Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Laboratórios de Pesquisas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2315
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Laboratórios de Pesquisas   Seg 3 Ago 2009 - 9:50

Laboratórios de Pesquisas




Era o local onde os hunters com habilidades em pesquisas faziam testes e desenvolviam novas armas e magias para usar contra os vampiros













~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2315
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Laboratórios de Pesquisas   Dom 18 Dez 2016 - 17:42

Um crime

Alojamento estava muito agitado aquela manhã, após encontrarem o corpo de Naomi brutalmente assassinada, os hunters estavam reunidos no salão principal, havia uma grande insegurança. Muitos perguntavam se até dentro da associação não estariam seguros.

O corpo de Naomi fora levado para o laboratório da associação, não queriam alardes e incluir a policia nesse crime, fariam suas próprias investigações, porém alguém havia feito uma denuncia anonima ao departamento de policia da cidade e alguns policiais foram até o lugar.

Coletaram informações, questionaram os hunters e foram até Kayto para obterem respostas, no entanto, para encobrir aquele crime e deixar aqueles policiais de fora, Kayto fez questão de mostrar todo lugar e que não havia nenhum crime conforme foram denunciados.

Ficaram por dias na associação até que desistiram e sairão sem nada descobrirem, porém havia a morte de uma hunters e isso seria questionado perante o rei dos vampiros, visto que a forma como a humana fora morta era sinal de ataque de vampiro.

Encaminhou uma convocação extraordinária para aquela investigação ao hunter Leon e aguardou comparecer a sala do laboratório onde iniciariam com o contato do Rei Kuran.

Kayto enviou uma mensagem ao rei Kuran e aguardava a resposta de Loran, poucas horas depois recebeu a resposta que iria até associação ainda aquela noite.




~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1414
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Laboratórios de Pesquisas   Dom 22 Jan 2017 - 17:39

> Leon <


A morte de uma jovem caçadora. Aquilo não seria algo incomum, não fosse o local do assassinato: dentro do alojamento na sede dos caçadores. E uma morte com sinais de ataques de vampiro. Leon achava improvável que aquela morte tivesse sido forjada por outro caçador, a menina não tinha antecedentes de conflito na organização, mas e os espiões que Kiryuu havia relatado? Teria sido a menina uma espiã que fora eliminada? Ou teria sido eliminada justamente por descobrir algum dos espiões. Independente do motivo, era alarmante saber que a ousadia dos vampiros havia crescido ao ponto de terem cometido um assassinato dentro do lugar. E só provava o quanto a sede estava desprovida de segurança para que tal atrocidade fosse cometida.

Porém, o assassinato não deixava de ser algo intrigante. Que vampiro seria burro de cometer um crime tão explícito? Decerto um desesperado não teria feito a sujeira toda encontrada. Provavelmente era algum crime de ódio, ou... para incriminar alguém. Mas quem? Nenhum caçador havia sido incriminado, então os alvos óbvios eram os vampiros da cidade ou o próprio monarca. Naquele clima de tensão, com todas as criaturas estranhas que haviam encontrado, aquela era a explicação mais plausível. Mas ainda não apontava algum culpado, o que era um problema grave naquela corda bamba de paz entre as raças.

Lá estava ele, depois de todos aqueles dias de investigação tentando acobertar os acontecimentos da polícia, se dirigindo para a ala dos laboratórios da associação. Cumprimentou os presentes assim que chegou e então se encostou à parede mascando um chiclete enquanto aguardavam o monarca chegar. Sentia seu vício o tentando, todo aquele estresse o fazia ter vontade de fumar, mas havia prometido que pararia. Então o jeito era se contentar com aquela goma de mascar para fumantes e tentar não ficar ansioso.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2315
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Laboratórios de Pesquisas   Dom 22 Jan 2017 - 18:42

+ Loran +

Havia recebido aquele estranho telefonema, um crime fora cometido na Associação e a pedido do presidente fora informado que se tratava de um assassinato provocado por vampiro.

Até chegar ao lugar, Loran não fazia ideia do motivo que ele teria que comparecer aquele local, estava com muitos compromissos, porém recebeu o comunicado que era de interesse pessoal a presença na Associação.

Chegou pouco perto da hora marcada e ao saltar do carro fora acompanhado de Raiven, a sede da Associação era coberta por magia hunter para inibir os vampiros que entrasse naquele local, mas a permissão fora dada a eles e um hunter assistente seguiu informando que deveriam se dirigir ao laboratório.

Loran entrou no lugar e reparou no hunter encostado na parede e se aproximou de Kaito o cumprimentando. Raiven parou ao lado da porta fazendo a parte da segurança pessoal do puro.

- Kaito-san, então, posso saber o que seria do meu interesse pessoal, sobre esse assassinato a qual me informou?

Loran tinha pressa e por isso não perdeu tempo em delongas formais queria saber logo do que se tratava para poder ir a sede da monarquia.

+++++

+ Kaito +

O hunter olhou o puro monarca entrar e o cumprimentou.

-Seja bem vindo, Loran-sama, vejo que está sendo direto ao ponto, pois bem queira me acompanhar até a parte do nossos freezer de confinamento. - Caminhou olhando Leon para segui-los.

-O crime aconteceu há 24 h e estamos ainda investigando, temos uma pista a qual ainda não divulguei por motivos de segurança.

Parou diante e uma parede repleta de porta tipo aquelas em necrotérios e abriu uma delas puxando a bandeja que deslizou com um corpo coberto por pano branco.

- Naomi Tsumaki, idade 17 anos, filha de uma das mais tradicionais famílias de hunters do Japão norte, assassinada com requintes de crueldade na noite de ontem e encontrada esta manhã pela arrumadeira do alojamento.

+++++

+ Loran +

Olhou Kaito e depois o outro hunter e curvou um pouco a cabeça cumprimentando, fez um gesto para Raiven ficar ali esperando enquanto seguia Kaito até aquela enorme geladeira de corpos.

Quando o hunter puxou a mesa que deslizou mostrando o corpo coberto pelo pano branco, Loran trincou os dentes apreensivo, afinal de contas, pensou consigo, por qual motivo ele achava que o puro queria ver um corpo sem vida. Sua pergunta mal fora formulada quando a resposta veio em seguida.

Loran arregalou os olhos e a pose séria se desfez de imediato, olhando para Kaito que falava sem parar lendo a ficha na mão dele dos dados de quem seria o corpo coberto pelo pano branco.

-Na-Nao-mi... - balbuciou o nome dela sem acreditar no que hunter falara, imediatamente puxou o pano de cima dela e assustado deu um passo para trás. - Não...

Naomi ali deitada sem vida e com o peito dilacerado, nitidamente mostrando que teve o peito perfurado e o coração arrancado.

Loran ofegou e olhava sem para para ela, tremeu e olhou em volta soltando o pano e puxou uma cadeira sentando enterrando as mãos entre os cabelos.

-Kami-sama, como? 



++++++
+ Kaito +


Kaito parou de ler a ficha ao notar a reação do monarca dos vampiros, estava nitidamente abalado com o que viu.

- Conhecia a srta Tsumaki? - Olhou Leon e voltou a falar com o Kuran – Ela foi atacada e imperdoável ter sindo em nossa sede, um lugar que sabe bem ser protegido contra vampiros.

Foi até uma caixa que estava no balcão e abriu tirando um saco onde havia uma inscrição que dizia “Prova 1” Local do assassinato vasculhado.

- Reconhece este item, Loran sama?

Mostrou a Loran e dentro daquele saco havia um colar, o colar que o puro havia dado a Rose no Natal na residencia dos Kristans em Tókio.

+++++++

+ Loran +

Ainda estava muito abalado quando ouviu o hunter voltar a falar e lhe estender um saco plastico que tinha dentro o colar sujo de sangue.
Olhou atento aquele colar e depois virou o rosto para Kaito muito sério, respondeu.
- Sim, colar de minha esposa.

Pensou em mentir, mas se aquela história fosse adiante poderia ser pior em ocultar aquele detalhe.

+ Kaito +

Levou o saco com o colar de volta para a caixa de provas e entregou a Leon.
- Interessante essa informação Loran-sama, afinal, o que levaria a rainha dos vampiros a entrar na nossa sede para pegar uma simples hunter.

Kaito pegou uma pasta e mostrou a ele.
- … Talvez ataque de ciúmes... - a pasta havia o recorte de jornal com a reportagem onde falava do encontro de Loran e Naomi. - Leon -san irá lhe passar as suspeitas, claro que existem muitas evidências contra a rainha, mas eu tenho algumas suspeitas e claro Leon san compartilha das mesmas suspeitas. - Deu a palavra ao hunter.

+ Loran +

Olhou ambos e sua expressão não era mais de xoque por Naomi e sim de raiva por suspeitarem de Rose, ele sabia que ela nunca faria algo assim que levasse a prejudicar todos daquela forma.

- Estou ouvindo Leon -san.



~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1414
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Laboratórios de Pesquisas   Seg 6 Fev 2017 - 15:09

> Leon <


O caçador observou o monarca dos vampiros chegar acompanhado de uma mulher que provavelmente era sua segurança. Ela não era nem de perto uma puro sangue como ele, mas se o acompanhava como guarda pessoal era possível imaginar o estrago que era capaz de fazer. Mesmo que aquele fosse um momento de trégua, Leon não seria estúpido de manter a guarda baixa perto daqueles vampiros.

Cumprimentou Loran de volta também com um aceno com a cabeça e deu uma última olhada desconfiada para Raven antes de se desencostar da parede e segui-los. Observava em silêncio enquanto os acompanhava até onde estava o corpo da jovem assassinada e a conversa entre Kaito e Loran fluía. Ver um corpo dilacerado não incomodava mais o caçador depois de anos de experiência e também não deveria incomodar um vampiro como Loran, mas sua reação fora bastante intrigante ao reconhecer a jovem. Estava genuinamente abalado pela morte da garota.

Leon aprovara internamente a atitude do jovem monarca. Mesmo reconhecendo o colar que lhe mostraram como prova no local do crime, ele não tentou disfarçar que não reconhecia o item e nem demonstrou qualquer tipo de agressividade ou estar ofendido com as acusações implícitas daquela reunião. Pegou a caixa com a prova e a colocou no lugar enquanto Kaito fazia o breve interrogatório ao monarca. Falou somente quando lhe cederam a vez e olhou sério, porém calmo, para o jovem vampiro.

- Como pode ver, Kuran-san, todas as provas que temos neste caso apontam sua esposa como culpada de um crime passional. Tudo indica que sua esposa teria assassinado Naomi-san por causa de um ataque de ciúmes e, para muitos outros caçadores, isto seria prova o suficiente para iniciar um julgamento. No entanto... - ele olhou Kaito - Nem todos são tolos ou rancorosos para descartar outros indícios apenas por ressentimento contra sua espécie.

Voltou a olhar Loran.

- Acredito que alguém tenha forjado este crime para que sua esposa fosse culpada e isto o atingisse, Kuran-san. Coisas muito estranhas tem acontecido nessa cidade e que, por coincidência ou não, coincidem com a mudança da monarquia para o senhor. Esse tipo de mudança, como bem sabe, sempre acarreta certa tensão e desconfiança de um povo, principalmente um jovem como o senhor. Sem querer que isso pareça uma ofensa, mas é um vampiro muito jovem e desconhecido para a maior parte de sua sociedade, ainda não tem o carisma necessário para que seu povo confie cegamente no senhor. E isso já seria difícil em um momento de paz, imagine com o cenário que todos estamos enfrentando.

- Uma anciã perigosa despertou e está desaparecida. Ataques estranhos tem ocorrido inclusive com vocês vampiros. Vamos vampiros que nunca decairiam sendo transformados em bestas sedentas que ainda conservam os poderes. Surge uma droga que vicia a ambas as raças e causas danos ainda irreversíveis para a saúde. E agora isso... Uma afronta direta contra a associação onde a esposa do monarca é a principal suspeita. Do monarca jovem e inexperiente que ainda não consegue lidar com os problemas que estão surgindo tanto quanto nós.

- Em resumo, acredito que você e sua esposa sejam inocentes. Sua esposa não faz o perfil de que seria tola para atacar uma caçadora dentro de nosso quartel general, deixar um colar que obviamente demonstraria sua culpa e ainda deixar o corpo para ser encontrado. Esse assassinato para mim parece mais uma mensagem do que uma tentativa ridícula de incriminá-los. E o que aconteceu aqui só prova nossas suspeitas de que há infiltrados dentro de nossa própria Associação. Também suspeitamos que sejam subordinados da mesma pessoa culpada por tudo o que está acontecendo nesta cidade, mas que, infelizmente, ainda não sabemos quem é. 

Parou um breve momento para tomar fôlego.

- Porém... - suspirou - Não podemos ignorar as provas que foram plantadas. Tudo o que podemos fazer é uma análise no colar e tentar achar alguma digital a mais, o que eu duvido muito que encontremos. Podemos atrasar esse julgamento e tentar encontrar provas, mas não podemos adiá-lo para sempre. Um culpado deve ser encontrado e, sem mais nenhum suspeito, sabe que sua esposa será condenada por causa do que encontramos. Lamentamos por isso e realmente não queremos condenar alguém que consideramos inocente, Kuran-san, é por isso que o chamamos aqui neste momento. O senhor precisa de ajuda. Nós precisamos de ajuda. E se não fizermos algo rápido contra isso, uma guerra em Ambarantis vai ser o menor de nossos problemas. Por isso queremos propor uma aliança. Nos ajude a provar a inocência da sua esposa e a achar quem está por trás disso. 

Ao terminar de falar ele virou o rosto para o lado e botou a mão sobre os lábios para tossir. Havia muito tempo que não falava tanto de uma só vez.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2315
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Laboratórios de Pesquisas   Dom 26 Fev 2017 - 18:58

+ Loran +

O puro ouvia tudo atento a cada palavra, estava certo da inocência de sua esposa e não iria medir esforços para provar que fora mais uma armação de seus inimigos para derrubar a sua força e credibilidade. Rose apesar de ter pensamentos mais voltados para batalha e resolver tudo da forma antiga, ou seja, matando, ainda assim não arriscaria tal loucura por conta de algo tão infantil e sem sentido. Ciúmes sabia que ela sentiria, mas o amor dele provaria a ela que não precisaria temer, ele era dela e nada mudaria isso.

Inspirou fundo e ficou olhando o humano um tempo quando ele terminou de falar, precisara de ajuda, tinha que ter alguém ali que confiasse, afinal, era aqueles hunters ali que o chamou, se fosse Zero, provavelmente já teria mandado prender Rose, acusando de suspeita principal daquele crime.

Era obvio que a morte de Naomi era uma forma deles quebrarem o tratado assinado entre os hunters e os Kurans. E se aquela informação vazasse seria o inicio de quebra desse tratado, hunters iriam se levantar contra todos os vampiros.

- Eu acredito em que diz Leon-san, afinal se me chamaram, pois querem que isso tudo não vaze e que tentamos contornar e chegar a quem realmente praticou o crime. - Levantou e voltou a mesa onde o corpo de Naomi estava coberto pelo pano branco. - Ela não merecia isso, ser usada e morta assim, quem fez irá pagar, prometo a você Naomi, vão pagar.

Voltou a olhar os dois hunters.

- O colar estava em nosso quarto, guardado no clouset de Rose e claro que trancado com segredo por se constar ser uma joia de alto valor, provavelmente quem entrou sabia de tudo e como se mover na residência. - Pensou um pouco – A mansão Kuran é altamente vigiada, inclusive protegida por rituais, não entendo como essa peça saiu de lá, sem que ninguém visse.

Bufou baixo tentando entender, até que a única hipótese fora no dia do casamento, onde vários convidados foram lá, mas sabia quem era cada um e confiava naqueles que protegiam a mansão.

- Vou fazer uma varredura e acionar todos os seguranças e descobrir algo, quero mais que ninguém esclarecer tudo e tirar de Rose essa acusação.

Virou para kaito e pediu.

- Teria como segurar essa informação, não deixar vazar para que possamos ganhar tempo e investigar para chegar no real assassino de Naomi?

++++

+ Kaito +

Olhou Loran e pensativo fez uma leve careta, chateado.

- Avisamos Zero e ele está retornando, nada feliz com isso claro, mas concordo com o que Leon san falou e por isso que evitei que policiais viessem e sim, pretendo chegar fundo nesse mistério, afinal, quando tudo parece óbvio demais é porque tem algo podre as escondidas. - Suspirou baixo – Loran sama, peço que mantenha sua esposa protegida e peça a ela que evite sair da mansão, teremos que ver o que será melhor nesse caso.

Olhou Leon e pediu que guardasse tudo.

+++++

+ Loran +

- Leon san... - Loran se aproximou do hunter – Fico grato que tenha se disponibilizado em encontrar a verdade, tudo que precisar irei fazer para que isso se resolva o mais rápido possível . - Pegou o celular e enviou uma mensagem, aguardou um pouco e recebeu uma de volta. - Ótimo, meu pai virá lhe falar e ajudar, já o comuniquei do ocorrido.

Virou-se para ambos e se curvou.

- Vou falar com Rose e claro prepara-la para o que vem a frente, mas senhores outra informação, isso ainda não foi divulgado para ninguém, até porque minha esposa está um tanto cansada e precisa de cuidados.- olhava-os ponderando, no entanto sabia que acabaria por saberem. - Rose está esperando um filho e quero poupá-la no momento, espero que compreendam. - Tomou o rumo da porta e ao abrir estava no outro lado a sua guardiã. - Não iremos fugir e ela muito menos irá baixar a guarda, porém precisamos de que tenhamos confiança mutua de ambos os lados.

+++++

+ Loran + Wo Li + Raiven +

Saiu sendo seguido por Raiven e no lado de fora da associação, passou por alguns hunters que olhavam com certo desdém, tinha a sensação que qualquer um deles atiraria nele a um menor movimento de ameaça que desse motivos para isso. Entrou no carro e logo depois estavam na estrada de volta para a mansão.

- Loran-sama está muito abatido, aconteceu algo? - Wo li estava dirigindo e notara que a aura do puro mudará.

Raiven estava com seu tablet e fazia algumas pesquisas, desde que ouvira o que ocorreu naquele laboratório foi rapidamente agir e acionou todos da segurança e empregados, assim que chegasse iriam varrer aquela mansão para descobrir o que aconteceu.

- Acusaram Rose de assassinar uma hunter, mas não é qualquer hunter, Naomi, ela foi brutalmente morta.

Wo li fanziu a sobrancelha e voltou o olhar a estrada, pensativo não se conteve em falar um tanto irritado com Loran.

- Loran-sama, há de me desculpar, mas Rose-sama acabou gerando essa situação para si, vem a tempos negando seguranças e saindo sozinha, sei que ela não tem culpa, acredito realmente nisso já que sua mente só pensa em vós, no entanto acabou criando situações que ligaram ela a esse crime. - ficou em silêncio um tempo, ele não temia enfrentar Loran, apesar de admirar e ter total respeito e gratidão, também sabia que o puro precisava ouvir a voz da razão.

Loran a princípio ficou irritado com as palavras de Wo li, no entanto inspirou e depois expirou para se controlar e respondeu.

- Eu sei que o que falas tem sua rasão, no entanto, não adianta chorar sobre o leite derramado, agora procurar uma solução, aliás procurar o verdadeiro assassino e tirar de Rose a acusação, eles vão segurar um tempo, mas creio que Kiryuu não deva aceitar e deve acursar formalmente Rose, todas as provas estão contra ela.

Raiven voltou o olhar para Loran.

- Vamos resolver tudo, já acionei todos na mansão e quando chegarmos faremos o que for preciso para descobrir quem entrou lá e tirou a jóia.

- Ótimo.

Loran voltou a face para a janela do carro, olhando a noite morna de outono através da janela do carro.



~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Laboratórios de Pesquisas   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Laboratórios de Pesquisas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» » Laboratório de pesquisas & experimentos - Andar superior «
» Vários sites em manutenção ou fora do ar
» Preço das armas e acessórios
» Filler 12: "Fuujin & Raijin: Lendários Irmãos Estúpidos"
» Valores fracionários

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: Ambarantis :: Cidade Baixa :: Associação dos Caçadores-
Ir para: