Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
InícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» Sala do Trono
Dom 3 Set 2017 - 16:34 por Adrian Ivashikov

» Green path - Central Park
Dom 3 Set 2017 - 15:39 por Tohru Kuran

» Royal Kinnokate
Dom 2 Jul 2017 - 11:01 por Makie

» Clã Sorel - Roma
Sab 1 Jul 2017 - 16:43 por Master

» Galpão - Fazenda Casa Grande
Sab 1 Jul 2017 - 16:11 por Master

» A missão ?! - Cidade Alta
Sab 24 Jun 2017 - 21:16 por Makie

»  Lirion Gatemberg
Sab 24 Jun 2017 - 18:18 por Master

» Hall de entrada/sala da mansão
Seg 19 Jun 2017 - 18:15 por Dorii'

» Sala de Estar e Jantar
Dom 18 Jun 2017 - 21:50 por Dorii'

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Votação
Como conheceu Vampire Knight?
1. Através do mangá.
34%
 34% [ 23 ]
2. Através do anime.
66%
 66% [ 44 ]
Total dos votos : 67
Top dos mais postadores
Dorii'
 
kagura
 
Lohanne
 
Master
 
Aga-chan
 
Fabi
 
Fernanda Shanira
 
Marcelo
 
Hauro
 
Alucard
 
Outubro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031    
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 Clã Sorel - Roma

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Clã Sorel - Roma   Qua 1 Mar 2017 - 17:57

Clã Sorel - Roma
Residência

Roma:
 


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Qua 1 Mar 2017 - 19:33

| Orion | 


O loiro havia ficado tenso com a aparição do homem na noite que haviam resgatado Alanis. No entanto, não houvera nenhum imprevisto enquanto permaneciam o tempo necessário no chalé escondido até que a vampira se recuperasse do período em cativeiro.

Quando Alanis já estava bem o suficiente para a viajar decidiram que era o momento ideal para irem embora de vez de Ambarantis. Órion e o clã Sorel dariam refúgio e proteção para os irmãos Montgomery, o vampiro não se sentiria seguro em deixar a amada em nenhum outro lugar quando ainda corria o risco de ser caçada por Magnus.

Por necessidade de sigilo, Orion alugara um avião particular para levá-los até a Itália. Fora uma viagem longa, cansativa e com uma parada no meio do caminho para abastecerem o veículo. Durante toda a viagem o loiro permaneceu ao lado de sua vampira, fornecendo-lhe tudo o que ela pudesse precisar, inclusive o próprio sangue.

- Ainda demoraremos mais uma hora e meia do aeroporto até minha residência - explicou para Alanis e Vincent quando estavam na segunda parte da viagem - Iremos para Trastevere, que fica no centro de Roma, no Município I. Estaremos próximos às áreas mais famosas de turismo - olhou Alanis e sorriu suave - Poderá conhecer o Coliseu e visitar vários centros comerciais. Porém - o sorriso foi tomado por uma expressão séria - Estaremos logo abaixo do Vaticano. Não é bom que se aproximem de lá. Além do centro religioso, é no Vaticano que nossa sangue puro mantém seu refúgio. Não quero que corram riscos com Isabella Bragatti. 

Olhou a hora no relógio de bolso. Logo estariam chegando. A essa hora Augustus já teria arrumado a residência para recebê-los e Giannina já estaria devidamente "acalmada". 




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Qui 2 Mar 2017 - 16:52


A vampira estava despojada na poltrona do avião e lia um livro sobre Roma, desde a antiguidade até dias atuais, fazia algumas anotações em uma agenda enquanto era paparicada por seu amado. Já estava um tanto cansada de ficar naquele avião, dormiu algum tempo e quando fizeram o pouso para abastecerem foi a loja de conveniência do aeroporto e comprou algumas guloseimas e souvenir voltou e embarcou.

Falava com Vincent que mantinha a expressão de “paisagem” o tempo todo, mas tinha um certo ar de alívio nele, afinal de certa forma se livraram do traficante e Louis estava longe e seguro o que deixava o irmão do meio mais tranquilo.

Pouco depois de estarem em voo o loiro anunciou que ainda demorariam um pouco até chegarem a residência, mas isso já não importava mais, quando falou dos pontos turísticos a morena se animou.

-Li nesse livro sobre Roma e quero conhecer sim, baby. - Os olhos azuis brilharam para ele e pela primeira vez ela não estava tensa e chorosa.

Vini se mantinha na mesma, calado com os fones no ouvido vendo algo pela tela do tablet, não era de muito papo e tão pouco expressivo, porém às vezes Órion podia notar certo ar de aprovação a cada gesto de cuidado com a irmã que o mesmo se dedicava em fazer.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Qui 2 Mar 2017 - 19:31

O olhar de Orion se suavizou ao ver que ela não estava mais sofrendo. Sorriu doce a ela e afagou seu rosto com carinho.

- Te levarei onde desejares, todos os lugares. Também poderá fazer compras por minha conta. Tu e teu irmão necessitarão de novas vestes, dentre outras coisas. Mas é melhor primeiro descansarmos do voo e nos acomodarmos em casa - beijou os lábios dela - Minha bella.

Algum tempo depois eles desembarcaram e um carro já estava à espera deles. Se sentou ao lado de Alanis na parte de trás e deixou que Vincent escolhesse onde iria. Após se acomodarem o carro partiu em direção ao município onde ficava a residência. Orion tinha um sorriso suave no rosto e estava feliz de finalmente estar de volta à sua amada Roma. Passou a viagem apontando os lugares a eles e falando sobre a cidade com orgulho.

Ao chegarem na casa, Orion desceu primeiro e estendeu a mão para ajudar a vampira como um perfeito cavalheiro. Não demorou para que dois empregados, vampiros comuns, se aproximassem e fizessem uma reverência aos três.

Bentornato, signore (bem vindo de volta, senhor).

Orion acenou com a cabeça em cumprimento e os vampiros pediram licença e foram pegar as malas no carro para levarem para dentro. Então uma cabeleira vermelha surgiu à porta e se apressou até eles.

Spoiler:
 


- Finalmente arrivato! (Finalmente chegaram!) - falava com um grande sorriso no rosto e parou diante de Orion com uma expressão emocionada - Guardare a voi... è così bella, così diverso, non posso credere (Olhe pra você... está tão bonito, tão diferente, nem consigo acreditar) - dizia tocando os ombros dele e depois segurando o rosto em um carinho paternal - Venire qui! (Venha aqui!)

Puxou Orion e deu um abraço apertado nele. Orion retribuiu, não com tanto entusiasmo, e olhou meio envergonhado para Alanis e Vincent por causa do tratamento do tio. Então o homem o soltou e olhou os acompanhantes de seu sobrinho. Augustus parecia uma mistura dos sobrinhos, mas seus cabelos eram de um ruivo escuro (ao contrário do de Nero, que era de um laranja beirando o loiro) já salpicado de fios brancos. O sorriso era o mesmo de Nero e as sardas de Orion, mesmo que em menor quantidade que o loiro. O que o diferenciava da família era os olhos azuis brilhantes. 

- Sejam bem vindos - falou em inglês com sotaque forte italiano - Ah, Dio mio, olha só você! - ele pegou as mãos de Alanis com um largo sorriso empolgado - É ainda mais bela pessoalmente. Tão encantadora, eu estava ansioso para conhecer você, meu anjo - beijou as mãos dela com um sorriso carinhoso - Fizeram boa viagem? Ele tratou bem de você? Se esse mocinho se comportar mal, pode me reportar que eu dou um jeito nele, ok?
- Tio! - Orion bufou vermelho.

Augustus riu se divertindo, ele já sabia que o sobrinho havia aprendido o outro idioma. Deu uma piscadela marota para Alanis antes de se aproximar de Vincent e estender a mão para ele em uma postura mais formal.

- Você deve ser Vincent, correto? Prazer em conhecê-lo, sou Augustos, tio-avô de Orion - olhou ambos e deu outro largo sorriso - Sejam bem-vindos, por favor sintam-se em casa. Vamos entrar? - estendeu o braço para Alanis e já foi a puxando na frente tagarelando alegre e a tratando como uma princesa.

Orion semicerrou os olhos e bufou ao lado do cunhado.

- E nos roubou ela descaradamente - resmungou e foi seguindo atrás.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Dom 5 Mar 2017 - 19:16

+ Alanis + Vincent +

Durante todo trajeto de carro a vampira olhava tudo pela janela e vez ou outra perguntava algo a Órion, Vincent como de costume ia de carona no banco da frente com o motorista e mantinha seu jeito silencioso demonstrando vez ou outra um relaxar de corpo, já que finalmente havia saído daquele país e deixado a máfia para trás.

Quando finalmente chegara, Alanis esboçou um olhar de fascínio pela mansão, era bela e apesar de antiga tinha seu encanto, desceu do carro e logo seguiu Órion, assim com o irmão vindo atrás.

Deparar com aquele tio de Órion foi de inicio um tanto estranho, realmente Nero era daquela família, as feições e jeito eram muito parecido com o do maldito irmão de seu amado, não queria lembrar dele e muito menos a decisão de Louis em ficar ao lado do maldito. Ela deu um suspiro baixo e fez a melhor expressão agradável que tinha para o ruivo.

- Assim deixa-me sem jeito, Mr Augustus, sou somente uma simples vampira, nada de extraordinário – segurou seu braço com elegância e lançou um olhar cativante daqueles olhos azuis intensos. - Fizemos ótima viagem, apesar de ser cansativa, porém foi o tempo necessário para me recuperar com ajuda de ba... - olhou o loiro de relance parando de falar, pois ia chama-lo pelo apelido que lhe dera. - Bom, com ajuda de Órion, agora me sinto bem melhor.

Entraram na residência e Alanis sorria para o tio, seu sorriso doce e bem expressivo com uma pontada de sensualidade era intencional, era o jeito dela de arrebatar logo o coração daqueles que queria sobre seus encantos, fazendo o tipo de jovem e educada dama da alta sociedade.

- Não se preocupe, ele me trata muito bem e pelo que viu, tenho cuidado desse mocinho com muita dedicação e atenção. - Sorriu junto com Augustus – Afinal seu do jeitinho que são os italianos e assustou-me ver um tão reservado como Órion, no entanto, devo admitir que até esse jeito dele me conquistou, muito protetor e amável.

Alanis sabia que Órion não tinha lá um gênio muito bom, no entanto, preferia exaltar as melhores qualidades dele, para que o próprio, conseguisse se controlar, mesmo porque havia hora e momentos para agir e no geral ela queria ele assim atencioso e carinhoso com ela.

Vincent olhou-o e curvou um pouco a cabeça, falou em um tom sério e baixo, porém sem ser agressivo.
- Prazer em conhece-lo, Mr Augustus.

Por fim seguiu ambos que entraram e deu de ombros quando o vampiro loiro falou dela ter sido levada.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Dom 5 Mar 2017 - 20:16

Orion prendeu a respiração quando a namorada quase o chamou por seu apelido e suspirou aliviado por ela ter se corrigido à tempo. O tio jamais o deixaria em paz caso soubesses daquele apelido.

Alanis podia notar que Augustus já estava completamente encantado por ela. Os olhos azuis do vampiro chegavam a brilhar quando a olhavam, mas não havia desejo ou malícia neles, apenas felicidade genuína e admiração.

- Fico feliz em saber que meu sobrinho-neto está cuidando bem da senhorita. E com certeza a senhorita tem algo de extraordinário, porque, minha querida, que sacrifício foi fazer este homem encontrar seu par, Dio mio - falava gesticulando com a mão livre - Faz uns 200 anos que estou tentando casa-lo com alguém, mas toda vez que arranjava uma boa moça ele a espantava com aquele jeito ranzinza e rude dele - reclamou.

- As mulheres que me arranjava eram fúteis e só queriam saber de festas e fofocas, não tenho paciência para esta perda de tempo - Órion resmungou irritado pelo tio falar mal dele em sua presença - Prefiro uma pessoa que seja culta para que eu possa ter um diálogo decente. Jamais poderia me apaixonar por nenhuma delas.

Augustus olhou o sobrinho e estalou a língua. Se sentia um pouco ofendido pelo sobrinho ter rejeitado todas as pretendentes anteriores que ele escolhera. 

- Não importa mais. Se fosse assim não teria conhecido este anjo que está aqui, não é minha querida? - sorriu doce para Alanis e afagou a mão dela - Francamente, eu ainda mal posso acreditar ao bem que fez a ele. Olhe só pra ele, eu não consigo parar de olhar. Parece outra pessoa! Agora assim parece um líder de clã atualizado e digno de representar nossa família, não mais aquele vampiro antiquado e mal humorado que só vivia trancado dentro de casa. Eu duvido que alguma daquelas meninas fosse conseguir essa façanha.

- Vai passar a noite inteira implicando comigo? - o loiro perguntou já irritado. Enquanto Alanis tentava mantê-lo calmo, o tio o alfinetava.

- Talvez só mais um pouco - Augustus riu e o sobrinho semicerrou os olhos para ele - Então, o que gostariam da fazer primeiro? Devem estar cansados e desejando um banho, imagino. Posso mostra-los seus quartos e depois apresentar a mansão aos dois, ou preferem comer primeiro?




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Qua 8 Mar 2017 - 17:26

+ Alanis + Vincent +

A vampira sorria distribuindo simpatia para aquele tio e claro os empregados que se aproximavam, ela queria e estava conseguindo cativar todos ali naquela residência. Era praticamente dominadora da situação e todas atenções estavam sobre ela.

Vincent mantinha a sua expressão e postura reservada, porém grunhia baixinho com o jeito da irmã, ele sabia o quanto ela era ardilosa e manipular a situação a seu favor era feito com maestria.

- Mr Augustus, eu confesso que quando nos conhecemos achei ele um tanto sério, no entanto depois começamos a nos entender e aconteceu naturalmente. - Ajeitava suas longas mexas negras jogando para o lado e dando um novo sorriso sensual, porém sem demonstra intuito sexual era somente para continuar a dona da situação. - Ah e quanto as pretendentes eu sei o motivo de não darem certo. - abriu os lábios em um largo e divertido sorriso - Eu... Como iria conhece-lo se estivesse casado? 

Notou a implicância descarada do tio e deu um suspiro leve, esboçando um leve cansaço, afinal até estava sendo divertido, mas se fingisse cansaço aquele tio todo empolgado mudaria de assunto ou permitira que eles fossem para o quarto descansar, seria mais uma estratégia de Alanis para agradar e tirar Órion daquele momento familiar e implicante. Bocejou leve tapando a boca com a mão.

- Desculpe, ainda estou sobre efeito da longa viagem, mas Tio Augustus, posso lhe chamar assim? - Inclinou a cabeça de lado fazendo a expressão mais fofa que tinha. - O tio é bastante agradável e divertido. 

Olhou Órion e sorriu.

- Ele é um grande vampiro, só estava escondido naquelas vestes antiquadas e seu mal humor que tem um pouco de encanto. - aproximou do tio falando baixo quase como cúmplices daquela conversa. - Particularmente tenho minha estratégia e sei o ponto certo de dobrar esse ranzinza rs

Virou - se e olhou a sala e todo o lugar depois voltou atenção as perguntas do tio.

- Eu desejaria muito que conversássemos mais, no entanto desejo mesmo é um banho e relaxar o corpo para assim ter disposição para essa cidade linda, adorando tudo e a mansão é linda e tem uma certa magia que encanta.

Vincent bufou baixo e se aproximou deles.

- Mr Augustus, não desejo parecer grosseiro, mas queria ir ao quarto descansar. 

Alanis olhou o irmão e franziu a sobrancelha estreitando os olhos como se o repreendesse, porém para o irmão grandalhão isso não lhe intimidava.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Seg 13 Mar 2017 - 16:28

Alanis podia notar que sua tática estava funcionando muito bem. Não somente Augustus, como todos os empregados que esbarravam por eles pareciam felizes ao vê-la ali e estavam encantados por ela, assim como lançavam olhares curiosos para Vincent.

O tio tinha um sorriso satisfeito no rosto enquanto Alanis contava como o relacionamento deles havia começado. Desde que descobrira que Orion arranjara uma namorada ele estava louco para saber como havia acontecido, mas o sobrinho sempre se esquivava de dar detalhes.

- Eu adoraria se me contasse como se conheceram. Meu sobrinho parece gostar de me deixar na curiosidade, sempre que eu pergunto a ele o danado foge - reclamou.

- Eu o conheço muito bem, tio. Se eu começasse a contar tu nunca me deixarias desligar o telefone - Orion rebateu.

Augustus semicerrou os olhos e voltou sua atenção para Alanis quando ela demonstrou estar cansada.

- Claro que pode me chamar assim, meu anjo - sorriu doce e feliz enquanto dava tapinhas na mão dela em seu braço - De fato, a senhorita parece ter descoberto algo bom e novo no fundo dele... Eu gostei - olhou Orion e ambos suavizaram os olhares. Apesar das implicâncias, os dois se davam bem.

Ouviu os pedidos de Alanis e Vincent para descansarem e concordou com a cabeça.

- Claro, claro, vou lhes mostrar seus quartos. Se quiserem comer algo, posso mandar que sirvam para não atrapalhar seus descansos - falou solícito.

Augustos entregou Alanis de volta para Orion e eles subiram as escadas para o segundo andar. Assim que estavam lá em cima, o vampiro ruivo se virou para eles e pigarreou com uma postura séria.

- Peço aos senhores que, por gentileza, não transitem por enquanto na ala à direita - apontou na direção - Os aposentos de Giannina ficam neste corredor. Ainda não sabemos como ela vai reagir com pessoas estranhas na casa, então, por questão de segurança, é melhor que ela tenha o mínimo contato com algo fora da rotina até que se acostume.

Orion ficou sério também e um pouco tenso ao se lembrar da mãe. Ela ainda não havia o sentido ou ouvido sua voz, senão já teria vindo atrás dele no mesmo momento. Dado o aviso aos irmãos Montgomery, continuaram seguindo para a ala à esquerda. As malas já estavam posicionadas dentro dos quartos e Augustus escolhera duas suítes, uma de frente à outra, para eles.

As suítes haviam sido reformadas em uma mistura de vitoriano com moderno, havia pedido também para instalarem televisões para maior conforto dos convidados de honra. Quando Orion notou a diferença ao olhar no quarto da namorada, abriu os olhos em surpresa.

- Você reformou.

- É claro que eu reformei - o ruivo sorriu orgulhoso - Não seria apropriado acomodar nossos ilustres convidados em quartos velhos, não é?

Orion lançou um olhar agradecido a ele e o tio sorriu de volta. Mas antes que Orion entrasse no quarto, Augustus segurou no braço dele e perguntou baixo:

- Andrai vederla oggi?  (Você vai ir vê-la ainda hoje?)

- No ... non oggi ... domani, quando ti svegli. (Não... Não hoje... Amanhã quando acordar) - o loiro respondeu baixo.

- Va bene. (Está bem.) - olhou os outros dois e sorriu - Tenham um bom descanso. Se precisarem de qualquer coisa, por favor, não hesitem em chamar - se despediu deles com uma leve mesura e se retirou.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Sab 8 Abr 2017 - 21:10

+ Alanis + Vincent +

A morena era só sorrisos para todos que ali encontrava, seu irmão mantinha ainda a face inexpressiva e se limitava a acenar com a cabeça cumprimentando a todos que lhe era apresentado, seu porte era intimidador, mesmo ele não desejando isso. No entanto, Vini tinha também uma bela aparência que despertava nas servas fêmeas da mansão alguns cochichos e suspiros. O moreno fingia não ver tal ato delas e continuava com a face inexpressiva apesar de uma leve corada na face.

Alanis olhou o tio e respondeu com certa diplomacia, afinal não sabia se ele nutria o mesmo ódio pelo Nero, então contar como conheceu Órion nos mínimos detalhes não seria de bom tom até ter certeza de como o ruivo maldito era visto naquela família.

- Tio Augustus ficarei bem feliz em contar sobre eu e Órion, não foi algo surpreendente e nem nada, porém encontrei ele na praça da cidade quase como um esbarrão, estava chateado com o trabalho e ele se prontificou a me auxiliar, no fim descobri que estava ali de fora e não conhecia a cidade, perfeito uma mão lava a outra e aqui estamos juntos – riu e olhou o loiro no canto dos olhos piscando para ele dando a entender que não falaria do motivo que os uniu.


Suspirou e seguiu pelo corredor quando foi lhe informado sobre a ala posterior fez uma expressão curiosa ao nome citado, Giannina, seria então a senhora da mansão e a mãe de Órion e Nero, as palavras seguintes despertaram atenção da morena, porém não era hora de perguntas específicas sobre a matriarca do clã.

Logo que entrou no quarto, ficou encantada com a forma que fora decorado e suspirou esboçando um olhar de cansaço ainda maior.

- Tio Augustus, estou muito feliz pela bela recepção que nos deste, assim que estiver descansada adoraria conhecer mais de Roma. - olhou Vincent – E Vini, pode ficar comigo antes de ir ao seu quarto?

Ele balançou a cabeça confirmando e esperaram a retirada do tio, ela olhou Órion e falou-lhe.

- Eu adoraria que mais tarde conversamos. - Sorriu a ele.

Assim ambos os irmãos esperaram ficar a sós.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Sab 8 Abr 2017 - 21:52

| Orion | 


Orion não parecia se importar com os cochichos e sorrisinhos das empregadas com Vincent, mas Augustus vez ou outra lançava um olhar severo a elas para deixar claro que não deveriam incomodar as visitas. Ele ouviu o relato dela sobre se conheceram, feliz de saber o quão bom o acaso havia sido para o casal. Orion a olhou discretamente como se dissesse que agradecia por ela não ter mencionado detalhes sobre o irmão para o tio.

Assim que Augustus se retirou, Orion prestou atenção nas palavras da namorada e entendeu o recado. Se inclinou para afagar o rosto dela e dar um beijo suave em seus lábios.


- Irei retirar-me para meus aposentos, então tomarei um banho e descansarei. Quando quiseres minha companhia, só precisa chamar um dos empregados com o sino em seu quarto e pedir que requisitem minha presença. - olhou ambos - Se precisarem de algo, não hesitem em nos avisar.

Fez um leve aceno com a cabeça e saiu a passos rápidos e elegantes para a outra ala da mansão.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Dom 9 Abr 2017 - 14:56

+ Alanis + Vincent +

Assim que o Tio Augustus e depois Órion saira ela olhou Vini que estava de pé perto da janela olhando para fora, como quem analisasse tudo ele ficou atento a ela.

- Tiramos a sorte grande, nossas vidas deram uma reviravolta perfeita para nós, veja aonde estamos, longe de Magnus e protegidos em Roma.

Vini inspirou baixo e continuou calado.

- Seja ao menos simpático com todos, estava pensando em alugarmos algo aqui perto, acho que ficar aqui na mansão não seria de bom tom, não até eu me casar com Órion. - sorriu sapeca.

- Você sempre consegue o que quer... - falou dando pouca importância aquilo tudo. - Por mim tanto faz, estou sem muita utilidade agora, quero ver se faço algo ou arrumo um trabalho nessa cidade. - falou finalizando e indo até a porta para deixa-la a só.

- Eu penso em Louis, queria poder ter trazido ele, não acho que está seguro nas mãos do maldito do Nero. - ela falou esboçando uma tristeza profunda nas suas palavras.


- Louis escolheu seu caminho, respeite isso e além do mais se acontecer algo vou atrás deles e o trago nem que seja amarrado, já falei isso a ele e ao cabeça de fogo.

Sai deixando ela e tomando o rumo ao seu quarto.

Alanis ainda tinha a expressão preocupada, sentia que algo poderia acontecer ao irmão e os sobrinhos no entanto estava longe deles e nada mais poderia fazer a não ser esperar alguma boa noticia de todos.

Por fim pegou a mala e colocou na cama para pegar uma roupa e tomar um bom banho. Ficou pouco mais que meia hora até que ao sair do banho em seu roupão tocou a sineta e uma empregada bateu a porta, ao abrir falou-lhe para chamar Órion a sua presença e fechou a porta do quarto quando a serva saiu para lhe transmitir o recado ao seu senhor.

Resolveu fazer uma surpresinho e foi se preparar para recebe-lo, um agrado aquele final de noite e claro adormecer nos braços de seu amado seria perfeito para ambos.

Assim pouco depois ouviu suaves batidas na porta e sorrindo foi até lá abrindo em seguida e olhando o vampiro com certo ar malicioso.
- Baby agora podemos ter um momento só nosso?
Esperou ele entrar.





~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Dom 9 Abr 2017 - 20:05

| Orion | 


Assim que entrou no quarto, o vampiro se sentou sobre a cama e ficou olhado ao redor. Casa... Ele estava finalmente em casa. Era uma sensação boa e estranha ao mesmo tempo. Ele gostava se seu quarto, de sua mansão, gostava de estar de volta em seu tão amado território. Mas, de alguma forma, parecia... faltar algo. O loiro ficou pensativo. Seria que o que estava sentindo era... falta da modernidade? Olhou ao redor novamente. Ele estava feliz com o que via, mas parecia incompleto. Havia se acostumado ao quarto de hotel. Negou com a cabeça, achando aquilo estranho. Talvez... Talvez não fosse ruim se mudasse as coisas ao menos um pouco afinal. E ele tinha certeza que Augustus adoraria o ajudar com aquilo.

Foi desfazer as malas, mas arregalou os olhos quando abriu o guarda roupa. Vazio.


- Mas o que...
- ele murmurou. Augustus. Aquilo só podia ser obra dele.

Imediatamente ele mandou uma empregada chamar seu tio-avô. Augustus já imaginava o motivo da conversa e pressentia que Orion estaria possesso com ele. O vampiro mais velho suspirou, mas deu um leve sorriso. Não se arrependia nem um pouco. Assim que Alanis dissera que havia reformulado o armário de Orion, Augustus se prontificou a sumir com todas aquelas roupas antigas e bregas que o sobrinho insistia em manter. Se preparou psicologicamente para a ira do sobrinho e então seguiu até o quarto dele

Hai mandato a chiamare? (Mandou me chamar?) - Augustus perguntou em italiano assim que fora atendido.

- Che cosa è successo alla mia vestiti, zio? (O que aconteceu com minhas roupas, tio?) - Orion perguntou tentando controlar a irritação.

- Sua madre entrò nella sua stanza e in una crisi ha bruciato i suoi vestiti (Sua mãe veio em seu quarto e em uma crise queimou suas roupas) - mentiu descaradamente. E Orion sabia daquilo pois não havia resquício algum de incêndio, nem mesmo traços do cheiro de fumaça. 

- Zio... (Tio...) - o loiro ameaçou.

- Erano pieni di falene, era già tempo di sbarazzarsi di loro (Estavam cheio de traças, já estava na hora de se desfazer delas) - Augustus enrolou, obviamente se divertindo com a situação.

- Sapete molto bene che i miei vestiti erano in perfette condizioni (Sabes muito bem que minhas roupas estavam em perfeito estado) - Orion falou entredentes, já perdendo a paciência.

Augustus decidiu parar de enrolar e deu de ombros.

- La sua ragazza ha comprato vestiti nuovi per voi, appena ha preso il suggerimento e si sono sbarazzati dei loro vecchi vestiti. Ora è possibile rinnovare il resto del vostro abbigliamento (Sua namorada comprou novas roupas para você, só aproveitei a deixa e me livrei de suas roupas velhas. Agora você pode renovar o resto do seu vestuário).

- Zio! (Tio!) - Orion exclamou furioso - Lei ha rotto tutti i miei vestiti?! (Você se desfez de todas as minhas roupas?!)

- In realtà, io taquei il fuoco a tutti. E no, ho lasciato la vostra biancheria intima e pigiama in pace. (Na verdade, eu taquei fogo em tudo. E não, eu deixei suas roupas íntimas e pijamas em paz.) - respondeu na maior cara de pau.

Orion queria muito bater nele.

- Tu ... Sei incredibile... (Você... Você é inacreditável...) - o loiro passou a mão devagar pelo rosto, controlando o ímpeto de esganá-lo.

Augustus deu um sorriso despreocupado e deu uns tapinhas no ombro do sobrinho.

- Qualsiasi cosa (De nada) - falou, deu as costas e saiu.

Orion respirou fundo e foi tomar um banho demorado para se acalmar. Ao terminar, foi até a cômoda e pegou uma roupa íntima, depois vestiu uma calça e uma camisa de pijamas. Quando terminara de desfazer as malas, a empregada bateu à sua porta e avisou que a senhorita Montgomery o aguardava. Terminou de arrumar tudo e então foi até o quarto de Alanis.

O nobre ainda estava com uma expressão emburrada quando Alanis abriu a porta, mas logo sua careta se desfez ao olhá-la de cima a baixo com aquele sorrisinho malicioso nos lábios fartos. 

- Claro, mia bella - ele falou e entrou no quarto já se aproximando para segurar a cintura da vampira e puxá-la suavemente para si depois que ela fechou a porta. Ao invés de agarrá-la, ele tocou devagar seu rosto com a outra mão e a acariciou olhando em seus olhos, então se inclinou e beijou os lábios dela segurando seu rosto e cintura.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Seg 10 Abr 2017 - 19:24

+ Alanis +

A morena sorriu com aproximação dele e fechou a porta empurrando em seguida deixando-se envolver por ele em seus braços, recebeu o beijo que começou gentil e carinhoso por parte dele, se arrepiou com a mão a sua cintura. Levantou os belos e esguios braços e envolveu sobre os ombros de seu amado puxando para si e beijando dessa vez com mais intensidade. Ofegou baixo ao afastar os lábios daquele beijos e afagos ousados que fez a ele.

- Baby, finalmente podemos ficar juntos para sempre, estou tão feliz de está com você aqui, segura e protegida. - sorriu de novo encostante a testa no rosto dele. - Vai ficar comigo este final de noite? - fez um leve beicinho toda manhosa para Órion. - Não quero dormir sozinha, ainda vejo em meus pesadelos o que passei naquela maldita fazenda. - choramingou ronronando para ele.

Alanis ainda tinha os estranhos sonhos de ser ferida e açoitada, acreditando ser culpa dos dia presa na fazenda de refino. Olhou-o e sorriu se afastando e sentando na cama esperando por ele.



~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Ter 11 Abr 2017 - 17:26

| Orion | 


Orion correspondeu aos beijos mais intensos de sua amada e curtiu aquele carinho, já quase esquecido da irritação que o tio lhe causara momentos atrás. Acariciou os cabelos dela quando ela encostou em seu rosto. Alanis não precisava pedir. Ele já pretendia passar aquela noite com ela, pois não sabia quando teria a oportunidade de terem momentos a sós quando Giannina soubesse que ele havia retornado para casa.

- Vou. Ficarei contigo esta noite e dia inteiros, mia bella. Por este tempo, sou apenas teu, mio amore

Orion se aproximou dela na cama por trás dela e se ajoelhou no colchão inclinando o corpo para beijar a nuca, pescoço e ombros de Alanis. Enquanto depositava aqueles beijos suaves nela, suas mãos desciam deslisando o roupão dela pelos ombros e braços. Sem o tecido lhe impedindo, o loiro se aproximou mais e encostou o peito vestido em suas nuas e os beijos tornaram-se mais lentos e sedutores, somados a leves chupões e mordidinhas sem as presas. As mãos desceram debaixo dos braços dela e alisaram sua pele até encontrarem os seios da namorada, afagando lento e provocante.

- Deixe-me fazê-la esquecer os sonhos ruins - sussurrou ao ouvido dela e mordiscou sua orelha.


_____________________________________




Giannina acordou naquela noite sentindo uma presença familiar. A presença de seu filho. Aquilo a deixou agitada, teria Orion finalmente retornado para ela? Teria seu bebê finalmente entendido que o lugar dele era ao lado da mãe que o amava e só queria o bem dele? Giannina se levantou em um pulo e nem mesmo trocou de roupa, ela só queria ver seu filho, só queria ter a certeza dele em seus braços novamente...

Quando abriu a porta, deu de cara com seu tio Augustus. Ele trazia uma bandeja com um chá para ela e alguns biscoitos. Mas a vampira não estava interessada em comida, ela só queria seu filho.


Lo zio, il mio ragazzo indietro ... Il mio ragazzo è a casa, mio figlio ... voglio che mio figlio, vedo mio figlio, voglio che il mio bambino (Tio, meu menino voltou... Meu menino está em casa, meu filho... Eu quero meu filho, quero ver meu filho, quero meu menininho) - falou ansiosa querendo passar, mas o ruivo bloqueava seu caminho.


Calmati ... Vieni, prendere un sorso di tè che ti ho portato e poi si può lasciare (Acalme-se... Venha, tome um gole do chá que eu lhe trouxe e depois pode sair) - o ruivo insistiu, dando um passo para dentro, mas a mulher não recuou.

 Voglio che mio figlio, zio. Orion mia schiena? È qui? Ho bisogno di andare a parlare con lui. Perché non è venuto da me? (Eu quero meu filho, tio. Meu Órion voltou? Ele está aqui? Eu preciso ir falar com ele. Por que ele não veio falar comigo?) - indagou chorosa.

Sì, è tornato (Sim, ele voltou) - o rosto dela se iluminou com aquelas palavras -  Ma noi non vogliamo vederlo in questo stato, non è vero? Dobbiamo lasciare abbastanza bene bonita (Mas vamos, não vai querer vê-lo nesse estado, não é? Temos que te deixar bem bonita) - sorriu.

- Bonita? - ela ficou pensativa e sorriu - Sì, devo essere molto bella di rivedere mio figlio piccolo. (Sim, eu tenho que estar bem bonita para rever o meu filhinho.)

Giannina correu para o guarda roupa e começou a escolher alguma vestimenta apropriada para a ocasião. Enquanto isso Augustus discretamente fechou a porta atrás de si e colocou a bandeja em cima da cômoda. Abriu a cápsula de um comprimido e despejou o pó dentro do chá antes de mexer, depois andou até Giannina e entregou a ela.

Prendete, mia cara. Per iniziare la serata bene e vi darà energia. Non voglio che tu abbia la debolezza di oggi, non è vero? (Tome, minha querida. Para começares a noite bem e te dar energia. Não queremos que tenhas fraqueza hoje, não é mesmo?)

No, non posso stare male oggi (Não, eu não posso me sentir mal hoje) - ela concordou e pegou a xícara - Perché non è venuto da me? (Por que ele não veio falar comigo?) - ela insistiu.

Perché dormivi e non voleva disturbarti (Por que tu estavas dormindo e ele não quis incomodá-la) - Augustus explicou -  Ora andiamo, bere. (Agora vamos, beba.)

Giannina obedeceu e bebeu o chá, depois entregou a xícara ao tio e voltou a escolher as roupas. No entanto, conforme o remédio começou a fazer efeito, ela começou a sentir vertigem e moleza. Augustus notou e a amparou, depois colocou-a deitada na cama.


 Zio ... il mio ... figlio ... devo .... (Tio... meu... filho... eu tenho que....)

Shhh ... Non andrà da nessuna parte. Riposo, mia cara. Resto in modo da poter andare a vedere, va bene? (Shhh... Ele não vai ir a lugar algum. Descanse, minha querida. Descanse para que possas ir vê-lo, está bem?)

- Va... bene... (Está... bem...) - ela murmurou antes de fechar os olhos e apagar.

Augustus a observou por um tempo e verificou se ela havia dormido antes a ajeitar na cama e depois pegar a bandeja para sair do quarto. A olhou e deu um suspiro. Ele odiava fazer aquilo, achava que Orion devia logo acabar com o sofrimento dela, mas o filho não tinha coragem de findar aquela situação. Orion acreditava que Giannina ainda poderia se curar, já que apresentava alguns momentos de lucidez de vez em quando. Tudo que Augustus podia fazer era respeitar a decisão do sobrinho neto.

Abriu a porta, saiu e trancou-a em seguida. Era melhor garantir que Giannina não acordasse e descobrisse os novos hóspedes dentro da mansão. Por hora, para dar tempo a Vincent e Alanis se adaptarem, era melhor manter Giannina trancada e controlada para que não houvesse nenhum acidente. Virou as costas e seguiu se afastando pelo corredor, estava na hora de ir preparar supervisionar o preparo do desjejum dos hóspedes.


_____________________________________


Quando Alanis acordou, sentia-se aquecida pelo calor aconchegante do corpo quente do namorado. O vampiro, assim como seu irmão, tinha a temperatura elevada para um vampiro, graças ao fogo que queimava em suas veias. Orion dormira abraçado e aconchegado nela, ainda nu sob os lençóis, e a forma que ressonava indicava que ainda estava em um sono tranquilo, talvez o mais tranquilo que ela já o vira ter, já que se sentia seguro de volta em casa.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Sab 15 Abr 2017 - 20:21

+ Alanis + 

A morena estava totalmente manhosa e receptiva ao loiro, era o momento deles e assim que ele retribuiu com fervor todas as suas provocativas, não exitou em se entregar de vez. Tiveram por fim seu momento de prazer e amor, já estava com muitas saudades dele e notou isso quanto se entregava a ele. Não podia deixar de perceber que Órion já era parte dela e como sentia bem ao seu lado. Assim que finalizaram aquele momento, tomaram banho juntos e após adormeceram abraçados.

Na noite seguinte a morena estava largada na cama, dormia com o lençol cobrindo o rosto, mania que sempre tinha e seus braços para fora apoiados no peito de Órion. Ela estava bem tranquila e relaxada que mal notou o anoitecer.

+ Vincent +


No outro quarto, Vincent levantara logo que o sol se pós e fora correr em torno da propriedade, fazia exercícios para não perder o foco e assim manter seu corpo em constante atividade, não havia tomado o seu dejejum. Enquanto corria pela propriedade notou falhas de segurança tanto nos muros que protegem, quanto alguns dos vampiros que vigiavam. Pensou em que poderia ajudar nessa parte e falaria com Órion, ele sabia tudo sobre segurança, inclusive os capangas de Magnus e como eles agiam, então era melhor ajustar a segurança da mansão.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Seg 17 Abr 2017 - 4:12

O loiro havia se cansado com a viagem e depois com o momento à sós com sua amada, além da mudança de fuso, então acabou dormindo mais que o normal. Quando acordou já era tarde e olhou zonzo ao redor. Aquele lugar... Onde estava mesmo? pensou zonzo de sono. Somente depois de umas piscadas e alguns segundos ele se lembrou de onde estava. Olhou para baixo e viu a morena dormindo sobre seu peito.

Inclinou a cabeça para o lado franzindo a testa. Como aquela mulher conseguia dormir com o rosto tapado? Mesmo que a visse fazer aquilo todas as noites, ainda era uma peculiaridade que ele achava interessante, já que achava desconfortável dormir com qualquer coisa tapando seu rosto. 

Que horas deveriam ser? Bocejou. Que milagre não terem sido acordados ainda. Ainda curtiu algum tempo de preguiça com ela até começar a sentir fome. Suspirou e descobriu o rosto dela com cuidado, então se inclinou e depositou um beijo suave em seus lábios para acordá-la.

- Boa noite, meu anjo... Hora de acordar - murmurou e deu outro bocejo.


Fora do quarto...

Por onde Vincent passava, era acompanhado de olhares curiosos dos empregados. Os seguranças ficavam rígidos e tensos quando o vampiro de porte grande passava por eles. Por mais que soubessem que o outro vampiro era um convidado, Vincent inspirava receio por ser nobre e parrudo.

Augustus estranhara nenhum deles acordar, mas resolveu não incomodar o casal. Já o irmão caladão, por outro lado, já parecia disposto logo cedo, uma qualidade que o ruivo apreciava. Observava-o vez ou outra através das janelas enquanto organizava os afazeres da noite. Pensou em chamá-lo para comer algo, mas decidiu não importunar o grandão, não queria que as visitas achassem que estavam sendo controladas. Então continuou com os afazeres e foi tomar o desjejum sozinho já que os outros pareciam que iam demorar.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Qui 20 Abr 2017 - 8:01

+ Alanis + 


A morena dormia com a cabeça coberta e tão tranquilamente que quase não quis acordar, ouviu a voz de seu amado a distância enquanto tentava abrir os olhos sonolenta.

- Humm... - murmurou rolando o corpo na cama – Um mais um pouquinho, logo acordo... - bocejou e ainda com o rosto coberto abriu os olhos reconhecendo a voz de Órion, ela sorriu baixinho e falou com ele ainda com o lençol sobre a face. - Baby que sono bom que tive... - puxou devagar o pano e olhou-o com seus olhos azuis intensos. - Boa noite, mi amore!

~*~*~*~*~*~

+ Vincent +

O grandão havia terminado sua corrida de exercícios após o anoitecer quando resolveu procurar algo para seu dejejum, foi para as portas dos fundos e entrou pela cozinha olhando uma empregada e se aproximou falando sério e rápido a ela.

- Pode me servir algo para comer moça?

Ele não era bom em dialogar com ninguém e muito menos com fêmeas, estava sério e mantinha o olhar fora do campo de visão dela para não parecer rude em olhar direto.

- Claro Sr Montgomery, venha, sr Augustus está a mesa tomando seu dejejum, irei levar para vós. - ela rapidamente mostrou o caminho e foi prepara a bandeja para servir ao vampiro.

Vini ao entrar na sala de refeições olhou o vampiro velho que lembrava o cabeça de fogo e caminhou até ele em passadas largas que rapidamente postou-se ao lado dele perto da mesa.

- Boa noite, sr Augustus, posso me sentar? - vendo que tinha permissão sentou-se.

Logo após a empregada foi lhe servir o dejejum. Era até farta a mesa, e o moreno grandalhão começou a comer, olhando vez ou outra para o sr tio de Nero e Órion, dava a impressão que deseja falar algo a ele.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Qui 20 Abr 2017 - 15:13

Orion deu um sorriso doce e suave quando Alanis descobriu o rosto finalmente. Se aproximou mais e a abraçou beijando seu pescoço. Aquilo o deu um pouco de sede, mas o loiro se controlou. Agora que estava em casa poderia se servir de todo o sangue que desejasse. 

- Boa noite - beijou os lábios dela de novo - Vou levantar... Preciso ir buscar roupas no meu quarto. Já volto enquanto se arruma.

O nobre deu outro beijo em sua amada, então se levantou e pegou as roupas que havia deixado dobradas na poltrona ao lado da cama. Vestiu-se, passou as mãos para ajeitar os cabelos e deu mais um beijo em Alanis antes de sair.

Enquanto Alanis se arrumava, Orion seguiu bocejando de volta ao próprio quarto. Os empregados que o viram seguiram seus caminhos fingindo não terem visto nada, mas quando se afastavam começavam a cochichar. Era inédito ver seu senhor interagir com uma mulher, mais ainda ver que ele dormira no quarto dela. 

O loiro chegou ao quarto, trocou de roupa e foi silenciosamente até o quarto da mãe, inclinando a cabeça para ouvir lá dentro. A mãe ressonava ainda àquela hora. Deu um suspiro. Provavelmente havia sido dopada por Augustus, mas ele não culpava o tio. Ambos sabiam que se não fosse assim, Giannina não desgrudaria mais do filho.

Se afastou devagar e voltou ao quarto de Alanis, batendo à porta.

- Está pronta, mi amore?

__________


Augustus tomava um gole de chá quando viu o moreno entrar no cômodo e sorriu suavemente.

- Boa noite, Vincent, junte-se a mim, por favor - esperou o grandão sentar e continuou - Não é necessário pedir permissão, queremos que sintam-se em casa - sorriu simpático.

O ruivo ficou em silêncio enquanto terminava de comer, mas se sentia observado pelo moreno, então terminou o chá e virou a cabeça para ele.

- Há algo que esteja o incomodando, Vincent? Sinto como se quisesse dizer algo... - sorriu suave - Por favor, não se acanhe, diga-me o que te afliges.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Qui 20 Abr 2017 - 18:34

+ Alanis + 

A morena sorriu preguiçosa e ainda fazia um pouco de manha para levantar, depois dos beijos e afagos de seu amado concordou em ele levantar e assim que o loiro saiu pulou da cama e foi tomar um banho demorado e relaxante.

Estava feliz e segura, lutou tanto para se livre e agora tinha a sensação estranha, porém não ao ponto de se sentir incomodada, não era isso, era o alívio de ser livre de amarras e cobranças sob ameaças sutis e psicológicas que sofria enquanto vivia na máfia.

Estava acabando de se arrumar, faltava apenas colocar o vestido enquanto se olhava no espelho ajeitando seus cabelos, maquiagem e aparentar sua jovialidade, mesmo com avançada idade que tinha. Ouviu as batidas na porta e logo em seguida o loiro entrar e saber se estava pronta, olhou-o de lado e deu um sorriso estonteante com intenso brilhos nos olhos azuis para ele.
- Falta somente por o vestido, pega para mim? Esta sobre a cama. - apontou ainda olhando o espelho e terminando a suave maquiagem, iria deixar suas belas madeixas negras soltas.

Assim que ele trouxe, ela pegou e vestiu virando de costas para ele pedindo para puxar o zíper e fechar. Era um tubinho simples negro justo ao corpo onde o comprimento chegava na altura da canela.
- Vamos ao dejejum, estou faminta. - segurou o braço dele para irem a sala de jantar.


~*~*~*~*~*~

+ Vincent +

Agradeceu com a cabeça pela permissão e liberdade em se sentar a mesa com ele, não estava acostumado a sentar em mesas onde os senhores da casa sentavam para suas refeições, geralmente fazia na copa ou cozinha da casa, por isso ficou um tanto sem jeito ao sentar naquela enorme mesa.

O moreno comia devagar e tentava não demonstrar falta de educação, Louis havia ensinado a comer em uma mesa com tantos copos e talheres e algumas vezes ele pudesse se confundir, porém evitou fazer algo errado e foi pelo básico como seu irmão mais novo o ensinará. Tomou um gole do café e olhou o ruivo ancião falando um tanto direto a ele.

- Segurança desse lugar é fraca, sr Augustus, facilmente podem ser atacados e seus poucos servos seguranças abatidos tão fácil que provavelmente nem veriam que os atacou.

Ele não era de rodeios e realmente achava que aquele lugar estava muito desprotegido. Voltou a comer um pedaço de pão com queijo.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Sab 22 Abr 2017 - 0:50

Quando Orion entrou no quarto, parou encantado com a bela visão que era sua namorada. Aquele sorriso estonteante o deixou tão hipnotizado por ela que demorou alguns segundos para processar o pedido e ir pegar o vestido para ela.

Não resistiu quando a morena virou de costas e pediu para que ele puxasse o zíper. O loiro se aproximou e passou a mão pelo corpo dela por trás por dentro do vestido e a puxou beijando sua nuca. Somente então a soltou para fechar o vestido.

- Vamos - deu o braço a ela e a acompanhou para o andar de baixo. Também já estava ficando faminto e precisavam se alimentar antes de saírem para que ele apresentasse a cidade.

__________



Lá embaixo, Augustus olhava surpreso para Vincent. Uma conversa sobre a segurança da propriedade era a última coisa que ele poderia imaginar. Piscou sem reação por alguns segundos até conseguir organizar os pensamentos.

- Bem... Nunca tivemos necessidade de maior segurança em nossa propriedade, sempre tivemos o respeito da comunidade vampírica e a garantia de proteção de nossa senhora Bragatti... Mas se o senhor acha necessário... Posso conversar com Órion sobre isso.

- Conversar sobre o que? - Orion surgia na sala junto de Alanis.

- O sr. Vincent sugeriu que melhorássemos a segurança de nossa propriedade - Augustus o olhou - Segundo ele, nossa segurança é fraca demais.

Orion ficou pensativo e olhou Alanis. Agora que ele sabia no que aqueles dois estavam envolvidos e do que estavam fugindo, não havia como não concordar com o moreno. Se precisavam aumentar a segurança, então aquilo seria feito, tudo pela segurança de sua amada.

- Então vamos consertar isto - olhou Vincent - Se puder nos dizer o que será necessário, então poderemos providenciar de imediato.

Augustus olhou surpreso, mas não se intrometeu na decisão do sobrinho neto. Olhou Vincent e aguardou ele dizer o que eles precisariam para que já pudesse providenciar.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Seg 8 Maio 2017 - 19:42

+ Alanis + Vincent +

A morena se arrepiou com aquele toque ousado que a surpreendeu por um momento, aliás desde o dia passado a qual se amaram, se surpreendia com ele, o loiro estava começando a ficar no ponto que ela gostava, ousado na medida certa.

Seguia ao lado dele até a sala de refeições e sentou olhando todos com um sorrido farto e olhar gentil, ajeitou o cabelo e jogou uma mecha para trás enquanto era servida a mesa com variados tipos de pães, biscoitos e torradas, além claro de frutas, sucos, café, leite e chá.

- Boa noite tio Augustus, dormiste bem? - olhou a mesa - Hum... tudo parece delicioso, estou faminta. -Serviu-se de suco e algumas fatias de pão com geleia, ouvindo então a conversa de Órion e o tio que falavam sobre a segurança e Vini.


- Está precária, a sua segurança, sr Sorel... - Vini mordeu um pedaço da maçã e após mastigar e engolir continuou – Eles são alvos fácies...

A morena arregalou os olhos e fez uma expressão feia ao irmão como quem lhe chamasse atenção sobre se meter na casa e nos seguranças.

- Perdoe meu irmão, ele é exagerado, trabalhou tantos anos como segurança que fica vendo tudo e todos de forma exageradamente preventiva.

Vincent olhou-a e pouco ligou para a face dela repreensiva e continuou a comer a maçã e falar.

- Caso queiram posso fazer algo para melhorar. - olhou os dois – Sou perito em armas, combate corpo a corpo e estrategia, posso lhe traçar uma melhor organização na segurança de sua propriedade e clã, assim eu ocupo meu tempo e tenho algo para fazer.

Esperou a decisão dos Sorel sobre aquela ajuda, o moreno grandalhão estava um tanto entediado e queria algo para fazer, ou iria sair para arranjar um trabalho o quanto antes.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Qui 18 Maio 2017 - 17:13

Augustus sorriu gentil para Alanis assim que a mulher falou com ele e acenou com a cabeça, a encorajando a comer o que quiser.

- Sim, obrigado por perguntar. Espero que a senhorita também tenha tido uma boa noite de sono. Por favor, sirva-se do que e o quanto quiser.

Órion estava com uma expressão séria enquanto ouvia Vincent. O grandão tinha razão. Se até mesmo a segurança de Magnus, treinada por ele próprio, conseguira ser derrubada por eles dois naquela fazenda... O que poderia acontecer ali, onde seus seguranças estavam a tanto tempo acostumados com nada acontecendo? O Mafioso poderia vir atrás deles dois se descobrisse onde estavam e nada poderiam fazer se um ataque ocorresse.

- Não, Alanis. Teu irmão tens razão. É melhor prevenir do que remediar - Orion o olhou - Tens minha autorização para realizar todas as mudanças que achar necessárias, Vincent. Tudo o que precisar peça a Augustus e ele providenciará para ti.

Augustus olhou com uma expressão surpresa e um pouco assustada de Órion para Vincent quando o grandão falou sobre suas perícias. O sobrinho ainda tinha que lhe explicar alguns... detalhes do passado daqueles dois. Olhou indagativo para o loiro, mas o sobrinho o devolveu um olhar que dizia que explicaria tudo depois. 

Orion apenas se ajeitou ao lado de Alanis e iniciou o próprio desjejum enquanto Augustus respirava fundo, resignado. O loiro olhou a mulher e fez um carinho na mão dela.

- Não se preocupes com isso. Sairemos para que conheçam hoje a cidade e Vincent poderá olhar os locais com o material necessário para a melhoria. Enquanto isto, precisarei fazer outras compras. Já que alguém - olhou com cara feia para o tio - fez o favor de destruir a maior parte de minhas roupas antigas...

Augustus ergueu o olhar para ele e fez uma cara de falsa inocência que chegava a ser cômica, enquanto Orion o olhava emburrado.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Qua 24 Maio 2017 - 18:16

+ Vincent + Alanis +

Os irmãos se olharam depois que Órion permitiu que Vincent fizesse as mudanças necessárias quanto a segurança da mansão. 

- Vou fazer uma avaliação detalhada Sr Sorel, anotarei o que preciso e lhe informarei. - Tomou em longo gole uma caneca de vitamina e finalizou seu dejejum. - Serei rápido e logo terá o planejamento completo das mudanças que farei. - Pediu licença e levantou. - Até mais tarde.

Alanis olhou o irmão sair e inspirou baixa dando um sorriso sem jeito para o tio de seu amado que demonstrava surpreso com a atitude de seu sobrinho, porém ela não iria comentar nada que antes tenha conversado com Órion.

- Meu irmão é um pouco sem tato Tio Augustus, no entanto é muito competente no que faz, tenho certeza que ele quer somente se útil e a forma que tem de agradecer a acolhida de vosso clã a nós. - Sorriu gentil e tomou um gole de chá logo em seguida.

Estava preocupada, afinal qual seria a reação dele se soubesse que ambos eram da máfia e que Órion se arriscou tirando ela e o irmão de lá e dando acolhida para ambos que provavelmente estavam com a cabeça a prêmio pela traíção e fuga? Ficou em silêncio perdida naqueles pensamentos.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Qua 7 Jun 2017 - 20:45

Órion acenou com a cabeça, ficaria aguardando a análise de Vincent e o que seria necessário para tornar o local mais seguro para sua amada e sua família. O clã também estava em perigo agora graças às suas escolhas, mas ele não poderia ignorar o que os irmão Montgomery estavam passando.

Augustus deu um leve sorriso amarelo, havia receio nos olhos dele. 

- É claro, querida...

Órion tomou o café em silêncio enquanto Augustus permaneceu na mesa com eles por educação. Quando estava terminando, o loiro segurou a mão de Alanis e afagou de leve.

- Meu amor, eu gostaria de conversar com meu tio enquanto você termina de se arrumar para podermos sair... Poderia esperar-me no quarto? Chamo-te quando terminar. 

Ele esperou que ela saísse para poder olhar o outro vampiro com uma expressão séria. Augustus olhava-o esperando uma explicação para aquela situação estranha que acontecera. Órion já havia dito que eles tiveram um passado difícil e que agora precisavam de proteção, mas não havia dito as reais circunstâncias. O jovem respirou fundo e então contou tudo ao outro.

Augustus ia arregalando os olhos apavorado. Máfia? Drogas? Tortura? No que diabos seu sobrinho-neto havia se metido? E Nero junto a isso tudo... Agora sabia que estava vivo e inteiro, mas o perigo que estava correndo... Augustus precisava arranjar um jeito de entrar em contato com ele sem que o outro sobrinho soubesse.

- Isso é terrível... Todo esse perigo, Órion...

- Eu sei, tio... Mas eu não podia deixá-los lá...

- Não, é claro que não poderia – Augustus concordou. Agora que o sobrinho finalmente encontrara alguém para ter ao seu lado, ele apoiaria mesmo que fosse naquela situação perigosa – Agora vejo que o Sr. Vincent está certo quanto à segurança. Que horror, Dio mio... Por que não me contou antes?

- Fiquei receoso que pudesse reagir mal e tratá-los diferente... Além disso, é algo que deveria ser contado pessoalmente.


- Está certo, não é algo para ser falado pelo telefone... E que bobagem, ela é um amor – Augustus gesticulou – E se a ama, então eu não poderia virar as costas para eles – Órion suspirou aliviado, mas o tio tinha uma expressão preocupada – Órion... Não deveríamos reportar isso à Srta. Bragatti?


- Não – o loiro respondeu sério – Não devemos envolver nenhum puro nisso. Não devemos dar satisfações quanto à quem escolho como companheira, os Montgomery não são puros, não representam ameaça à ela. Quanto menos pessoas souberem que eles estão aqui, melhor.

- Entendo... – Augustus ajeitou os cabelos nervosamente – Não vou interferir em suas ordens.  Pedirei que todos mantenham discrição e colaborem com o Sr. Vincent.

- Obrigado, tio – Órion se levantou e o outro fez o mesmo – Vou sair com Alanis agora, devemos voltar antes do amanhecer.

- Demorem o quanto quiserem – Augustus deu um leve sorriso e quando se despediram foi realizar seus afazeres na casa enquanto digeria as informações.

Órion estava mais aliviado agora que Augustus sabia de tudo e ainda aceitava a presença dos Montgomery ali, mesmo com medo do perigo que agora corriam. Foi até o próprio quarto, terminou de se arrumar, escovou os dentes e então foi até o quarto de Alanis e bateu à porta.
- Meu anjo? Podemos ir?




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   Sab 17 Jun 2017 - 3:50

+ Alanis +

Ela concordou com o pedido que Órion fizera em esperá-lo no quarto, estava tensa e receosa com aceitação dela e do irmão aquela família ao saberem da verdade sobre o envolvimento deles com a máfia. Suspirou baixo e foi se preparar para acompanhar o namorado a um passeio. 

Assim depois de pronta sentou na beira da cama e ficou pensativa, sentia falta de Louis e queria ele ali com ela, assim como os sobrinhos, não confiava muito que Nero pudesse protegê-los, afinal ele ainda era preso a Magnus e o laço poderia denunciar a presença e claro que Louis estava vivo.

- Preciso arrumar um meio de trazer Louis para cá em segurança, não tenho um bom pressentimento quanto a ele lá no Japão perto de Magnus...- murmurou baixo essas palavras.

Levantou e foi até a varanda de seu quarto e parou no parapeito olhando a noite, contagiou-se pela beleza do lugar e fez um gesto com os dedos onde as trepadeiras se desenrolaram e foram até ela afagando a sua face. 

- Olá amiguinhas... - fez outro gesto com as pontas dos dedos e as mesmas começaram a enroscar na parede e parapeito depois começou a brotar flores em todo seu cumprimento. - Bem mais bonito, não é? - riu baixinho quando ouviu a porta um suave bater e pelo aroma que sentiu ao abrir a porta sabia que era seu amado. - Estou aqui baby ... - Virou e encostou-se

Sorrindo um tanto tensa já que queria saber como fora a conversa com o tio.

- Está tudo bem?

Esperou que dissesse que sim, já que estava tensa demais com o resultado da conversa.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Clã Sorel - Roma   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Clã Sorel - Roma
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A chama Púrpura ~ Paris França - Solo Nero Sorel e Lilian Sorel
» Dark Ages - Gênova
» Órion Sorel
» Valerius Quintus - Matusalém Ventrue
» Nova Roma

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: World Places :: World Places-
Ir para: