Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Ter 6 Out 2015 - 0:37

Relembrando a primeira mensagem :

A chama Púrpura



"Onde quer que a virtude se encontre em grau eminente, é perseguida;
poucos ou nenhum dos famosos varões do passado
deixou de ser caluniado pela malícia."

Se há algo que me recordo é que nunca pararei diante de nada até conseguir os meus objetivos.
Ele andava pelas ruas de Paris e perdido em seus planos tomara a decisão que mudaria a sua vida.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda

AutorMensagem
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 0:48

+ Nero


Quando estava pronto para morder aquela humana e se satisfazer com o sangue e o terror dela, quando ouviu seu nome. O vampiro travou no mesmo momento, um sentimento de alerta surgindo em sua mente. Como ela sabia seu nome? Nero se arrepiou, mas não de prazer. Ele se afastou lentamente, olhando-a arisco.


- Como sabe meu nome? - ele sibilou a ela e se afastou, encarando-a alerta enquanto se recompunha e vestia as calças depois de jogar o preservativo usado no lixo do quarto. Poderia matá-la ali mesmo, mas precisava saber como ela sabia quem ele era e se sabia O QUE ele era.



~*Lily


Ela terminou de comer e virou de frente para ele, observando-o.


- Nem todos nós somos ruins... - ela murmurou a ele - Acho que é a mesma coisa com vocês, não é? - sorriu - Fico feliz que não esteja me tratando mal... Apesar de me deixar presa, está sendo gentil...


Ela suspirou e ficou um tempo em silêncio, o olhando.


- Algo incomoda você... o que foi?
- ela se lembrou do próprio celular e estranhou ainda não ter recebido nenhuma mensagem. Provavelmente o caçador confiscou o celular dela também.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 1:33

+ Layla +

A hunter olhou se recompor sabia que ele iria armar o bote, sentou na cama com a mãos nas costas e pegou arma que estava engatilhada com bala para matar vampiro. 

_Como sei? E... digamos que já sabia quem era rs

Ela levantou ainda estava nua e buscou seu vestido sem tirar os olhos dele.

_Nero é mais belo que Órion... Se bem que o imperador colocou fogo em Roma rs

Se vestiu e andou na cama com uma mão nas costas  segurando a arma já coçando o dedo no gatilho.

_Eu acho que se for um bom ouvinte poderemos chegar em um acordo. E claro que seu desempenho ajudou a mim ser bem compreensiva rs

Olhou com sorriso e um olhar felino.

+ Adrian +

Ele olhava o celular quando ela tocou no assunto. 

_Não que sejamos bons com vampiros tem alguns de nós que preferem fazer acordos com sua espécie. No meu caso seria esse, se for boazinha podemos ser úteis uns aos outros.

Ele sorriu quando ela perguntou sobre ele está com algum problema. 

_Não sei se seria um problema, mas se for provavelmente será para seu pai.

"Se conheço Layla e ela ficar com raiva vai matar aquele vampiro aí ... babou o plano..."


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 1:45

+ Nero


O vampiro semicerrou os olhos a ela quando a menina falou que já sabia quem ele era. Então ela também estava fazendo um joguinho... Ele a olhou furioso por tê-lo enganado e seus olhos acenderam vermelhos pela raiva.

- E por que eu deveria fazer algum acordo com você, caçadora? - perguntou - Deixe de ser ridícula. É óbvio que esconde uma arma atrás de si. Não me insulte.


Nero deduziu que se ela não era uma vampira e sabia sobre ele... O mais provável era ser uma caçadora. E ele caíra direitinho no papo dela... Ele rosnou mostrando as presas.



~*Lily



Lily abraçou os joelhos, preocupada. Então já tinham ido atrás de Nero...

- Estou cooperando - ela murmurou e suspirou, recomeçando a ficar nervosa. Esperava que Nero estivesse bem...




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 1:59

+ Layla +

Ela estendeu os braços e a arma uma pistola automática com silenciador brilhou aos olhos dele. Ela mirou e falou já demonstrando certa impaciência. 

_Nero... Nero... Nero... insulto foi o que você fez ao longo de sua patética existência com outros seres tanto humanos como vampiros... aliás assassinar uma família de nobres vampiros não foi uma boa para você.
 
Ela andou e travou a porta do quarto. Havia sido preparado por ela para evitar a fuga, também estava ciente do poder dele e parou na beira da cama ainda apontado a arma para ele.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 2:18

+ Nero


O vampiro rosnou ao ver a arma apontada para ele, principalmente por ter um silenciador na ponta. Ouviu as palavras da caçadora e grunhiu. A família de nobres vampiros... Estaria ela falando da família de Claire? Os Chevalier? ... ou talvez os Rousseau, família daquela bastardo marido dela, havia o denunciado?

- Do que está falando? - ele a olhou furioso - Que diabos de história de ter assassinado uma família de nobres é essa? 

Ele precisava ter certeza de que era essa realmente a acusação, ou se encrencaria ainda mais com aquela caçadora. Ele recuou para longe dela. Nem que queimasse aquele hotel de cima a baixo, se fosse morrer a levaria junto com ele.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 2:41

+ Layla +

Ela saltou da cama e ainda apontando a arma para ele foi até uma gaveta e abriu e afastou para ele se aproximar.

_Olha na gaveta tem uma pasta, talvez sua mente seja clareada. 

Ela esperou que ele fosse e pegasse a pasta a arma apontada e seu dedo engatilhado. 

_Então por mais que esteja furioso e queira me matar acho que seria muito mais inteligente me ouvir. 

Ela sorriu e esperava por uma reação violenta ainda mais pelo poder de fogo.

_Só mais uma informação... Esse quarto foi preparado para você Nero... Se tentar atear fogo em mim ou no quarto ...Seja lá o que passa nessa doentia cabeça assassina... Desista! 

Ela sabia que ele pouco ligaria para isso, então contava que ele pagasse pra ver.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 2:48

+ Nero


Ainda a olhava atentamente. Recusou a si mesmo a erguer as mãos em sinal de rendição àquela pirralha humana. Andou cautelosamente até a gaveta e pegou a pasta dentro. Abriu e olhou o que havia dentro, ainda olhando vez ou outra a menina, desconfiado. Rosnou para ela quando ela falou que ele não deveria usar seu poder de fogo ali dentro. Ele daria um jeito. Leu então o que estava escrito naqueles papéis.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 3:13

+ Layla +


Os papéis haviam relatos e queixas de crimes que ele havia praticado mas o que chamou atenção fora do assassinato de um influente nobre e sua família. Aquele vampiro tinha muita influência e sua família queria vingança oferecendo aqueles que o capturasse e levasse a cabeça uma grande recompensa. 

_Sabe Nero ... seus crimes são bem ... mas bem extensos. -Ela se aproximou com a arma apontada e finalizou. -_Nero refrescou a memória? Eu só posso dizer que se me ouvir podemos negociar quem sabe a sua liberdade.

Ela queria mesmo era que aquele vampiro soubesse que por mais que tentasse algo ainda teria na sua cola e que iria pega-lo para receber sua recompensa.  Layla e seu irmão Adrian eram hunters, mas costumavam fazer barganhas com alguns vampiros para conseguir informações e grana.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D


Última edição por Master em Dom 31 Jan 2016 - 17:25, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 3:35

+ Nero



O vampiro semicerrou os olhos enquanto lia cada uma daquelas acusações. Sim... ele sabia que havia cometido muitos crimes, sem dúvida alguma... Só não esperava que os Rousseau fizessem um acordo com malditos caçadores por sua cabeça! 

- Maldito Joseff! - Nero urrou de ódio olhando para o documento. Até depois de morto aquele desgraçado continuava a infernizar sua vida!

Olhou a humana com os olhos brilhando furiosos. A vontade de matá-la era grande, mas ela ainda tinha aquela droga de arma na mão. 

- Diga seus termos, humana! - praticamente rosnou a ela.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 4:03

+ Layla +

A morena sorriu agora o vampiro começou a falar a sua língua. 

_Nero antes de mais nada... sorria... fique feliz por não está morto nesse momento. 

Ela sorriu meio divertido não temia o vampiro, já havia enfrentado muitos vampiros inclusive sangue puros e aquele vampiro não era de tamanha dificuldade em dominar. 

_Nos vamos dar uma volta e saberá os termos.

Ela abriu a porta e finalizou:

_A Lilian está lhe esperando e não iria gostar de te ver com essa face raivosa...

Ela esperou já sabendo que ele provavelmente explodiria a ficha do vampiro informava que ele era instável. 

_Novamente faço lembrar que a situação que se encontra está em desvantagem... tente se controlar.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 4:16

+ Nero


Nem fodendo que ele iria sorrir para aquela vadia. Somente, talvez, se tivesse o prazer de vê-la queimar lentamente até a morte... Já planejava maneiras de como faze-la pagar por ter brincado com ele daquela forma, quando Layla citou sua filha. Nero urrou. Lillian era dele! Ele não ia entregar seu brinquedo depois de tanto trabalho que tivera cuidando daquela pestinha problemática!

- CAÇADORA DESGRAÇADA!!! - ele a xingou e o ar ao redor de si aqueceu. Teve que se controlar bastante para não incendiá-la, mas precisava descobrir onde Lillian estava primeiro.

Xingou outra vez e terminou de se vestir, acompanhando-a com os olhos faiscando de ódio.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 17:54

+ Layla +



-xiiii....- colocou o dedo indicador sobre seus pequenos lábios rosados fazendo sinal de silêncio. _Esse lugar é um hotel familiar não vamos querer que nos expulsem.

Quando ele rosnou novamente, fez a hunter se irritar, estava na hora de mostrar aquele vampiro que quem teria que ter medo era ele.

Fora questão de segundos a hunter se aproximou rapidamente dele e atirou na perna dele, tapou a boca com uma força descomunal para que ele não gritasse assim que ajoelhou no chão. Desceu o rosto até o ouvido do ruivo e falou já num tom muito sério.

_Escuta bem o que vou lhe falar, ate agora fui gentil e amável com você, te dei o privilégio de me ter e se divertir um pouco e como você me retribui? Rosnando e ficando quem nem palito de fósforo aceso toda vez que lhe digo algo. -Ela retirou um par de algemas para prende-lo. _Está na hora de entender que o fudido é você ... amore.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 19:08

+ Nero


O vampiro quase a xingou novamente quando ela zombou dele. Entretanto, antes que Nero pudesse fazê-lo, a humana se aproximou subitamente dele e atirou em sua perna. O ruivo gritou com a dor, mas seu grito fora abafado pela mão dela em sua boca. Gemeu de dor com os olhos lacrimejando enquanto ouvia as palavras dela. Aquilo o enfureceu ainda mais. 

Agarrou os pulsos da jovem, afastando a arma de si enquanto fincava as presas com todo seu ódio na mão que ela lhe tapava a boca.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 21:54

+ Layla +

A hunter estava pronta para algema lo quando o vampiro segurou sua mão armada e mordeu a que tapava a boca. A dor que sentiu foi descomunal e ela gritou alto se debateu tentando soltar sua mão. Sua perna encaixou perto da dele e ela pisou com o joelho no ferimento a bala que fizera com o tiro.
A hunter engatilhou com uma mão a arma ainda tentando se soltar dele.
Xingava se por dentro por ter dado esse vacilo mas ela não ligava mais para o plano de seu irmão, dane se tudo iria matar o desgraçado depois de ter mordido.

_Maldito desgraçado ... arrrrr. .. Como dói essa merda. .. Vou te matar... - apontou a arma para o peito dele da posição que estava iria atirar no coração.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 22:23

Teste para não tomar o tiro


 Esquiva 3 + Destreza 2 = 5 dados


Dificuldade 7
2 acertos para desviar da bala.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 22:23

O membro 'Fabi' realizou a seguinte ação: Lançar Dados

'D10' : 9, 9, 9, 10, 2


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 23:06

+ Nero


O vampiro continuou mordendo a mão de Layla, queria que aquela desgraçada sentisse tanta dor quanto ele estava sentindo por causa do maldito tiro na perna. Porém a vadia pressionou o joelho contra sua perna baleada, o que o fez a soltar com outro urro de dor.
A vadia então engatilhou a arma com uma mão e mirou nele outra vez em direção a seu coração. Por instinto, ou talvez muita sorte, o ruivo jogou o corpo para trás quando ela apertou o gatilho e conseguiu desviar de um tiro que poderia ser fatal. Como já havia se jogado de costas no chão e a humana estava atordoada com seu veneno, Nero usou a perna boa para chutá-la para longe dele.
Grunhindo de dor ele se levantou, apoiando na cama, e saiu pela porta mancando o mais rápido que a dor e o sangramento o permitiam correr. Gemeu e foi se apoiando nas paredes. Como aquela merda doía! Ofegou e olhou o ferimento, praguejando. Era um vampiro, nunca precisara aprender como se estancava um sangramento. E agora aquela merda não cicatrizava por causa das balas especiais. Ele já começava a sentir a sede por causa da perda de sangue. Precisaria se alimentar logo, ou as coisas poderiam ficar mais sérias para ele... Esperava conseguir encontrar alguma vítima solidária que poderia servir como seu alimento.

________

Teste de Vigor 
Vigor = 5




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Dom 31 Jan 2016 - 23:06

O membro 'Fabi' realizou a seguinte ação: Lançar Dados

'D10' : 3, 4, 10, 5, 4


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Seg 1 Fev 2016 - 15:14

+ Layla +


A hunter efetuou o disparo e o vampiro desviou, ela atirou novamente acertando a parede, estava fraca com a dor da mordida e somente sentiu seu corpo tombar com o solavanco do chute que ele lhe deu, caindo sentada, sua mão sangrava e doía muito ela chorava com aquela dor e seus olhos brilharam de raiva.

Sua cabeça girava, sentia que era o veneno e buscou na gaveta do criado mudo sua maleta de primeiros socorros ali tinha uma injeção que usava para esses tipos de situações. Pega um aplicador e antes que desmaiasse aplica no braço injetando o antídoto. Encostou a cabeça na cama esperando o efeito, notou uma movimentação entrando pela porta, jogou a arma para baixo da cama e ouviu o que pelo contorno parecer um homem tentando ajuda-la.

~Assalto... Provavelmente... Ajude a moça...

~ Foi um homem ruivo com ela... Chamem a polícia... - voz feminina que entrou em seguida no quarto.

Layla estava tonta quando com ajuda do homem se levantou e sentou na cama, ele parou na sua frente agachado e tocou seu rosto procurando ferimentos e viu a mão dela sangrar.

~Ela foi ferida, a mão está sangrando muito, peguem algo para estancar.

Logo a mão foi tratada e enfaixada. Layla ja sentia voltando ao normal e sua mente tomando o foco.

_Estou bem senhor, agora estou bem.

~Sim moça, mas a polícia está vindo e temos que fazer a queixa.

"Polícia?! Merda eu e minha cabeça quente, Adrian vai me esganar."

Momentos antes do início da missão...

_Layla acha que pode dar conta do vampiro? Seria melhor falar com a vampira em vez do outro? - Adrian estava ajeitando as coisas para a missão e instruindo Layla.

_Dou conta pode deixar, além do mais o relatório dele diz que ele é narcisista e sempre vai atrás das mulheres indefesas. - Terminou de se vestir usando roupas femininas e bem menininha parecendo uma adolescente. _Então estou no personagem? - Deu um giro que a saia do vestido rodopiou no ar.

Adrian olhou e admirou a irmã, ela realmente estava linda, seria bom se sempre fosse assim feminina e delicada, mas ele sabia que era uma cabeça quente e teimosa.

_Está linda... - Suspirou. _Por favor, vá até lá conversa com ele e ganha a confiança, tenta trazer para nosso lado e eu cuido da vampira vou levá-la para o galpão.

_Sim senhor. - Bateu continência para o irmão e colocou a sacola de lado e saiu para encontra o vampiro na sorveteria.

No hotel após o ataque...

~A polícia chegou.- uma mulher apareceu na porta avisando.

Layla olhou para eles e sorriu meio sem jeito.

_Posso me recompor, estou muito mal, não quero aparecer assim. - Fez uma expressão envergonhada e tímida enquanto se levantava.

~Mas ele devem querer ver como está e o lugar...e...-O homem ficou sem jeito ao ver o olha da menina que começava a chorar.

_Por favor é vergonhoso demais.

~Tudo bem... err... desculpe senhorita... vai lá...- apontou o banheiro.

Layla levantou encenando ainda esta meio debilitada, mas já havia se fortalecido faz tempo e a sua mão não doia tanto, foi até o armario e pegou sua sacola de viagem e jogou dentro alguns de seus objetos pessoais, pegou no criado mudo o restante e abaixou para pegar a arma embaixo da cama enrolando-a na toalha de rosto que tinha na mão. Foi até o banheiro quando ouvi o policial chegar, trancou-se lá dentro e correu para se trocar, vestindo suas roupas e ajeitando tudo na sacola, foi até a janela do banheiro e abriu subiu no parapeito e saltou para a beirada, estava no segundo andar e havia escolhido aquele lugar estrategicamente, pois havia um muro ao lado bem na altura para pisar e sair dali, andou um pouco e desceu do muro se dependurando e apoiando os pés em uma caçamba de lixo fechada. Logo estava na rua colocou sua jaqueta e cobriu a cabeça com capuz.

_Nero ... Nero... vamos corrigir esse erro... Vou te pegar ...

Layla sabia que pela perna ferida o vampiro não iria muito longe e que na certa iria caçar para se alimentar, procurar em lugares escuros e perto de movimentação para ele atrair vitima seria o ideal. Assim a hunter com sua mão enfaixada preparou sua arma, mas dessa vez trocou as balas por dardos tranquilizantes.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Seg 1 Fev 2016 - 17:07

+ Nero
 
 
O vampiro ofegava e mancava conforme se esgueirava tentando sair de perto daquele hotel. Fora um martírio conseguir fugir pelas escadas dos fundos, cada degrau descido era uma pontada de dor na perna que o fazia ver estrelas. Tirou o pano que furtara no caminho de cima do ferimento. O tecido já estava encharcado de vermelho do sangue, mas a ferida não parara de sangrar pois ele não havia parado para descansar ainda.
 
 
Entrou em um beco vazio e se encostou na parede, bufando a cada vez que sua perna latejava. Maldita... Desgraçada... Ele rosnou e gemeu ao recolocar o pano sobre o local baleado. Pensou que estava fadado a ser enganado por alguma mulher... Mas a primeira que fizera isso não se dera nada bem.
 
 
Nero ainda lembrava daquela carta, muitos anos atrás, que a maldita francesa lhe deixara depois de o enganar com uma última noite de sexo.
 
 
Citação :
Meu querido Nero...


Eu sinto muito, mas não há como a nossa relação continuar. Sinto-me sufocada com seu assédio, seu ciúme e seus exageros. Quero alguém para mim que não me ameace porque saí para um passeio no parque.


Ah, Nero... Eu te amo tanto... Mas o amor não me basta mais diante do medo que sinto de você, meu amor. Refleti e cheguei à conclusão de que seria o melhor para nós que seguíssemos nossas vidas separados. Fiz a escolha mais segura... Eu te amo, mas você não pode me dar a vida a qual estou acostumada, e minha família jamais o aceitaria... Não posso viver como uma criminosa com você, Nero. Espero que um dia você mude suas atitudes pelo seu próprio bem...


Joseff me pediu em casamento e eu resolvi aceitar. Eu não amo o conde, eu amo você, mas não seremos felizes juntos, Nero. Então como um último presente, me dei de corpo e alma a você ontem a noite e espero que se lembre de nosso breve amor como uma coisa boa.


Espero que seu coração continue aberto e que encontre outra pessoa para te fazer feliz. Adeus, Nero.
 
Claire.
 

O ruivo se lembrava de como aquilo o deixara furioso. Claire fora a primeira e única pessoa que havia amado como uma parceiro em sua vida e ela havia o traído, havia o trocado por um cara rico e influente, pois ele daria maior estabilidade à vida dela. Ele havia a amado, passara a ser fiel a ela, mas ela havia sentido medo dele... Era lógico que ele teria ciúmes por causa do medo de perdê-la, será que ela não havia entendido aquilo? Fizera tudo aquilo porque a queria, queria ser dela e ela... Ela o jogara fora quando uma oportunidade melhor apareceu...
 
 
- Meu jovem? Está bem? Parece estar passando mal – uma voz masculina o tirara de seus devaneios.
 
 
Nero olhou na direção e viu o velho o olhando de volta, preocupado. Não era o melhor sangue que poderia ser tomado, mas serviria. Sentia a garganta arranhar só com o cheiro daquele humano próximo de si. Imediatamente mudou sua expressão para uma expressão sofrida e assustada, para cativar e enganar aquele senhor.
 
 
- Fui assaltado – ele gemeu – Me recusei a dar a carteira ao cara... – fez uma expressão de dor – E o cara me baleou... – tirou o pano e mostrou o ferimento – Por favor... preciso de ajuda... Não agüento mais andar... – e olhou suplicante para o humano.
 
 
- Oh, meu Deus – o senhor se aproximou dele – Meu rapaz, não se pode reagir a um assalto, não lhe disseram isso? – olhou preocupado – Minha nossa, você está sangrando muito! Precisa ir a um hospital! – parou ao lado do ruivo e fez com que ele apoiasse o braço em seus ombros – Vamos, vamos sair daqui e pegar um taxi pra chegarmos ao hospital.
 
 
- Que Deus lhe abençoe... – Nero sorriu, mas quando o humano passou o braço dele por seus ombros, Nero tapou a boca dele com a mão e o pressionou contra a parede – Pois vai se encontrar com Ele ainda hoje.
 
 
O ruivo fincou as presas no pescoço do humano e o mordeu com força. Rosnou e tapou bem a boca dele para que não gritasse por causa da dor. O humano se debatia, mas não tinha muita força por causa da idade avançada, então o vampiro conseguira o prender. Sugou o sangue rápida e vorazmente, antes que o frenesi pudesse lhe tomar a consciência. Logo sentiu o idoso desfalecer em seus braços e ele continuou a beber até que o coração dele parasse.
 
 
Quando tinha certeza que o humano havia morrido, Nero lambeu o pescoço dele para não deixar marcas em sua pele. Deitou o corpo com dificuldade no chão, tirou o casaco dele e depois ajeitou a posição de forma a parecer que o idoso havia caído de lado, posicionando a mão dele sobre o peito como se tivesse passado mal.
 
 
Se afastou e fez uma falsa expressão de pesar, dando um suspiro dramático ao olhar o corpo.
 
 
- Uma lástima... Ter um ataque cardíaco fulminante enquanto passeava pelas ruas... Quando a morte chega não há mesmo como impedi-la, não é?  - fechou os olhos fingindo respeito e um minuto de silêncio, depois começou a rir maldosamente. Se ele não tirasse os pertences daquele sujeito, pareceria mesmo que ele havia morrido por causas naturais.
 
 
Analisou então o estado da perna e sorriu. O ferimento já começara a se curar, o que significava que logo ele poderia ir buscar a moto para dar no pé dali. Isso se aquela maldita caçadora não o encontrasse antes.
 
 
Nero grunhiu. Ele queria fazer aquela vaca pagar pelo que havia feito a ele. A última que o havia sacaneado ele tivera toda a paciência para se vingar dela da pior forma possível...
 
 
Citação :
Ela ouviu o som da porta fechando e olhou intrigada. Não havia pedido para ficar um pouco sozinha antes de ir para o casamento? Seu coração quase saiu pela boca ao ver o ruivo ali. Seu olhar assustador e os cabelos desgrenhados o faziam parecer um lunático. Claire gritou e se afastou dele, recuando até a parede.

- Ne-nero!

- Está muito bonita, minha Claire... Muito bonita... Seu noivo deve estar orgulhoso... – ele começou a se aproximar dela, lambendo os lábios.

- Não se aproxime mais ou vou gritar de novo! – ameaçou com os olhos arregalados.

- Pode gritar... Eu já matei todos que estavam lá embaixo.

Os joelhos de Claire tremeram. Havia parentes dela lá embaixo! Sua mãe! Os olhos dela se encheram de lágrimas. Não podia ser verdade, era mais um dos blefes dele... Mas estava tudo muito silencioso...

- Nero... por favor... – ela implorou com um fio de voz. Ela ia morrer, oh céus, ela ia morrer.

- Shh... Fique tranqüila, meu amor... – um sorriso insano brotou e cresceu em seus lábios lentamente – Eu só quero te ajudar a ficar bonita pro seu casamento...

Claire ouviu um clique e de repente seu vestido começou a pegar fogo, uma chama roxa sobrenatural. Ela gritou e tentou apagar aquilo desesperada, jogar água, rolar o chão, mas a chama não sumia. Ela continuou a gritar enquanto sentia a pele começar a queimar junto com o tecido. Nero observava tudo calmamente encostado na parede, brincando com o isqueiro de prata nas mãos.

Ela caiu urrando de dor e as chamas só sumiram quando o vestido e os cabelos dela já estavam em frangalhos. Ela chorava copiosamente e todo o seu corpo doía com as queimaduras graves. O ruivo guardou o isqueiro no bolso e a agarrou pelos cabelos e jogou no divã que havia ali. Claire gritou e se encolheu, olhando-o apavorada. Ele a agarrou pelos cabelos e a forçou a olhá-lo.

- Vamos ver se ele vai te querer depois de saber que você foi de outro... – ele mostrou as presas – Isso se você sobreviver...

Nero fincou as presas no pescoço queimado de Claire. A vampira gritou de dor pela pele sensível e por aquela mordida dolorosa. O ruivo fincou ainda mais as presas com raiva. Nunca havia mordido aquela vadia antes porque a amava, mas agora ela iria sofrer por suas presas. Sofrer... Era isso o que Nero queria causar, sofrimento. Ela havia partido o coração dele e o traído, agora ele iria se vingar e fazê-la em pedaços.

 
 
Ele esperara o tempo necessário somente para poder fazer aquilo justamente no dia do casamento dela. No entanto, Claire não havia morrido. Ainda assim ela se casara com aquele homem e tivera uma filha com ele... Ou talvez uma filha que fosse fruto daquele estupro que Nero a havia feito naquele dia... Lillian. Ele nunca tivera coragem de verificar se a menina era filha dele ou não, mas havia a possibilidade.
 
 
Mesmo assim ele voltara anos depois e matara o casal a sangue frio. Só não matara Lily porque ela era muito parecida com sua mãe, a mulher que ele amara. Naquele dia resolvera tomá-la para si, como um trofel.
 
 
Vestiu o casaco e cobriu a cabeça com o capuz. Aqueles cabelos vermelhos o fariam ser reconhecido facilmente. Olhou para a perna e fez uma careta. Não podia fazer nada contra a mancha de sangue. Teria de ser cuidadoso para não o pegarem... Pegou o pano que usara para estancar o ferimento e o queimou para acabar com o último rastro.
 
 
Agora teria que sair dali antes que a caçadora o alcançasse se ela resolvera ir atrás dele, o que provavelmente faria para se vingar dele. Esgueirou-se para fora do beco e foi andando na direção de ruas que ele sabia que eram mais desertas. Enquanto caminhava, as memórias voltaram a assolá-lo...
 
 
Havia ficado furioso, mas também de coração quebrado no dia em que Claire o deixara com aquele bilhete. Nero parecia fadado a ser rejeitado por aqueles que amava. A vampira francesa, mas primeiro havia sido sua própria mãe... Ele lembrava perfeitamente das palavras dela quando ele a mordera, quando descobriu que suas presas possuíam algum tipo de defeito por causarem aquela dor tão grande.
 
 
Citação :

 
- Tire esse demônio de perto de mim, tire-o daqui! – Gianinna gritara enlouquecida e apavorada enquanto olhava a criança.
 
 
- Mamãe... – o pequeno Nero choramingava, assustado com a reação agressiva de sua mãe. O que ele havia feito de errado?
 
- NÃO!!! NÃO ME CHAME DE MAMÃE!!! – ela rosnara e lançara suas chamas nele, só não o atingindo porque a criança se jogara para o lado – EU NÃO DEI A LUZ A UM DEMÔNIO!!! VOCÊ NÃO É MAIS MEU FILHO!!! SUMA DAQUI!!! SUMA DAQUI!!!
 
 
 
A mãe enlouquecera de vez naquele dia. Desde então a vida dele havia sido um inferno com o irmão. Por isso decidira fugir de casa e acabara entrando naquela vida de crimes para poder sobreviver.
 
 

Nero parou quando um pensamento surgiu em sua mente. Lillian... E se Lillian o deixasse também? E se algo acontecesse a ela? ... Ele não podia perdê-la também. A caçadora havia dito que estavam com ela, mas ele precisava ter certeza de onde a menina estava e se havia conseguido fugir. Pegou o celular e ligou para o número dela, torcendo para que fosse a menina a atender.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Qui 4 Fev 2016 - 19:55





+ Adrian + Layal +



O hunter estava olhando o celular quando ouviu um toque musical vindo do celular da vampira, se aproximou e viu na tela a imagem do vampiro e o nome Pai, pegou e pensou um pouco se atenderia ou não. Vieram várias perguntas a sua mente, resolveu rejeitar a chamada e ligou para Layla, poucos minutos de tentativas ela atendeu.

Layla andava pelas ruas procurando o vampiro, conforme imaginou seguiu o rastro dele com as gotas de sangue pelas ruas até chegar um beco, avistou um corpo no chão, havia rastreado ele até ali e o homem estava morto.

Ligou para uma ambulância informando que havia um corpo lá naquele beco e assim partiu seguindo pelas ruas, mas dessa vez não havia mais rastros e tinha ciência que ele havia se recuperado, caso aquele homem apesar de não ter mordidas poderia ter sido morto por ele e deixado ali muito bem encostado para disfarçar o ataque.

Sentiu o celular vibrar no bolso da calça e o pegou vendo que era seu irmão, fez um gesto de chateação, pois sabia que havia falhado na missão. Demorou um pouco para atender, queria achar o vampiro antes para poder corrigir aquele erro, mas não conseguiu e atendeu a ligação.

_Eu...

_O vampiro está ligando para o celular da garota aqui, posso presumir que deu errado certo?

_Estou atrás dele, vou conseguir pega-lo. - disse bufando pois tinha falhado e o irmão estaria em apuros caso o vampiro chegue primeiro nele.

_Venha para cá, vamos pegar ele aqui, vou atender a chamada e atrai-lo, faremos uma armadilha.

_Entendi, mas isso irá deixa-lo ainda mais com raiva, isso não é bom.

_Deixa-lo “ainda” mais com raiva?! Cara o que você fez? Era só uma conversa para tentar trazer ele e fazermos uma barganha, tirar proveito quem sabe mais grana e pelo que senti você perdeu a cabeça de novo. - Adrian falava calmo mas chateado pela falha da irmã

_Ele ficou rosnando pra mim me ameaçando o que queria ? Fiquei puta e atirei na perna dele, só pra por ele no seu lugar. - Ela olhava pelas ruas enquanto falava com ele.

_Meu Deus, venha para cá, depois dessa não há chances de argumentação e sim uma forma dele não tentar nos matar por conta disso.

_Droga, estou indo agora, fiz merda eu sei, mas dá pra pegar ele e ai decidimos.

_Não tenta mais nada venha para cá agora.

Layla suspirou e desligou a chamada indo para a região de fábricas onde ficava o balcão onde estavam Adrian e a vampira.

Novamente o celular de Lilian tocou só que dessa vez Adrian atendeu.

_Sr Nero Sorel suponho, me chamo Adrian e sua filha está comigo, espero que tenha a cabeça no lugar e assim todos nós sairemos dessa numa boa.

Ele olhava para a jaula onde Lilian estava enquanto falava no seu celular com Nero.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Qui 4 Fev 2016 - 20:21

~*Lily e Nero


A vampira olhava apreensiva para o celular que tocava, sabia que era Nero, só ele tinha o número dela. Ela queria atender, dizer ao pai que estava bem, que ele poderia ficar um pouco menos preocupado, mas sabia que Adrian não a deixaria falar com o pai, por isso aguardou e ouviu o que ele falava.

Quando o rapaz começou a falar com outra pessoa no telefone ela se levantou e segurou as barras. Pelo que falavam, seu pai estava agora muito puto com alguém por algum motivo que ela desconhecia. O que teria acontecido? Será que ele estava bravo porque haviam prendido ela? Ela precisava dizer a ele que estava bem...


Nero já estava puto com a demora para atender o telefone. Havia acontecido alguma coisa, Lily havia mesmo sido pega e não havia conseguido fugir. Quando ele pusesse as mãos naqueles caçadores...

- CABEÇA NO LUGAR?! - Nero vociferou - A FILHA DA PUTA DA SUA COMPARSA ME DEU UM TIRO E VOCÊ TÁ COM A MINHA FILHA, COMO DIABOS VOCÊ ACHA QUE EU VOU MANTER A MINHA CABEÇA NO LUGAR?! - o vampiro praticamente fumegava enquanto andava de volta para pegar a moto. 


Lily ouviu Nero vociferando do outro lado e arregalou os olhos quando ele disse que havia tomado um tiro. Ela apertou as barras e mordeu o lábio inferior, preocupada com ele. Será que ele estava bem? Bem, estava, se ainda estava vociferando daquela forma. A menina tirou uma mecha do cabelo da testa e estendeu a mão na direção de Adrian.

- Me deixa falar com ele... por favor. Só assim ele vai se acalmar... - pediu.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Qui 4 Fev 2016 - 22:37

+ Adrian +

Ele ouviu o vampiro gritar ao celular realmente Layla perderá a cabeça, mas não podia culpa lá de todo já que a ficha daquele vampiro trazia muitas vezes atrocidades que cometia. O que agora poderia ser feito? Pensou rápido em soltar a vampira e fugir, mas Layla estava vindo e tinha que esperar por ela.
Nesse momento ouviu a vampira chamar pedindo o celular, andou até ela e ponderou um momento. 

_Consegue controla lo garota?

Esticou a mão e lhe entregou o aparelho.  Mandou por fim uma mensagem a Layla.

"Por Deus Layla atirou no vampiro?  Ele te fez algo? TENTOU ataca lá?"

Ficou em silêncio enquanto ouvia a garota falar ao celular com o pai.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Qui 4 Fev 2016 - 23:11

~*Lily e Nero


- Vou tentar - a menina falou em relação a controlar o pai.


Lily pegou o celular da mão de Adrian e se sentou na cama. Sabia o quanto o pai era explosivo e duvidava que conseguisse controlar a ira dele assim tão rápido, mas ela faria o possível para que Nero não chegasse ali e matasse o caçador. Mesmo que tivesse prendido a menina, ela não tinha ódio dele. Sentia que era uma boa pessoa. Só estava no lugar errado, fazendo a coisa errada... geralmente como era com ela.

- Pai...


- Lillian - Nero parou de andar no meio da rua. Um acerto alívio passou por seu peito por ouvir a voz da menina normal. Se ela não estava chorando então sua filha estava bem - Ele fez alguma coisa com você?

- Não... Me deu sonífero e me prendeu em uma cela, mas ele não tocou em mim - ela garantiu.

- Te drogou e colocou em uma cela?! - Nero perguntou furioso. Como ousavam drogar a sua filha?!

- Eu estou bem, eu estou solta aqui dentro, tem uma cama e tudo, ele está me tratando bem, pai, fica calmo... - ela suplicou e Nero ficou quieto do outro lado da linha - Papai, eu não acho que ele queira fazer mal a mim... Por favor...  Conversa com ele... Tenho certeza que conseguem se entender e todos nós saímos vivos daqui... Ok?

Nero continuou quieto por um tempo, tentando ficar calmo. Se ele se recusasse, aquele caçador poderia levar sua filha embora como prêmio de consolação e ele nunca mais a veria. Ele não podia perder aquela garota, não com todo o trabalho que tivera para cuidar e treina-la para ser sua companheira. A menina era fisicamente mais habilidosa que ele e ouvia todas as suas ordens, obedecendo nem que fosse pelo laço. Precisava dela. Não encontraria outra tão facilmente. 

Além disso... Além disso, nenhuma outra seria filha de Claire... Nenhuma outra teria o sangue dela correndo em suas veias... Nenhuma outra se pareceria tanto com sua antiga amada... Não, ele já havia se acostumado demais com ela para perdê-la daquela forma. Ela era dele, pertencia a ele. E nenhum caçador maldito iria lhe tomar o que era seu.

- Passa o celular para ele.

Lily suspirou aliviada e devolveu o celular para Adrian, depois tornou a se sentar na cama, olhando o rapaz conversando com o pai. Nero voltou a andar, estava quase chegando no local para pegar a moto.

- Estou ouvindo - falou assim que Lily passou o celular para Adrian.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Sab 6 Fev 2016 - 19:05



+ Adrian +  Layla +


Ele pegou o celular de volta da jovem vampira e soltou o fôlego um tanto preocupado com a situação, Layla provocara aquilo e em parte era culpa dele, a irmã sempre fora precipitada e queria resolver tudo a base de ameaças e tiros. Agora precisava reverter a situação ou ao menos evitar que aquele vampiro saia matando por ai, por vingança.

_Sr Sorel sei que começo não fora nada agradável a vós, mas acredito que após lhe falar o real motivo dessa situação irá pondera mais. - Ele fez uma pausa, mas como não ouviu retruca continuou. _Fomos enviados por uma família de Nobres que denunciou associação de caçadores, comprovaram seu envolvimento no assassinato de um membro importante da família. Entenda sr Sorel, ofereceram uma grana muito alta independente de como está, vivo ou não.

Adrian sabia que por mais que falasse, algo em seu intimo dizia que tudo aquilo era um grande erro, mas ao menos tentaria resolver de forma que todos saíssem dessa vivos.

Nesse momento, Layla chega ao lugar e vai direto aonde eles estavam, quando entra no recinto ver a vampira na jaula e suspira, espera ele encerrar a chamada com o vampiro.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel   Hoje à(s) 21:18

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 4Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel
» Tocomsat solo sd
» Quest -- Uma noite Alucinante
» Escolta de Paris Hilton [Blaze Corinus Martia] - O Mago Ascendente
» Pokémon - Aventura nas Nuvens.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: World Places :: World Places-
Ir para: