Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Mansão Kuran

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Mansão Kuran   Sab 3 Out 2015 - 20:31

Mansão Kuran



~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Sab 3 Dez 2016 - 15:45

Continuação do Escritório...


+ Kyoshiro + Loran + Rocco +

Kyo sentia uma tonteira, porém devido seus poderes mentais, começava a lutar contra aquele poder angelical do hunter. Seu corpo reagiu de imediato e ele sentiu que estava preso e era levado para algum lugar.


- Loran-sama... por favor, qual a necessidade disso? Eu não entendo...- ele tentava se mexer e virou o rosto para a direção do puro Rei.

-Kyoshiro-san, somente estamos nos prevenindo, irá ficar bem se colaborar conosco, porém se reagir teremos que agir.

-Eu não compreendo, quando ouviu o nome de meu pai reagiu dessa forma? Eu não desejo mal de vos e nem quero o mal de todos aqui, não entendo. - Pararam a maca perto de um caminhão e abriram a porta de trás.

O grupo de hunter ficou em volta deles armados e prontos para usarem de força se fosse necessário.

-Kyoshiro san, seu pai é extremamente perigoso e quem me garante que está aqui em nome dele para agir contra mim e minha família? - Loran fez um gesto para levarem ele para dentro do caminhão. - Iremos conversar assim que estiver longe de minha casa.

Rocco olhou o puro e fez um gesto para levarem para dentro do caminhão.


~* Narrador Master *~


Última edição por Master em Dom 4 Dez 2016 - 7:50, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado
avatar

Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 147
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Sab 3 Dez 2016 - 21:28

Rose e Adrian
Rose sabia que Tohru vinha treinando com o Puro que oficiara a cerimônia de casamento real e que estava feliz. Ia ser bom voltar a ficar perto dela e cuidar daquela jovem meiga agora que sua Lissa tinha seu "protetor particular" e voltara para seu pais para ser a futura rainha. Agora que estava tudo acertado, Rose resolveu ligar para sua protegida e dar a boa nova. Só não esperava encontrá-la naquele estado... Não conseguira entender nada e a jovem Kuran não atendia mais o telefone. Algo muito grave devia ter acontecido e iria apurar já!
-Adrian, largue essa vodca e vamos pra mansão Kuran! Agora!
O nobre olhou pra ela, mau-humorado, fazendo menção de tomar um longo gole pelo gargalo só pra irritar a guardiã, mas ela foi mais rápida e arrancou a garrafa da mão dele.
- Eii!!- ele protestou, já meio alto. Estava particularmente deprimido depois de presenciar o interesse da irmã por aquele Puro com jeito de monge, mas que pelo jeito de monge não tinha nada. Parecia que não dava sorte mesmo com as mulheres...- Me deixe em paz, está bem? Eu nem tenho que dar aula essa noite e...
- Tohru está precisando de ajuda! Não sei o que é, mas ela estava aos prantos no telefone! Agora vá tomar um banho gelado porque você vai comigo!
- Para que? Ela já tem lá quem cuide dela...- ele disse aquilo, mas já se mostrava mais interessado, levantando-se.
- Loran pode ainda não acreditar mas se você é mesmo irmão dela, sinto que deve estar lá...Vamos logo!- insistiu, impaciente.
Não precisou falar duas vezes. Adrian correu até a pia e molhou os cabelos e o rosto. Aos poucos ia expulsando os efeitos anestésicos do álcool.Por sorte mal começara o porre da noite.
Logo eles chegaram à mansão e viram toda a comoção com Kyo preso a uma maca prestes a ser colocado num caminhão, Loran e o grupo de hunters.
-Loran-Sama!! Quero dizer, Majestade...- corrigiu-se Rose, correndo até o grupo seguida de perto por Adrian.- O que está havendo? Porque Kyoshiro-Sama está preso nessa maca? Pra onde o estão levando?
Adrian fez uma breve reverência ao tio, mas sua atenção se voltava pro interior da mansão. Ela estava vindo.
Tohru


Tohru acordara, assustada. Por alguns segundos olhou em volta, confusa, mas aos poucos lembrou da conversa que acabara de ter com seu tio. Foi até a janela. sentia a presença dele e de Kyo-Sama na frente da mansão.
- Será que Oji-Sama vai expulsá-lo?!Oh, Kami-Sama! Não!! Preciso ir até lá! Preciso ver Kyo-Sama...nem que seja pela última vez!
Ela correu o mais rápido que pôde e ainda chegou a tempo de ver o grupo de hunters, seu tio, até mesmo Rose, sua guardiã e o professor Adrian...e Kyo-Sama preso a uma maca!!
-Oji-Sama!! Doshite?- exclamou, parando diante deles.- Por que está fazendo isso com Kyo-Sama?!


"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 16:32

+ Loran + Kyoshiro + Rocco +

Loran estava aparentemente chateado, não esperava que o puro fosse acordar antes deles colocarem ele no caminhão e levarem para a residencia dos Kristans onde ficaria até resolverem aquele impasse.

- Kyohiro san, infelizmente agora não resolveremos isso, teremos essa conversa, porém fora de minha residência.

Olhou a jovem guardiã e inspirou um tanto chateado, aquela situação estava ficando pior.
-Ele está sendo levado para interrogatório. - fechou a expressão deixando claro que não passaria mais informações.

-Loran-sama, eu irei aonde desejar, porém ainda não entendo o que está acontecendo e o que fiz para está sendo preso.- Kyo deitou a cabeça e se resignou.


No entanto a voz de Tohru lhe chamou atenção do puro e seu peito doeu fazendo ele virar o rosto em sua direção.

- Tohru, o que conversamos no seu quarto? Será que o que falei não adiantou? - Loran mostrava-se sem paciência. - Descobrimos fatos sobre ele que vamos investigar e claro ele será levado sobre custódia até que resolvemos essa situação. -olhou Rose e fez um sinal – Vá para dentro. - Olhou a guardiã – Acompanhe a minha sobrinha até seu quarto.

Fez gesto com a cabeça para o pai e os demais hunter para prosseguirem.

Kyo sentiu mal ao ver a jovem sobrinha de Loran daquele jeito, porém precisava entender os motivos deles e claro esclarecer que estava ali com o intuito de ajudar devido a ajuda que recebera deles.

-Tohru dono, fique calma, vou conversar com eles e isso será resolvido.

Logo levaram ele para dentro do caminhão.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Tohru Kuran
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 757
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 18:15

Tohru e Rose

Tohru encolheu-se com a dureza das palavras do tio, mas o desespero por ver Kyoshiro sendo levado daquela maneira foi maior do que seu medo ou o respeito por Loran e ela teria ido até a maca tentar libertar o Puro que amava se não fosse detida por sua guardiã Rose, que, automaticamente, obedeceu as ordens de Loran, ainda que se odiando por isso, mas ela também temia que sua amiga Tohru se ferisse.
-Gomenassai, Tohru-chan...Acalme-se, por favor, não se esqueça do seu bebê!- ela segurava a jovem Kuran, impressionada com a força que ela ganhara, pois ela se debatia com força e só à custo era contida. E por que esfriara tanto de repente?
-IEE!!Não!! Não!! KYO-SAMA!! Solte-me!!
 A jovem Kuran gritava fora de si. O rosto de Kyo e o de Marshall se misturando em sua mente desesperada e confusa. Quantas vezes não tivera pesadelos com seu amado marido sendo levado daquela mesma maneira pra Associação de Caçadores? O incidente com Kyoshiro a fez surtar. Ela teria se soltado se Kyoshiro não tivesse intervindo e falado com ela.
Citação :
-Tohru dono, fique calma, vou conversar com eles e isso será resolvido.

Isso a acalmou de imediato, fazendo com que parasse de se debater, caindo num pranto convulsivo, desmaiando em seguida nos braços de Rose.
-TOHRU!- ela exclamou, segurando-a.
A guardiã olhou, séria, para Adrian que fizera menção de segurar a irmã, negando com a cabeça e alertanto com o olhar que ficasse quieto e também para Loran, falando antes de levar Tohru pro quarto.
-Senhor, desculpe meu atrevimento...Sei que não deveria me intrometer...Não sei o que ele fez mas esse Puro parece ser muito importante pra sua sobrinha, portanto, rogo por ela que não o maltrate e o trate com justiça. Se são apenas suspeitas...Hum, Adrian tem um forte poder mental e de leitura de auras.Ninguém consegue mentir pra ele, nem mesmo Sangues-Puros.Sou testemunha disso. Já o vi fazer isso. Ele pode ajudá-lo, não é mesmo, Adrian?- olhou pra ele, séria. - Bem, com sua licença, Loran-Sama, vou levá-la para repousar em seus aposentos.
Deu uma olhada rápida para o caminhão sendo fechado e para o Puro Rei e Adrian, que observava a tudo, de cara fechada. Então se retirou para o interior da mansão, levando a jovem desacordada.


               Tohru e Kyoshiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 19:24

+ Loran +

Era de fato que aquela situação piorou, por mais que tivesse alertado a sobrinha, ali esta a jovem e ingenua ao seu ver tentando defender alguém que mal conhecia.

Loran inspirou chateado ainda mais com o destempero da vampira e ficou ainda mais chateado ao ver o quanto ela já estava envolvida com Kyoshiro, pois o puro ao falar com ela a fez se acalmar.

-Cuide dela – falou a guardiã.


Foi para seu carro onde Raiven aguardava para leva-lo seguindo o caminhão. Quando a jovem guardião Rose lhe falou apreensiva sobre o outro vampiro.

-Eu vou considerar sua sugestão, afinal precisamos esclarecer esses fatos e se Adrian-san puder e quiser será de boa ajuda. - Olhou o vampiro nobre fazendo o gesto para ele entrar no carro onde foi seguido por Rocco, após conferir que o caminhão estava preparado para partir.

Logo saiam das dependências da mansão Kuran tomando o rumo a residencia dos Kristans.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Adrian Ivashikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!
avatar

Char RPG : Adrian Ivashikov
Humor : Bipolar
Localização : Em seus sonhos , baby...^~
Posts: : 49
Inscrição : 09/03/2016

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 20:04


Aquela noite seria realmente pior do que pensara. Seu humor ia de mau a pior. Não fora nada agradável pra ele ver a irmã pela qual se apaixonara destemperada daquele jeito por seu rival. no entanto, isso não significava que se alegrava por ele estar naquela situação. Isso não era de seu feitio. Não gostava de ver ninguém daquele jeito ainda mais se fosse uma situação injusta e Adrian, ainda que à contragosto, tinha que admitir que nunca sentira nada de maligno naquele Puro que seguia prisioneiro até a residência dos hunters.
- Cuide dela com carinho, Rose, por favor...- falou, preocupado com o estado da jovem Kuran.
Olhou pro tio e aceitou o convite.
- Irei e ajudarei no que for possível, senhor.-antes de entrar no carro com eles, falou: - Peço que tenha paciência com ela e não brigue mais com Tohru-san depois...Ela...Bem, pelo que pude ver na aura dela, sua mente estava abalada e confusa, voltando ao passado, lembrando-se de...me pareceu, pesadelos com o primeiro marido, um tal de Marshall.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Ter 18 Abr 2017 - 21:15

Retorno a mansão...

Loran havia comunicado a Tohru que seu filho estaria de volta, aquela noite estava sendo por demais especial para a jovem vampira, havia ganhado a permissão de se casar com Kyo e teria seu filho de volta.

Os emissários do clã Yuriev chegaram em um carro preto e aguardaram a permissão para entrar na mansão, foram revistados, inclusive por equipamento de detectar qualquer magia e inibir uso da mesma no lugar. Após a revista, os portões da mansão foram abertos e assim o carro preto seguiu pelo estacionamento parando na entrada do lugar.

No hall, estava a serva de Loran, Raiven que fazia a recepção daqueles vampiros estrangeiros, ela falou com ambos e assim que o menino desceu do carro, olhou tudo ao redor.

Ele tinha uma expressão distante e olhou o lugar com certo tédio. andou até a dupla de emissários e falou seco e chateado.

- Essa é minha nova morada? 

A mulher alta e esguia vestida de negro e longos cabelos loiros quase brancos olhou-o de lado e concordou com a cabeça.

O vampiro junto a ela somente observava sem nada dizer.

- Em nome dos Yurievs viemos lhes entregar a cria de Tohru Kuran.- a vampira falou a Raiven.

A guardiã de Loran apontou a entrada e por fim os conduziu até a sala de estar.

- Já fomos avisados e a Tohru-san virá recepcioná-los.

Assim a dupla aguardou e o menino vampiro estava perto deles, olhando tudo muito sério e distante.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Tohru Kuran
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 757
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Qua 19 Abr 2017 - 4:02

Tohru e Rose


Tohru, que havia chegado um pouco antes com sua guardiã, aguardava, ansiosíssima em seu quarto, ficando ainda mais tensa ao saber da chegada da dupla de vampiros romenos com seu filho.
-D-diga a eles que já estou indo.- disse ao criado que a foi avisar.
Andando até o grande espelho que havia em seu quarto, Tohru mirou-se nele, falando com sua guardiã.
-Eles chegaram...Oh, Rose...estou com medo! Estou com um péssimo pressentimento!-  a jovem vampira leva a mão ao peito na altura do coração. Estava muito pálida, como se estivesse prestes a desmaiar.
Rose se alarmou.
- Tohru, o que há? Está se sentindo mal?- perguntou a jovem, preocupada.
- Não...Eu não sei...Sinto como se meu coração estivesse apertado, pior, como se estivesse sendo arrancado do peito de tanta aflição...Na verdade, já venho sentindo isso faz tempo, mas hoje... mal posso respirar...- Ela fechou os olhos, segurando as contas do rosário em seu pulso, procurando respirar com mais calma e amainar aquele mal-estar. Só esperava que Kyo não estivesse sentindo seu estado de espírito.Não queria preocupá-lo...Possivelmente, era apenas ansiedade...Ou não?
- Watashi...Está tudo bem...Eu vou ficar bem...- disse para ela e para si mesma.- Deve ser só ansiedade mesmo...Ka-chan voltou pra mim! Vamos logo...preciso vê--lo!
Ela se pôs à caminho com Rose em sua esteira, logo chegando, ereta e digna na sala de estar diante da dupla de vampiros romenos com seu garotinho.
-Stelian-san...- cumprimentou-o com um aceno de cabeça,bem como à vampira parecida com ele, de cujo nome não se recordava.- Afinal, chegaram...- Aproximou-se a passos lentos do menino de cabelos brancos sisudo e frio, que a observava, indiferente.- Ka-chan...meu filho...- sua voz falhava, emocionada ao extremo. Andou até bem próximo ao garotinho, atônita como ele crescera desde a última vez que se viram na Romênia a algumas semanas. Parou a alguns passos dele, abaixando-se e abrindo os braços.- Minha criança preciosa...Ka-chan...Sou eu, Tohru, sua mãe...Não vai me abraçar, como sempre fazia ao me ver?- perguntou num fio de voz.
Atenta e desconfiada, Rose, se postou junto a ela, sem desviar os olhos dos recém-chegados.


               Tohru e Kyoshiro


Última edição por Tohru Kuran em Dom 23 Abr 2017 - 2:41, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Sex 21 Abr 2017 - 23:16

+ Raiven +
A serva e guardião de Loran estava atenta aquela dupla, eram emissários dos Yuriev's e por esse motivo não eram dignos de confiança. Apesar de ter permitido a vinda deles a mansão, ela era contra, afinal por ter colocado tantos desconhecidos dentro da residência no dia do casamente acarretou a lástima da acusação a Rose sama de assassinato.

Loran não se encontrava na residência, estava na sede do governo resolvendo as demandas que lhe eram atribuídas e claro na preparação do local para a primeira grande reunião dos 5 clãs que ocuparam os Tomos dos Anciões.

- Loran-sama pede desculpas por não poder recepciona-los, no entanto intitula a Srta Tohru para representá-lo e recepcionar a vossa chegada. - Ela curva levemente e depois volta a sua posição séria e um tanto inexpressiva olhando Tohru esperando que ela acompanhe-os a sala de estar.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Adrian Ivashikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!
avatar

Char RPG : Adrian Ivashikov
Humor : Bipolar
Localização : Em seus sonhos , baby...^~
Posts: : 49
Inscrição : 09/03/2016

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Seg 24 Abr 2017 - 2:08


Aquela noite Adrian sentia-se mais agitado que de costume e nem a boa e velha vodka o ajudara a relaxar dessa vez...Queria ver Tohru. precisava vê-la! Não tinha nada a ver com a paixonite que achou ter tido por ela, já se conformara que ela  gostava de outro e até sentiia-se feliz que fosse um Puro tão bom e poderoso... Sentia-se angustiado como se algo estivesse pra acontecer mas ele não conseguia saber o que era, seu poder não lhe dava sinal algum...A não ser...Sim, a angústia que sentia não era dele e sim dela! Algo estava errado com sua irmã e ele não conseguia falar com Rose. Por que diabos ela não atendia o celular?! Algo estava acontecendo e ele iria descobrir o que era.
Resolveu ir até a mansão Kuran fazer uma visita. Se tudo estivesse bem, diria que...Ora, inventaria alguma coisa, tipo aulas particulares, afinal tanto Tohru quanto Rose andavam afastadas da Cross.
Após passar pela segurança, aliás, muito mais rigorosa do que de costume, estacionou seu mustang amarelo próximo a um carro negro.
-Estranho...Quem estará aí? - pensou Adrian, intrigado.
Mais seguranças e ele conseguiu entrar.
- Boa noite! Espero não estar atrapalhando, mas... - parou de falar, vendo que realmente havia visitas. Um casal de vampiros de cabelos quase brancos estava com um garotinho oriental com cabelos claros também...Ora, o filho da Tohru! Devia ser pela atitude dela...
Ele olhou para Rose, que o olhava, séria, sinalizando que ficasse quieto. O ambiente estava tenso demais, nem precisava de seu poder de leitura de auras pra saber disso. Podia ver o quanto a aura de Tohru oscilava de aflição. Ela aguardava a reação do menino e aquele casal estranho...Ele franziu a testa, tentando analisar a aura deles...Uma coisa era certa e agora ele sabia o porque de todo aquele clima tenso: Estavam ligados aos Yuriev!


Voltar ao Topo Ir em baixo
Lohanne
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Lohanne - Hunter
Yan Yuriev - Vampiro Puro Sangue

Posts: : 3153
Inscrição : 15/05/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Qua 3 Maio 2017 - 17:11


S
telian respirou fundo, a mansão Kuran se desenhava no horizonte diante dele. Leina estava quieta depois daquela pequena discussão, tão quieta quanto a criança que estava sentada no banco detrás, na cadeirinha do carro. Stelin até mesmo havia se esquecido da presença de  Katsuya.

Ele olhou para o pequeno pelo retrovisor, mas a criança parecia distante, olhando para fora. Havia sido assim desde que a criança havia sido recuperada.
“Algumas coisas simplesmente não podem ser recuperadas...” – ele pensou sentindo muito pela senhorita Kuran. Fora graças a insistência dela que Leina também fizera parte do acordo com Selena Yuriev.

O carro mal havia estacionado e Leina saltou, se dirigindo para a parte traseira do veículo, retirando Katsuya da cadeirinha de segurança. Stelian desligou o veículo e respirou fundo. Por que se sentia tão negativo naquele momento? Por que estava tão desconfortável assim de repente?
Então, seu celular fez um único bio, informando a chegada de uma mensagem, um número desconhecido lhe enviava um sms, o que era muito estranho com tantos aplicativos de mensagem funcionando.

Julgando ser apenas uma propagando, ele retirou o celular do bolso e deslizou a sequência de desbloqueio. O sms foi prontamente exibido na tela com uma única frase: “el sa intors”

Os olhos azuis de Stelian tornaram-se ainda mais claros, a sensação do gelo que corria em suas veias, misturado ao seu sangue parecia ter tomado todo o ambiente externo, como se a morte houve expirado por todo o interior do carro.

-Stelian... – Leina bateu suavemente em seu vidro, ela sorria novamente, enquanto Katsuya tocava de modo distraído sua bochecha, como se estivesse checando se a vampira era real.

Stelian apressou-se em guardar o celular e forçou-se a sorrir, saindo do carro. Leina ainda julgava de forma inocente que ele estivesse aborrecido pela discussão de antes e então apenas reafirmou seu próprio sorriso. Ela havia sido uma idiota e precisava se desculpar.

Em silêncio, Stelian passou os braços sobre o ombro da vampira enquanto cruzavam a entrada da mansão Kuran, diversos olhos se voltaram para o casal e para o pequeno vampiro nos braços de Leina.

- Boa noite – Stelian tinha um tom de voz firme quando cumprimentou aos demais e Leina tinha um tom amável em seu cumprimento. Ele encarou Rose e Adrian por um instante. Aquela notícia caíra como uma bomba sobre ele e então sua desconfiança cresceu ainda mais. A sensação de falsa segurança que ele quase não sentia aumentou ainda mais.

Deveria confiar aquela notícia a Loran? Não, não... Stelian então olhou para Tohru, seus lábios entreabertos como se estivesse prestes a dizer algo. Poderia confiar nela uma vez mais?



“Ela merece saber...” – ele pensou, mas o que aquela revelação custaria? Stelian voltou a olhar para Leina que agora caminhava em direção a Tohru, para lhe entregar Katsuya.

Ele precisava manter Leina segura, mas onde seria seguro? El as intors...





"We greeted death as an old friend"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tohru Kuran
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 757
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Qui 4 Maio 2017 - 2:11


Tohru tinha os olhos fixos na criança fria e distante nos braços da vampira de cabelos platinados. As lágrimas arderam em seus olhos expressivos mas ela se manteve ainda firme e sorriu, amável para ela.
-Leina-san...- ela lembrou-se do nome da irmã de Stelian, dando um sorriso triste e um suspiro cansado, mas seu papel era de anfitriã e precisava cumpri-lo. Olhou também outra vez para Stelian que a observava com ar tenso. O professor Adrian tambem estava lá e isso a agradou. Gostava dele, era um bom amigo assim como Rose, o que lhe deu mais serenidade e segurança.- ...Stelian-san...Sejam bem-vindos! Fico realmente feliz que... a senhora Yuriev a tenha permitido vir...- não pôde se furtar a um leve estremecimento ao lembrar da sinistra matriarca dos Yuriev. Por instinto, levou a mão protetoramente ao ventre um pouco arredondado, a nova gravidez se evidenciando ao poucos.- Você...foi muito gentil comigo na Romênia...a única que me demonstrou compaixão sincera, Leina, e jamais esquecerei isso...Jamais esquecerei o que ambos fizeram por mim. Reafirmo, Leina e Stelian, se depender de mim, farei de tudo que possam ficar juntos e em segurança conosco...- ela fez uma pausa muito séria.- Porém, sabem que devem deixar sua lealdade àquele clã para trás ou não poderei garantir que não hajam represálias severas...tanto de meu tio quanto de meu futuro marido, Kyoshiro Dreizahl.
A jovem Kuran aproximou-se mais, tocando a face fria de seu bebê no colo da vampira romena. 
-Onegai...Por favor, entregue-me meu precioso bebê...Sinto tanta falta dele que meu coração dói...
Ela estendeu os braços para receber a criança. Ainda se sentia agoniada e tensa, ainda mais depois de ver Katsuya tão distante, mas ainda tinha esperanças...Seu amor era forte e profundo....Ela era mãe e o amor de uma mãe podia vencer qualquer coisa...Precisava acreditar nisso, apesar da sensação sufocante em seu peito. Havia algo também que não podia deixar de perguntar...Precisava enfrentar seu maior medo por mais que preferisse não pronunciar mais seu nome e pela expressão de Stelian, tinha um mau pressentimento...
-Stelian-san...Sabe algo, não é?...- engoliu em seco, engolindo o nó na garganta. - Sabe alguma notícia de... Yan Yuriev?  - perguntou, pálida. 
"Onegai...Que ele diga que aquele monstro está morto e nunca mais o verei de novo..." - pensou, aflita


               Tohru e Kyoshiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lohanne
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Lohanne - Hunter
Yan Yuriev - Vampiro Puro Sangue

Posts: : 3153
Inscrição : 15/05/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Sex 5 Maio 2017 - 0:47


***

O sorriso de Leina era bastante calmo e ela segurava a criança com carinho enquanto caminhava em direção a senhora Kuran, afinal, aquele bebê tinha também o sangue de sua família, mas a afeição dela não era somente por isso, era pela situação como um todo.

Ela sentia por sua família e por tudo o que havia visto, sentia a maldade dos Yuriev e como a breve convivência com Selena havia modificado aquela criança. Algumas coisas que haviam ocorrido, ela jamais poderia revelar para Tohru.

Com cuidado Leina colocou Katsuya nos braços de Tohru, ainda acariciando seus cabelos brancos, olhando em seus olhos acinzentados.

- Ele tem sido uma boa criança – Leina comentou de modo gentil.

A criança ainda parecia distante, mesmo no colo da mãe, como se não reconhecesse àquela que lhe dera a vida, como se a mente dele houvesse sido, de alguma forma, modificada.

“Agora ele é uma criança de gelo” – Leina pensou, soltando um suspiro. Ela entendia o que era aquilo, Stelian e ela tiveram aquele passado e todas as outras crianças geradas no gelo do vilarejo romeno, entre os vales silenciosos onde no topo da montanha a imensa fortaleza Yuriev se erguia.

Abaixo, centenas de clãs nobres menores viviam uma vassalagem como ela nunca vira. As cidades humanas ao redor sequer desconfiavam do que acontecia ali e de lá era governada boa parte da Romênia, senão ela toda.

Stelian se aproximou pra cumprimentar Tohru, parando ao lado de Leina. Os irmãos tinham uma grande semelhança, quase gêmeos, olhos e cabelos claros, a pele de mármore e uma aura muito parecida.

Stelian olhou para Katsuya, a criança era calma e pacífica, mas nunca mais dera um sorriso e o tempo que passara com eles dissera poucas palavras, expressando apenas seus desejos comuns.

Ele ficou visivelmente tenso com a pergunta de Tohru, sua postura ficando ainda mais protetora em relação a Leina, como se, de repente qualquer um naquela sala pudesse se tornar uma ameaça. E podia.



-Se eu não a conhecesse senhora Kuran eu poderia jurar que suas palavras soam como uma ameaça – ele respondeu, olhando-a nos olhos – Acredito que agora se sinta protegida o suficiente para afirmar que tudo ficara bem, mas eu já pensei o mesmo e agora tudo o que me resta é minha irmã – ele olhou então para Katsuya – tem certeza de que pode mesmo proteger tudo o que ama?

O tom dele era baixo e ele parecia o mesmo Stelian que ela conhecera meses atrás, alguém que não confiava nela. Mas por que?

- Eu não tive notícias, todos os nossos laços foram cortados em nossa última visita – ele afirmou, mantendo seu olhar.

***



-Stelian – a voz feminina e baixa o chamara detrás de uma pilastra no estacionamento do pátio, na parte detrás do castelo onde, em séculos passados, cavalos habitavam.

Ele se voltou, se afastando de Leina, sua irmã estava tão apreensiva naquela conversa de negociação entre Loran e Selena que sequer notara sua ausência.

-Eu vou morrer? – a jovem perguntou – por que eu não fui com os outros? – Stelian olhou em volta, como se quisesse ter certeza de que ninguém os estava vendo e então a puxou para trás de um carro mais a frente.

-Eu não sei Melissa, eu não sei de nada, você viu o que aconteceu com a minha família – ele disse para a garota enquanto tornava a olhar em volta e se certificar de que ninguém os via – olha... depois do que você fez, depois do que fizemos... eu não acho que a senhora Kuran a ajudaria... me desculpa – ele pediu e ela segurou a manga do casaco preto dele, flocos de neve manchavam com diversos pontinhos brancos.

A menina de olhos azulados e cabelos descoloridos o olhou como quem implora.

-É verdade que ele morreu? Foi você quem o matou? – ela perguntou, numa preocupação genuína.

Stelian não conseguia entender, ou conseguia? Ele passou a mão pelo rosto, de maneira desconfortável e então tirou um papel e caneta do bolso, anotando rapidamente um número.

-Me manda mensagem... eu vou te contar tudo o que está acontecendo lá fora...- ele então se levantou a saiu dali, voltando para o lado de Leina.
***


-Stelian – a voz de Leina cortou sua lembrança e seu silêncio – Você sabe alguma coisa que eu não sei? – ela perguntou num tom baixo enquanto Tohru se distraia com Katsuya.

Stelian abriu a boca como se fosse dizer algo, mas tudo o que fez foi negar com a cabeça e se afastar, tirando o celular do bolso enquanto saia a passos largos da sala.Leina olhou para Tohru com uma expressão preocupada, indecida entre ir atrás de Stelian e ficar ali.
***






"We greeted death as an old friend"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tohru Kuran
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 757
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Sex 5 Maio 2017 - 3:44


-Hai...Ele sempre foi o meu anjinho...Um menino tão doce e alegre...e parecia entender sempre como eu estava e tentava me alegrar, do jeito dele, do mesmo jeito que meu pai fazia...
A mente dela voltou a um passado mais feliz, ou quase, Marshal sempre viajando e ela sofria com as ausências dele... Tohru se viu com seu bebê de cabelos escuros nos braços, tão diferente do Katsuya de agora...Lembrou-se dos redemoinhos de folhas que ele mesmo tão pequeno fazia somente para fazê-la rir, do mesmo jeito que seu pai quando ela era criança.
Agora , ele sequer olhava pra ela...Tão indiferente e gelado...Parecia um deles...daquele clã maldito...
Ela olhou, desolada pra Leina, que devolveu seu olhar triste. Fechou os olhos por um instante, inspirando e respirando profundamente para se acalmar. Precisava ter esperança. Seu bebê, seu Katsuya, não poderia estar perdido pra sempre, seu amor o salvaria, Kyo a ajudaria, como prometera... Katsuya seria seu filho agora, assim como a menina em seu ventre já era. ironicamente, com aqueles cabelos e olhos, eles até se pareciam...
 "Mas Kyoshiro é oposto deles...Ele é bondoso, tanto quanto um de nós pode ser, nem parece um vampiro...Marshal ficaria feliz de estarmos junto de alguém tão poderoso e amável. Ele achava que eu não sabia, mas eu sei que ele se preocupava comigo e nosso filho..." , pensou, com um suspiro. Queria que Kyo já estivesse ali...Acabaram de se ver mas já sentia sua falta e estava com tanta sede que começava a fraquejar...
Ouviu as palavras tensas de Stelian e se apressou a esclarecer.
- Não são ameaças, Stelian-san. Onegai, não me entendam mal! Demo...Vivemos tempos difíceis...- ela se lembrou com um arrepio involuntário das revelações de Angellus.- E precisamos saber em quem podemos confiar, só queria que entendessem e...Mais do que isso, eu gosto muito de você e de sua irmã, de verdade e...Não queria me decepcionar...como me decepcionei com Ele...E, bem, meu Oji-sama é bondoso mas severo quando precisa ser... Ele é o rei agora e sua responsabilidade com sua família e toda nossa raça é imensa...
Ficou pensativa quando ele negou saber de Yan...Seria verdade? Ele parecia tão tenso, como se algo inesperado tivesse acontecido...Mas deveria estar imaginando coisas...Afinal, estavam num lugar estranho e de certa forma hostil a eles, Estavam desconfiados...Não os culpava por isso.
- Leina-san, obrigada de todo meu coração por cuidar tão bem do meu querido Ka-chan. Sinto que gosta dele e sou grata por isso. Quero que fique aqui conosco como uma amiga para mim e para meus filhos. Se quiser e não se importar, pode me ajudar a cuidar dele também. sei que precisarei de ajuda com outra à caminho.- sorriu com doçura.
Estranhou a atitude esquiva de Stelian mas não deu muita importância. Sentou o bebê no sofá mais próximo e pôs-se a dar beijos, fazer cócegas e carinhos para ver se conseguia alguma reação do antigo Katsuya, sem muito sucesso.
-Tão gelado...Oh, meu pobre bebê...O que aqueles monstros fizeram com você?- ela suspirou, desalentada, enquanto ajeitava, distraída a gola da roupinha. então percebeu algo estranho...Uma suave elevação na pele sobre o peito, como... uma cicatriz... na altura do coração.
"O que é isso?!" , pensou, alarmada.
Temerosa, ela tirou o casaquinho e abriu um pouco a camisa e viu... Uma delicada linha vermelha em alto-relevo.
Tremendo dos pés à cabeça, branca como se não tivesse mais uma só gota de sangue em seu corpo, ela se afastou devagar uns passos da criança diante de si. Negava levemente com a cabeça, a cena do peito de Yan na Noite de Núpcias, com a mesma cicatriz nítida em sua mente.
-NÃO!! KA-CHAN!1 NÃO! NÃO PODE SER VERDADE!- gritou, desabando, sem sentidos, em seguida. 


               Tohru e Kyoshiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado
avatar

Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 147
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Sex 5 Maio 2017 - 12:59

Rose 


Atônita com a reação de Tohru a algo que viu no menino, ela correu a ampará-la, mas Adrian foi ainda mais rápido e a segurou antes que ela alcançasse a jovem Kuran. Num rápido olhar de entendimento,  ela assentiu, confiando Tohru a ele e se voltou para a vampira romena e tentando localizar o outro ao mesmo tempo.

-Fique paradinha aí, garota! Não sei o que fizeram, mas você e seu irmão não saírão daqui impunes se vocês ou seus senhores tiverem feito algo a ela ou seu filho! Me assegurarei disso pessoalmente! Raiven! Avise a Loran-Sama!- rosnou em posição de defesa com a estaca de prata firme  em sua mão, sem tirar os olhos dela, sentindo outros guardiões virem depressa.


Adrian


Foi automático...nunca pensou que conseguiria ser mais rápido que Rose mas ao ouvir o grito de Tohru e vê-la desfalecendo daquele jeito, quando percebeu já estava ali... Ainda assim queria ter sido mais rápido, ela se ferira na queda, parecia ter batido com a testa na mesa de centro, deixando-o ainda mais alarmado. imediatamente a examinou com sua mente. A aura dela estava oscilante, a criança em seu ventre assustada e instável...

Lançando um olhar feroz, os olhos verdes, idênticos aos de Tohru, brilhando com fúria em direção aos visitantes por um segundo, voltou-se pra Rose, que se mantinha de costas pra eles, protegendo-os.

- Rose! Eles precisam trazer Kyoshiro aqui rápido! Ela está fraca e não está nada bem! Espero que meu sangue e meu poder de cura sejam suficientes mas sabemos do que ela precisa realmente! Rápido!!- gritou, aflito.

Segurando a jovem com um braço, ergueu o outro, manifestando as presas e abrindo um talho profundo no pulso, encostando nos lábios descorados de Tohru. murmurando, aflito, no dialeto da corte de seu pais, uma mistura de romeno e inglês arcaico:

"- Minha querida Tohru...Acorde...Por favor, minha pequena irmã...Seja forte...Aguente firme, seu amado já vem...Fique comigo..."


"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lohanne
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Lohanne - Hunter
Yan Yuriev - Vampiro Puro Sangue

Posts: : 3153
Inscrição : 15/05/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Sex 5 Maio 2017 - 19:15


O
sol entrava fraco pela janela, as cortinas se moviam suavemente, movidas para dentro pela brisa suave de fim de tarde. Ele parecia surpreso quando viu a garota diante de si, se afastando da janela e caminhando até ela com cautela, como se aquela visão não fosse real.

Ele estendeu a mão, os lábios entreabertos como se não houvesse palavras para expressar aquele momento. Primeiro seus dedos tocaram a bochecha dela e depois a palma de sua mão envolveu metade de seu rosto. Era realmente possível que seu pequeno kotori estivesse ali?

-Tohru – a voz dele era suave e cheia de alegria, como aquele garoto que ela havia conhecido antes de tudo, como os curtos e bons anos que passaram distantes de todos.

Ele segurou a mão dela, ainda tinha aquela expressão incrédula, ainda parecia tão surreal vê-la diante de si. Ele a abraçou, como se ela fosse uma tábua em meio ao oceano, como se ela fosse desvanecer ali mesmo.

-Eu não acredito – ele sussurrou – seu rosto se afundando em seus cabelos – eu tenho tanta coisa pra te dizer watashi no kotori, eu estava esperando tanto tempo! – ela a apertou mais em seus braços e o coração dele batia forte.

Tudo parecia tão real, o cheiro, o toque quente e humano. Seria ele?

-Você precisa acreditar em mim – ele se afastou e a segurou pelos ombros, olhando de forma apreensiva – eles estão mentindo, eles ... – então as sombras tomaram o lugar e ele sumiu.

-Watashi o shinjite kudasai – ela ainda pode ouvir a voz dele, sumindo em meio as sombras.
 
“Há um fio vermelho que liga aqueles que estão destinados a ficarem juntos. Este fio pode se esticar, mas nunca se romper”


 

 


Tudo parecia bem, apesar da apatia do pequeno Katsuya, mas Leina se prostava próximo a Tohru de modo apreensivo. Stelian havia saído sem lhe dizer nada e ela estava prestes a segui-lo quando notou o que Tohru fazia. Sua expressão se esvaziou, ela sabia o que Tohru havia descoberto.
 
Embora tanto Leina quanto Stelian soubessem, eles não haviam comentado nenhuma palavra sobre aquilo, eles não tinham como comentar sobre aquilo, pois uma guerra poderia ter sido iniciada ali mesmo, mas ambos sabiam que era inevitável e agora o momento havia chegado.
 
Tohru examinava o pequeno Katsuya de forma apreensiva até que chegou a camisa que o pequeno usava. Leina recuou um passo, por que Stelian a havia deixado sozinha? Eles culpariam ela?
 
Histérica, Tohru se pôs a gritar e tudo o que Leina pode fazer foi correr até o sofá onde ela havia deixado o pequeno Katsuya e ampará-lo. Tudo o que ela poderia fazer naquele momento era rezar e, se fosse necessário, usar o pequeno como escudo.
 
“Isso não devia ter acontecido... como.... como ela sabia?” – ela pensou, apertando o bebê de forma apreensiva nos braços. Logo todos ali saberiam, logo todos ali forçariam Stelian e ela a falar e eles... eles não podia falar.
 
De repente todas as palavras de Stelian passaram a fazer sentido. Eles não estavam seguros. Eles nunca estariam seguros.
Em seus braços, Katusya permanecia alheio a tudo, voltando a tocar em sua bochecha como fazia a poucos momentos antes dela ter entregue o pequeno a Tohru.
 
Leina praticamente ignorou a ameaça de Adrian, ela não temia a ele, nem a outra garota ali, mas sim, ao Kuran.

 
 
Do lado de fora da ampla sala Stelian ouvia o tom do chamado de celular, uma, duas, três vezes, mas ninguém atendia do outro lado, até que, no sexto tom, pouco antes de cair na caixa postal alguém finalmente atendeu.
 
Era uma voz baixa de mulher, assustada, certamente a menina estaria tremendo do outro lado da linha. Um toque histérico tomava o tom das palavras.
 
-Stelian... vamos morrer, vamos morrer, ele está de volta Stelian! – a menina sussurrava e fungava o nariz – Você precisa me buscar, vocês precisam fazer qualquer coisa!
 
- Oh meu Deus... – ele a ouviu choramingar do outro lado – As asas... ele... mudou tanto... – Stelian ouviu então o telefone cair no chão e passos se afastando. Em seguida o som de alguém apanhando o telefone e o som pesado de uma respiração, pouco antes da linha cair.
 
“Conte a verdade” – foi tudo o que veio na mente de Stelian naquele momento enquanto, paralisado, ele via a noite que caia diante da mansão Kuran. Seus pensamentos foram cortados apenas pelos gritos de Tohru.
 
“Estamos mortos” – ele engoliu em seco, seus olhos ainda mais azuis. Não havia mais para onde correr.







"We greeted death as an old friend"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adrian Ivashikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!
avatar

Char RPG : Adrian Ivashikov
Humor : Bipolar
Localização : Em seus sonhos , baby...^~
Posts: : 49
Inscrição : 09/03/2016

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Sab 6 Maio 2017 - 0:50

Spoiler:
 


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Sab 6 Maio 2017 - 0:50

O membro 'Adrian Ivashikov' realizou a seguinte ação: Lançar Dados


'D10' : 2, 9, 7


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Adrian Ivashikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!
avatar

Char RPG : Adrian Ivashikov
Humor : Bipolar
Localização : Em seus sonhos , baby...^~
Posts: : 49
Inscrição : 09/03/2016

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Sab 6 Maio 2017 - 1:26


Adrian

Jamais em toda sua vida quis tanto que seu fugidio e inconstante poder mental funcionasse, principalmente a habilidade de curar, a qual aprendera com a princesa Vasilissa Dragomir, uma expert na arte de curar. Rezou a todos os deuses e Kamis daquele fascinante país....

-Acorde...Por favor, Tohru-chan...Seu filho precisa muito de você...Sua filha por nascer também só depende você...Por favor não desista... Queria tanto que soubesse...
Parecia que nada iria atingi-la...Ele começava a se desesperar... Em dado momento, ela pareceu tão serena e feliz em seu sono que ele teve esperanças... e ao mesmo tempo medo de que ela escolhess jamais despertar ... Então ela abriu os olhos...Olhando em volta e pra ele confusa, com se procurasse alguém. 
        


Voltar ao Topo Ir em baixo
Tohru Kuran
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 757
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Dom 7 Maio 2017 - 1:34



"Onde estou? Aqui parece...Não é possível..." - a jovem Kuran reconhecia aquela casa, aquele ambiente idílico que ela e Marshall haviam construído juntos para que pudessem viver em paz. 

Alguém estava na janela e havia percebido sua presença, voltando-se em sua direção.. 

-"Marshall!"- ela foi até ele, tão emocionada que não conseguia nem falar...Como ele podia estar ali? E ela? Como fora parar ali? 

Ele parecia tão surpreso quanto ela...Talvez ela estivesse morta também, afinal...Tentara tantas vezes para escapar da dor da decepção e agora que queria tanto viver, finalmente acontecera? 

Estava tão feliz...Sentia tanta a falta dele! Jamais esqueceria o quanto o amara! 

Tinha tanta coisa a dizer, tantas coisas que queria contar e perguntar, mas, de repente ele sumiu em meio às sombras, deixando-a sozinha de novo...

Ainda ouvia suas palavras, tentando ver para onde fora. Tudo parecia se dissolver à sua volta. Alguém a chamava de volta.

"Não! Não quero! Aquele monstro tirou tudo de mim! Eu não vou voltar pra ele! Yuriev jamais me terá de novo!"

A voz era familiar...Bem como...O gosto daquele sangue...Sentia uma energia nova também a revigorá-la rapidamente...Trazendo-a de volta...

***


Ela abriu os olhos, piscando confusa. estava novamente na sala de estar da mansão Kuran. Adrian estava com ela nos braços e Rose em alerta máximo. Todos a olhavam, assustados. 

Tohru franziu a  testa, tentando se lembrar do que vira, do que acontecera, então viu a vampira de cabelos brancos com seu filho no colo, mortalmente pálida e lembrou-se...

-Adrian-sensei...- sentia-se ainda tonta um pouco, murmurando num fio de voz.- Eles...Eles não tem culpa...Foram os Yuriev...Não culpe Leina e Stelian, por favor...os monstros ficaram na Romênia e certamente vão querer me buscar pro inferno mais uma vez...Eles...arrancaram o coração do meu filho...- e encostou a cabeça no ombro de Adrian, num pranto silencioso. 


               Tohru e Kyoshiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado
avatar

Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 147
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Seg 8 Maio 2017 - 2:29


Rose ficou chocada com o que Tohru dissera. Como isso podia ser possível sem o menino se transformar em cinzas? As coisas ficavam mais bizarras naquela cidade a cada dia que passava... Aquilo só podia ser magia negra!
-Tohru-chan...Você tem certeza?- ela falou, atônita, ainda em guarda.- Adrian...O que acha disso? Esses dois são mesmo inocentes? Não sei se podemos confiar neles...Ao menos naquele lá nunca confiei...- disse, entredentes, se referindo à Stelian.
Adrian


Perplexo e indignado. Adrian não sabia o que dizer. Pôs-se a acariciar-lhe as costas de Tohru procurando acalmá-la. A mente fervia de raiva enquanto revirava a memória ...Nunca ouvira falar de semelhante abominação, no entanto, sua tia-avó, a rainha Tatiana de St. Vladimir  também era romena, um lugar antigo cheio de mistérios e lendas sombrias...Ela lhe contava coisas terríveis quando era criança...
Analisara antes a aura daqueles dois e nada vira de ameaçador...ou quase. o rapaz parecia meio dúbio...Havia medo e dúvida ali, e um imenso sentimento protetor pela irmã...
- Não sei o que pensar, mas ela talvez tenha razão... De qualquer maneira, melhor continuarmos alertas até Loran- Sama voltar...Acho que ela  deveria descansar.- disse, preocupado,olhando a jovem desolada em seus braços.     


"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Seg 8 Maio 2017 - 16:57

+ Raiven +

A vampira ainda se mantinha discreta e observadora, não era de muitas palavras e somente se limitava a acompanhar todo desenrolar daquela situação. Não confiava naquele casal vindo da Romênia, ambos estava na busca de refúgio, sabia que haviam de certa forma desobedecido ao senhor do clã e possivelmente sofreriam as consequências de tais atos.

A jovem Kuran recebera a cria e teve um roupante levando a desmaiar, deixando Raiven em alerta, aproximando dela assim como os demais notou que estava muito pálida, inspirou insatisfeita e levantou pegando seu celular.

O vampiro que acabara de chegar, apressou-se em ajudar e pedindo contato com Loran sama e que esse trouxesse o ancião Kyoshiro a presença da jovem kuran. Afastou-se a uma distancia a qual podia ver toda movimentação e pudesse fazer aquela chamada. Pouco depois que iniciara a chamada foi atendida.

- A jovem Tokru acabou de ter um mal súbito, ficou desacordada, no entanto o sr Ivashikov a socorreu e acordou falando que a cria teve o coração retirado. - ouviu algumas palavras do outro lado – Sim, a criança está mudada, diferente da foto, cabelos brancos e olhos claros, pele tão alva quanto a neve e sua personalidade acompanha o frio de seu corpo. - Outra pausa para ouvir – Assim que forem aos aposentos informarei a Tohru dono. - Encerrou a chamada e voltou a se aproximar, olhou a jovem gestante Kuran. - Informei a Loran sama o que aconteceu, pede desculpas em não poder vir e pediu que fosse se recolher a seus aposentos para descansar. - Olhou Rose – A guardiã deverá fazer companhia devida e claro os demais irei mostrar o quarto de hospedes. - Voltou a face a Tohru esperando que concordasse.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Tohru Kuran
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 757
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Ter 9 Maio 2017 - 2:33


Com um suspiro, a jovem concorda em se recolher com um aceno de cabeça. Pede, então que Adrian a solte, o que ele faz a contragosto. 
- Arigatô, sensei, por me ajudar, demo não quero lhe dar ainda mais trabalho. Creio que posso andar até meu quarto.- sorriu levemente, com ar triste e pediu.- Onegai, cuidem do meu Ka-chan com carinho...
Rose ainda olhando de soslaio Leina com o bebê no colo apressou-se a amparar Tohru em seus passos vacilantes rumo à seus aposentos. 


               Tohru e Kyoshiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   Sab 20 Maio 2017 - 22:35

+ Raiven +

Observava a jovem Kuran ser amparada pela guardiã e sendo levada para seus aposentos, olhou o jovem sensei e fez uma reverencia agradecendo a ajuda. Por fim voltou a atenção aqueles dois e a criança.

- Loran sama ordenou que preparasse um lugar para ambos ficarem. - fez um sinal e um servo se aproximou - Mostre os aposentos dos nossos convidados na ala norte. 

O servo se curvou e virou para eles aguardando que o seguisse.

- Quanto a criança peço que ainda cuidem dela, Loran sama logo retornará e virá fala-lhes.

Viu eles deixarem o lugar e irem atrás do servo. Raiven analisava a situação e acreditava piamente que aqueles dois estavam a mando dos Yuriev's principalmente do Yan e que precisariam ficar atentos a toda movimentação daquela dupla.

******

Arco encerrado 

Pontos dessa rodada : + 3


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Mansão Kuran   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Mansão Kuran
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Mansão Kuran
» Jardim da mansão Kuran
» Assustador! - Episódio 1 "A Mansão Velha"
» o {Mansão} ? Descrição da Mansão
» Capítulo 3 - A Mansão do Inferno

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: Ambarantis :: Cidade Alta :: Mansão Kuran-
Ir para: