Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Jardim da mansão Kuran

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2382
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Jardim da mansão Kuran   Sex 22 Abr 2016 - 11:58

Relembrando a primeira mensagem :

Jardim da mansão Kuran








~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda

AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2382
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 13:10

+ Axel + Liriel + 



O puro caminhou seguido de Liriel até a entrada do jardim para aguardar a irmã a qual conduziria ao altar e pelo por ser o representante do Clã Valentine ficaria no altar para a cerimonia.

-Espere por mim gal, logo que terminar te encontro.

-Claro. -Sorriu.

Nesse momento ambos sentiram a presença conhecida que chegava aquele jardim.

-Ulthred?! - Axel fechou a face quando viu o odioso tio se aproximar acompanhado de uma jovem muito bem vestida.


-Boa noite, caro sobrinho. - Olhou-o sorrindo e depois estendeu a mão e segurou de Liriel. - Minha senhora, quanto tempo, espero que esteja em plena e bem.

-O que faz aqui? Não lhe convidamos. - Axel não deixou a namorada falar e se colocou a frente dela irritado. - Rose está feliz por esse dia e definitivamente não quer ver alguém como você aqui.

Ulthred deu um leve sorriso e se aproximou do sobrinho.

-Acha mesmo que perderia esse momento? Um Valentine se tornará membro da família Real e melhor será a rainha de todos os vampiros. - Sorrindo e com uma calma fora do comum continuou – Não quero alardes, ficarei de longo somente apreciando esse momento, então fique calmo meu caro sobrinho, não quer estragar esse momento para sua hermana, correto?

Ulthred deu o braço para a sua acompanhante que nitidamente olhava eles com olhos preocupados e até suplicantes, foram para o lugar vagos na recepção.

- Quem é aquela garota com ele? - Liriel olhou intrigada.

-Não sei, mas vamos evitar que Rose veja-o agora, se não teremos problemas. - Axel inspirou chateado e fez um gesto para a namorada ir encontrar os pais enquanto ele esperava a Rose.
-Sim, mas vou descobrir, eu não sou a senhora dele, então, vai me contar há isso vai … - Olha o puro com a cara fechada. - Desculpa, sei que não gosta que fale disso.

-Depois resolvemos isso. -tenta disfarçar a expressão chateada e faz um leve sorriso.

Logo em seguida a irmã aparece seguida de sua amiga e estava bela, fazendo o irmão abrir um largo sorriso.

-Está linda Sis...- se aproximou e estendeu o braço para ela segurar e ambos elegantemente caminharam para a entrada da cerimônia e assim esperarem a música começar.

Victoria passou adiante indo para seu lugar e sentando próximo a Caty.

-Vai começar mama, vou me posicionar. - a garota pega o violino e vai ficar ao lado de Tohru.
-Vamos arrasar To-chan ^^v


Se posiciona erguendo o seu violino onde começará a tocar quando a noiva entrar.



~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Dark_Rose
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Rose Valentine (PB)
Lara Kapetine (Hunter)
Humor : Incompreesível
Localização : Inglaterra
Posts: : 675
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 14:09

- Rose -



Ela não queria demonstrar, mas parecia que seu coração iria sair pela boca. A imagem de estar finalmente construindo uma família era um sonho que havia desistido há anos. Então, do nada,  apareceu Loran e virou tudo do avesso. Ela não ligava para o título que iria receber com esse casamento, o Loran que conheceu não era rei, não era nobre, era, por incrível que pareça apenas um puro criado por humanos que não dava a mínima para tradições. Enquanto seu mundo era regido por elas, etiquetas  e cortesias com interesse velados.
 
A cada passo que dava tinha que se lembrar que precisava dar o outro em seguida, sabia que ninguém estava reparando que ela estava completamente nervosa, era boa em fingir indiferença, mas talvez para aquelas mais atentas poderiam reparar em como seu rosto costumeiramente sério e blasé estava radiante e levemente sorridente, poderiam até mesmo ver suas maçãs mais rosadas contrastando com sua pele pálida.
 
-Obrigada, Axel. Você está muito elegante hoje. – Era perceptível o bom humor.
 
Ambos vão até o longo tapete que marcava o trajeto a ser percorrido até o altar. Quando os irmão param esperando o início da música, os convidados podiam ver Rose deslumbrantemente vestida de noiva, um vestido clássico mas com pontos de modernidades, seu cabelo com um coque bem alto que ironicamente deixava a joia de família muito a mostra, um colar da mais pura prata com sete gemas de safira que Rose tinha a sensação de que cada vez que dava um passo se tornava mais pesado. 



Rose:
 


Lara Kapetine
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adrian Ivashikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!
avatar

Char RPG : Adrian Ivashikov
Humor : Bipolar
Localização : Em seus sonhos , baby...^~
Posts: : 48
Inscrição : 09/03/2016

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 15:08



Afinal, a noiva! Ia começar, enfim! o nervosismo de Adrian chegou ao auge, mas ele se controlou, respirando fundo e se preparando. A primeira frase da música escolhida era dele! Seu poder mental tinha que servir pra algo e mais as aulas de canto da mãe. Tinha que fazer bonito!
- Capricha, bela Cathy! Vamos arrasar!-  sorriu e deu uma piscada, galante, pra loura violinista. Afinal, a jovem Puro era belíssima.

Enquanto Cathy começava a tocar, dando um passo à frente,  ele cumprimentou os convidados e a noiva com uma reverência elegante e ofereceu a mão à Tohru, fazendo com que ela ficasse de frente pra ele e começou a cantar a primeira estrofe com voz firme e impressionante segura:

No more talk of darkness
Forget these wide-eyed fears

I'm here, nothing can harm you

My words will warm and calm you

Let me be your freedom

Let daylight dry your tears

I'm here, with you, beside you

To guard you and to guide you



Voltar ao Topo Ir em baixo
Tohru Kuran
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 756
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 15:33

Tohru também saudou a noiva e em seguida aceitou a mão que Adrian lhe oferecia, ficando de frente pra ele, os dois aparecendo de lado para a assistência. A jovem ficou impressionada com o talento de Adrian. Era estranho...Era como cantar com o pai...Claro que a voz dele não se comparava com a do Puro Katsuya Kuran, mas era muito semelhante...Até demais...Mas era sua vez agora.precisava se concentrar e assim fez:
Say you love me every waking moment

Turn my head with talk of summertime

Say you need me with you now and always

Promise me that all you say is true

That's all I ask of you





               Tohru e Kyoshiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2382
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 17:15

+ Loran +




Loran estava na outra ponta daquele longo corredor estendido pelo tapete vermelho, ao ver Rose despontar na cabeceira de braços dados com o irmão seu peito palpitou. Até aquele presente instante ele estava tão atarefado com a reformulação do reino e dos Tomos que mal podia ficar com ela, quase sempre ambos atarefados e ele preso as reuniões intermináveis e chatas.

No entanto agora estava ela ali indo para ele, chegando tão bela que naquele momento tudo sumiu a sua volta e somente ficou ela ali vindo como se flutuasse.

“Minha tenshi, meu anjo...”

Balbuciou baixo quase imperceptível a cada toque daquela música e violino, seria ele um sortudo e estava feliz por ter conhecido. Jurando a si mesmo que não deixaria que nada a ferisse ou a fizesse sofrer, cuidaria dela para sempre.

Quando ela chegou perto seus olhos eram fixos aos dela e notou que estava corada, sempre aquele jeito dela que deixava ainda mais apaixonado. Tão séria que quando ele quebrava aquela crista vinha esse rosto lindo e corado deixando ainda mais gamado nela.

Estendeu a mão e a recebeu dos braços de Axel, o cumprimentou feliz e sorrindo mal conseguia tirar os olhos e olhar para o puro monge que faria a celebração da cerimonia.

-Está linda...tenshi... linda! - Dizia com a voz nitidamente embargada de emoção.

Axel sorriu e fez um gesto de concordar.

-Cuida dela Loran, nossa pequena boneca é preciosa demais. - Se afasta voltando ao seu lugar no lado oposto dos convidados e ficando ao lado de Liriel.

Kyoshiro se posicionou e virou o rosto para ambos estendendo o braço convidando-os a se aproximarem, para assim iniciar aquela cerimonia.

-Caros senhores e senhoras presentes nessa cerimonia de união de ambas as famílias Kuran e Valentine, que perante todos inciam nova fase em suas histórias. - Virou-se e pegou sobre a mesa com ajuda de um servo uma jarra, voltou para eles e levantou mostrando a todos. Iniciava ali o ritual de laço de matrimonio utilizado por milênios nas família vampíricas. Dentro dessa jarra irá fundir a essência de cada um. - Abaixou para Loran fazendo o gesto para ele tocar a jarra e seu sangue saiu pelos poros sendo sugado uma pequena quantidade para dentro do jarro que se tornou rubro. - Loran-sama repita essas palavras : “Eu, Loran Kuran rogo a união a Rose Valentine, prometendo-a amparar, apoiar e ser uno em toda as nossas vidas pela eternidade de nossas almas.”


Loran tocava a jarra e suavemente concordou com a cabeça e falou as palavras que Kyoshiro dissera.


-Eu, Loran Kuran rogo a união a Rose Valentine, prometendo-a amparar, apoiar e ser uno em toda as nossas vidas pela eternidade de nossas almas. - Sorriu ao final olhando Rose.

Afastou a jarra dele e estendeu a Rose.

- Rose -sama, sua vez, repita as mesmas palavras com a mão sobre o jarro. - Esperou ela fazer o mesmo.

Ao fundo era tocado suavemente o violino de Cathy o clima era de emoção e todos podiam sentir o poder daquela união.




~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Dark_Rose
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Rose Valentine (PB)
Lara Kapetine (Hunter)
Humor : Incompreesível
Localização : Inglaterra
Posts: : 675
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 18:19

Rose sentia seu coração pular quando Loran lhe sorri. Aquele sorriso que pertencia só a ela que fazia se sentir acalentada toda vez que via. Agradece ao irmão na hora em que é passada ao noivo e tentava manter a compostura ao sentir a mão quente de Loran segurando a sua.

Seguindo a cerimônia ela se mantinha atenta ao que era dito.

Ela estende a mão sobre a jarra que suga seu sangue e em seguida fala:

Eu, Rose Valentine, rogo a união a Loran Kuran, prometendo-o amparar, apoiar e ser uno em toda as nossas vidas pela eternidade de nossas almas.

Ela termina de falar esboçando um leve sorriso enquanto olhava seu noivo.


Lara Kapetine
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2382
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 18:58

As palavras dela ditas fez a jarra brilhar de forma que os sangues se misturaram. Kyo ergueu ao alto e falou palavras de louvor aquela união de sangues e voltou para a mesa onde o servo estendeu a taça para ser servido. Derramando da jarra o sangue ungido e unido. Virou-se para eles e continuou a cerimonia.

-Bebestes dessa taça confirmando a união de vossos sangues e o enlace de suas tradições, com isso passam a serem unos em eterna caminhada dessa nova existência. - Entregou a Loran para beber primeiro.

Loran pega a taça e se vira para ela, sorrindo diz com emoção em casa palavra.

- Essa é minha confirmação que somos unidos e ficaremos juntos sempre para o que der e vier. - tomou da taça o gole do sangue deles.

Kyo fez um gesto para que ele entregasse a ela e a noiva bebesse daquela taça.

Assim que ela o fez, Kyo recebeu de volta a taça e vazia entregou ao servo.


-Conforme todos aqui presentes puderam assistir a união dos seres presente nesse altar, lhe apresento Loran Kuran e Rose Kuran que abençoados pela união dos sangues se tornam marido e mulher desde agora e eternamente adiante nas suas existências. - Olha Loran com um sorriso suave .

-Rose sei que isso não é tradição dos vampiros, porém quero lhe dar algo que represente nossa união. -Loran tirou do bolso um par de alianças e estendeu a ela para que pegasse e assim ambos colocaram em seus dedos. Loran pegou a mão dela e levou até seus lábios beijando a aliança após colocar em seu dedo. - Eu te amo, tenshi! -Esperou ela fazer o mesmo.



~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Dark_Rose
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Rose Valentine (PB)
Lara Kapetine (Hunter)
Humor : Incompreesível
Localização : Inglaterra
Posts: : 675
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 19:49

Rose também bebe um gole da taça com o sangue de ambos.

Assim que ouviu Kyo pronunciar seu novo sobrenome, Rose sentiu um arrepio. Aquele novo nome lhe daria poder muito maior do já tinha. Não sabia se sentia satisfação com aquilo ou medo. Sabia que sua responsabilidade triplicaria, mas esse era o preço a pagar para ter Loran consigo. E pagaria com prazer.

Quando Loran mostra as alianças ela dá uma leve risada.

- Eu sabia que você iria fazer algo do tipo.

Ela estende a mão para que ele colocasse o anel e novamente se avermelha quando este beija sua mão. Em seguida ela também coloca a aliança no dedo dele e repete o que ele fez também beijando sua mão.

- Pela eternidade.


Lara Kapetine
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2382
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 20:32

+ Loran + 

Deu uma risada divertida com a observação dela.

- Ei, se não tiver essas coisas não sou eu, esqueceu rs – Se aproximou dela dando um beijo apaixonado em seus lábios após ela ter lhe posto aliança no dedo. - Agora sim é minha rs

Virou o olhar se afastando e voltando a posição formal para a finalização da cerimonia.

Kyo sorriu e o servo veio carregando almofada com a coroa de ambos. Kyo pegou a primeira e estendeu para colocar em Loran que se curva para recebe-la. Voltou a pegar a seguinte e levou até Rose colocando a coroa dela.

 
Coroa de Loran
Coroa de Rose

- Sejam felizes e fico imensamente grato por me permitirem ser o celebrante e testemunhar essa união. - saudou ambos e assim perante todos confirmou o encerramento daquela parte – Saúdem o jovem casal Sr e Sra Kuran e nossos soberanos.

Curva-se a ambos e se afasta.

Loran dá o braço a Rose e ambos se voltam ao convidados que todos de pés, saudavam o casal felicitando ao passarem pelo tapete vermelho tomando o rumo da área da festa.


Os convidados começaram a se reunirem na festa, Loran e Rose foram até a mesa principal e ali receberam os cumprimentos de todos para assim aquela festa se iniciar.


Loran sorria e vez ou outra ajeitava a coroa, em um determinado momento de tanto cumprimentar falou baixo a Rose.

-Essa coisa pesa em todos os sentidos. - voltava sorrisos a todos que vinham cumprimentar ambos.

Os convidados iam se acomodando a seus lugares conforme falavam com o casal real.



~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Tohru Kuran
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 756
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 21:23


Tohru, assistiu, emocionada ao casamento do tio e Rose valentine, agora Kuran e sua tia também. Não  pôde deixar de lembrar de seus casamentos. O primeiro, bem simples, acompanhado apenas pelo ancestral Kuran como testemunha e poucos amigos. O segundo, cheio de pompa, como aquele, mas sem amor e uma mera encenação a seu ver. Aquele era por amor verdadeiro, ela sentia, e de todo coração ela desejava uma vida longa e feliz aos dois.
Também ficou admirando a desenvoltura e a bela cerimônia presidida por Kyoshiro-Sama. Era incrível! Parecia que ele fazia aquilo há anos! A cerimônia fora emocionante e belíssima. Queria cumprimentá-lo também e...Bem, também saber se ele gostara de ouvi-la cantar...Mas primeiro devia cumprimentar seu tio e sua esposa.
Feliz, ela abraçou Cathy e depois, Adrian, por terem feito junto com ela uma apresentação memorável.
- Foi incrível, não foi?- ela sorria.- Vamos lá cumprimentá-los!
E foi até o casal na mesa principal, fazendo ao chegar próximo uma profunda reverência com toda elegância conforme seu pai lhe ensinara.
- Parabéns, Loran-Oji-Sama! Rose-Sama! Desejo de todo meu coração muita felicidade pra vocês dois e também um reinado longo e pacífico com muita justiça e sabedoria.- disse sorrindo, radiante, com sua voz doce e musical.


               Tohru e Kyoshiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado
avatar

Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 147
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 4 Dez 2016 - 22:36

Rose e Adrian

A guardiã se aproximou da jovem Kuran e de seu ex, esfuziante.

-Uhuuuu!!! Parabéns!! Vocês arrasaram! Você também, Cathy!! Vocês são demais!!-saiu abraçando todo mundo.

Quando Tohru falou em irem cumprimentar os noivos sorriu:
- Claro! Vamos lá!- e saiu arrastando Adrian que devia estar mesmo era querendo aproveitar a festa e as bebidas grátis.

Adrian nem acreditava que já tinha acabado. Fora mais rápido que pensara. Suspirou aliviado e apreciou o restante da cerimônia, analisando a aura de todos por ali por puro tédio. Viu coisas bem curiosas...Era impressionante a diversidade de pessoas e propósitos...Inveja, oportunismo, hipocrisia bem como bondade e desejos sinceros de felicidades aos noivos...E sentia isso principalmente em Tohru e Kyoshiro...

Tinha que admitir que chegara tarde de novo...Tohru amava aquele Puro apesar de tão pouco tempo... Seria pelo sangue que Rose lhe contara que ela ingerira dele? Não... Era mais que isso....

Analisou a aura dele. Ele era um vampiro antigo e embora extremamente poderoso parecia ser tão bondoso e ingênuo quanto a própria Tohru...Paciência... Só esperava, ao menos que ele pudesse cuidar dela adequadamente.

Olhou em volta e deparou com a Puro que tocava violino. Era linda, tinha que admitir. Tornou a sorrir pra ela e ia lhe oferecer o braço para irem cumprimentar os noivos quando se sentiu puxado por Rose com seu jeito estabanado. Mais uma vez, paciência...- bufou.- Tinha a festa inteira para conversar com ela...E para aproveitar as bebidas, afinal, os pensamentos dos convidados e tudo aquilo já começavam a deixá-lo atordoado.

Ao chegarem junto aos recém-casados, se curvaram à moda oriental e os parabenizaram.

- Vida longa e um reinado longo e próspero aos dois.- disse  Adrian, como um típico diplomata acostumado à vida na corte.
- Parabéns, Loran-Sama e Rose-Sama...quero dizer, Majestades!-  Rose sorriu, sentindo que Loran não era muito chegado aquelas formalidades e achava que sua xará também não.- Espero que aproveitem bem a festa e a Lua-de-Mel, é claro!^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Ter 6 Dez 2016 - 20:35

++Melissa++

Hunny sempre fora diferente dos outros. Isso era difícil de explicar, e, por isso, talvez Charles ou Ryan não fossem tanto com sua cara como gostaria, ou como achasse que era necessário. Afinal, ele me agitava de uma maneira estranha, e mesmo que me tratasse como uma princesa como todos os outros, era o único que conseguia fazer meu rosto corar, e com que sentisse aquele nervosismo. Incomodo? Por que não o evitava então? Simples. Eu apenas não queria. Gostava de estar com Hunny, de brincar com ele e talvez algumas vezes até houvesse sonhado de dançar com ele em um daqueles bailes de princesa que se via em filmes, onde antes só havia a imagem de meu irmão. Ambição infantil? Talvez, e também uma imagem mental que mantinha minha mente sã. Meu próprio conto de fadas, dentro do qual insistia em bitolar minha mente quase que por tempo integral para o desespero de vovô.

Mas qual seria a vantagem de poder criar seu próprio mundo de Ilusões se eu não podia viver dentro dele pelo menos um pouco enquanto andava de mãos dadas com o falso príncipe de cabelos claros? Mesmo que o fizesse na surdina, longe dos olhos de todos e sobre o brilho noturno de uma festa de casamento onde eu deveria ser mais presente. - Hunny, nesse caso, por que não fala com o vovô? Assim poderíamos nos ver mais e... - Mordi os lábios. - Nossa casa de campo em abarantis tem um belo jardim, e podemos brincar e... eu posso te mostrar meu lobo, White-chan, ele mora em um castelo que vovô mandou construir. Tenho certeza que White-chan e Hunny-chan iam se dar bem. - Ou talvez nem tanto, e eu estivesse só perdida em meio aos meus sonhos (Mas sempre não fora assim?), enquanto minhas mãos pareciam bem mais quentes que o normal em contato com as dele. 

Falando em situações estranhas, não pude evitar que meu rosto corasse diante de sua última frase. Pegar o buquê, para que eu iria querer.. ? Quase de forma súbita, meus olhos se abaixaram, enquanto meu rosto queimava, e eu dava uma risada sem graça. - Hunny-chan, isso é impossível. Não estamos entre humanos, e não consigo chegar lá tão rápido. Além disso, em casamentos vampíricos não costumam jogar o buquê, não é? - só se me teletransportasse, e ele não poderia saber não é? Vovô tinha dito que era perigoso se as pessoas soubessem de minhas capacidades. - Falando nisso, acho que devíamos voltar... - acenei para ele, apontando para as festividades. - A música já começou a tocar... E acho que os noivos já estão no altar.

E eu estava um pouco nervosa...

++Chales++

Onde Sakura se metera? Me perguntava, colocando as mãos no bolso agitado. Buscar uma bebida não era tão difícil ou longe assim, e alguma coisa estanha havia começado a agitar minha mente nos últimos minutos. Um mal pressentimento do qual, infelizmente, não conseguia me livrar tão fácil. - Falando nisso, vou atrás dela. - Assinei para o ruivo e sua dama por fim, saindo de perto sem mais problemas e com um aceno com a cabeça, antes de seguir aquele caminho pelo jardim facilmente encontrado pelo seu cheiro. A música já havia começado e o casório provavelmente também, mas isso não me interessava tanto. Apenas a japonesa e, infelizmente, seu indesejado companheiro. Ora ora, se aquele ali não era mais um dos lambe bosta de vovô, meu tio Dante?

Não deixei de fazer uma careta involuntária. - Sakura, já começou... - Anunciei para a menina, fazendo mensão de puxa-lá em minha direção como para afasta-lá do outro puro sangue. Problemas? Eles podiam não ser tão evidentes por enquanto, mas não conseguia esconder o ciúmes ali, enquanto encarava o outro puro sangue, assumindo uma postura mais seria. - Pode me devolver minha acompanhante por gentileza? - Pedi ao moreno sem recuar ou deixar o ênfase nas palavras minha acompanhante tomar os meus labios. E diante de seu aceno positivo, apenas segurei o braço de Sakura, a puxando mesmo que contra a vontade. Mantê-la perto daquele lá não era bom, e embora minha atitude também não fosse ser vista com bons olhos, eu estava ligando o foda-se ali. 

-Não suma desse jeito por aqui... - sussurrei quase incomodado, enquanto, a distância, podia observar os noivos trocando votos. - Não é seguro. - E, falando em segurança, onde tinha se metido Melissa?


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4567
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Qui 8 Dez 2016 - 19:30

Hunny

Sorri com as palavras dela. Mas também, como não sorrir? Ela sempre parecia um anjo, mas eu lembrava que ela era de carne e osso ao ver seu rubror e seu cheiro atiçar minhas narinas. Falar com Murtagh? Isso estava fora de questão, pelo menos no momento. Ia me render mais dor de cabeça do que soluções. Eu tinha um trato com Dante. Murtagh ter conhecimento da minha existência só poderia trazer complicações aos nossos negócios extras.

- Isso é algo que eu com certeza desejo de todo o meu coração, passar mais tempo com você, mas... - respirei fundo - Seu avô é um ótimo avô para vocÊ, não tenho dúvidas, mas com estranhos creio que o trato dele seja um pouco diferente. Ainda mais para alguém com o nome perdido como o meu.... -Minha mão deslizou nas bochechas dela - Mas assim que eu for digno eu falarei com seu avô... E a permissão que vou pedir não será apenas para visitá-la...

Perdendo um pouco as estribeiras? Talvez. Talvez eu fosse galanteador demais, talvez fosse rápido demais, mas esse corpo crescido me dava mais sensações, mais ideias e com toda a certeza mais ousadia. 
Eu não conseguiria ser apenas um amigo bonzinho do lado dela, depois de tanto tempo que sempre ficamos sem nos ver. Toda essa ausência me deixa afoito demais e me faz querer aproveitar cada segundo ao lado daquele anjo de olhos claros e cabelos dourados ao máximo.

- É, mas seria ótimmo se tivesse buquê. Algumas tradições dos humanos são convenientes. - eu ri e deixei minha frase no ar. 

Meus braços se entrelaçaram nas costas dela, a puxando para perto enquanto a minha voz sussurrava de forma doce e cheia de algo que talvez aquela menina pura não entendesse.
~ VocÊ acha que eu vim até aqui para ver o casamento?... - eu sorri. E queria de todo o coração que meus olhos estivessem conseguindo dizer para ela o exato motivo de estar lá. Mas eu não ia conseguir ficar em paz se ela não conseguisse ler meus olhos, minhas palavras... Então eu lhe dei a explicação mais clara que eu podia.

Meus lábios se aproximaram dos dela. Não foi tão lento quanto eu queria, mas quando os meus tocaram os dela foi suave, quente. Encaixei nossas bocas, nossas linguas, em um beijo breve, mas cheio de tudo que minhas palavras não seriam capazes de dizer.

Soltei a menina, a olhando e sorrindo pelos lábios e pelos olhos. 
~Fique bem, minha Kagura-chan... - Eu a chamei como chama antigamente, beijando agora sua testa e saindo do jardim. Ela entenderia tudo dessa vez.

---------------------------------

Sakura e Dante.


Dante tinhas as respostas que eu queria? Eu não tinha ideia. Mas era a melhor chance que me aparecera ultimamente. Ficar ao lado de Charles me tinha um custo muito alto, me obrigava a tantas coisas que as vezes me sentia atada no que eu poderia fazer para ajudá-lo.
Não que eu confiasse naquele puro à minha frente. Ele não cheirava a alguem confiável. Mas, confiável ou não, eu tinha de tentar.

~Então... Como que... - antes de eu terminar a frase vi o olhar de Dante se erguer e um pequeno sorriso brotar nos seus lábios.

A essa altura do campeonato, depois de me ferrar muito, eu já não era tão idiota e entendi o sinal dele de "tem alguém vindo", interrompendo a frase e me virando para olhar.
Charles.
A única pessoa não poderia ouvir nada daquilo. Ponto pro Dante que me salvou de uma discussão embora eu tivesse a nítida certeza que se Charles ouvisse seria um problema para Dante também.

- E.. eu estava indo te encontrar... - Meu sorriso tentou disfarçar a minha falta de uma desculpa melhor.
Eu senti o quanto Charles não estava nem um pouco gostando daquilo e me afastei de Dante para evitar maiores confusões.

- Mas é claro, sobrinho. - Dante sorriu, completamente inocente - Estava apenas perguntando para a sua dama como você estava de saúde. Soube que teve outra crise, mas fico feliz em saber que está bem. - ele acenou com a cabeça quando saímos]

Os olhos de Dante cruzaram com os meus no momento em que olhei para trás e sabia que ele poderia ter muita, mas muita coisa para me contar.

~Charles, não me puxe, eu sei andar... - falei baixo, tentando acompanhar o passo dele e disfarçar aquela cena de ser arrastada. - Não tem nada de perigoso, ninguém vai fazer nada no meio do casamento de um Kuran! - Eu o segurei para que diminuísse o passo antes que eu tropeçasse ali com aqueles saltos.

~Kagura foi no Jardim, já deve estar voltando

Eu poderia completar com " e estava com aquele vampirinho loiro que nunca desgrudava dela" mas eu sabia bem o quanto Charles desgostava de Hunny, então preferi ficar na minha.
Ele parecia estar bem inquieto e nervoso e não seria eu a cutucar com vara curta a fera.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Ter 20 Dez 2016 - 16:53

~* Lily *~


Lily corava e olhava o namorado toda vez que a irmã cochichava sobre como seria quando Daryl e ela se casassem. A ficou um tanto ansiosa, mas não no sentido ruim do sentimento. Ela também não queria apressar nada, mas não via sua vida com outra pessoa senão aquele seu carneirinho loiro.

- Em um castelo? – ela murmurou pensativa enquanto dava risinhos – Não, acho que não... Não preciso disso tudo, apesar de estar maravilhosamente lindo! – ela falou, olhando ao redor com os olhos brilhando, então seu olhar ficou sonhador – Não... Um campo florido! Isso! – os olhos dela brilharam mais Se eu casar um dia, eu gostaria que fosse em um campo aberto e florido, no meio da primavera! – confidenciou à irmã e botou a mão no rosto e suspirou, fechando os olhos com um sorriso nos lábios ao imaginar a cena – Seria lindo – ela deu uma risadinha e ficou vermelha também.

Lily os acompanhou até as cadeiras dispostas e se sentou, continuando a tagarelar com Naru até que a música começou. E a garota já chorava assim que Tohru começou a cantar com sua voz de anjo, junto ao novo professor. E chorou ainda mais ao ver Rose entrando naquele vestido lindo e maravilhoso, ela parecia realmente a princesa – e agora rainha – que era. Estavam os dois tão lindos, ela e Loran, trocando seus votos e completando o ritual de casamento. 

Foi necessária a ajuda de Naru para ela retocar a maquiagem que havia borrado de tanto que ela havia chorado como uma menininha deslumbrada. Assim que estava pronta de novo, ela se levantou e os acompanhou para irem cumprimentar os noivos.


+ Nero +


O vampiro ficou mais afastado durante toda a cerimônia. Sendo sincero, não estava apreciando nem um pouco estar ali. Coisa hipócrita, estar no casamento da realeza, sendo que ele odiava a ideia de ter que se submeter a uma. Não que não respeitasse o jovem Kuran, não tinha nada contra aquela criança. Mas ele não suportava a ideia de ter que obedecer ordens, principalmente de sangues puros, que sempre acabavam abusando do próprio poder. E, principalmente... Porque ele detestava aquela mulher. Garota metida e insolente, aquela ali seria um perigo na monarquia. Será que ninguém via aquilo? O perigo de darem poder àquela víbora? Se ela usava sua influência daquela forma apenas para se divertir em uma festa e afrontar um pai na educação de sua filha... Até que ponto ela poderia chegar para realizar os próprios caprichos? Cobra... Aquilo era uma cobra peçonhenta que acabara de ganhar asas com aquela união, isso sim. E Nero não queria estar por perto quando ela desse seu primeiro bote.

E agora tinha Kyoshiro ali. Merda, merda, merda... Nero estava ali não somente como convidado – graças à sua filha -, mas também como um espião de Magnus. O ruivo não podia mentir para aquele humano, graças ao maldito laço. Como poderia se esquivar de contar aquilo caso Magnus perguntasse a ele se tinha avistado o puro por ali? Não podia dedurá-lo. Por alguma razão, aquele era um puro que Nero havia gostado. Talvez por causa da ingenuidade ou da gentileza que demonstrara com o ruivo, mesmo que fosse apenas um servo de nível inferior. Ou porque parecesse uma criança perdida no meio daquela maldade toda. Suspirou. Ele devia mesmo ter amolecido muito ao longo daquele ano para se importar tanto assim com um estranho... Mas sua decisão era definitiva. Ele não contaria. Mesmo que tivesse que mentir ou distorcer a informação.
 

Após a cerimônia terminar, Nero deu um gemido desgostoso. Era obrigado a ir até lá cumprimentar os noivos. Só de imaginar o sorrisinho arrogante no rosto de Rose o sangue dele já fervia. Mas obrigação era obrigação, e ele tinha que manter sua fachada e sua dignidade.  Assim, respirou fundo e esperou que suas crias e genro se aproximassem, para poder aproveitar a deixa e depois sumir.


~*+ Lily e Nero +*~


A menina se aproximou dos noivos, sorridente, mas antes olhou Tohru com Adrian e Cathy, e deu um abraço nela. 

- Vocês foram fantásticos! Pareciam um coral de anjos! – falou empolgada e emocionada para os três, mesmo que não conhecesse Adrian ou Cathy. 

Depois ela se aproximou dos noivos, com as mãos juntas e um olhar brilhante e sonhador. Estava óbvio que ela queria abraçar os dois de tanta felicidade, mas estava se contendo para manter um mínimo de comportamento, à pedido do pai.

- Vocês estavam tão lindos lá! A festa também, tão bonitam divina! Meus parabéns e muita felicidade para os dois! – ela olhou para Rose e seus olhos brilharam como uma criança – Ah, amiga, parece que você saiu de um sonho! Está linda como uma princesa – ela enxugou o canto dos olhos com o lencinho e deu um riso – Ops! Como uma rainha! 


- Felicitações aos recém-casados – Nero apareceu por trás deles, dando um sorriso pertencente à sua máscara de nobre orgulhoso e honrado por estar ali. Não passava de falsidade – A festa está belíssima. Fico honrado pelo convite. No entanto, não tomarei mais o tempo dos noivos. Com licença – e fez uma reverência, pronto para se afastar mesmo que não tivesse sido dispensado.

Lily havia olhado surpresa para o pai, que havia surgido do nada e já estava disposto a sumir de novo. Mas deu de ombros e voltou a sorrir para os demais, ainda toda emocionada, enquanto tudo o que Nero queria era apenas sumir antes que Kyoshiro sentisse seu cheiro por ali.


< Lewis >


O jovem ruivo ergueu as sobrancelhas, pensando se alguém seria realmente burro de estragar de alguma forma a cerimônia de casamento do monarca. Somente um suicida faria aquilo, sem dúvidas. 

- É, quem sabe... Vai que aconteça algo inesperado – ele deu de ombros e acompanhou Minna para perto de Charles. 

Mantinha Jourdan perto de si, com uma mão em sua cintura, ostentando-a como se realmente fosse sua nova namoradinha. Ah, se Charles soubesse da verdade... O que diria? Provavelmente não se importaria nem um pouco, acharia divertido no máximo. Aquele puto loiro não era de esquentar a cabeça com os problemas dos outros, mesmo que fosse um amigo seu. 

- Melissa tá aqui também? Não vejo ela desde a antiga Academia – deu de ombros. Nunca tivera nada contra a irmãzinha simpática e sonhadora, Lohanne gostava dela... – Ah, não, obrigado. Eu dispenso o encontro com Sakura, se não se importar – ele não queria de jeito algum ver aquela maldita humana tão agressiva quanto sua ex.

Depois que Charles foi embora subitamente caçar a namorada, Lewis deu de ombros e passou um tempo andando pela festa até a hora da cerimônia. Então sentou-se em seu lugar ao lado da outra vampira, com uma cara de tédio mortal, enquanto afagava distraidamente o ombro dela, por onde havia passado o braço por cima. Mantinha a mente vazia, não queria pensar naquele casamento e nem em possíveis sentimentos ou lembranças que aquilo poderia trazer. Assim que a cerimônia acabou e eles se dirigiram para o local da festa, Lewis já pegou uma bebida e tomou em um só gole, ainda com aquele olhar de tédio.

- Vamos esperar um pouco para cumprimentar os noivinhos. Não to afim de me meter no meio de tanta gente.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Tohru Kuran
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 756
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Qua 21 Dez 2016 - 1:03

Tohru


Tohru corou com o abraço e o cumprimento entusiasmado de Lily.
_ H-hai...Arigatô, Lily-chan...- sorriu, encabulada._ Fico tão feliz que tenha gostado! Ah, Lembra-se de sensei Adrian? É o novo professor de artes e música da Cross. O conhecemos no parque, Rose-san, minha guardiã, nos apresentou.


Rose e Adrian


Adrian sorriu com o cumprimento e tomou a mão da jovem num cumprimento galante, não antes de apertar a mão de Daryl.
- Foi minha primeira apresentação e estava bastante nervoso, confesso...- coçou a cabeça, sem graça.- Mas a senhorita Tohru passa bastante segurança. Ela...teve um excelente professor...nem sei se poderei acrescentar algo. Na verdade, acho que serei eu a aprender.rs.- riu.- Enfim, quero aproveitar e agradecer pela oportunidade de cantar com uma verdadeira prima donna de primeira classe.- falou, deixando a jovem Kuran vermelha de vergonha.
-Oi. Lily! - Rose a abraçou.- Esses dois são realmente surpreendentes, não é mesmo? Agora, anjos...bem, Tohru, sem dúvida, já Adrian...- fez uma careta gaiata pra ele, que fez cara de desentendido, fazendo auréola e tudo em volta da cabeça.


               Tohru e Kyoshiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dark_Rose
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Rose Valentine (PB)
Lara Kapetine (Hunter)
Humor : Incompreesível
Localização : Inglaterra
Posts: : 675
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Qua 21 Dez 2016 - 19:35

Rose sentia o peso da coroa quando esta é posta em sua cabeça. Um peso físico e simbólico, algo que mudará sua vida para sempre, algo que geraria inveja e inimigos pela eternidade. Mas se esse era o valor a pagar para estar junto da pessoa que ama, pagaria com prazer e usaria deste poder para protegê-lo.


Ela agradece os convidados que fazem fotos de felicidade para os recém.


- Obrigada, Tohru.


Em seguida vê Lily e o tosco do seu pai vindo em sua direção. Enquanto via a menina elogiar seu vestido e brincar com os termos da monarquia, sentia que a menina estava se contendo para não pular de si. Então de forma muito discreta e delicada segura em uma das mãos da menina.


- Muito obrigada, sua presença hoje me agrada imenso.


Ela falava abrindo um belo sorriso, não era o sorriso que Nero tinha asco, era um de verdade. Mas logo percebendo que o mesmo olhava para ela dizia palavras forçadamente e saía sem ao menos esperar uma resposta. Ela semicerrou os olhos já pensando no que falaria para ele na próxima oportunidade.




Lara Kapetine
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2382
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Qui 19 Jan 2017 - 19:36

+ Loran +

O puro agora rei, sorria algumas das vezes por espontânea vontade outras forçada para agradar alguns anciões do antigo conselho, afinal eles se tornaram aliados e de certa forma tinha que agradar, usar a coroa no dia do casamento era um dos itens de agrado, porém ele já havia planejado não por mais aquela "coisa" na cabeça. 

Falou com todos, com a sobrinha elogiando a bela canção, com Adrian retificou o mesmo elogio, agradeceu a presença de todos que lhe falavam.

Não resistiu e puxou a espevitada da Lilian para abraçar, não ligava se era fora do protocolo, era o jeito dele e claro nada como uma provocada pra deixar claro que ele não mudaria seu jeito de ser para agradar ninguém.

Olhou Rose e piscou com um claro sorriso divertido e assim que todos terminaram os cumprimentos foram parado antes de chegar a mesa principal dos noivos pelo puro espanhol e claro tio de sua esposa.

-Mi cara sobrina, não imagina como estou feliz em ver aonde uma Valentine chegou, nossa honra será restaurada com isso. - Ulthred sorria a ambos. - Kuran sama, estou imensamente feliz e claro a felicidade de ambos é o que mais importa.

Ao lado dele a jovem humana Maya, curvava-se a eles cumprimentando e dando felicitações pelo casório e a bela cerimonia.

-Agradeço as felicitações, apesar de ao meu ver não lhe convidamos - Loran falou com um sorriso no rosto e um olhar sério. 

A jovem humana resmungou algo em espanhol ao lado do tio de Rose, parecia chateada por está ali e com as palavras de Loran confirmando que eles não foram convidados fez ela ficar ainda mais rabugenta com o vampiro.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Dark_Rose
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Rose Valentine (PB)
Lara Kapetine (Hunter)
Humor : Incompreesível
Localização : Inglaterra
Posts: : 675
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Sab 21 Jan 2017 - 22:52

Rose resiste a vontade de rir quando Loran resolve abraçar a jovem vampira. Ela tentava ao máximo manter a pose impecável, sabia que o conselho estava observando cada passo que dava naquela noite.
 
Quando percebe seu tio se aproximando e falando coisas sobre honra ela trinca os dentes por não poder nem ao menos dar um tapa nele.
 
- Não sei de onde tirou que a honra dos Valentines estava fraca, talvez devesse voltar a dormir. Parece precisar. – Diz seca, sem qualquer emoção.
 
Ela olha a humana cumprimentando e simplesmente ignora aquele ser.
 
Ouvindo Loran falar de que não o haviam convidado a faz relaxar um pouco, ao menos isso ela não precisou dizer.
 
- Talvez devessem aprender a não invadir festas particulares. Ser meu parente não lhe dá direito a nada.
 
Ela segura na mão de Loran esperando que ele a olhasse.
 
- Vamos à mesa. Não quero perder tempo aqui.


Lara Kapetine
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tohru Kuran
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 756
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 22 Jan 2017 - 0:27


Tohru sorriu vendo o tio brincar com Lily. Gostava de vê-lo tão descontraído mesmo numa situação tão solene como aquela, mas quem era aquele casal recém-chegado? Se era o tio de Rose-Sama porque pareciam tão tensos? Olhou pra eles, curiosa, mas Adrian e sua amiga guardiã a puxavam para a mesa de guloseimas dizendo que agora podia relaxar e se alimentar. Adrian já pegava uma champagne enquanto jogava charme para Cathy. 
Tohru estava encantada com a festa mas os olhos da jovem Kuran procuravam alguém na multidão elegante. Onde estava Kyoshiro? Queria saber o que ele achara de sua apresentação, queria dizer também que achara a cerimônia muito bonita.Fora tudo tão perfeito...


               Tohru e Kyoshiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2382
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 22 Jan 2017 - 15:42

+ Ulthred +

Sorriu gentil apesar da saia justa que se criou entre eles, virou para a sua acompanhante e respondeu a sua sobrinha.

- Os Valentines sempre foram e sempre serão um grande clã e agora com sua posição, vai suplantar qualquer clã na Espanha, é somente uma observação cara sobrinha. - dá um passo atrás para a passagem deles, ainda olhando atento se afastarem.

- Sinceramente no entendo, vieste aqui para ser tratado por sus sobrinos y aún permanece con calma y sorridente. No me importa con vos, museo ambulante. (Sinceramente não entendo, vieste aqui para ser tratado mal por seus sobrinhos e ainda permanece com calma e sorridente. Não que me importe com vos, museu ambulante.) - A jovem humana ralhava com o puro em um sotaque Espanhol carregado.

- Maya, cara bela Maya, logo entenderá o meu intuito de vir a essa ocasião festiva. - Estendeu o braço a ela que segurou e foram para uma mesa sentar-se.

+++++

+ Loran +

O jovem rei não gostara daquela presença, porém não podia fazer muito, já que estavam diante de todos e do conselho, preferiu ignorar por hora e estendeu o braço a Rose.

- Espero mesmo que seja somente felicitações Sr Valentine, o dia de hoje é muito importante e claro não tolerarei nenhum tipo de desconforto.

Caminhou com Rose para a mesa principal de destaque no centro do salão e após sentarem olhou seus guardiões Wo Li e Raiven que se posicionaram, entendendo o olhar de Loran para o tio de Rose. Assim eles se afastaram circulando pela festa.

- Cara de pau o seu tio em aparecer, mas vou ter uma boa conversa com quem permitiu que entrasse sem convite. - Segurou a mão de sua amada e beijou o rosto afastando e sorrindo aos convidados - Acho que meu rosto vai ficar paralisado de tanto sorrir pra essa gente, olha a velharada junto a Hanabusa rindo a toa, cobras - Curvou a cabeça a eles cumprimentando de longe.

+++++

+ Cathy + Victória +

Vick bebericava o vinho enquanto a sua filha lhe entregava o violino.

- Sem sumir por ai Catarinne, não pretendo me demorar. 

Cruzou as pernas e volto a beber daquele vinho "batizado" de sangue achando uma iguaria maravilhosa a tal mistura.

- Vou falar com minha amigas Vick, já venho.

Andou até Tohru e sorriu para Aidan que parecia querer flertar com ela, jogou as mechas loiras por cima do ombro.

- Arrasamos Tohru-chan, então vejo que está procurando alguém, será um sangue puro vestido elegantemente vindo ali - Apontou para a entrada da festa onde o puro chegou acompanhado do puro Abdar e sua Esposa. 

+++++
+ Kyoshiro + 

- Fico satisfeito que tenham apreciado o cerimonial, na verdade fiz alguns no Tibet, porém para um rei e rainha como são foi a primeira vez. - Sorriu ao puro da Africa - Fiquei nervoso na verdade.

Kyo estava elegantemente vestido com roupas ocidentais, terno e muito bem alinhado.

-Eu e minha esposa apreciamos e claro o respeito das cerimonias tradicionais de nossa raça, Kyoshiro gostaria que visitasse meu país, há muitos adeptos do budismo por lá, iria gostar.

Chegaram juntos ao centro da festa e foram se sentar, Abdar convidou o puro para sentar-se com eles. 

- Fico tentado em aceitar, não conheço muito do mundo além do Tibet e o que ouvia os monges falarem, ficarei honrado em conhecer seu país Abdar sama. 

No instante que passou sentiu o cheiro familiar que lembrava do seu pai, claro a aura arroxeada de Nero o denunciava a Kyo.

- Vou falar com alguns convidados e aceitarei sentar-se a mesa com vos, com licença. - Curva-se e afasta para calmamente se aproximar de Nero. - Sorel san, vejo que está tenso, não aprecia esse tipo de evento?

Kyo virou o rosto a Nero, esperando que o nobre lhe informasse algo sobre a fuga dele da boate de Magnus.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 22 Jan 2017 - 16:57

~*Lily*~


Lily olhou para o sensei enquanto Tohru os reapresentava e deu um leve tapa na própria testa.

- Ah, claro, é mesmo! Que cabeça a minha! Desculpe a minha distração, sensei  - ela sorriu simpática. Olhou então Rose e a abraçou de volta com um largo sorriso – Oi, Rose! Concordo, eles foram maravilhosos! – ela riu com a implicância de Rose com Adrian.

Seus olhos brilharam quando a rainha segurou sua mão e sorriu tão abertamente para ela. Sentiu o coração aquecer com as palavras dela e sorriu doce para a amiga, antes de ser puxada por Loran para um abraço. Ela se surpreendeu com aquela conduta tão destoante da formalidade que deveria ter. Na verdade, não se importava nem um pouco, estava doida para dar um abraço neles desde que botara os pés naquela mansão. Então ela aproveitou e correspondeu com um abraço apertado e um largo sorriso alegre e satisfeito.

Mas logo eles tinham que seguir para cumprimentar os demais convidados, então ela seguiu com seus acompanhantes para a mesa designada a eles, enquanto procurava Nero com o olhar.

- Papai sumiu de novo – resmungou – Por que ele age tão anti social assim às vezes?


+ Nero +


O ruivo queria fugir de ser notado por mais alguém naquela festa, mas soube que havia falhado miseravelmente quando sentiu a presença e logo ouviu a voz de Kyoshiro atrás de si. Virou para o puro, tentando não parecer tão nervoso quanto estava.

- Kyoshiro-sama, foi uma surpresa vê-lo aqui hoje – começou e pigarreou – Eu... não esperava encontrá-lo aqui. Ou em qualquer lugar de Ambarantis, na verdade – olhou ao redor e se aproximou, sussurrando baixo – Ele não sabe de seu paradeiro, mas pode ser perigoso para o senhor estar ainda tão perto, Kyoshiro-sama – falou preocupado para ele e passou as mãos pelos cabelos – Seria melhor se eu não tivesse vindo hoje... Assim não o teria visto e o senhor não correria perigo por minha causa – acabou tagarelando aflito. 




Voltar ao Topo Ir em baixo
Tohru Kuran
B
B
avatar

Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 756
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 22 Jan 2017 - 22:33


-Nani?!- Tohru estava tão distraída que se assustou quando Cathy falou com ela apontando onde o Puro estava. Corando intensamente, ela tentou em vão disfarçar.- Ano...Eu não estava procurando Kyo-Sama! Watashi, watashi...- corou ainda mais quando viu que se entregou sem querer.
Ficou olhando para ele tão elegante naquelas roupas ocidentais quanto com os trajes cerimoniais ou os trajes típicos japoneses. Ele estava acompanhado dos pais de sua nova amiga Urbi, o rei Akbar da Tanzânia e sua esposa Siara. Deveria se aproximar ou estaria sendo inconveniente?- ficou pensando, sem conter um leve suspiro.


               Tohru e Kyoshiro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adrian Ivashikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!
avatar

Char RPG : Adrian Ivashikov
Humor : Bipolar
Localização : Em seus sonhos , baby...^~
Posts: : 48
Inscrição : 09/03/2016

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Dom 22 Jan 2017 - 23:28


Adrian fez bico, fazendo uma pose caricata, com a mão dramaticamente no peito, fingindo-se de magoado para Lily.
- Hum...Meu ibope anda mesmo embaixo com as garotas...Minha ex fica me difamando e a bela senhorita Lily nem se lembrou de minha exuberante figura. Magoei....
Rose lhe deu um tapa nas costas, rindo a  valer.
- Pára de drama, Adrian!
- Ei!- protestou, meio rindo já.- Viu como ela me trata? - deu uma gargalhada gostosa.- Estava brincando, senhorita Lily. Não se preocupe com isso. Vou superar esse trauma.^^
Adrian piscou para Cathy, sorrindo galante, oferecendo uma taça de champagne a ela. 
- És magnífica no violino, Senhorita Catherine. Uma verdadeira Virtuosi. Parabéns! Foi um privilégio poder cantar com tão primoroso acompanhamento. Além de ser belíssima, é claro. ^~
Seu humor deu uma guinada ao notar tão claramente o quanto Tohru estava já ligada ao Puro Kyoshiro. Já sabia, é claro pelo que já havia observado, tanto que resolvera jogar charme para a bela violinista mas depois daquela canção tão romântica que cantaram juntos ver aquilo o abalou. Sim, estava com ciúmes...mas da irmã ou da delicada vampira?
Ele tomou a champagne de um gole só e pegou outra taça. Deu um suspiro e sacudiu a cabeça.
"Ora, que diabos! Dane-se! Que ela seja feliz com ele!" , pensou, se aproximando dela e olhando na direção que ela olhava.
- Vá em frente, Senhorita Kuran. Tenho certeza que ele vai gostar se for falar com ele. - falou, encorajando-a.
Rose sorriu embora estivesse com pena de Adrian, mas sabia que ele se recuperaria logo. Já estava, pelo visto notando o interesse dele na loura Cathy.
- Se não quiser ser óbvia, pode fingir que está procurando a Urbi...- A guardiã soltou como quem não queria nada.
Funcionara. A jovem Kuran, embora constrangida, foi andando em direção ao Puro que gostava.




Última edição por Adrian Ivashikov em Ter 24 Jan 2017 - 1:49, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luthica
C
C
avatar

Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)
Posts: : 484
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Seg 23 Jan 2017 - 16:00

O casamento para Daryl na verdade era uma verdadeira chatice, mas sua expressão era a de um lorde, o puxa-saco que pisou pela primeira vez na Academia Cross. 
Seu olhar estava interessado na celebração em si, no fato de que os vampiros teriam um novo líder, o qual admirava. 
Vez ou outra olhava Lily para captar pequenas reações da namorada. Isso inevitavelmente o fazia pensar no próprio casamento, no campo aberto e florido que ela tanto queria. Achou bonitinho o quanto ela estava emocionada, embora não conseguisse entender com perfeição.

Naru ficou toda solícita ao lado de Lily, oferecendo lencinhos e assegurando que tinha maquiagem em sua bolsinha de mão. Ela mesma pensava se um dia poderia enfim ter um interesse amoroso normal.

Assim, foram cumprimentar os noivos.  Naru não sentia que tinha muita intimidade, então apenas elogiou envergonhada, curvando-se muito. Já Daryl sorriu confiante e fez uma mesura respeitosa, cumprimentando principalmente Loran com um aperto de mão firme. Deu todo o espaço para namorada cumprimentá-los, pois ela era muito mais amiga do casal. 

Olhou em volta, um tanto apreensivo. Onde estaria Nero? Sem dúvidas, se metendo em problemas, então segurou Lily pela cintura, delicadamente conduzindo-a para perto das mesas, numa tentativa de distrai-la da busca pelo pai.

- Talvez seja exatamente o contrário. Seu pai conhece muitas pessoas e precisa dar atenção para todas - justificou, pensando se o sumiço do ruivo significaria que havia gente indesejada na festa arrumando problemas para ele.

- Mesmo assim é esquisito... er, quero dizer. Provavelmente é isso mesmo...- Naru se corrigiu ao ser olhada por Daryl de uma forma estranha.


~~~~


Vilhelmina fingia estar muito entretida no casamento, como uma boa acompanhante, mas na verdade achava tudo aquilo extremamente cafona. Foi educada o suficiente com quem cumprimentou o namorado, mas secretamente procurava os filhos.


- Ainda bem que posso me fingir de morta estando a seu lado. Onde será que ele fez a despedida de solteiro? Nosso novo líder é bastante saidinho, com todas aquela apostas no lado negro da cidade, fico imaginando que festinha ele andou aprontando

Jourdan riu, divertindo-se com a própria maldade e em seguida o olhou divertida.

-  E o nosso, será quando? Sua mãe gosta de mim. Hahaha. Imagina? Ah, que cafonice...


~~~


Euphemia prontamente se levantou. Casamentos a deixavam mais melancólica do que o normal. Recentemente tivera uma experiência quase humana de tão inocente, mas guardava com carinho no peito. Mesmo assim, queria ir embora, mas não podia. Deveria cumprimentar os noivos. 

Ela foi discreta, fazendo uma reverência a Loran e Rose assim que passaram por eles. 

Casper fez o mesmo, apertando a mão do rei se assim ele permitisse e sorriu largamente para sua esposa. Estava maravilhado e também honrado. 

Em seguida, os dois se acomodaram em uma mesa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2382
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   Seg 6 Fev 2017 - 15:27

+ Cathy +

A jovem vampira olhou a amiga e sorriu arteira dando leves cutucadas notando que estava encabulada. 
- Ele está elegante, vai falar com ele sim, aliás nossa amiga está junto com sua família, então não tem como ter melhor desculpa.

Viram então o puro se aproximar do pai de Lilian, Cathy estranhou, mas era uma festa, então deu de ombros e olhou de lado para Adrian.

- Agradeço os elogios e os receberei sem cerimonia, já que sou realmente perfeita quando toco rs - Fez uma leve careta divertida para ele. - Sou nada modesta, brincadeira. - deu risos soltos e pegou a taça para beber de suas mãos. - E o senhor canta muito bem, fazemos um trio daqueles.

+++++

+ Kyo +

Suavemente abriu os lábios em um sorriso amigável ao nobre, tinha apresso por ele ter lhe ajudado e agora parecia muito preocupado.

- Sorel-san, estou seguro com os Kurans, não se preocupe, Loran-sama irá me ajudar, contei-lhe o que me aconteceu desde que sai do Tibet e ficou solidário.

Voltou a sua pose normal e sentiu o aroma do lugar.

- Apreciarei esse momento de diversão e alegria, deveria fazer o mesmo, já que veio até aqui. - curva-se a ele um pouco e finaliza - Vou conversar com alguns convidados. - andou um pouco se afastando depois virou para ele dizendo algo estranho - Sorel-san, a sombra que lhe falei, está sumindo, mas logo voltará, lembre-se nunca estará só... - curvou-se saindo em seguida.

++++

A festa decorreu bem o resto da noite, fizeram a dança tradicional que é a valsa dos noivos, Loran estava feliz com a sua tenshi que não ligava para os nobres que vinham lhe falar de política, dos clãs e de algumas perturbações internas para a implantação do novo Tomos dos Anciões e por volta das 3 da manhã, Loran e Rose se despediram de todos agradecendo a vinda e aos convidados.

- Finalmente, vamos sair daqui antes que eles achem que não temos direito nem a nossa núpcias rs - envolveu-a pela cintura e ambos saíram rápido para o carro que os levariam a suíte do hotel luxuoso reservado para a noite de núpcias do casal real.

Logo em seguida o carro partiu sendo escoltado por dois outros que faziam a segurança deles.
Os convidados começaram a sair, deixando o lugar e aos poucos a festa esvaziava.


++++++

OBS: Fazer as considerações finais para encerrar a rodada e receber os pontos.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Jardim da mansão Kuran   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Jardim da mansão Kuran
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Jardim da mansão Kuran
» Mansão Kuran
» Jardim da Mansão
» Assustador! - Episódio 1 "A Mansão Velha"
» o {Mansão} ? Descrição da Mansão

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: Ambarantis :: Cidade Alta :: Mansão Kuran-
Ir para: