de sua existência e ainda se preocupava com ela. Era quase inacreditável!
Ela deu um sorriso tímido...Podia ser apenas um belo sonho mas enfim sonhar era tudo que tinha. Só queria olhar pra ele e cantar como nunca cantara antes...
Como uma sonâmbula, viu sensei Adrian se dirigir a ela, elogiando sua aparência.Sorriu, envergonhada e agradeceu.

- A-arigatô, Sensei...Hai, vamos nos  esforçar!- sorriu, sem-graça,olhando para ele e Rose.


"-Você é carne ou espírito?
 -Eu sou tristeza."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Seg 17 Out 2016 - 15:30

~* Lily *~


Lily estava muito satisfeita não somente com a forma com que Daryl estava vestido, como também os modos dele. Aquele vampiro antiquado, arrogante e interesseiro havia mudado completamente, agora estava tão doce e gentil que ela o olhava cheia de ternura e orgulho. E, era claro, havia recebido todos os elogios dele com muito gosto e até com certo ar narcisista que lembrava o pai.

Foram de repente interrompidos por outras garotas, Liriel e Cathy, quem a menina não conhecia. Olhou com curiosidade para as duas amigas de Tohru, mas via que elas estavam com pressa, então decidiu não se meter, mesmo que fosse para uma breve apresentação. Teriam tempo para aquilo depois da cerimônia, quem sabe a japonesa não pudesse lhes apresentar os outros amigos? Achou curioso a forma com que ela corou ao mencionarem o nome de um homem que ela também desconhecia, mas deu um sorriso feliz. Estaria Tohru gostando de outra pessoa? Ah, aquilo era ótimo, ela merecia ser feliz.

Despediu-se dela com um aceno animado, depois seguiu de braços dados com o namorado e junto da amiga/irmã. Seus olhos brilhavam com a decoração do lugar, tantas flores, ela amava flores, e o brilho também. Olhou para Daryl e seu rosto corou e ela desviou o olhar. Estava imaginando se um dia se casasse com ele se tudo seria tão bonito daquele jeito. Resolveu disfarçar antes que ele adivinhasse o que ela estava pensando.

Passou a tagarelar sobre o local com Naru, até que parecia que tudo estava pronto para iniciarem a cerimônia. Sorriu e puxou os dois, animada.

- Vamos, vamos nos sentar, já vai começar! - falou e se acomodou com eles nos devidos lugares. Estava ansiosa para que Rose chegasse e imaginava o quanto ela estaria linda e deslumbrante num belo vestido branco e reluzente de noiva.



< Lewis >


Lewis sorriu assim que viu a vampira se aproximar dele e afagou seu rosto enquanto a media dos pés a cabeça e dava um sorriso torto.

- Posso dizer o mesmo de você. Está uma gata - se aproximou e mordiscou sua orelha - Mesmo com esse rostinho falso - se afastou e pegou um drink, oferecendo a ela - Parece que sempre somos convidados para eventos entediantes, não é? Ao menos esperava algo mais animado vindo do nosso “amiguinho” Kuran. Falando nisso, ele ainda não chegou, será que desistiu de botar a coleira? - perguntou com um tom maldoso. Olhou então ao redor e riu baixo - Pelo menos não estamos sofrendo sozinhos - apontou Charles - Vamos socializar.

Se aproximou do vampiro loiro, puxando Jourdan consigo, e o cumprimentou com uns tapinhas no ombro.

- Olá, meu caro amigo com cara de paisagem, o que faz aí sozinho? - farejou e fez uma leve careta - Pensei que havia trazido sua namorada “simpática” - falou com sarcasmo, já que sabia que Sakura o odiava com todas as forças por causa de Lohanne.




+ Nero +


O vampiro mantinha-se entre os convidados e tomava com calma um drink enquanto aguardava a cerimônia começar. Aquilo estava demorando, não estava? Era tradição humana a noiva se atrasar, algo que ele nunca entendeu, mas o noivo também? Aquilo já era dose. Será que teria algo acontecido aos futuros monarcas? Deu de ombros. Não se importava realmente com aquilo. Mesmo que sua filha fosse ficar triste se algo acontecesse aos amigos dela.

Finalmente então o “padre” deu sinal de vida e logo o noivo. Mas o “padre”... Ele era familiar. Aquele rosto, aquele cheiro, a presença… Nero arregalou os olhos. O cabelo era diferente, mas não havia dúvida alguma de que aquele era Kyoshiro. Kyo! O que aquele doido ainda estava fazendo em Ambarantis?! Ele não devia mesmo entender - ou se importar - com o perigo que corria, tão fascinado em encontrar o pai dele.

Ficou tenso. Sentia simpatia por aquele puro que havia sido tão gentil com ele no inferno que era o pub de Magnus. Tanto que o ajudara e incentivara a sair de lá. Vê-lo ainda na cidade fazia com que Nero se preocupasse com a segurança de Kyo, mesmo que soubesse que o outro vampiro era um ancião puro. Ele era ingênuo demais, bondoso demais, como uma criança inocente. Temia que Magnus o encontrasse ali e pudesse caçá-lo. Merda. Aquela era uma informação que Nero não gostaria de ter. Esperava que o chefe continuasse a não tocar mais no assunto, odiaria comprometer a segurança daquele puro.
Respirou fundo e tentou se acalmar. Estava sendo paranóico. Um ancião saberia se cuidar. E se ele estava aliado aos Kuran, então estaria muito bem protegido. Resolveu se afastar um pouco mais. Talvez fosse melhor não se revelar ou aquilo poderia deixar o outro nervoso. Ficou então em um canto aguardando a cerimônia começar.




Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Qua 19 Out 2016 - 21:39

++Melissa++

Recusar um convite como aquele realmente não era minha intenção ou qualquer desfeita. Afinal, querendo ou não, eu não posso negar que adoraria viver naquela casa com meu irmão e Sakura-chan, a quem também considerava uma irmã mais velha. [s]Mesmo que, em realidade, eu fosse mais velha que ela.[/s]

No entanto, de nenhuma forma, aquilo era uma escolha que eu tinha. Não por vovô me obrigar ou ser tão autoritário como meu irmão parecia pensar, pelo contrário, ele sempre fora bem legal comigo. Não. Não era isso... Era apenas Ryan e meu avô adotivo? Eu ferira um gravemente e quase matara o outro. Então por que arriscar? Não que tivesse medo de fazer mal a Charles, ele era forte, uma parte de mim tinha certeza disso. Não. Meu medo se residia em Sakura-chan, e em seu cheiro de sangue vergonhosamente atraente, até para alguém como eu. Não que fosse lhe admitir minhas preocupações, 

Não queria ela com medo de mim. Não queria que ninguém soubesse o que havia me tornado, ou feito. 

-Sim, poderemos brincar e... Maquiar Charles-nii para que ele possa "ir para o chá"? Ele não iria se opor se pedíssemos - Soltei com aquele sorriso infantil que outrora possuía, tentando me envolver novamente em minha concha imaginaria. O Porto seguro que representava meu eu anterior. 

Por que afinal as coisas tinham que mudar quando eram tão perfeitas como um conto de fadas há tão pouco pouco tempo? Me perguntava distraída, sem perceber a aproximação dos dois vampiros até uma voz conhecida me abordasse, causando uma sensação estranha na barriga e no peito.

-Hunny-chan?! - Perguntei me segurando para não abraçá-lo ali, como sempre fazia, para manter a postura perto daquele outro vampiro que de forma estranha tinha cheiro parecido com o do vovô, embora de certa maneira meus olhos continuassem a brilhar ali como uma criança alegre. 

De qualquer forma, logo essa distração passou, e diante do convite, meus olhos voltaram para Sakura. Sair com Hunny, mas é Sakura-chan? Eu não tinha dito a Charles que cuidaria dela? Mas... Meus olhos encararam o moreno, o loiro e, por fim Sakura, enquanto confusa eu mordia os lábios. Ela tinha certeza que estaria bem? Me perguntei em silêncio. Eu realmente queria ir com o puro sangue, mas... - Certo.... Neechan, qualquer coisa é só me chamar.... - Soltei apesar de ainda temerosa, antes de dar a mão para Hunny e sair andando com ele pelo jardim. 

Não iria ter um ataque ali, não é? Estávamos no casamento do rei.

++Charles++

Sakura estava tentando fugir de mim ou era apena uma impressão? Me perguntei com um suspiro resignado e as mãos nos bolsos enquanto via A humana e minha irmã saírem para seu "passeio de meninas". Sério. O que tinha dado em sua cabeça oca para querer se afastar num lugar como aquele? Não que aquilo fosse muito mais interessante que minhas reuniões de família, mesmo que o organizador fosse o maldito Kuran sumido.

E por falar em vampiros sacanas e malditos... Lewis logo veio a surgir com seu sarcasmo. O que apesar de tudo, eu agradecia, era bom ter alguma distração. - Melissa a sequestrou.. - Soltei com um dar de ombros meio sentido para o ruivo, antes de apenas cumprimentar Juordan com a cabeça. Ah... Então eles estavam em um relacionamento sério? Me perguntei levantando a sobrancelha como se questionasse algo ao outro. - Embora tenha certeza que, assim que o avistar... - E avistar ela. - Vai querer te dar as boas vindas pessoalmente. 

Pensando bem... Não era melhor chamá-la, afinal, naquele momento Kuran já começava a chegar ali? O pobre puto governante que agora colocava coleira. O maldito evento iria começar.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Ter 1 Nov 2016 - 7:19


~~ Daryl e Naru~~


Daryl olhava de canto para a namorada, observando sua reação diante das flores. Parecia estar em sintonia com seus pensamentos, mas decidiu não comentar, para não parecer precipitado. Apenas deu um sorriso de lado, secretamente imaginando a vampira em um vestido único de casamento, cercada por flores. Estariam longe desse feito? A pior parte, com sua família, já tinha acontecido.

Naru correspondia à tagarelice de Lily, também encantada com toda aquela decoração. Cochichava coisas como "Imagina quando for o de vocês?""Você vai querer casar em um castelo? a-a-aah!! Desculpe, estou imaginando muita coisa" e cobriu o rosto vermelho.

- Vamos - comentou, levando-a para sentarem-se. Não parava de olhá-la, interessado em cada reação e satisfeito de que tinha encontrado alguém tão belo e amável para ficar a seu lado. Malditos casamentos! Deixando-o tão sucetível.


~~ Minna ~~

- Esse rosto foi cuidadosamente selecionado - sorriu Minna. - Não quero ser estraga prazeres do casamento do líder. Isso seria burrice - sorriu - Mas será que todos pensam assim? Espere só pra ver. Não é possível que esse evento seja só uma festinha... Bem, vamos socializar.

Minna seguiu com ele até Charles, cumprimentando-o educadamnete e sorrindo, posando como uma "namorada". Era divertida essa situação para ela. Agir feito uma jovem idiota, embora nada disso a afestasse. Tinha curiosidade para descobrir sobre a tal da namorada de Charles, mas faria perguntas mais tarde.




~~ Casper e Euphemia~~

Euphie estava no local um tanto aérea. Sentada, era como se estivesse absolutamente sozinha. Sentia falta de quando tinha alguém para distrair, como aconteceu no desfile de Victoria. Na realidade, até esperava encontrar Lirion naquele lugar, o que a deixava estranhamente ansiosa.

Casper tinha problemas demais na cabeça, mas sorria pacientemente, aguardando o evento.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP


Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4561
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Qui 1 Dez 2016 - 21:26

_Hunny

Dante... Dante... Ele sempre se julgava tão superior e inteligente, mas as vezes ele deixava transparecer umas faíscas, alguma energia sutil no olhar que para mim, que já o conhecia há séculos, era o suficiente para decifrar muitas coisas.
Mas eu não tinha nada a ver com isso e, na verdade, até iria me beneficiar um pouco. Afinal, isso tirava um pouco a sua atenção de mim e me permitia fugir, como estava fazendo, com a minha pequena princesa.

~Eu imaginava te encontrar aqui...  - disse baixo, andando de braços dados à ela, enquanto olhava para frente, sorrindo e andando em direção aos jardins longe da montagem principal de mesas e arranjos da festa. ~ E desde então venho calculado formas de te levar para longe dos seus parentes e passar um tempo à mais com você...

Isso não era mentira. Embora, tirar ela de perto de Charles fosse parte do que eu deveria fazer isso nunca me seria um trabalho. Eu praticamente pagaria para que eu pudesse fazer isso.

- Mas eu vou te liberar na hora que a noiva for jogar o buquê... - um sorriso involuntário e meio sapeca abriu no meu rosto de lado a lado - quero ver sua agilidade para pegá-lo da mesma forma que eu a vi no dia do festival de esculturas de gelo.

Eu não sabia explicar isso. Já faziam anos que isso era um mistério para mim. Uma pequena vampira, inocente até demais, ter conseguido arrebatar um coração antigo e duro como o meu parecia até mentira, mas eu soube desde o início que era verdade. Era algo que eu sempre esperei por séculos e que agora eu aproveitaria cada segundo.

Sakura e Dante.

Eu fiquei olhando o casal de pombinhos se afastando e peguei dois drinques com o garçom que passava e entreguei o outro copo à minha doce acompanhante que o aceitou, mas sem beber. Eu me virei sorrindo à ela.

- Prazer, Dante - fiz com brinde o copo que ela correspondeu.

- Sakura... - meu sorriso foi sutil, seguido de um gole na bebida. Eu não ficava exatamente confortável ao lado de vampiros, ainda mais puros que exalavam aquele tipo de energia falsa de quem tentava mascarar sua sede pelo meu sangue para ser um bom moço. - É amigo da noiva?

Essa seria a primeira opção. Kuran havia sido criado por caçadores enquanto Rose sempre fora uma vampira.


- Na verdade, apenas um convidado por ser de uma família importante... e puro, como pode ver. - eu dei um gole na bebida também, mas meus sentidos estavam atentos ao redor. Nada podia sair errado ali.

- Como posso ver? - aquilo foi estranho... Como pode ver...na verdade, ele que poderia ver que eu era humana ali, logo pelo senso comum das coisa não poderia saber sobre seu rank.


- É hunter, não é? - Eu ri, como se aquilo fosse óbvio - Sou parente de Melissa e consequentemente de Charles também. A família toda sabe dessa aventura de Charles com uma humana e, ainda por cima, hunter. - dei de ombros - Não se preocupe comigo, minha cara. Eu apenas acho cômica toda a situação e as labaredas que saem das orelhas de Murtagh cada vez que ouve seu nome, eu não tenho nada a ver com isso

- E o que Murtagh anda fazendo para ouvir meu nome? - Eu não sei se era isso que ele queria, mas conseguiu minha atenção. Eu queria saber o que Murtagh sabia e, principalmente, o que faria. Ele não desistiria de Charles e eu sabia que era um empecilho à isso. Então....


- Vamos dar uma volta pela festa e quem sabe a conversa nos leve à isso... - eu fiz um gesto para ela me acompanhar a andar pelo lugar. A humana havia pego a isca.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Hoje à(s) 21:18

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Jardim da mansão Kuran
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Jardim da mansão Kuran
» Mansão Kuran
» Jardim da Mansão
» Assustador! - Episódio 1 "A Mansão Velha"
» o {Mansão} ? Descrição da Mansão

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: Ambarantis :: Cidade Alta :: Mansão Kuran-
Ir para: