Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Dom 1 Maio 2016 - 21:07

Relembrando a primeira mensagem :

Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo!

Refúgio de Louis, Skye, Noah e Nina


Fukuchiyama:
 

Casa no Interior

Interior da casa:
 

Exterior da casa:
 


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda

AutorMensagem
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Sex 18 Nov 2016 - 23:39

+ Nero +


Nero estava tonto, o cansaço começava a cobrar seu preço junto as dores das queimaduras. Antes que conseguisse se apoiar na parede para se levantar, ele ouviu vozes e olhou na direção. Ainda piscava bastante com os olhos lacrimejantes, ainda permaneceria naquele estado de cegueira parcial por alguns minutos até que se recuperasse. Sinceramente não sabia como conseguira chegar até ali sem sofrer algum acidente grave. 

Ofegava e reconheceu a voz de Nina e depois a de Marlon se aproximando, os demais deveriam estar dormindo naquele horário. Gemeu de dor e se encolheu de leve quando o humano o tocou para ajudá-lo a levantar, sua pele ardia demais e qualquer toque era incômodo. Ainda assim aceitou a ajuda do outro para chegar até o sofá e gemeu novamente ao se sentar.


- Cala a boca, eu to bem, não fode... - resmungou de mau humor quando tomou o esporro do ex-militar. Ao ouvir a gracinha, olhou feio na direção do outro homem e rosnou - Vai se foder, tenta ser um vampiro andando sob o sol de meio dia, desgraçado... Puta que pariu, 'tô todo ardido - gemeu.

Estendeu as mãos para pegar o sangue e tomou todo o líquido com voracidade em um só gole. Depois pegou a água e bebeu com igual urgência e se recostou no sofá com os olhos fechados. Ainda sentia tudo rodando e ofegava. Aos poucos sua respiração foi melhorando, mas a vermelhidão da pele demoraria algumas horas até desaparecer.

- ...Louis - ele murmurou e abriu os olhos - ...Como está Louis?... Quero vê-lo... - tentou se levantar, mas a tontura voltou e ele voltou a se sentar, colocando uma mão sobre os olhos com uma careta.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Sab 19 Nov 2016 - 1:58

Marlon olhava o vampiro rosnar puto com as observações que fazia a seu estado deplorável ao chegar na residência . Tirou do bolso da calça jeans surrada o maço do cigarro e levou um a boca.

-Perco o amigo, mas não perco a piada rs

Observava Nina correr a cozinha e trazer mais sangue e toalha para Nero. Junto também havia um vidro grande de creme.

-Sr Nero geralmente quando vou a praia e pego muito sol passo no corpo creme hidratante gelado -entregou a ele mais sangue e deixou a garrafa de água do lado.

Quando ele tentou levantar perguntando sobre Louis e cambaleou sentando novamente Marlon olhou-o sério. 

-Calma ai Sorel , não adianta nada ficar mal desse jeito, Louis não irá gostar de ver você assim. -Tirou o cigarro da boca e colocou entra a cabeça e orelha - E além do mais ele e as crianças vampiras estão dormindo.

Nina olhou Nero preocupada .

-Sr Nero melhor se tratar , tomar um banho e deitar para descansar , Sr Marlon tem razão, eles não irão acordar tão cedo e Sr Louis dorme profundamente com os sedativos .

Ambos ficaram esperando a decisão dele.

*****

No quarto Louis dormia um sono inquieto rolava na cama e assastava aquela correntes fazendo mais barulho o que deixava irritado. Rosnou baixo ainda de olhos fechados o peso da medicação que havia tomado para dormir começava a perder seu efeito.

As doses fortes mesmo aumentadas só o mantinham apagado por algumas horas e aos pouco ele começava a ter mais ciencia de onde estava.

Abriu os olhos várias vezes e tentou levantar a cabeça , porem o peso do corpo dopado não deixava levantar , rosnou novamente e sua cabeça girava confusa .

Estava indo e vindo naquele estado de consciência e temia perder o controle de si o que o deixava em desespero .

Gemeu baixo e afundou o rosto no travesseiro choramingando enquanto tentava colocar a mente em ordem e assim poder chamar alguém para lhe ajudar.

Ofegou e sua cabeça começou a latejar assim como sua garganta arde e apertar conforme a sede de sangue aumentava.

Encolheu na cama e gemeu mais as lágrimas de dor começou a escorrer a sua face .

-Por favor... Faça parar... Não aguento mais ... -dizia essas palavras sussurradas entre soluços de choro e dor.

Olhou para a porta e chamou por alguém , mas sua voz mal saia e ele gemeu novamente encolhendo mais em posição fetal.

-So...socorro... Ajuda...-a dor foi aumentando e ele ofegava rápido se contorcendo fechando os olhos com força .


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Sab 19 Nov 2016 - 3:39

+ Nero +


Se o vampiro estivesse bem, com certeza teria xingado Marlon de novo pelas gracinhas dele. Entretanto uma parte de si gostou de ser chamada de amigo, mesmo que ele não fosse admitir de jeito algum. Talvez fosse só o cansaço que o fizesse pensar naquilo.

Nero aceitou o sangue a mais que Nina dera a ele, iria ajudá-lo a se curar melhor e mais rápido das queimaduras, mesmo que ainda fosse um processo mais lento. Pegou a toalha úmida e passou no rosto para aliviar a sensação, o suor fazia tudo arder mais, precisava logo ir se limpar.

Conseguiu prestar mais atenção nos dois e pegou a garrafa de água, bebendo novamente. Olhou o vidro de creme e depois ouviu as sugestões deles. Suspirou e concordou lentamente com a cabeça. Não conseguia pensar direito e estava tão cansado que sequer tentou discutir com eles, apenas acatou os pedidos ao se levantar devagar e ir ainda cambaleante para o banheiro, pedindo se algum deles poderia lhe trazer suas roupas.

Tomou um banho frio e demorado sentado no chão do box, depois se levantou com dificuldade, se enxugou gemendo e voltou para a sala vestido apenas com a calça. Com o peito nu, era possível ver o quanto a pele de seu torso também havia se queimado com o sol. E cada minuto que passava se tornava mais difícil se manter acordado. Se sentou no sofá com a camiseta na mão e olhou Nina.


- Pode... passar esse tal... creme em mim... por favor? - pediu.

Fazia caretas e dava gemidos de dor conforme a menina espalhava o produto por sua pele e logo depois aquilo começou a aliviar aos poucos. Havia olheiras escuras sob seus olhos e ele piscava demorado para não cair no sono. Vestiu a camiseta e tateou no casaco que trouxera do banheiro, até achar os dois frascos que os caçadores haviam lhe dado. Depois estendeu os vidros para Marlon.

- O caçadores... isso... uma cura experimental... - falava cansado com dificuldade - ... funciona só no... início, mas... testa nele... pode ser que... funcione... - conforme foi falando Nero foi escorregando devagar até estar deitado de lado no sofá com as pernas para fora e fechou os olhos, no término da última palavra já havia caído no sono pesado.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Qua 23 Nov 2016 - 15:15

Marlon observou o vampiro se arrastar para o banho, resolveu terminar seu café indo a cozinha e pegando a caneca voltou e sentou na cadeira de frente a porta de entrada observando a paisagem.

Nina esperou Nero voltar e quando ele chegou aparentemente esgotado deitou no largo sofá e ela passou o hidratante nele, depois o ruivo sonolento entregou a eles aquela ampolas.

Marlon pegou das mãos de Nina e ficou olhando um tanto desconfiado.

-Será que via dar certo Sr Marlon? - Nina olhava apreensiva para o matador.

-Bom, tudo que vem da associação não costumo confiar, porém, no caso de Louis qualquer coisa é válida para ajudar. 

-Entendo, vou pegar uma manta para sr Nero. - olhou-o apagado no sofá e levantou tomando o rumo do corredor que levava aos quartos. 

Nina entrou e viu que Skye dormia profundamente, depois do que sofrera na noite passada e a perda de sangue pelo ataque do pai, precisava repor energia e forças. A pequena humana entrou e saiu com cuidado para não fazer barulho com a manta as mãos quando ouviu um barulho baixo vindo do quarto de Louis.

-Sr Louis?! - chegou perto da porta, porém não abriu. - Sr Louis?! Está acordado?!

Um barulho maior e um leve gemido alarmou a menina que se afastou da porta um pouco assustada e foi apressadamente até a sala falar com Marlon.

-Sr Marlon... Sr  Marlon... - chegou com olhos espantados perto dele com a manta nos braços.

-O que ouve menina? - Ele levantou e olhou em direção ao corredor. - Louis?!

-Sim... Bem, eu não sei, tem um barulho no quarto dele e ouvi gemidos, acho que ele acordou. - apertou a manta contra o peito apreensiva.

-Fique aqui irei lá. - Marlon foi até o corredor, porém passou antes no armário e pegou as injeções de sonífero para caso precisasse. 

Quando chegou na porta do quarto abriu com cuidado olhando por uma fresta, ele tinha colocado um pouco maior a corrente para ter certo movimento dentro do quarto, porém não os suficiente que chegasse até a porta.

Olhou o lugar atento, a cama de Louis estava vazia e seguiu com os olhos a corrente até onde provavelmente o vampiro estaria. 

Nesse exato instante Louis rosnou e avançou com olhos vermelhos e urrando para Marlon que se assustou e fechou a porta imediatamente. 

- MERDA!!!- Com o coração acelerado ele tentou se acalmar e voltou a sala, passou pela menina que terminava de cobrir Nero. - Ele está acordado e surtado.

Nina tapou a boca assustada e olhou para o corredor se encolhendo perto de Nero.

- Fique calma, ele está acorrentado não consegue sair de lá. - Marlon pegou a arma para disparar dardos de tranquilizantes em Louis e quando carregava a arma olhou a ampola que Nero lhe havia dado. - Será que dará certo? - Pensativo resolveu carregar dois dardos com aquelas ampolas e uns dois com o tranquilizante. 

Olhou Nina e fez um gesto para ela não ir atrás, a menina concordou com a cabeça e sentou perto do sofá no chão ao lado de Nero que alheio a tudo dormia profundamente.

Marlon voltou a porta do quarto, tinha nas mãos uma bolsa de sangue pega na frasqueira e a outra a arma de dardos preparada com inicialmente os dados daquela mistura que segundo o ruivo era uma cura experimental.

-Louis?! - arrastou a porta de correr um pedaço e olhou novamente para dentro do quarto, seus olhos arregalaram com a cena que viu, Louis estava no canto do quarto, rosnando e bufando feito uma fera e mordia o próprio braço que estava em carne viva, ao que aparentava se alimentando de si mesmo. - Meu Deus, Louis... - Nervoso o matador abriu mais a porta e com a bolsa de sangue mostrou a ele.

Louis parou de morder o braço e seus olhos fixaram na bolsa rosnou novamente e levantou indo até Marlon que jogou a bolsa para o lado perto da porta que dava para a varanda. O moreno segiu desesperado e agarrou aquela bolsa fincando os dentes pontudos e rasgando-a ferozmente, espalhando o líquido rubro por todo lado, lambendo e rosnado enquanto ingeria desesperadamente.

Marlon apontou a arma e atirou duas vezes seguidas um dardo pegou nas costas e o outro na perna esquerda. Louis gritou e urrou olhando-o e avançando para atacá-lo. 

O matador afastou voltando de costas para a porta e atirou novamente outro dardo já esse seria o tranquilizante e fechou a porta a sua frente esperando o efeito do mesmo agir.

+++++

Rolar dados.

Medicina + Vigor

dificuldade 7

2 acertos - ampola faz efeito e ajuda Louis a se recuperar.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Qua 23 Nov 2016 - 15:30

Teste - Primeira Dose


Medicina (0) + Vigor (5)


Dificuldade 7


Off: vai dadinho, vai




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Qua 23 Nov 2016 - 15:30

O membro 'Fabi' realizou a seguinte ação: Lançar Dados


'D10' : 7, 6, 8, 5, 3


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Qua 23 Nov 2016 - 18:13

...Escuro... Cansaço...Seu corpo estava pesado... 

...Onde estava?

Algo começou a entrar em foco... Tudo que via parecia um borrão desfocado por uma névoa negra, porém o ruivo conseguia reconhecer... Em casa... Estava em casa, no castelo... 

...Havia algo errado...

Um calafrio desceu forte da cabeça aos pés. O lugar estava movimentado. A sensação de pavor no ar era tão forte que chegava quase a ser palpável. Estremeceu. O que estava acontecendo ali?

...Quem estava ali...?

Caminhou cauteloso para saber o que estava acontecendo. Flashes difusos. Não conseguia acompanhar o que se passava. Era como se estivesse e não estivesse ali ao mesmo tempo. Estava em um sonho?... Apesar da escuridão que enevoava tudo, aquilo parecia incomodamente real...

 Tremia. Uma presença maçante tornava difícil respirar ou até mesmo pensar. Aquilo... Aquilo era pior do Lya... Assustado, ele queria recuar, queria fugir dali, no entanto... 

Seus pés não o obedeciam. Todos os seus instintos urravam para que fugisse e salvasse sua vida, mas uma força maior o arrastava contra a própria vontade. Sussurros o atraíam, mas ele não conseguia entender o que era dito. Obrigado, ele continuou a caminhar até diante de uma porta e, apesar de lutar com todas as suas forças contra, foi forçado a abri-la. 

Ouviu alguém chamá-lo, mas não conseguiu discernir de quem era a voz... Mas a voz o chamava para perto do perigo e seu corpo obedecia e se aproximava. Repetia diversas vezes “não... não... não!” e de nada adiantava... Mãos esqueléticas frias o tocaram, Nero rosnou e estremeceu, mas nem mesmo seu poder funcionava para tentar se afastar. 

...Uma presa... Nero nada mais era do que uma presa indefesa...

O ser o forçou a inclinar a cabeça para trás e deixar o pescoço exposto. Seu coração batia forte e ele estava apavorado porque sentia que ali seria o seu fim. O pavor o fez se arrepiar novamente. Implorou por sua vida, mas a criatura continuou a se debruçar sobre ele. Nojo... Nojo e medo era o que sentia, pois aquela coisa fedia a carne podre... 

As presas fincaram em sua pele.

Sentia vontade de gritar, pedir por socorro e a voz não saía. Sentia o sangue se esvaindo velozmente junto com sua vida. Aquele ser iria matá-lo... Não sabia quanto tempo havia passado até a criatura o soltar. Não sabia se o que sentia era a morte próxima ou se apenas desmaiaria . E quando ergueu os olhos e olhou dentro do capuz conseguiu ver nitidamente...



...Não...
...Não podia ser...
... Aquele rosto!...
NÃO!!!



Nero acordou do pesadelo e se sentou rapidamente com os olhos vermelhos arregalados. Ofegava e tremia pelo que acabara de ver. Confuso, olhou ao redor e demorou um tempo até conseguir raciocinar e se lembrar de onde estava. Aquilo fora um pesadelo, apenas um pesadelo... Entretanto, as imagens continuavam vívidas em sua mente e ele se sentia muito incomodado. Devia ser culpa do estresse, trabalhar no meio de tanta sujeira estava acabando com ele.

Gemeu e fechou os olhos ao colocar uma mão sobre a testa. Merda... Sua cabeça estava pesada e latejando, sentia que não havia dormido o suficiente e o corpo ainda estava dolorido e cansado por ter passado tantas horas acordado durante o dia e sob a luz do Sol. A pele não estava mais vermelha devido ao sangue que bebera e ao hidratante que Nina havia passado nele, mas algumas sardas salpicavam a pele alva, principalmente no rosto, graças ao tempo que se expora durante o dia.
Suspirou e gemeu novamente ao sentar direito e colocar as pernas para baixo, um leve arrepio percorreu seu corpo quando os pés tocaram o chão gelado. Quanto tempo havia dormido? Quando tirou a mão da testa e abriu os olhos, estes já estavam de volta ao verde-azulado normal.

- ...Que horas são...? - perguntou a quem estivesse/aparecesse na sala, ainda zonzo apesar de ter acordado no susto - ...Louis? - indagou preocupado com o moreno, queria saber se haviam aplicado o soro nele e se havia funcionado.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Qui 24 Nov 2016 - 13:57



Dizem que é nos nossos sonhos que se encontram nossos piores pesadelos...

Marlon estava ainda apreensivo esperando por algum sinal de Louis ou ausência dele já que o vampiro grunhia ainda no lado de dentro, alguns poucos minutos depois ouviu o barulho da corrente se arrastar e por fim o silêncio. 

Abriu a porta devagar e olhou dentro examinando o lugar para ver onde ele estava, Louis havia deitado perto da cama e se encolhido, sua respiração era acelerada lembrava a respiração de um cão agitado.

-Louis?! - Aproximou-se com cautela.

Louis se mexeu e tentou levantar olhou Marlon com olhos azuis brilhando encharcado de lágrimas.

-Ma..Marlon... - engoliu a saliva e suspirou choramingando.- E-eu perdi o controle de novo …

Marlon abaixou perto, porém ainda não tinha certeza se ele estava bem realmente.

-Você voltou e isso que importa.

-Ataquei alguém? Meus filhos? Nina? - olhava assustado quando sentiu o braço doer forte e ao tocar viu que estava ferido. - Co-como?!

-Eles estão bem, as correntes te seguraram no quarto, então não se preocupe. - Tocou e por fim o o ajudou a sentar. Gemeu de dor, porém notou que não era da sede e sim do braço ferido.

-Não sinto sede... Como? Ai... - fechou os olhos quando Marlon segurou o braço dele .

-Vamos cuidar de seu ferimento, depois arrumar essa bagunça. - Levantou e foi buscar a caixa de primeiros socorros e avisar a Nina que a ampola fez efeito e que Louis estava consciente.

Pouco depois Skye levanta e passa pelo quarto vendo a bagunça e Marlon cuidando do braço ferido de Louis que estava muito abatido e cansado.

-Pai... Minha nossa, não diga que perdeu o controle de novo...? - olhava tudo espantada e apreensiva.

-Ele esta melhor agora, usamos o remédio que Nero trouxe e ele vol...

-NERO ESTÁ AQUI? - Louis falou alto e nervoso.

Skye olhou para fora do quarto.

-Sim, ele chegou de dia estava mal devido ao sol que levou no corpo pela viagem que fez de Ambarantis até aqui de moto. Está apagado na sala dormindo no sofá. - O matador explicou.

-Já é quase noite vou ver ele e depois Nina e pegar algo para limpar esse quarto.

Louis olhou a filha apreensivo, Nero viera de dia se arriscando muito, se Magnus desconfiar que ele saiu e mandar alguém atrás dele vai descobrir que está ali.

Na sala Nina estava assustada tentando ajudar Nero que acabara de acordar assustado e estava com a expressão apreensiva e com medo.

-Nina... Nero... - chegou perto e percebeu que ele não estava bem. - O que aconteceu?

-Acho que ele estava tendo um pesadelo... - Nina falou com Skye enquanto ficava ao lado de Nero. - Sr Nero está melhor?

Olhou depois para a direção do corredor e voltou a face para Skye.

-Sr Louis deve ter se acalmado, há um silêncio vindo de lá.

Quando Nero perguntou de Louis, Skye sentou ao lado dele e afagou o ombro.

-Ele está melhor, porém teve outra crise violenta e Marlon o conteve, mas ...- engoliu seco. - A situação lá no quarto não está muito agradável.

Voltou o olhar a Nina.

-Pegue os água e produtos de limpeza, o quarto está sujo e uma bagunça.

-Vou lá pegar – Nina levantou e foi a cozinha preparar tudo para limpar o quarto onde o moreno dormia acorrentado.

Skye segurou a mão de Nero e sorriu um tanto gentil e ao mesmo tempo apreensiva.

- Ele sabe que está aqui na sala, está em condições de vê-lo? Papai não está bem e o que verá no quarto não é nada bom.

Esperou pela resposta dele.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Qui 24 Nov 2016 - 19:16

+ Nero +


Nero respirou fundo para acalmar a respiração e apertou a manta nas mãos para disfarçar que estava trêmulo ainda pelo pesadelo. Olhou Skye e depois Nina, e acenou concordando com a cabeça.

- Sim, foi só um pesadelo... Já passou - falou, tentando espantar aquela última cena desconcertante e a sensação de pavor que ainda persistia mesmo após acordar.

Olhou apreensivo para Skye quando a menina disse que o pai havia tido outra crise violenta e que o quarto estava um caos. Segurou a mão dela de volta e respirou fundo. Ele queria, precisava ver como Louis estava, ao menos para ter certeza que ele estava consciente naquele momento.

- Eu quero vê-lo... E preciso saber... o quanto preciso me preocupar.

Assim, o vampiro se levantou ainda um pouco cambaleante e caminhou até o quarto que era dele e de seu companheiro. Abriu a porta sem bater e parou chocado sob o batente ao ver a cena diante de si. Sangue e correntes... Dio, Louis estava acorrentado como um animal selvagem! E tudo, tudo estava banhado de sangue, o rosto dele... Aquilo mexeu com o vampiro, queria esbravejar por Marlon te-lo prendido e ao mesmo tempo chorar por saber que era um mal necessário. Sentiu o peito doer ao ver Louis naquele estado e arregalou os olhos ao notar como seu braço estava ferido. Não precisava de muito para entender que aquelas marcas, agora limpas pelo humano que fazia os primeiros socorros, eram marcas de mordidas. Seus olhos marejaram em desespero ao entender que Louis estava tentando se alimentar de si próprio durante a crise. As coisas estavam muito piores do que imaginara e as palavras de Adrian ecoavam em sua mente dizendo que talvez o correto fosse dar um fim no moreno. Mas ele não queria aquilo, não podia...

Respirou fundo e escondeu o choque com uma máscara de seriedade, então se aproximou dos outros dois e se ajoelhou ao lado de Louis.


- Deixe que cuido disso - falou a Marlon e pegou o braço ferido de Louis com cuidado. Aproximou-o de seus lábios e então lambeu as feridas para curá-las com sua saliva, como faria um animal ferido. 

Soltou-o apenas quando o ferimento estava cicatrizado e fitou com um olhar triste seu companheiro. Passou a mão no rosto e nos cabelos dele sem se importar de se sujar e engoliu seco tentando ignorar as correntes nos pulsos alvos e magros do amado. Pensou em fazer a clássica pergunta "você está bem?", mas era óbvio que nada estava bem. Se aproximou, deu um leve beijo nos lábios dele mesmo sujos e então se levantou.


- Vou deixar que se recomponha. Estou na sala enquanto isso - falou e se retirou do quarto para que tudo pudesse ser ajeitado e Louis pudesse tomar um banho e trocar de roupa, já que o moreno detestava se sentir sujo e estava coberto de sangue.

Assim que saiu do quarto, Nero se afastou rapidamente e foi para o jardim da frente, não queria ir para o de trás e correr o risco de Louis vê-lo. Assim que saiu pela porta, se encostou em um canto da parede e se deixou escorregar até estar agachado no chão. Passou as mãos pelos cabelos sentindo-se desesperado pelo estado que acabara de presenciar e não conseguiu mais conter as lágrimas. Ele não suportava a ideia de dar o descanso eterno para o namorado, mas também não ia conseguir aguentar ver ele sofrendo naquele estado inconstante de bestialidade, tendo que ser contido como a fera descontrolada que estava se tornando. Não sabia se aquele soro iria funcionar, mas não conseguia ter maiores esperanças de que o moreno se recuperasse totalmente. Só estavam retardando um fim inevitável, era o que pensava. Será que seu egoísmo em deixá-lo partir valia o sofrimento a que Louis estava sendo submetido pelo próprio corpo em colapso? 

Cobriu a boca com uma mão para abafar os soluços baixos e nervosos, enquanto as lágrimas quentes continuavam a cair e ele tentava se acalmar e se recompor para voltar para dentro da casa.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Sex 25 Nov 2016 - 2:40

Skye olhou Nero e suspirou baixo dando um sorriso um tanto apática para ele.
 
-Tudo bem.

Assim que o ruivo chegou e abriu a porta sem se anunciar Louis levou o olhar a ele , a dor era nítida e gemeu baixo virando o rosto para o chão. 

"Não ... Ele me viu assim... Não por favor não me veja assim..."

Louis chorou baixo e aos soluços escondeu o rosto se encolhendo mais. Passava a mão nos cabelos tentando desesperadamente se ajeitar. 

Marlon bufou chateado com a cena o clima estava pesado demais e quase gritou com o ruivo para sair.

Nero chegou e pediu para cuidar dele,  Marlon se afastou e sentou perto do chão encostando as costas na parede. Ficou ali observando o vampiro cuidar do outro e notou o desespero de Louis.

Bufou mais uma vez e levantou um tanto irritado saindo do quarto passando por Skye e Nina indo para fora pegando um cigarro e tragando nervoso. Estava muito nervoso então sem falar com ninguém saiu da residência para andar sem rumo e deixar a raiva passar.

Skye e Nina chegaram no quarto com o material para limpar o lugar e a morena sentou perto do pai afagando os cabelos sujos .

Louis sente o toque do ruivo e seus olhos enxarcados olham ele nitidamente em desespero .

O beijo amoroso foi retribuído com receio e por fim o viu levantar e sair deixando com as meninas para se recompor .

Louis tremeu e se encolheu mais chorando compulsivamente com a filha o abraçando e tentando acalmar.

Após uma hora as meninas saem do quarto, limpo Louis deitou na cama e se encolheu ainda estava preso as correntes por isso não iria a sala. 

Ali deitado pensava no ruivo e na sua situação no sofrimento dos filhos e esses desespero que era a cada crise. 
Ele sabia que não voltaria mais na próxima crise , era a decisão mais certa olhou a filha saindo e chamou.

-Skye...

Ela voltou o olhar a ele e voltou chegando perto e abaixando afagando sua cabeça. 
-Fale pai, quer algo ? Comer ou mais ... Sangue?

-Não ... Estou bem a cede passou , quero todos aqui no quarto, pode chamar?

Ela olhou um tanto apreensiva e concordou com a cabeça , levantou e andou até a porta em que estava Nina esperando. 

Ambas chegaram a sala e Noah estava ali sentado olhando apático o nada , não demonstrava nada além de um olhar vazio e triste. 

-Noah... -chegou perto - Ele esta melhor e comeu algo? 

-Estou sem fome . -olhou ela e suspirou- Papai esta pior a cada dia.

-Infelizmente sim...-a menina passou a mão na franja ruiva do irmão e ajeitou depois abraçou ele e ficou fazendo carinho nele. - Nina veja aonde esta Nero e Marlon, papai quer falar com todos.

Nina concordou e foi procurar pela casa os dois.

Nesse momento Marlon aparece vindo pela cozinha,  havia entrado pela portas dos fundos. 

-Então,  ele está melhor?

-Sim...Ele quer todos lá no quarto . -Skye levantou e deu a mão a Noah que segurou para segui-la.

Nina deixou as sacolas com o restos de lixo que tirou do quarto na área atrás da casa e foi procurar Nero dando a volta na casa e achando Nero sentado na varanda da frente.

-Sr Nero... Terminamos tudo e Sr Louis quer ver todos no quarto... Vamos ?

Ela estava aparentemente cansada e se ajeitou para ele não reparar que tinha manchas no corpo devido ter limpado o quarto sujo de sangue.

Assim todos estavam entrando no quarto e Louis estava sentado no canto encostado na parede ainda acorrentado. 

Olhou todos com expressão apática e cansada foi assim até seus olhos pararem em Nero . Ficou olhando por um tempo e havia um pedido de desculpas sem palavras naqueles olhos azuis sem vida e brilho .

-Eu peço desculpas a todos...

Virou o rosto e se encolheu voltando a falar.

-Eu não quero ferir ninguém e dói muito pensar nas vezes que machuquei Nina e agora Skye... -suspirou olhando o chão sentindo as lágrimas rolarem a face- Por favor , não quero mais ferir ninguém ... -levantou olhar a Marlon. -Eu sei que tem meios de ser sem dor .- Voltou o olhar até Nero .-E-eu ...

Skye foi ate Louis que se afastou dela .

-Não ... Não adianta esperar mais... Por favor ... Eu quero ir... E-eu quero isso é melhor assim, por favor...

Abaixou a cabeça esperando.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Sex 25 Nov 2016 - 3:33

+ Nero +


Nero já havia conseguido se acalmar e recompor a postura quando Nina apareceu ali para chamá-lo. A menina podia tentar esconder as manchas de sangue, mas mesmo misturado ao cheiro de produto de limpeza, ele ainda sentia o cheiro do sangue nela. Suspirou e se levantou, tornando a ficar apreensivo enquanto caminhava de volta para o quarto onde estava o moreno.

Cada palavra, cada lágrima que rolava pelo rosto de seu amado era sentida como uma facada no coração do ruivo. Mas o pior de tudo era saber que o pedido dele era o mais correto a ser feito para todos, principalmente para Louis. A culpa e a dor de ver o amado sofrendo o consumiam, mas ele não conseguia... Nero não teria forças para fazer aquilo ou concordar com aquilo. Ele pensara já ter perdido o moreno uma vez e sabia que em breve o perderia novamente do jeito que as coisas iam caminhando, mas não estava pronto naquele momento. Duvidava que estivesse em algum momento.

Nero fungou e não conseguiu evitar que os olhos marejassem pela situação. Respirou fundo e negou com a cabeça, fechando os olhos para conter as lágrimas.


- ... Não... Não posso... Não consigo... - murmurou - ... Te perder de novo... eu... não posso fazer isso... não consigo... - terminou em um tom choroso - ... Desculpe.

E saiu do quarto, não conseguiria permanecer ali e nem opinar naquele momento, não cabia a ele ou a seu egoísmo. Estava dividido, mas acabara falando que não conseguiria concordar em findar a vida do outro. Teria que concordar com o que fosse decidido pelos demais e aguentar as consequências da escolha, um sofrimento ou outro.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Sex 25 Nov 2016 - 13:09


Morrer é apenas não ser visto. Morrer é a curva da estrada.  

Louis olhava Nero e vez ou outra desviava para os demais, estava sentindo a dor de todos somente de olhar. Quando Nero falou o peito dele doeu, era demais pedir algo assim, ele sabia que era demais para qualquer um ali ouvir esse pedido, porém apesar dele está com medo sabia que em uma próxima crise não voltaria mais.

Olhou Nero sair com os olhos vermelhos, porém não era de sede e sim lágrimas de sangue que começaram a rolar sem parar.

Marlon suspirou baixo e entendeu o que era o meio, ele tinha algumas armas de caçar vampiro inclusive armas químicas feitas para adormecer e tornar o vampiro pó em segundos. O matador havia comprado no mercado negro esses itens, por muitas vezes era contratado para eliminar vampiros e agora estava ali sentindo toda a dor de ter que usar esses tipos de armas em quem ama.

Olhou Nero se afastar e sair e falou com todos.


-Louis, entendemos sobre isso, sei que a dor é muito grande, por mim não fazia isso, aliás não quero fazer, porém é necessário.

Louis chorava nitidamente assustado e balançou a cabeça concordando.

Skye ficou tremula e voltou a tentar se aproximar dessa vez Louis permitiu. Noah se encostou em Nina procurando algum acalanto nesse momento o que ficaria difícil, alias era muito difícil para todos tomar aquela decisão, no entanto ela foi tomada.

-Entrega essa injeção eu faço.-Skye foi firme quanto a isso deixando claro que não iria permitir que outros fizessem.

Louis levantou o olhar e como um pedido de desculpas por fazer ela ter que fazer isso, matar o próprio pai.

Assim, todos ali foram até ele o abraçaram se despedindo e Noah foi o primeiro a sair do quarto correndo e indo para fora da casa, chegando no jardim se agachou perto da cerejeira e cobriu o rosto para não deixar as lágrimas serem vista por outros.

Nina ficou ao lado de Skye, sabia que a namorada precisaria de forças quando terminasse e Marlon foi até o carro buscar a injeção para ela. Passou pela sala e olhou Nero, não precisava de palavras para o ruivo entender que iria acontecer e Marlon esperou alguma manifestação, talvez ele devesse se despedir do moreno. Voltou ao quarto e entregou a jovem vampira as injeção.

-Age rápido, ele vai dormir e depois … bom... - respirou fundo em uma expressão dolorosa no olhar – Vai descansar. - Tocou o rosto dele nitidamente se despedindo.

Levantou e saiu do quarto indo para os fundos pegando de dentro do bolso da jaqueta de couso surrado o maço de cigarro, tirou um e depois acendeu, sentou por fim largado na pequena varanda dos fundos tragando o cigarro e soltando no ar.

-Malditas ampolas que Sorel trouxe, se ao menos funcionassem, baixou o olhar e ficou ali com olhar perdido para o nada.

No quarto Skye preparava a injeção, suspirava várias vezes com os olhos marejados de lágrimas, Nina ajudou a colocar um cateter no pulso dele para assim se injetado direto na corrente sanguínea.

- Perdoa...- ele falou baixinho para ambas. - Eu estou fazendo vocês sofrerem... Desculpa filha. - Ele chorava. - Sou um péssimo pai...

Ela se aproximou com a injeção preparada e olhou com suavidade.

-Nossa pai, falando assim até parece mesmo que foi um péssimo pai, claro que seu jeito calado e mal humorado por anos foi um tanto compreensivo, afinal você tinha que nos proteger e se esconder, meu pai cheio de manias e essa sua regra chata de “não me toque”, mas olha só agora meu pai, tão doce e amável, eu sabia que aquela rabugice toda era só um disfarce para esconder a timidez e o sofrimento que já havia passado. - sentou ao lado dele. - Vamos te amar para sempre e queremos ter as melhores lembranças, então o dia de hoje será lembrado todos anos. - beijou o rosto dele demoradamente.

Louis chorava ouvindo aquelas palavras.

-Veja só, eu era horrível...- sorriu nervoso - Foi Nero, ele me mudou, com ele soltei-me e pude ser bom para vocês, me esforcei para mudar e ser bom. Dar a meus filhos alegrias que foram privados- fungou baixo -Estou com medo...- ele fechou os olhos e estendeu o braço encostou o rosto no ombro dela esperando.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Hoje à(s) 21:21

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 7 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7
 Tópicos similares
-
» PokeWorld - O mais novo servidor de Poketibia!
» Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...
» S.P.E. - O Novo Começo (Crônica Oficial)
» Layout Youtube (Novo)
» O mais novo site de leilões da internet

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: World Places :: World Places-
Ir para: