Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 A missão ?! - Cidade Alta

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: A missão ?! - Cidade Alta    Dom 18 Dez 2016 - 17:19

A missão ?! - Cidade Alta 



Carta de Missão Hunter
Convocados : Freya Gatemberg e Vincent Huster Lavoie

Missão: Catalogar a Cidade Baixa e fazer buscas em mansões abandonadas.
Possíveis ninhos de level E.



Havia na Rua Cinco um pequeno grupo de vampiros que estavam se reunindo, porém segundo alguns informantes não havia nada de suspeito até aquele momento, no entanto era necessário uma investigação naquele lugar.


~* Narrador Master *~


Última edição por Master em Seg 19 Dez 2016 - 12:54, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Seg 19 Dez 2016 - 9:22

++Vincent++

-Tenho um assunto sério para resolver no ducato. E enquanto estiver fora, quero que mantenha integralmente sua máscara e cumpra suas obrigações. - Lembrava da voz do velho decrépito que era meu padrinho, sogro e pai biológico falar em minha cabeça algumas semanas atrás. E, por instantes, apenas desejava te-lo xingado naquele momento é recusar. Fugir, como fizera por mil anos, quando cansava de suas tediosas missões. Ibiza? Las Vegas? Nem mesmo sair um pouco em Tóquio e tomar mais drinks do que o perfeitamente saudável me parecia uma boa ideia. Ok. Não tenho o mesmo gosto por japonesas que meu filho, no entanto, não iria negar para mim mesmo um pouco de diversão também. Uma folga que duraria o período da viagem de negócios de Murtagh, que infelizmente não ocorreria.

Missão hunter? Mais uma coisa inútil que, se eu fosse "eu" poderia resolver facilmente. Mas que, como Vincent, apenas teria de continuar com os fingimentos e protocolos. - Ao menos terei algumas horas para não fazer nada, observar e quem sabe dar um trago. - Balamcei a cabeça a cabeça com certo desgosto e insatisfação quase infantil e irresponsável demais para um vampiro de 3000 anos, mas não para o humano de 27 que fingia ser, colocando a jaqueta sobre meus bracos e costas e guardando minhas armas no fundo falso, antes de colocar os óculos falsos para sair, 

Meu celular piscava com as novas mensagens e orientações. Ao que parecia, teria que me encontrar com a senhorita Gatemberg para patrulhar. E, bem, com uma criança interessante com sobrenome dos grandes clãs e nome famíliar a caçar comigo, eu não poderia me atrasar, não é? Pela minha experiência, vampiros sempre foram um tanto temperamentais. 

-Senhorita Gatemberg, é um prazer conhecê-la. - Anunciei assim que cheguei ao ponto de encontro, com um cumprimento educado que se seguira a minha aproximação intencionalmente não tão discreta. Usava roupas leves e até joviais, enquanto sorria para ela de maneira amigável. E talvez expressasse um cheiro perigosamente forte demais e agradável para um humano. Assim como uma aparência agradável aos olhos, somada com o sotaque inglês. - Sou Vincent Lavoye, seu parceiro na missão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Makie
E
E
avatar

Char RPG : Personagens:

Freya Gatemberg
Lirion Gatemberg
Aidan Becker
Lilac Löfgren
Juliet Glotieb
Posts: : 341
Inscrição : 26/08/2015

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Qua 21 Dez 2016 - 18:29

O clima noturno não era o dos mais agradáveis  naquela época do ano ( ou talvez fosse apenas eu que havia começado a sentir um frio terrível gelando meus ossos). A calmaria sempre foi algo ruim dentro de minhas experiências de desde quando nasci. Algo em mim estava calmo demais, teria eu inconscientemente aceitado a minha condição? Acredito que seja outra coisa, afinal este tipo de calmaria e diferente das outras. Talvez fosse apenas a minha percepção que houvesse mudado, mas de qualquer forma isso parecia irrelevante fronte ao que acontecia ao meu redor.

Eu estava infeliz e isso era um fato, os motivos haviam vários, crimes que cometi, decisões passadas que me arrependi e o principal, decisões futuras que teria que tomar, e dentre elas a mais difíceis das missões, me tornar um vampiro. Afinal o que era ser um? Ser aquela pedra de mármore esculpida por um artista renascentista e incapaz de sentir algo pelo próximo? Ou uma criatura condenada a amarguras eternas e cheias de sentimentos reprimidos por conta da dor? A cada nobre que sorvia, a cada caído que destruía a duvida crescia mais e mais em meu peito, e no final tudo isso era uma busca para encontrar meu verdadeiro eu reprimido.

A mensagem sobre o local de encontro era clara, mas o nome do meu parceiro era um tanto confuso “Lavoie” não me lembrava de ter ouvido nada sobre esta família antes, mas tudo bem isso não seria algum problema.  Minhas roupas  traduziam exatamente o que sentia, frio! A calça legging  junto com um coturno, um suéter bem largo e grande, assim escondia meu bastão e a pistola no quadril enquanto carregava uma bolsa pequena transpassada em meu peito.  Caminhei pela rua ate me deparar com a figura de um homem moreno olhando o celular, mas assim que me aproximei algo era estranho... algo em seu cheiro teria ele tomado um banho de perfume? Era um tanto enjoativo o cheiro forte, e como meu olfato era um pouco sensível, aquilo poderia me causar náuseas até o final daquela missão, mas eu deveria aguentar ( ou ao menos tentar).



-eh, oi  bem podemos ser um pouco menos formais, pode me chamar de Freya, você é o Vincent  estou certa?


Era um pouco de e estranhar algum caçador tão bem receptível a minha presença, seria ele meio bobo? Ou mais sagaz do que posso prever? Só posso vigiar seus movimentos.


mushu:
 
coisas que apenas o chat explica!
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Ter 21 Fev 2017 - 6:23

-Sim. Mas pode me chamar de Vince se preferir. - Falei em tom jovial e menos formal que antes para a mulher, que evidenciava meu disfarce aparente de recentemente formado na universidade. Ela parecia desconfiada, eu podia sentir isso no ar, mas definitivamente não iria evidenciar aquilo ali. Ou querer me explicar, até porque todo aquele visual e perfume incomodava tanto a mim quanto a ela, e eu não pretendia perder todo o custoso trabalho que tivera, para não ter que ouvir as incontáveis broncas de meu padrinho. De qualquer forma era melhor me passar por um caçador que não estivesse ligando para trabalhar com vampiros não é? - Então vamos? 

Sinalizei com um sinal da cabeça, guardando o celular no bolso antes de seguir lado a lado com ela pela ronda. O frio não me incomodava nenhum pouco, pelo contrário. Era agradável, quase acolhedor como o do lugar onde eu nasci. E Freya poderia notar quase a calma em minha face, enquanto caminhava com passos elegantes e extremamente silenciosos para um caçador. Embora tivesse que me esforçar para não soarem tão leves quanto os de um puro sangue.

A frente, o local indicado na rua cinco se erguia, e enquanto meus olhos praticamente varriam por trás dos óculos as imediações, meus ouvidos permaneciam atentos a qualquer movimento.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Qua 1 Mar 2017 - 14:06

+ Hunters em missão +

Vincent e Freya tinha as instruções, mapas com pontos marcados em vermelhos que deveriam investigar, como acessos para alguns vampiros fugirem ou se esconderem naquelas vielas, porém havia uma principal informação que lhes foram passada, a mansão que teriam que verificar como suspeita tinha sido catalogada como refúgio de um pequeno clã de vampiros nobres.

Ao chegarem no local, notaram que havia muita luzes acessas e uma movimentação na residência, muitos carros estavam estacionados na calçada, tanto do lado a outro da rua, podiam ouvir risos e música ao longe.

Nesse mesmo momento puderam notar ao olhar pelo portão que havia humanos transitando no ambiente, o que denunciava não ser somente uma festa para vampiros.



~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Makie
E
E
avatar

Char RPG : Personagens:

Freya Gatemberg
Lirion Gatemberg
Aidan Becker
Lilac Löfgren
Juliet Glotieb
Posts: : 341
Inscrição : 26/08/2015

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Sab 8 Abr 2017 - 23:10

- bem eu não sei exatamente quanto tempo você tem de caçada Vince, mas normalmente não usamos perfumes tão fortes... a não ser que sejamos uma isca, vampiros conseguem fareja-los a uma distancia segura para eles...

eu não daria sermões aquela noite, mas aquilo parecia um erro amador demais para alguém que tinha alguma experiencia de campo ( afinal esse tipo de missão não é dada a novatos)

- de qualquer forma isso não importa mais, pode ser que se torne útil no futuro, sabe onde fica este endereço? normalmente não ando muito pelas bandas de cá....

a ruiva não nasceu com uma grande percepção ( e por conta disso sofreu as consequências) entretanto isso era algo não tão natural a ela( perceber mínimos detalhes) com isso não se importou com o som que emitia a pesada de seu colega, estava mais focada em procurar pela noite suspeitos que pudessem ataca-los.

ao chegar no ponto demarcado no mapa, Freya percebeu uma movimentação bem incomum para um esconderijo de vampiros caídos.

- ou nos deram o endereço errado ou *Lestat está ai dentro fazendo algum show.

ela sorriu com a piada imaginando ser a unica a entender, porém observava atentamento quem entrava:
humanos, de aparência jovem, vestidos de maneira não formal.
a ruiva olhou para as suas vestes e a de seu parceiro  e pensou, talvez eles conseguissem se infiltrar com aqueles jovens.

- prefere a forma arriscada ou a forma certa de entrar? hoje temos escolhas


mushu:
 
coisas que apenas o chat explica!
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Dom 16 Abr 2017 - 16:28

Sim. Podia até verdade que vampiros conseguiam farejar a distância. Poderia até dizer mais para corrigi-la, dizendo que até por hunters essa distância era subestimada em relação aos puro sangues. No entanto, às vezes cheiro fortes, mesmo que perigosos, podiam ser uma forma interessante de caçar. Até porque, se eu não usasse aquele perfume, poderia garantir que chamaria muito mais atenção. Não que aquilo fosse ser tão evidente, afinal, o perfume fora exatamente para esconder esses detalhes. Portanto, mesmo diante de seu quase sermão, eu apenas lhe dei os ombros enquanto caminhava.

-Não discordo que seja algo não recomendado para caçadas. No entanto, diante de minhas experiências anteriores, eu diria que é melhor cheirar como rosas perto de vampiros que como um suculento pedaço de picanha mal passada. - cenário que tinha certeza que ela estaria mais incomodada. - Não que seja muita em relação aos meus sempais aqui do Japão ... - Desconversei, abrindo um sorriso que combinava muito bem com meu eu de cerca de vinte e poucos anos, antes de me concentrar propriamente no endereço em questão.

Que eu não era daquele país, isso era claro pelo meu sotaque inglês e traços ocidentais, mas isso não queria dizer que tinha dificuldade em olhar um mapa no gps ou saber por onde andava, lhe apontando sempre, sem nada falar.

Por fim, o mapa se tornou desnecessário a medida que os cheiros das casas se aproximaram. E as conversas de longe pareciam fáceis de ser ouvidos. Aqueles vampiros com certeza teriam uma festa das boas, que eu não estava a fim de atrapalhar.

-Jovens bonitas, bebidas e provavelmente drogas... Me sinto em uma festa particular de fraternidade de Harvard. - Ou em alguma festa arranjada por meu filho. Imaginei, dando os ombros enquanto discretamente sentia os cheiros e avaliava os sons. Se havia algo fora do comum ali (ou algum ataque para o qual eu preferia fazer vista grossa), não seria eu que chegaria para estragar a festa. Não sou esse tipo de otario estraga-diversão. - Me parece divertido. - Completei com uma piscadela, arrumando o anel no dedo e os óculos fundo de garrafa mais por precaução do que por qualquer outra coisa, tambem disfarçando as armas sobre a jaqueta de couro.

-Aceita entrar pra tomar uma bebida, senhorita Gatemberg? Podemos não ter convite, mas o que é uma boa festa sem penetras? - E estiquei meu braço cavalheirescamente em sua direção para que me acompanhasse. Como ela mesmo havia dito, meu perfume estragaria qualquer disfarce. E qual seria o melhor lugar para observar se não de dentro?


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Ter 18 Abr 2017 - 20:46

Rave rolava frenética e muitos estavam agitados, aquele lugar era pura adrenalina e diversão. A entrada estava praticamente livre, podendo não haver nenhuma dificuldade para ambos os hunters.
O local estava repleto de jovens humanos alheios a presença de alguns vampiros, dançavam e bebiam sem desconfiar de que estavam sendo vigiados de perto por seres que conforme entravam se aproximavam em busca de sangue.


O local tinha o cheiro familiar, álcool, drogas e aromatização ambiente era de ervas, podendo se entender que havia algum entorpecente sendo lançado no ar em meio a fumaça branca da pista de dança. Estratégia de entorpecer os humanos? Provavelmente que sim, já que ali era um local perfeito para vampiros se alimentar sem levar a estéria e gritos de suas caças.


No mesmo momento que a dupla chegou, entrou junto com eles um casal, esse por sua vez estava sendo guiados para a pista principal de dança. A diversão estava no ar, batida da música e um grupo observava distante aquele casal.

-DOCINHO!- jovem humano loiro gritou a garota ruiva que largou-o e foi dançar com outra garota.
Estava de certa forma atordoado já que fora deixado de lado e caminhou na pista, até sentir algo estranho cair sobre seu rosto.

-O que é isso?

A música alta e o frenesi começou a tomar conta do lugar, até que liberaram algo além da fumaça branca.
Spoiler:
 
“Sangue”

A dupla de hunters sabia que naquele momento, tudo poderia acontecer e apesar de a entrada ser facilitada, talvez a saída daquele lugar não seria tão fácil assim.
+++++

Rolar dados:
 


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Ter 18 Abr 2017 - 22:20

Vigor (5) + 15 (vontade)


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Ter 18 Abr 2017 - 22:20

O membro 'kagura' realizou a seguinte ação: Lançar Dados


'D10' : 3, 2, 7, 8, 2, 7, 3, 7, 10, 9, 1, 2, 3, 10, 10, 4, 5, 1, 10, 1


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Makie
E
E
avatar

Char RPG : Personagens:

Freya Gatemberg
Lirion Gatemberg
Aidan Becker
Lilac Löfgren
Juliet Glotieb
Posts: : 341
Inscrição : 26/08/2015

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Qui 20 Abr 2017 - 17:58

Citação :
-Não discordo que seja algo não recomendado para caçadas. No entanto, diante de minhas experiências anteriores, eu diria que é melhor cheirar como rosas perto de vampiros que como um suculento pedaço de picanha mal passada.

- normalmente estou cheirando a álcool e Éter, então não sei bem sobre como é cheirar como um pedaço de carne.

Freya deu de ombros sobre aquele comentário, por um instante ela o olhou um tanto desconfiada por aquela forma de falar muito comum em vampiros insolentes e velhos prepotentes ( afinal como se pode chamar um vampiro de velho se não há um parâmetro para comparar?). Ela olhou para aquela figura loira que parecia lembrar alguém na forma que sorria - talvez um ator, ou algum famoso – de qualquer forma aquilo não importava talvez fosse sua primeira e última missão juntos (nem sempre os parceiros se repetem quando não se há uma dupla fixa).

*****

Citação :
Jovens bonitas, bebidas e provavelmente drogas... Me sinto em uma festa particular de fraternidade de Harvard.
- Me parece divertido

- Vincent, não sei em que festas andou frequentando em Harvard, mas isso não me parece nem de perto uma festa que aconteceria dentro de uma fraternidade de Oxford, talvez os americanos não saibam o limite de uma festa ou simplesmente os ingleses sejam certinhos demais para atrapalhar os seus vizinhos.


Com uma falsa expressão de assombro, Freya olhava para Vincent  vendo-o colocar os óculos e achando aquilo um tanto peculiar, mas interessante.


Citação :
-Aceita entrar pra tomar uma bebida, senhorita Gatemberg? Podemos não ter convite, mas o que é uma boa festa sem penetras?

- Seria uma honra para mim.



Com uma expressão de “jovem adolescente cabeça oca” freya enlaçou seu braço entorno do Loiro e o puxou como uma amante para dentro daquele “ninho”


- Vamos, ou perderemos o melhor da festa!

*****

O cheiro de álcool, gelo seco, ervas e outras coisas mais sintéticas se misturava no ar, nada muito diferente do que encontraria numa casa noturna ( ou numa festa adolescente), algo estava acontecendo ali, e isso era um fato,  as inúmeras presenças eram percebidas, entretanto nem a presença nem os vapores de entorpecentes espalhados pelo ar afetavam freya, de modo que a ruiva caminhava ainda puxando Vincent para mais perto  de onde as pessoas dançavam, ela se colocou nas pontas dos pés para enlaçar o pescoço do loiro e lhe cochichar ao ouvido.

~ primeiro vamos procurar uma rota de fuga, depois vamos averiguar o que acontece aqui, está na cara que hoje haverá um banho de sangue!

Com um sorriso ela se afastou lentamente se movendo ao som da música e o trazendo mais para um canto, afinal a intenção ainda era descobrir como sobreviver ali.


mushu:
 
coisas que apenas o chat explica!


Última edição por Makie em Qui 20 Abr 2017 - 18:36, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Qui 20 Abr 2017 - 17:58

O membro 'Makie' realizou a seguinte ação: Lançar Dados


'D10' : 10, 7, 5, 4, 5, 9, 3, 9, 10


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Sex 21 Abr 2017 - 21:23

++Arthur++

Aqueles cheiros, aqueles sons... Entes tão conhecidos outrora, que enchiam o homem Loiro de nostalgia. Os bons tempos. Aquele que seu "padrinho" não estava em seu pé, ou onde simplesmente decidia fazer o que quer e não ficar fingindo ser uma espécie de hunter idiota. Ou o herderio de dois clãs vampiros. O tempo onde só existia a música alta, as drogas e Boss noites aproveitando todos os tipos de bebidas, que incluía o doce sangue de algumas garotas dispostas a lhe servir.

Bons tempos... lembranças felizes que aquela festa trazia. Muito embora uma missão não fosse especificamente o tipo de prioridade que estava pensando, ou aquela acompanhante (mesmo que sexy) em específico. Mesmo que essa por instantes enlaçasse os braços em seu pescoço de maneira fingida.

Missão, missão, missão... pense na missão. Considerou quase entediado com a ideia, embora seguisse a garota pelo salão enquanto uma fumaça pesada e com cheiro esquisito se espalhava encima deles. Entorpecente? Não importava. Pensou com um dar dos ombros, focando algumas janelas com o olhar, e claro, a escada. - Se estiver a fim de destruir patrimônio particular não vejo muita dificuldade. Temos algumas janelas, e tenho certeza que vi uma varanda lá de fora. - Cochichou, só então sentindo alguma coisa molhada atingir-lhe os ombros e então levantando o olhar...

Sangue... O cheiro era claro, e também o Gosto quando inocentemente colocou a língua para fora, fazendo uma careta fingida. - Falando em banho de sangue... - Vincent segurou mais forte a mão de Freya, como precaução embora ficasse completamente atento ao que acontecia ao seu redor. - Isso que está caindo com certeza não é suco de groselha.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Sab 22 Abr 2017 - 0:29

A música tocava freneticamente, até o humano notar que aquele líquido vermelho era sangue, desespero tomou de conta e os hunters apesar de saber que o humano estava condenado, pouco podiam fazer. Ajuda-lo significava denuncia-los e isso conotaria a morte da dupla, estavam cercados de vampiros.

Em meio aquele ritmo louco o humano se arrastou entre as bestas desesperado até parar diante dos pés de um homem de sobretudo negro.
- Arnald... - a voz suave soou do canto esquerdo onde outro vampiro estava sentado a admirar a cena, esse apontou para o humano e ordenou. - Traga-o a mim.
O vampiro parrudo de sobretudo de couro negro pegou o humano pelo braço e o levantou com imensa facilidade, arrastou-o e empurrou até esse todo sujo de sangue cair aos pés daquele que provavelmente era o anfitrião daquela festa.

- P-ppor... favorr... Deixe-me ir embora... Não falo nada do que vi... - humano estava apavorado e tremia de medo.

O banho de sangue havia parado e os vampiros olhavam para aquele ser que falava, ele fez um gesto e o DJ voltou a tocar a música.
- Ir embora? - franziu a testa semicerrando os olhos – Como assim, tão cedo? - o sorriso se enlargueceu e as presas eram visíveis. - Sente-se e beba aproveite a festa.

A vampira loira vestida de branco aparece e ajuda o humano a levantar um tanto agressiva e o faz sentar todo molhado de sangue ao Lado daquele que lhe falava.

- Obrigado Louren ter ajudado nosso amigo. - Sorriu passando o braço sobre o ombro do humano e puxando para expor o pescoço. - Caro amigo a festa só está começando. - gargalhou junto com os demais que estavam a sua volta e parou de repente segurando o humano e fincando as presas na sua jugular.
O humano gritou e se debateu, porém a força do outro o impediu de escapar e aos poucos foi parando até ficar em gemidos baixos desfalecendo por fim. A vampira loira se aproximou e beijou aquele que estava com a face coberta de sangue, após beber do humano.
Quando ele largou o corpo do humano morto no sofá, levantou, seguido dela e o vampiro parrudo lhe ofereceu outra roupa e toalha para limpar a sujeira. Fez isso, estando de blusa trocada e face limpa do sangue o vampiro caminhou entre os demais que dançavam indo até o palco onde estava o DJ, pediu que parasse a música e depois pegou o microfone.
- Atenção meus irmãos e irmãs de raça, esta noite, eu, Sebastian Blake lhes informo, que nesse exato momento está para renascer o nosso futuro rei. - riu enquanto todos gritava e assobiavam. - Esse que está para despertar e nos liderar para nova era de glorias que nossa raça merece e que, por causa dos Kurans foi feita de seres miseráveis que vivem se escondendo e fugindo de caçadores. - parou para mais uma onda de gritos e palmas. - Sim, hoje essa noite iniciaremos a nossa caminhada para nova era, onde os humanos são nossos alimentos e nós seus senhores.... Comemorem até ao amanhecer, até a volta de nosso senhor e verdadeiro monarca. - Virou e entregou o microfone ao DJ que imediatamente voltou a tocar a música e Sebastian Blake senhor do clã pega a sua parceira Louren e começam a dançar e beber em meio aquele grupo que dançava freneticamente.

A dupla de hunter descobrira uma informação crucial, aquela noite realmente algo sério iria acontecer e mudaria o andar de todos na cidade, caberiam agora sair de lá antes de serem descobertos e passar ou não aquela informação adiante.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Makie
E
E
avatar

Char RPG : Personagens:

Freya Gatemberg
Lirion Gatemberg
Aidan Becker
Lilac Löfgren
Juliet Glotieb
Posts: : 341
Inscrição : 26/08/2015

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Dom 7 Maio 2017 - 10:27

~janelas, parece uma escolha bem clichê mas deve funcionar


As gotas com um cheiro característico começou a gotejar do alto e a reação de Vincent e de Freya foram a mesma: olhar para cima. Aquilo era sangue e provavelmente estava misturado com algum narcótico para dar um efeito alucinógeno nos participantes da festa (e com isso a ruiva preferiu não bebe-la, isso poderia balançar seu auto controle e por tudo a perder). Com um sorriso um tanto gatuno, Freya nunca imaginou que literalmente aquilo se transformaria num banho de sangue, e principalmente agora não teria muito mais o que temer naquele lugar. Mas um humano foi capturado e se tornou uma fatídica vitima daquele suporto ninho de vampiros (se aquilo comoveu a ruiva de alguma forma? Não, seu sangue vampírico gritava mais e mais alto a medida que tomava as rédeas de sua vida. De alguma forma isso ainda a assustava, mas não tanto quanto antes).

A cena em si não teve importância nenhuma, mas o comunicado que líder renascia das trevas de volta ao mundo humano era sim preocupante. Ainda no disfarce de “amante” ela abraçou Vincent e o delicadamente acariciou seu rosto indicando para se aproximar mais.

~acho que por hora já basta... estou interessada em conhecer este novo “senhor”, o que acha? Este que deve levar os vampiros a gloria de outrora...
 
Com um sorrisinho um tanto quanto petulante Freya o beijou na bochecha e em seguida limpou a boca daquele sangue usando os dedos.
~gosto de escolher as minhas refeições, então vamos, estou ficando com fome e não quero partilhar a minha iguaria com mais ninguém.

Ela o olhava como se fosse o devorar (talvez sim, talvez não...  o mais importante é quem sabe) ( Ela não fazia uma refeição descente fazia algum tempo, entretanto o perfume do loiro a deixava de estomago embrulhado, mas depois do banho de sangue aquilo havia apaziguado seu enjoo).


mushu:
 
coisas que apenas o chat explica!
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Seg 8 Maio 2017 - 16:44

++Vincent++



Cliches. Aquela festa estava cheia deles. Não é por menos que o hunter não deixado de girar os olhos entediado ao ver todo aquele showzinho, o banho de sangue e o anúncio sobre o retorno de uma espécie de ancestral poderoso. Iei! Que coisa empolgante... Só que não. Já devia ter ouvido o mesmo tipo de discurso uma dezena de vezes naquela semana, uma dela vinda do próprio pai. "Parece que Murtagh vai ter mais um concorrente, que novidade...". Pensava um tanto entediado. Enquanto, para Freya que estava mais próxima, era claro que ele não havia piscado nem uma vez com medo ou vacilado com preucupação pelo humano morto. Ali havia mais do que tudo, o desdém.

O tal de Sebastian Blaike realmente sabia estragar uma festa. E, pior, antes que, mesmo em missão, ele conseguisse beber um gole de cerveja.

Mas voltando a missão e a festa que ia de mal a pior a cada segundo excedente, Vincent encarou Freya assim que ela o abraçou acariciando seu rosto, abraçando sua cintura com um de seus braços. Seu olhar mimetizava muito bem o olhar de um humano hipnotizado pela beleza de uma vampira, e vulnerável a ela. Embora a fugacidade com que essa expressão surgira, o denunciasse. - Ficaria bem mais empolgado e surpreso se não fosse a quinta vez que ouço esse tipo de discurso essa semana. No entanto, acho que conhecê-lo significaria a escravidão da minha "espécie" não? - Sussurrou para ela, sem desviar o olhar, mas apesar de tudo, sempre mantendo aquela expressão e a calmaria. - Embora confesse não ter problemas caso minha algoz que me leve a morte seja uma dama tao linda... Mas preferia que fosse apenas ela, e não outros a me matarem,

Continuou ele com sua atuação. Se ela iria lhe morder de verdade? Ele não sabia, mas esperava que não. Todo o perfume e o feitiço não conseguiram lhe esconder a identidade se uma gota de sangue fosse provada, e aquele seu cheiro espalhado não ajudaria. De qualquer forma, ele só fazia uma expressão de um humano hipnotizado, um humano que esperava ser conduzido para o matadouro, enquanto analisava todas as janelas e rotas de fuga mais próximas,


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Dom 21 Maio 2017 - 0:01

Pouco mais de 1 horas depois...

A festa continuava frenética, alguns vizinhos haviam feito reclamação, porém ao chegar a polícia a mesma foi logo informada do aval dado pela justiça para realização daquele evento, a rua era pouco movimentada e claro não havia tantos moradores e com certeza os que fizeram a queixa eram a velharia que residia algumas casas depois da mansão onde a festa ocorria.

Após a policia deixar o local, uma carreata entrou pela estreita rua de paralelepípedos e pararam uma a um ao longo, onde saltaram diversos seres, seguiram para a entrada sendo acompanhados de servos e seguranças. Adentraram o local sendo conduzidos para um salão mais tranquilo da festa, ali havia um coquetel e música clássica tocando e alguns garçons começaram a servir aqueles nobres convidados e chefes de estado.

A van que trazia Magnus, entrou na garagem e o puro saltou indo pelos fundos sendo seguido por Valery e Richard. O puro recém desperto tomou o rumo dos aposentos que lhe foram reservados para banhar-se e se preparar para recepcionar seus convidados e claro se apresentar a sociedade vampírica.

- Cara Valery sem querer abusar de sua boa vontade, escolha algo bem elegante a apropriado a um puro, vou limpar-me ... - saiu indo ao banheiro para se preparar.

- Claro meu senhor, estou honrada por me permitir escolher as vestes para sua noite de glória.

Pouco mais de meia hora depois ele retorna no recinto e já vestido olha Richard que estava sentado em uma poltrona se levantar e curvar a ele em respeito a sua presença. Valery já havia se trocado e estava em um vestido elegante aguardando para ambos irem até o salão principal onde os aliados estavam reunidos.
- Richard, peço gentilmente que chame Sr Blake que se reúna com os demais no salão principal, avise ao meu assistente Sr Sorel que preciso que esteja ao meu lado. 

- Sim Magnus... - se curvou e retirou-se para localizar o dono da mansão Sr Bake e o assistente de Magnus que provavelmente estaria no salão principal.

Marlon estava de pé perto da janela daquela mansão e observava tudo muito atento, aquela situação piorava a cada minuto e todos aqueles vampiros e humanos poderosos era resposta de quanto Magnus tinha o controle de tudo, muito mais do que imaginava.

Olhou Nero e suspirou, o ruivo não parecia bem e ficou preocupado se ele aguentaria a dose extra de um sangue puro como Magnus.

- E ai Sorel, está tudo bem? 

Pegou uma taça de champanhe e bebeu em um gole só, estava precisando de algo mais forte e pediu ao garçom que lhe trouxesse wyski sem gelo.

Richard chegou ao recinto e vendo o ruivo de longe aproximou dele falando baixo e rápido.

- Sr Sorel, Magnus deseja que ao entrar no recinto que permaneça ao seu lado. - curvou a cabeça leve e saiu para ir até o dona da mansão Sr Bake.

Marlon olhou Nero e bufou, agora a sorte estava lançada.

Pouco depois Magnus chega elegantemente vestido e claro com uma aparência jovial, sua presença acarreta olhares de todos fixamente nele e no mesmo instante todos se curvam, respeitosamente o grande puro. A presença dele é tão intensa que mesmo os que não querem acabam se curvando e muitos até ficam encantados principalmente os mais fracos, de level inferior e humanos.

- Meu caros amigos, estou imensamente feliz com vossa presença e claro honrado por saber que estou entre amigos e aliados. - pegou uma taça de champanhe e levantou - A nossa longa e futura vitoriosa raça vampírica, saúde! - tomou um gole e olhou Valery com leve sorriso divertindo-se com toda aquela bajulação e olhares fascinados para si. A vampira tinha um brilho intenso no olhar estava encantada e totalmente presa aos fascínios daquele puro.

No andar inferior onde acontecia a rave todos os vampiros pararam de dançar e ficaram olhando para fora do lugar, sentiam a presença do puro naquela mansão, era intensa e profunda que os fazia estremecer, uns de excitação outros de temor e a maioria em fascínio já que a energia sentida era muito poderosa e convidativa.

Sebastian Blake ficou eufórico e logo se colocou de pé entre os convidados e antes que pudesse falar algo, Richard apareceu na sua frente lhe dando instruções de se reunir perante o puro.

Sem pensar duas vezes ele seguiu o servo de Magnus até o andar superior onde acontecia o coquetel de comemoração do retorno do puro. Fora seguido pela sua esposa e seu servo brutamonte.

Richard olhou aqueles vampiros e o cheiro de sangue visível e sorriu no canto dos lábios, aquele lugar estava cada vez mais convidativo e talvez se divertisse um pouco com aqueles ali que estavam sedentos por alguma entrega a mais em suas patéticas existências.



~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1423
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Seg 12 Jun 2017 - 19:10

+ Nero + 


Nero havia ficado calado durante todo o caminho até aquela mansão que ele nem sabia de quem era. Certamente era de um dos servos leais de Magnus como aqueles que estavam no balcão. Mas tudo era processado mais lento diante do que o ruivo agora sentia. O laço, ele sentia aquele laço, o maldito laço. Quando Magnus ainda era humano ele podia ignorar, parecia apenas um detalhe em toda a confusão que era sua vida. Mas agora... aquela influência, aquele poder puro e ancião pulsava e puxava-o, mantendo-o preso a um ser que ele odiava e que agora só a presença o sufocava e fazia-o se sentir insignificante. Então aquilo era o laço com um puro, com um ancião. 

Nero estava apavorado. Suas mãos estavam geladas e ele tremia. Sua vontade era fugir, era correr para Louis e mandar que ele e a família desaparecessem dali. De mandar Lillian e Naru fugirem com Daryl para o clã dele. Mas será que seria o suficiente? Será que conseguiriam fugir daquele mafioso? Nero conhecia a influência de Magnus, era responsável pelos negócios do ancião. O mundo, ele tinha negócios por todo o mundo. Nero temia que não fosse possível fugir...

Saiu daquele devaneio ao ouvir a voz de Marlon e o olhou. Os olhos do ruivo expressavam o terror que sentia. Depois de algum tempo processando a pergunta, ele negou com a cabeça. Estava difícil manter um mínimo de pose diante dos demais. Por sorte, ninguém no meio daquela maldita festa parecia interessado neles.

As palavras de Richard só aumentaram seu terror. Permanecer ao lado de Magnus, sentindo toda a aura pura dele e o laço o puxando como se fosse uma coleira? Seu lado rebelde queria gritar e protestar diante daquele cabresto místico, mas a parte sensata e assustada o mantinha sob controle. Que escolha tinha? Botar tudo a perder? Se deixasse seu pavor tomar conta, estragaria todos os planos contra Magnus que haviam sido feitos durante todos aqueles meses.

Mesmo lutando contra todos os instintos, lutando contra a própria vontade, Nero se encaminhou na direção de seu mestre. Parou ao lado de Magnus com as mãos fechadas em punho para impedi-las de tremerem e prendeu a respiração. A aura, a aura era muito forte para ele, mesmo que fosse algo diferente da intimidação que sofrera com Lya. Magnus era o oposto, a presença era opressora, porém carismática. Antes que pudesse notar, estava curvando-se em reverência como os demais. Odiava aquilo tanto quando sentia medo. 

Também havia fascínio, Magnus agora era puro e estava deslumbrante, no entanto nem sobre tortura ele admitiria. Aquele fascínio nada mais era que a influência do ancião, mas Nero lutaria contra aquilo. Ele o detestava e não seria mais um daqueles lacaios desprezíveis que estavam presentes na festa e faltavam lamber os sapatos do mafioso. Não... Nero não esquecera e jamais esqueceria de tudo que Magnus fizera. E de seu desejo de vingança por Louis. Mesmo com medo... ele não podia e não iria desistir. 

Poderia dançar aquela dança, por todos que estava protegendo. Portanto, ao endireitar a postura, mesmo que o pavor não tivesse o abandonado por completo. Nero sorriu para o puro e permaneceu em silêncio ao seu lado, como um bom servo aguardando as ordens de seu senhor.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Qui 15 Jun 2017 - 18:17

+ Magnus + 

O puro era só sorrisos, estava satisfeito com todo o grupo que reunira ali de aliados, alguns expressavam a típicas bajulações ao puro, assim como outros que ficavam a sua volta aguardando um momento para lhe parabenizar pelo feito de seu retorno.

Richard estava perto da porta e observava tudo de longe, após ter dado o recado ao assistente do puro mafioso. Olhava atento a postura do ruivo e sabia que estava apavorado, conforme fora lhe falado antes de tudo acontecer.

Valery estava exuberante ao lado de Magnus e mostrava toda orgulhosa por ter sido ela ajudar seu senhor a retomar seu poder novamente. Após cumprimentar todos, Magnus sentou em uma enorme poltrona e observava todos que riam e falavam do quanto seria maravilhoso para os negócios essa retomada de poder para eles.

Olhou Nero e sorriu pegando uma taça de vinho e entregando a Valery a dela, sentada ao seu lado. Noto o nervosismo de Nero e sorriu baixinho.

- Sr Sorel está tenso, relaxe, aproveite a festa, afinal não há mais nada a temer com meu retorno pode ficar tranquilo tudo ficará bem.- tomou um gole e sorriu em seguida, a voz de Magnus era cativante e seu sorriso ainda mais, porém para o ruivo não transmitia calma. - Vamos, aproveite um pouco, beba vinho e comemore. 

Olhou Valery que sorria junto a ele.

- Sr Sorel está assustado meu senhor, provavelmente nunca tenha ficado tão perto de um sangue puro tão poderoso como meu senhor é. - ela olhava fino para o ruivo.

- Não vejo o por que disso. - Olhou Nero ao seu lado de pé. - Sr Sorel de agora em diante é um dos meus protegidos, tem sido leal e agora que estou pleno na minha condição vampírica, não desamparei aqueles que me serviram com lealdade. 

Nesse momento alguns dos aliados de Magnus se aproximam e sentam nos sofás em volta dele, Sebastian Blake chega e cumprimenta o puro.

- Meu senhor, fico feliz que tenha escolhido minha humilde residência para comemorar vossa retomada como puro. - curva-se e depois de cumprimentar Valery e apresentar sua esposa sentam em um dos sofás naquele enorme sala de estar.

- Eu gostei do ambiente e da localização, estou muito satisfeito com a organização dessa comemoração, nossos aliados estão eufóricos e agradeço por ter sido um bom anfitrião a todos.
-Magnus falava de forma polida e gentil, sempre com sorriso suave aos lábios e esbanjando charme e simpatia a todos que lhe vinham falar.

A festa decorria e Marlon se aproximou cumprimentando Magnus e falou com Nero perto do ouvido.

- Vamos lá fora, você está precisando de ar, parece que vai explodir. 

Olhou todos e pediu licença esperando que Nero fizesse o mesmo.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Makie
E
E
avatar

Char RPG : Personagens:

Freya Gatemberg
Lirion Gatemberg
Aidan Becker
Lilac Löfgren
Juliet Glotieb
Posts: : 341
Inscrição : 26/08/2015

MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    Sab 24 Jun 2017 - 21:16

- ora, ora, uma cantada barra... combina com este tipo de lugar no final das contas.

A ruiva sorriu olhando como a festa parecia voltar ao seu clima entediante de uma festa adolescente igual aos dos filmes americanos. A música alta, o cheiro de sangue e álcool tudo ali era um banquete para vampiros e querendo ou não aquele caçador ali era apenas um chamariz, ele não deveria ser inútil no fim das contas... mas lutar contra uma horda de vampiros nunca seria algo inteligente a se fazer.

- acho que não teremos como imaginamos, estão entretidos demais com seus festejos e hoje não estou com muito humor para festas, então o que faremos? Uma xícara de café ou uma taça de vinho?

Um sorriso de canto de boca e os dedos entrelaçados nos dele, seus olhos nos dele, logicamente os seus estavam um pouco travessos, não que ela tivesse algum humor para levar alguém para a sua cama (principalmente um colega de trabalho), mas gostava da ideia de ter alguma companhia para beber enquanto se debatia sobre a informação coletada.

- vamos?

Disse enquanto abraçava o braço de Vincent o puxava para fora com ar de travessa, já estava suja o suficiente e gostaria de se trocar imediatamente antes que realmente quisesse beber o sangue do caçador.


mushu:
 
coisas que apenas o chat explica!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A missão ?! - Cidade Alta    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A missão ?! - Cidade Alta
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Missão Pyetro - Fantasma
» Missão de Alexia
» Bingo Book Missões
» Anti Lag - Alta Prioridade
» Los Angeles, a cidade dos ``anjos´´

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: Ambarantis :: Cidade Alta-
Ir para: