Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Dom 1 Maio 2016 - 21:07

Relembrando a primeira mensagem :

Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo!

Refúgio de Louis, Skye, Noah e Nina


Fukuchiyama:
 

Casa no Interior

Interior da casa:
 

Exterior da casa:
 


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda

AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Qui 28 Jul 2016 - 4:51

+ Louis +

Olhava aquele cenário sorridente segurando a mão do ruivo.
Soltou um sorriso divertido quando ele falou sobre ser religioso.

-Não ... Não acredito em crenças humanas, mas não custa admirar a paz e beleza desse lugar. -fechou os olhos e suspirou baixo dando um sorriso nos cantos dos lábios olhou em volta e viu um caminho para o templo mais deserto e puxou de novo ao ruivo entrando no lugar.

Caminhou mais um pedaço e quando percebeu que estavam a sos olhou Nero com desejo de aproximando mais dele e o prensando contra a parede de bambus.

-Meu amor está tão lindo e irresistível ...-tocou o peito dele e passou a mao indo até a nuca e lhe beijando com desejo além do seu normal. -Ti amo ... -sussurrou entre os beijos encaixando mais nele praticamente o deixando preso aos seus braços.

+ Skye + Noah + Nina +

Skye e Nina estavam de mãos dadas e seguiam todos sorrindo e comendo aquelas goluseimas .

-Naru -chan está se sentindo em casa. Aqui tudo muito gostoso e muita diversão . - Skye sorria falando com a menina .

Noah foi puxado por Lilian e mantinha a cara de paisagem de sempre .

Estavam indo para o palco para assitirem apresentação da dança do leque quando Lili chamou atenção pelo sumiço dos pais.
Nina sorriu baixinho.

-Deixa eles ... Foram namorar rs

Skye sorriu e ficou olhando em volta.

-Estão por aí... Vou mandar uma mensagem e dizer aonde estamos depois eles nos encontram.- enviou a mensagem para o cel do pai.

Noah bufou baixo sentia um pouco de ciúmes do pai, mas não ia sair procurando .

-Seu pai que é abusado e fica arrastando meu pai por aí... U.u

O garoto seguiu andando e botou o fone e ficou andando seguindo junto à elas.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Qua 3 Ago 2016 - 10:19



- Ainda bem que vampiro não tem cárie - riu para Lily - Hm! Vamos levar algo para ele, ele deve estar rabugento em casa. - Naru achava esquisito ser mais presente do que Daryl naquele evento. Realmente estava virando da família e soltando os vínculos com a família Cannigan.

Em seguida, corou por ter que andar de braços dados e naquele triozinho um tanto infantil, mas não relutou, deixando ser puxada e fez uma expressão de "ela é assim mesmo" para Noah. Às vezes posava para as fotos com um sinal de vitória nos dedos e um sorriso envergonhado. Quando Skye falou sobre ela, sentiu-se bem leve. De fato, estava descontraindo aos poucos.

- Sim, estou mesmo - confirmou a Skye, com um sorriso. - Minha mãe é japonesa e em casa a gente tinha uma cultura meio misturada, mas tem muita coisa que eu só conheço por fotos, como as gueixas.


- Será que a mensagem não vai atrapalhar nada? - a garota corou bastante de repente, depois olhou em volta. Não tinha lá experiência com essas coisas de relacionamento. - Na verdade, acho que sobre esse ponto ele tem razão... Louis parece tão bonzinho - disse sobre o comentário de Noah e depois o observou colocando os fones. De fato, ele não gostava de eventos sociais. Coçou a bochecha. Não sabia integrar as pessoas como Lily, então apenas deixou que ele fizesse como queria.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Qua 3 Ago 2016 - 15:15

+ Nero +


Nero concordou com a cabeça com a fala do namorado. Realmente não custava nada admirar a beleza daquele lugar. E era muito belo e sereno realmente. Sentia vontade de se aproximar mais e abraçá-lo, mas se conteve pois estava achando bem intrigante o comportamento do companheiro, queria ver onde ele queria chegar levando-o naquele templo. Será que queria um tempo a sós para eles ou apenas apreciar um pouco de paz e uma bela paisagem com uma boa companhia? Não sabia dizer, o moreno estava sendo um pequeno mistério prazeroso naquela noite.

E então outra surpresa quando Louis se aproximou de repente e o imprensou contra as plantas. Olhou surpreso e excitado para o moreno e suas bochechas coraram ao ser olhado com tanta intensidade. Prendeu a respiração e se arrepiou conforme a mão dele subia e o segurava em uma pegada firme. Quem diria que aquela criatura tímida e passiva teria uma pegada tão boa? 

~ I love you too... - sussurrou ofegante de volta.

O abraçou de volta, puxando levemente o tecido do kimono do outro. Correspondia aos beijos com igual desejo e gemeu baixo quando o outro o imprensou e prendeu mais contra os bambus. Podia pensar que namorarem ali tão perto do templo seria um sacrilégio, mas Nero na verdade não estava se importando nem um pouco. Naquele momento, estar ali com seu amado daquela forma era muito mais interessante. 

~ Que bicho te mordeu hoje? - perguntou sorrindo entre os beijos e o olhando com paixão - Louis... Meu Louis... - sussurrou desejoso e o beijou mais uma vez - Vamos ser pegos aqui - falou com um leve tom divertido. Sentia-se como um adolescente namorando escondido.


~*Lily*~


Lily riu para Naru e deu de ombros. Nunca tinha visto um caso de vampiros com cáries, ainda bem porque senão ela estaria ferrada com a quantidade de doces que costumava comer, mesmo escovando os dentes direito. Escolheu alguns dos doces para levar para o namorado e pediu para embrulharem para viagem, desde já iria doutrinar a si mesma para resistir e não comer nenhum pelo caminho. Talvez roubasse algum enquanto ele estivesse comendo, mas não antes daquilo.

Como sempre, Lily não ligou nem um pouco de parecer infantil puxando-os daquela forma. Sua espontaneidade dava liberdade para a menina agir do seu jeito alegre e feliz sem se preocupar em se envergonhar ou ser repreendida por suas ações.

Lily fez um bico quando Nina falou para deixá-los em paz por estarem namorando. Podiam ao menos ter avisado que iriam sumir daquela forma. Por fim deu de ombros e voltou a sorrir. O pai merecia aqueles momentos preciosos de liberdade e felicidade, deviam deixá-los mesmo aproveitar um pouco o tempo a sós. Imaginava que não era comum a eles ficarem sozinhos há um bom tempo já que havia tanta gente morando naquela casa.

Deu um sorrisinho malicioso para a irmã quando ela corou ao comentar que talvez a mensagem atrapalhasse aos dois e riu leve ao imaginar a cara revoltada de Nero caso o bipe do celular estragasse o clima entre eles. Depois olhou Noah e riu.

- Bem, não posso negar que papai é bem abusado - disse divertida - Provavelmente foi ele mesmo quem sequestrou o seu pai. Não tem jeito, não - negou com a cabeça, sorrindo - Vamos, vamos ir ver o show - empolgou-se novamente e os puxou com mais entusiasmo.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Dom 7 Ago 2016 - 11:26

+ Louis +

Afagava o corpo dele envolvendo em seus braços, seu olhar era desejoso e mordia os lábios querendo mais do seu ruivo, aproximou beijando novamente e ofegou baixo quando ele o puxou pela gola de sua roupa.

Ouviu a pergunta, sacudiu a cabeça como quem estivesse confuso com aquilo.
-Não sei... E-eu só penso em você o tempo todo... quero você, Nero... Meu Nero...
Voltou a beija-lo ainda mais, sua mão, entrou no quimono do ruivo buscando a pele dele e as unhas lhe arranhavam desceu até entre as pernas e o tocou o membro por cima da calça.
-Não vão... Dá tempo de nos divertir um pouco aqui. - Olhou de lado para os lados não vinha ninguém e voltou a beijar Nero com luxuria.

+ Skye + Nina + Noah +

Os três seguiam Lilian até o local da apresentação da dança dos leques, tudo estava tão lindo, os japoneses caprichavam em tudo e nos detalhes que eram simples, belos e delicados.

-Lilian fique tranquila, mandei a mensagem, eles verão e logo nos encontram.- Skye fotografava cada detalhe e olhava pela tela da câmera como ficava cada foto junto com Nina.

Noah deu de ombros, apesar dele não gostar muito de ver o pai e Nero juntos, já que o ruivo praticamente tomava conta dele, achava que o pai merecia um momento de alegria.

-Prefiro nem imaginar o que estão aprontando sozinhos.

Chegaram por fim ao lugar, haviam mesas e também um enorme palco onde alguns japonesas se preparavam para apresentação.

-Vamos procurar uma mesa livre para sentarmos? - Nina foi a frente chamando Naru - Vamos Naru? Vocês fiquem ai e comprem algo para bebermos e comermos.

Assim elas foram achar uma mesa vazia.





~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 9 Ago 2016 - 19:22

Naru prontamente aceitou o chamado de Nina, seguindo com ela na frente.

- Ah! Sim! Vamos - saiu com ela, olhando em volta completamente encantada - Isso tudo é tão lindo, não é? É muito cheio, mas é incrível - comentou.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Sab 20 Ago 2016 - 13:08

+ Nero + 


Nero gemia baixo com os beijos, mordidas e afagos do moreno em seu corpo. Aquelas palavras, ouvir Louis dizer que só pensava nele, que o queria, faziam o corpo do ruivo esquentar e seus olhos brilharem com desejo e paixão. Voltou a corresponder os beijos e ofegou surpreso ao sentir a mão do outro invadir seu kimono e arranhar sua pele. Definitivamente Louis não devia estar puro. Aqueles remédios que Skye o dava para dormir deviam estar deixando-o bêbado, porque aquele comportamento era surreal demais. O agarrar de repente e ainda no meio de uma estradinha e imprensá-lo contra os bambus? Parecia errado. Mas um errado muito gostoso.

~ Eu acho que essa diversão que você quer pode demorar mais que o previsto - murmurou sorrindo contra os lábios dele.

Fechou os olhos e gemeu ao ser acariciado sobre a roupa, o outro podia sentir o quanto o ruivo já estava excitado com aquele joguinho entre eles. Subiu as mãos e enlaçou o pescoço dele em seus braços. Uma mão puxava seus cabelos de leve, a outra desceu pela gola da veste tradicional e arranhou suas costas enquanto ele afastava mais as pernas, permitindo que o moreno colasse mais nele.



~*Lily*~

Lily fez uma leve careta que dizia que ela duvidava muito que ele os pais logo os encontrariam ali. Do jeito que ela conhecia Nero, sabia que era bem capaz de só encontrarem com o ruivo quando chegassem em casa, e talvez nem fosse naquela mesma noite. Quando ele estava tendo "aquele" tipo de diversão, o cretino esquecia do tempo. Ou talvez fosse porque ele não se importava nem um pouco com a menina no passado.

Pelo menos estavam em um local muito bonito, gostava de como os japoneses eram tão delicados, mimosos e esforçados para deixarem perfeitos até os mínimos detalhes. Pediu para que depois Skye enviasse aquelas fotos para seu e-mail, queria mostrar a Daryl como era o lugar que haviam ido. E o doce dele ainda estava bem guardado na sacolinha que levava.

- Ah, eu posso imaginar muito  bem o que estão fazendo sozinhos - ela resmungou com Noah, grunhindo de forma idêntica ao pai. 

Então Nina chamou Naru para irem escolher uma mesa e deixou o casal de irmãos com Lily. Um brilho maldoso surgiu nos olhos da menina e ela mudou dissimulada o semblante ao olhar para Skye, fazendo uma cara inocente.

- Pode deixar que eu e o Noah buscamos as coisas, Skye. Pode ficar fotografando tudo, a gente dá conta - falou e já foi puxando Noah pela mão para longe.

Assim que haviam despistado Skye, a menina passou um braço sobre os ombros do menino e abriu um largo sorriso maldoso para ele.

- Então, meu caro irmão recém-adquirido - ela começou em tom cúmplice - Que tal uma pequena vingança pelo sumiço dos nossos pais, hã? - sugeriu e tirou o cartão eletrônico do bolso, balançando-o entre os dedos na frente deles.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Sab 20 Ago 2016 - 17:41

+ Louis +

Ofegou com o afago mais ousado de Nero, sorriu quando ele disse da diversão e olhou direto nos olhos, havia um brilho intenso naquele tom azul que praticamente deixava-o hipnotizado. Mordeu leve os lábios de Nero e quando ia falar algo ouviu vozes de pessoas se aproximando. 

Afastou de repente ainda ofegava tentando se arrumar e olhou para os lados, ao longe vinha um grupo de japoneses que conversavam e tiravam fotos do lugar, Louis afastou para Nero se ajeitar e sair do meio dos bambus.

Já no caminho que levava ao tempo esperou por ele, ainda estava um tanto tremulo e o peito subia e descia na respiração cansada, mas não menos excitado, queria Nero e não tirava os olhos dele.

O grupo passou por ele e curvaram-se, mas não pararam continuaram andando e Louis seguiu andando em passos lentos. Quando o grupo se afastou o suficiente ele olhou Nero, já estavam perto da entrada do templo, seguiram até lá.


Louis suspirou baixo e chegou perto do lugar onde alguns grupos faziam reverencia e rezavam na porta do templo. Ele parou ali e olhou, não era muito adepto a religião, achava até surreal vampiros que se agregavam a misticismo humano, mas aquele era o templo especial, era um templo dedicado ao amor. Por que não? Fez o gesto batendo palmas e curvando-se, fazendo o pedido que claro era obvio, queria está com Nero para sempre. 

Olhou Nero e sorriu.

-Vamos voltar? - Chegou mais perto e falou sussurrando doce e com uma dose praticamente exigente de desejo - Vamos voltar para casa? 

Ele queria voltar e queria ficar com Nero a sós, estendeu a mão e segurou do ruivo o puxando para fazerem o caminho de volta. Sentiu o celular vibrar no bolso e o pegou, leu a mensagem e respondeu fechando o aparelho e puxando Nero com o sorriso mais divertido que tinha. 

*****

+ Noah + Skye + Nina +

Skye sorriu a menina e concordou com a cabeça iria tirar foto de tudo até seu celular vibrar e ela o pegar. Sorriu baixinho e olhou em volta, coçando a cabeça.

-Então o que farei com esse povo, até o amanhecer já que o festival termina a meia noite? - Skye ficou pensativa, aquela cidade era pequena e não deveria ter muito o que fazer para eles, mas o pedido do pai era quase uma suplica para não voltarem para casa tão cedo.

Continuou tirando as fotos enquanto pensava em algo, mas tinha um sorriso até divertido no rosto.

-Lili e Noah vão ficar ainda mais ciumentos rs

Enquanto isso Noah olha a cara da nova irmã e já gosta da ideia.

-E que coisa né? Cartão nas nossas mãos... Lugar cheio de coisas para vender... rs - sorriu no canto dos lábios e andou para as barracas de suvenir. - Vamos as compras? 

Nina achou uma mesa e pediu a Naru que voltasse e buscasse o pessoal, para assim não perderem o lugar.

Logo todos estavam sentados e comendo, Noah tinha um sorriso bem arteiro enquanto comia aqueles quitutes típicos.

Skye anuncia a todos que irão até a capital no último trem bala da noite e que estavam livres para se divertirem por lá, voltariam as 4 h no primeiro trem bala da manhã.

Noah faz um bico, sabia que aquilo tinha dedo de ajuda da irmão para deixar aqueles dois sozinhos, então olhou Lili e deu um sorriso maligno.

- Cartão na cidade? Vamos as compras.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 23 Ago 2016 - 10:51

- Volto rápido - anunciou para Nina e foi correndo atrás de Skye, sem querer invadindo uma foto e depois corando muito. - E-eu... desculpe - coçou o rosto - Er.. é que achamos uma mesa. - Apontou naquela direção - Ali. Vou buscar Lily e o Noah.

Sem esperar muito, a garota foi atrás de Lily, que estava cochichando alguma coisa com o garoto.

- Lily, Noah! - chamou, andando até ela - Achamos uma mesa, vamos?

Então, todos foram para a mesa. Naru não entendeu nada que aquilo era um arranjo para dar mais tempo para o casal, então apenas gostou da ideia.

- Hm? O que vocês estavam combinando - perguntou curiosa para Lily
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 23 Ago 2016 - 14:38

+ Nero + 


O brilho nos olhos do moreno o fazia quase esquecer o que acontecia ao redor, o fazia quase esquecer que estavam no meio de uma estradinha rumo a um templo e a qualquer momento alguém poderia surgir. E foi o que aconteceu. Quando Louis se afastou ele deu um sorriso sapeca, a adrenalina correndo pelas veias por terem quase sido pegos em flagra. Ficou rindo enquanto se ajeitava rápido antes que os humanos os vissem e os cumprimentou de volta quando passaram.

Nero olhou Louis de volta e deu outro riso divertido enquanto o acompanhava até o templo. O local era bem pitoresco e bonito. Ficou surpreso ao ver que Louis realizou o ritual de agradecimento ao templo dedicado ao amor. Olhou para o altar e também realizou os gestos com respeito. Não era exatamente religioso, mas também não era cético. Não recusaria caso alguma deidade daquelas, se é que existiam, resolvesse interceder por eles. 

Olhou de volta para Louis, com um olhar carinhoso e inclinou a cabeça para ele quando o moreno chegou perto. O sussurro o fez se arrepiar e ele sorriu malicioso de volta. 

- Vamos voltar pra cama – sussurrou de volta e mordiscou sua orelha antes de dar a mão a ele.

Voltou junto do namorado até onde havia estacionado a moto, curioso com o sorriso divertido do moreno. Esperou ele montar e então seguiu de volta à casa, para que pudessem ficar um momento à sós antes que as crianças resolvessem voltar.


~*Lily*~


Lily sorriu travessa ao notar que o novo irmão havia aceitado participar da travessura. Pagou a comida com o cartão e aproveitou para comprar ainda mais doces. Também aproveitou para comprar suvenires que Noah havia sugerido, depois seguiram com Naru para a mesa quando a menina veio buscá-los.

A menina fez uma careta e resmungou quando Skye disse que ficariam até tarde fora. Era óbvio que isso era pra dar tempo ao casal, o que ela até achava bom, mas não podia deixar de sentir uma pontada de ciúmes. Sorriu quando Noah lembrou que teriam o cartão na cidade... E infinitas lojas para irem.


- Quais lojas interessantes será que vamos encontrar abertas? É uma pena, não é, que na capital elas funcionem quase que 24h por dia – falou marota e olhou Naru – Nós? Nada, nada demais – o sorriso se alargou – Só estava chamando o nosso irmãozinho para passarmos uma noite de compras... E então, você topa? Ouvi dizer que tem umas lojas muito interessantes por lá – se abanou com o cartão – Por minha conta.

Era uma mentira, pois aquele cartão era da conta conjunta com o pai que ele havia dado para caso a menina precisasse se sua mesada tivesse acabado.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 23 Ago 2016 - 15:17

+Louis +




Montou na moto na garupa e envolveu pela cintura agarrando-o muito provocativo, afinal era aquele momento que ele desejava, está com Nero a sós e aproveitarem aquela noite, antes dele voltar para Ambarantis.

O percurso de volta Louis ficou colado em Nero e vez ou outra beijava sua nuca brincando com ele. Assim que chegaram, largaram a moto na entrada da residência e foram direto para o quarto, Louis estava muito excitado e puxava roupa do ruivo com certa urgência em tirá-la, queria ele logo e ao se trancarem no quarto o encostou na porta fechada beijando com desejo e voracidade, encaixando seu corpo ao dele.

-Meu Nero.-Afastou um pouco tocando o rosto do ruivo afagou leve a face enquanto uma de suas pernas entrou entre as dele, sua mão livre buscou o cós da calça para puxar e após afastar entrou com a mão afagando a coxa e depois a nádega alisando e por fim pegando firme e puxando para mais junto dele. - Eu posso continuar? - Ele queria permissão dele para ir além e tocar Nero de outra forma, queria Nero da mesma forma que ele o possuía, queria te-lo, senti-lo e fazer gemer em seu ouvidos.

*****

Skye viu naru retornar e concordou com a cabeça indo para a mesa onde estavam para comerem algo e assistir a apresentação das gueixas com os leques. 

Nina estava sentada quando avistou eles chegando e acenou levantando chamando para se sentarem. Pegou o seu e sorriu ao ver Skye sentar ao seu lado.

- Assim que acabar o festival vamos a capital dar uma volta por lá.- Skye comunica a Nina.
-E Louis e Nero ? Vão juntos? - olhou para frente procurando os dois.
-Não rs - Skye deu um riso meio cúmplice a namorada e piscou.
-Ok rs - sorriu entendendo - Vamos a capital então... será divertido. kkkk

Noah sentou e ficou meio bolado, mas já imaginava entrando nas lojas de games comprando jogos novos.

Assim enquando comiam a apresentação de dança do leque começara.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 23 Ago 2016 - 18:29

Naru realmente não entendeu a troca de olhares, ou talvez não quisesse entender, era muito tímida para todos esses assuntos íntimos. Então apenas entendeu que todos sairiam juntos para compras enquanto isso.

- Hm! Topo - era realmente melhor do que fazer outra coisa - Ah, se estivéssemos no centro... "a cidade que nunca dorme"... teria muita coisa para fazer. Eu me pergunto que tipo de lugares vamos encontrar abertos. - olhou para cima curiosa. - Ah! A dança. Vejam, pessoal! - Naru se empolgou facilmente, levantando-se para observar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 23 Ago 2016 - 21:01

+ Nero +


Cada vez que Louis roçava nele, o beijava e provocava na moto, o ruivo tinha que se concentrar para não fechar os olhos e acabar perdendo a direção. O acompanhou igualmente excitado e ofegou ao ser imprensado contra a porta fechada. Correspondeu aos beijos com desejo e empolgação, a voracidade com que o moreno clamava por si deixava Nero ainda mais empolgado que o normal, aliás, toda aquele comportamento de Louis durante aquela noite estava o enlouquecendo.

O olhou de volta quando o moreno se afastou de leve e o chamou de seu. Aquele olhar... Aquele olhar era tão diferente... Era firme, desejoso e hipnotizante. Nero não conseguiria desviar os olhos dos dele mesmo se quisesse. O ruivo era dele, todo dele diante daquele olhar.

Afastou as pernas para que Louis pudesse se encaixar melhor nele, se arrepiou com o toque por dentro da roupa, mas se surpreendeu quando o toque seguiu adiante para sua nádega e a puxou firme. O pedido do moreno o fez olhar surpreso, ele prendeu a respiração e travou por um momento. Mesmo que houvesse sugerido inverterem antes, era diferente ter o companheiro pedindo aquela permissão. Não estava preparado para aquilo.

Mas a situação estava tão excitante, o volume sob sua calça não negava aquele desejo. Afinal... estava com receio do quê? Era o Louis, seu Louis. Só queria estar com ele, vendo-o bem e feliz, não importava o jeito. E se o moreno queria aquilo... Então Nero estava disposto a topar para agradá-lo. Queria dar prazer ao seu amado e permitir receber aquele prazer. Não devia deixar um orgulho tolo atrapalhar o momento de ambos.

Soltou o ar devagar e suavizou o olhar, dando um sorriso nervoso para Louis. Puxou mais a cintura dele para si e subiu as mãos alisando seu peito até abraçar seu pescoço com uma pitada inusitada de timidez no olhar em meio ao nervosismo.

~ Continue... Sou todo seu...  – sussurrou enquanto sentia as bochechas esquentarem ao corar – Da forma que quiser...


~*Lily*~


Lily viu que Naru parecia não ter entendido, mas deixou a irmã na inocência, era melhor para ela. Apenas sorriu diante da empolgação da menina sobre irem até a cidade. Não sabia qual seria a cidade que iriam depois dali, mas também não se importava muito, desde que tivesse algo para se divertirem lá. Se fosse a “cidade que nunca dorme”, melhor ainda.

Quando a dança começou, ela ficou quieta e observava com os olhos brilhando aquela delicadeza quase hipnotizante das dançarinas. Eram muito graciosas e delicadas, quase como se não pertencessem àquele mundo. Mesmo que fossem apenas humanas e não vampiros como quase todos os presentes naquela mesa. Assim que a apresentação terminou, ela bateu palmas animada, como uma criança encantada.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 13 Set 2016 - 3:41

+ Louis +

Spoiler:
 

*****

As meninas junto com Noah apreciavam a diversão e assim que tudo terminou Skye chamou todos para irem a cidade aproveitar o resto da noite.
Assim logo estavam todos no trem bala tomando o rumo da cidade que não dorme .


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 13 Set 2016 - 4:19

+ Nero +



Spoiler:
 




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 13 Set 2016 - 5:55

+ Louis +

Spoiler:
 


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 13 Set 2016 - 13:37

+Nero+


Spoiler:
 




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 13 Set 2016 - 14:41

+ Louis +

A cada vez que o ruivo lhe permitia avançar no seu contato e afagos o moreno aumentava a intensidade do ato, os gemidos foram acompanhados e tão intensos quanto aos dele.
Nero iniciou um tanto tenso e Louis queria que ele se acostumasse, tentou controlar a ansiedade em forçar aquela penetração, por muitas vezes achava que perderia o controle, mas tinha receio em machuca-lo e continuava mantendo o controle, até notar que o ruivo estava perto do estase.

Parou de controlar-se e aumento a intensidade até que ambos atingiram juntos o clímax, exausto afagou o corpo dele apoiando a cabeça no peito do outro respirando ainda com dificuldade, conforme o outro escondeu o rosto no peito dele. Nesse momento a sede aumentou e Louis suavemente saiu de cima de Nero deitando ao lado dele e colocando a mão na garganta, respirando com mais dificuldade.

Receoso temeu que poderia perder o controle por conta da sede , levanta da cama não se importou com o lençol chamuscado e andou até a prateleira puxando a gaveta procurando a pastilha, tomou algumas e voltou a deitar ao lado dele e acalmar o corpo que ainda estava tremulo do prazer que sentira.

Passou a mão pela cintura do ruivo encostando o rosto em seu ombro e a respiração voltava a acalmar, por fim deu um leve sorriso e sua voz tremula lhe entoou quase como cantigo seu amor por ele.

A sede ainda não estava aplacada, mas ao menos não se descontrolaria ao ponto de surtar como algumas vezes acontecia.

- Eu amo tanto... Foi tão bom... Nero, meu Nero... - abraçou-o pela cintura e fechou os olhos.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 13 Set 2016 - 15:06

+Nero+


Nero gemeu baixo quando o outro se afastou e abriu os olhos para observá-lo. Acompanhou com um olhar preocupado o moreno tomar as pastilhas, estava receoso que aquele tipo de esforço pudesse desencadear a sede e o descontrole de Louis. Mas o outro vampiro, apesar de visivelmente com sede, continuava sob controle.

Respirou fundo ao notar que ele havia se acalmado um pouco. Sorriu doce com aquelas palavras e se aproximou mais, envolvendo-o em seus braços.


- Foi... diferente - murmurou contra os cabelos dele - Também te amo...


Ficou um tempo assim abraçado com ele em silêncio e perguntou suave.


- Precisa que eu busque uma bolsa de sangue ou beber o meu?




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 13 Set 2016 - 15:13

+ Louis +

Abraçado a ele tentava controlar-se e abraçou ainda mais forte quando ele respondeu que o amava, sorriu feliz.

- Fico feliz por isso, foi muito bom está com você assim... -seus olhos estavam vermelhos e mantinha fechados para não alarmar o ruivo, mas quando ouviu sobre o sangue estremeceu. 

Levantou a cabeça e abriu os olhos, estavam vermelhos e lacrimosos como quem já não conseguia mais se controlar.

-Eu quero ... Acho que cheguei ao meu limite, está ardendo a garganta e começo a sentir o peito doer.

Ele não queria beber de Nero não sabia se conseguiria para então pediu que trouxesse a bolsa de sangue, umas duas pelo menos.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Ter 13 Set 2016 - 15:20

+ Nero + 


O vampiro olhou preocupado para o companheiro quando viu seus olhos vermelhos. Se levantou rápido e catou a parte de cima do kimono se vestindo enquanto andava só para não sair nu e correr o risco dos filhos chegarem. Foi até a cozinha e pegou três bolsas e um copo, voltando para o quarto.

Ao entregar as bolsas para Louis o sangue já estava aquecido pelo poder do ruivo. Deu o copo para ele segurar e despejou o líquido para ele beber. Sentou então de frente para ele e já abriu a segunda bolsa para quando ele terminasse a primeira.

Enquanto observava em silêncio, pensou que talvez fosse melhor que não tivessem mais aquele tipo de contato, era desgastante para Louis e isso poderia piorar o estado dele. Mas se falasse aquilo com certeza o moreno voltaria a ficar triste e deprimido, então Nero preferiu apenas ficar quieto enquanto o outro se satisfazia do sangue.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Dom 18 Set 2016 - 9:43

+ Louis + 

O vampiro saciou sua sede conforme era servido pelo ruivo, estava sedento e havia abusado do seu estado de sede, conforme ia tomando o sangue sua cabeça doía menos e seu peito acalmava. 

No fundo ele sabia que não poderia arriscar mais aquela situação que apesar de ter sido maravilhosa era um tanto perigosa, poderia ter matado até Nero já que ficou por um fio na sua sede. No fim tudo acabou bem e ambos estavam ali sentados um de frente para o outro.

Louis não queria contar a Nero, mas sabia que estava perto, que logo seu estado de decadência iria jogá-lo ao nível de Level E. Não queria ter que virar aquela aberração e tomou a decisão de findar isso antes do inevitável.

Olhou Nero e sorriu gentil com a expressão cansada devolveu o copo e deitou seus olhos pesavam e estendeu a mão ao seu amado.

_Estou cansado venha deite comigo.

Queria sentir o calor do corpo dele nos seus braços e descansar, já estava perto de amanhecer quando ouviram barulho no lado de fora.

_As crianças chegaram. - mordeu os lábios sorrindo sapeca. - Ainda bem que deu tempo - corou escondendo o rosto para ele.

*****

Na sala ...

Skye e Nina entram primeiro tentando fazer o máximo de silêncio, haviam voltado um pouco antes do amanhecer, junto com elas Noah, Naru e Lilian passaram pela sala. Já sabiam que os dois estavam em casa, pois viram a moto na entrada da casa.

- Vamos nos recolher. -  Skye segurou a mão de Nina e falou a Lilian e Naru, indo em direção ao quarto delas. - Deixei o quarto dos fundos preparados para as duas deitarem tem roupas limpas lá também, bom descanso. 

Noah deu um aceno e foi para seu quarto deixando todos na sala aparentemente exausto.

++++ Encerrado arco ++++

Pontos 

Nero + 6

Lilian + 5

Naru + 4


One Shot - Lírio - continuação - http://academiacrossrpg.forumeiros.com/t1501-one-shot-lirios#35801


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Qua 9 Nov 2016 - 13:41


Era pouco mais do meio dia, quando Marlon preparava sua moto para aquela viagem, de posse do endereço e guardando algumas coisas na mochila, o matador resolveu ir ver Louis.

Nero havia lhe dado a localização do vampiro e sua família e com isso ele resolveu ver como estavam e ter um momento com o seu ex. Claro que apesar de ambos terem separado Marlon ainda sentia muito a falta dele, apesar de entender que agora não era por ele que o vampiro suspirava, ainda assim precisava ve-lo.

Partiu tomando o rumo da estrada principal e logo pegou a rodovia, viajou a tarde toda, chegando a Tokio onde tomou o trem bala para a cidadela de Fukuchiyama. Pouco mais além da hora do anoitecer ele chegou a cidade, pegou um táxi na estação que o levou até a casa onde estavam residindo Louis e seus filhos.

Assim que o carro parou no portão de entrada ele pagou o taxista e saltou parando de frente a entrada com a sua mochila nas costas, foi quando ouviu um barulho de louça caindo e vozes assustadas, não pensou duas vezes e tirou a mochila das costas jogando no chão e pegando de dentro de seu sobretudo sua pistola, andou sorrateiro com ela apontada pelo entorno da casa para ver se havia uma forma de entrar, parou por fim perto de uma janela que estava entreaberta e viu a cena que o assustou.


Louis estava com um dos filhos nos braços e rosnava para alguém que tentava falar com ele, havia sangue nas mãos dele e quando Marlon conseguiu uma posição para melhor ver notou que era Skye nos braços dele, aparentemente desacordada e seu braço sangrava.

Ouviu a voz chorosa de um menino e concluiu ser Noah que pedia para o pai voltar a si e soltar a irmã. Louis rosnava agressivo e apertava contra si a fim de proteger a presa e não ser-lhe tirada e farejava o ar em direção a eles.

Nesse momento o matador ouviu outra voz feminina, que não reconheceu, ela pedia para ele largar a garota vampira e se oferecia a ele em troca. Marlon bufou e se afastou, precisava se aproximar e parar o moreno antes que o pior acontecesse, não havia trazido nada para enfrentar isso além claro da pistola e munição de blood rose.

Voltou sorrateiro para onde largara a mochila e abriu rapidamente pegando as balas especiais para vampiro, iria atirar se fosse o caso de uma luta com ele, pelo menos para para-lo e fazer soltar a garota antes que a matasse se o pior ainda não tinha acontecido.

Carregou a arma e voltou dessa vez andou até o lugar entrando na casa e parou perto dele pela lateral apontando a arma para aquele que amava.

-Louis...

O vampiro rosnou e olhou para ele arrastando Skye para um canto colocando ela a sua frente como escudo e ali rosnou alto e agressivo.

Noah e Nina olharam para Marlon apreensivos, foi quando falou com eles.

-A sua irmã garoto, ainda está viva?

Noah olhou para o pai e a irmã e depois para o matador e sacudiu a cabeça dizendo que sim.

Nesse momento Marlon lembrou do poder do garoto que era de manipular o sangue.

-Use seu poder garoto, pare seu pai antes que ele mate sua irmã.

-Eeeu... Eu – engoliu seco – Eu não consigo sem que ele não tenha um ferimento, tentei sorver o ar o sangue dele só o deixou mais sedento e descontrolado... - o garoto sussurrava assustado.

-Senhor, não temos como evitar , sr Louis atacou de repente Skye não esperava … - a jovem humana de cabelos rosas chorava sem parar.

Marlon então não teve outra escolha, puxou do outro bolso um canivete e fez um talho no próprio braço para atrair o moreno e correu para fora quando Louis sentiu o cheiro do sangue humano impregnar o lugar, fora quase que imediato a sua reação, largou Skye no canto e avançou rapidamente rosnando em fúria atrás de Marlon que chegou no jardim e foi atacado por trás. Louis pulou nas costas do matador com as presas a mostra e olhos vermelhos bufando em fúria para morde-lo.

Marlon fechou os olhos e soltou um suspiro de lamento e apontou a arma por baixo do braço e atirou no vampiro que caiu no chão se contorcendo de dor, urrando e gritando.

Arrastando-se pelo jardim Louis ainda estava com a expressão furiosa e rosnava para ele que o seguiu. Marlon tinha uma expressão de dor nos olhos, em toda a sua vida matar era algo banal porém agora estava diante de quem mais amava e teria que dá o tiro de misericórdia, apontou a arma para o moreno em direção a sua cabeça e com os olhos marejados de lágrimas dolorosas apertou o gatilho.

-NÃOOOO... - De repente a garota vampiro que antes estava desacordada apareceu do nada e segurou o braço do humano fazendo desviar quase de imediato o tiro que acertou a cerejeira derrubando parte de um galho com o impacto da bala.

Marlon olhou assustado e se afastou dela, porém o moreno que se contorcia de dor por causa do tiro que levou na altura do abdômen sangrava muito e tentava se arrastar gritando e rosnando.

-Pai... - Skye se aproximou e apontou uma arma com dardo tranquilizantes e atirou nele que depois de receber o primeiro dardo ainda tentou lutar, porém mais um dardo foi usado e logo em seguida ele apagou.

Noah e Nina estavam perto da porta e a expressão era de dor e medo.

Skye olhava o pai com desespero e se aproximou fazendo sinal para Nina ir buscar a caixa de primeiros socorros e virou o rosto para Marlon.

-Ajuda a levar ele para o quarto, precisamos tratar os ferimentos.

Marlon ainda estava paralisado olhando a cena de Louis naquele estado quando a voz da garota despertou do choque. Esfregou os olhos com o dorso da mão para enxugar as lágrimas e suor de agonia e concordou aproximando deles.

Pegou o moreno no colo e ela pegou uma toalha das mãos de Nina para colocar sobre o ferimento da bala e estancar o sangue.

No quarto, Louis estava em sono profundo e Skye tratou o ferimento que a bala fizera, por sorte o tiro fora de raspão e não pegou em nada fatal, assim que tirou a roupa do pai e o limpou colocou roupas novas e o agasalhou na cama, com ajuda de Marlon que o segurava para ela fazer os preparativos.

Pouco depois Louis estava recebendo sangue através de transfusão e ali ao lado dele a garota exausta sentou e ficou com uma expressão distante e sofrida.

Marlon sentou do lado dela enquanto tratava o corte no seu braço que fizera para atrair Louis.

-O que foi isso garota? - falou com uma voz pesada e embargada de dor.

-Ele está no limite, me atacou de repente, estávamos conversando normal na sala de jantar, quando senti o golpe na cabeça. - levou a mão a testa que havia um rastro de sangue seco e sentiu doer quando tocou. -Estamos perdendo ele … - falou já com a voz sumindo de dor.

Marlon olhou Louis deitado dormindo pesado devido aos dardos do tranquilizantes e suspirou irritado e chateado com o que acabara de presenciar.

- Ele não vai querer viver assim garota... Louis não suportaria saber que fez algum mal a você ou ao seu irmão. - Marlon não tinha jeito para fazer isso, ser carinhoso com ela, tocou seu ombro e levantou. - Precisa prender ele, se quer manter vivo, porque o tranquilizante perde efeito e logo ele acorda vai querer caçar.

-Prender?! - a garota olhou-o assustada e depois o pai. - Mas, como?!

-Eu tenho correntes para vampiros e amarras, vou buscar. - pegou de dentro do bolso de seu sobretudo um maço de cigarros e esqueiro. - Quanto tempo até passar o efeito? Umas duas ou três horas? - Ele queria saber se daria tempo de chegar em Tókio e pegar seu carro onde tinha tudo que precisariam para prender Louis.

-Ele tomou dois dardos, acredito que umas quatro horas desacordado, porém posso dar mais para aguentar a noite toda apagado.

-Ótimo... Dará tempo de ir até a cidade pegar meu carro e o material que precisamos. - aproximou dela e tocou novamente seu ombro após agachar na sua frente. - Vá tomar um banho relaxar e cuidar desse ferimento, logo voltarei. - Levantou e em passadas largas e rápidas ganhou o rumo da saída da residencia deles e pegou o celular chamando um táxi que logo chegou e levou-o para a cidade.

Skye levantou e foi até a sala onde Noah e Nina esperavam sentados no sofá assustados, quando a viram levantaram e foram até ela. A garota humana abraçou sua namorada e a consolou assim como Noah que abraçou ambas.



~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Qua 9 Nov 2016 - 17:18

Os meus rios de vida secaram,
E nada mais as minhas lágrimas derramam.
Meu sorriso escureceu-se aos meus olhos...
Meus gritos se calam, ao meu silencio.
Morto, meu peito inconstante,
E no mais súbito instante …

Diante dos olhos do moreno havia o nada, vazio e silencioso nada a qual aquela criatura ali encolhida no chão frio do vazio se contorcia. Seu estomago roncava e a garganta seca sedenta gritava arranhando as entranhas de seu corpo.

Louis estava em desespero, aquela sede era infernal e seus olhos só viam o vermelho do sangue, tão desejado sangue. Encolhido abraçado as próprias pernas, rosnou baixo e ofegou com a fome que sentia. Nada mais importava se não fosse a sede e acabar com aquela agonia desesperadora.

A falta do folego me sufoca,
Me mata, me fere... me envolve!
Gotas rubras pingam em minhas feridas,
Sem cores, sem dor, sem vidas...

A posição fetal fora mudada e agora a criatura decaída arrastava-se pelo lugar querendo alcançar algo ou alguém em puro desespero, farejando como animal predatório buscando por saciar aquela maldita sede interminável. Dor profunda e implacável destruindo o único vestígio de mente do que era aquele ser. Perdendo a rasão aos poucos, perdendo a sua mente devagar e sobrando apenas os instintos mais primitivos e animalescos de uma fera desesperada por comer, por saciar a sede e matar.

As almas do meu amanhecer de treva.
As sombras nas folhas secas,
O soprar do vento,
A chuva entristecida,
Uma existência já esquecida
No vago espaço do tempo.

Louis agonizava no escuro e chorava com a sede que sentia, rosnava em desespero farejando e caçando algo para acabar com a dor.
*****

Marlon chegou até o carro e preparou tudo, entrando e saindo do estacionamento foi até o posto mais próximo e encheu o tanque para a viagem até aquela cidade, iria voltar o mais rápido possível, porem precisava pegar algumas ferramentas e mais amarras para levar, foi até uma loja de departamentos e na ala de ferramentas comprou tudo que precisava.

Logo que chegou no carro e guardou no porta malas todo material, voltou seu olhar para o carro, estava um tanto perdido e assustado. Pegou por fim o celular e enviou uma mensagem a Nero.


Citação :
“Sorel, precisa voltar aquele lugar o mais rápido possível, arranje uma maneira de sair e seja rápido” Faxineiro.

Enviou e viu que fora entregue a mensagem, colocou o celular no bolso e andou até a frente abrindo a porta e entrando saindo logo em seguida rapidamente pegando o rumo da saída da cidade.

Na estrada recebeu uma mensagem de Nero e logo em seguida uma chamada.

-Sorel... - ouviu ele falar em tom nervoso e perguntar o que estava acontecendo – Louis, atacou as crianças, cheguei na hora e consegui impedir, porém, ele está muito mal... - engoliu seco. - Estou voltando para lá e garantir a segurança deles. - Ouviu fazer perguntas e suspirou – Não... Acho que não, porém tem que dar um jeito de sair e vir o mais rápido possível. - Nero queria saber se ele estava reconhecendo todos, Marlon não respondeu apenas disse que agora ele provavelmente dormia devido aos tranquilizantes.

Desligou a chamada logo que o ruivo falou que faria de tudo para chegar lá, porém não saberia se conseguiria aquela noite, a voz dele no celular era nervosa em quase desespero.

Marlon dirigiu a noite toda até chegar logo pela manhã a cidadela, foi direto para a residencia de Louis e estacionou na porta de entrada, como não viu lugar para parar o carro deixou ali mesmo e saltou. Entrou logo depois pela porta de entrada tirando a bota pesada e calçando aquelas pantufas japonesas.
Chegou na entrada da porta da sala e encontrou Skye, Noah e Nina estavam menos assustados, porém ainda nervosos olharam o matador entrando. Skye levantou e foi ao humano e cruzou os braços um tanto chateada.

-É necessário mesmo Marlon? Digo prender ele assim?

- Garota viu o que ele fez com você? Vai esperar para acontecer o pior? - Marlon colocou a sacula com as correntes e ferramentas no chão e eles ouviram o barulho do ferro delas ecoarem abafado dentro da sacola.

-Tudo bem. - Skye andou a frente indo em direção ao quarto para eles prepararem o lugar.
Quando entraram viram a cama vazia e ficaram apreensivos, Marlon puxou a garota que dessa vez carregava a arma com o tranquilizante, se colocou a frente dela e olhou em volta, foi quando ouviram um rosnado no canto mais escuro do quarto.

-Louis?! - ele chamou, colocou a arma para baixo para não alarmar a criatura. - Louis, somos nós … Marlon e sua filha a Skye.

O moreno por fim se arrastou daquele canto e seus olhos ainda vermelhos farejaram o alto e ficou um tempo parado olhando-os, porém não avançou ou sequer fez menção de alguma atitude agressiva. Por fim, ele gemeu baixo como um choramingo e falou sussurrando.

-Mata-me...

Skye sorriu quando ouviu a voz dele porém ao entender o que falava seu rosto expressou uma dor enorme.

-Mate-me...

Marlon andou um pouco a frente e agachou com a arma ainda apontada para baixo.

- Louis se entende o que digo, por favor venha a mim. - estendeu os braços para ele.

Louis olhou novamente e farejou dando um leve gemido e se arrastou novamente até ficar perto dele, virou o rosto para Marlon e o que eles virão era um olhar de desespero e suplica.

-Mate-me...

Marlon balançou a cabeça negando e estendeu a mão com cuidado tocando por fim a face do moreno, afagou leve e viu que ele retribuiu o gesto encostando o rosto na mão dele.

-Vamos fazer assim, trouxe algo para lhe segurar e assim que se sentir melhor pensamos em alguma solução para isso, certo?

Louis olhou-o novamente e balançou a cabeça concordando seus olhos tinham certo medo do que poderia acontecer, porém ele queria evitar o pior.

Marlon fez um gesto para a garota vampira trazer a sacola e assim que ela colocou ao lado dele, o matador abriu e pegou um par de algemas, porém aquelas algemas não eram comuns usadas pela polícia, eram mais parecidas com a que se colocava em loucos para não se machucarem.

Louis olhou para elas e suspirou nervoso, entendia o que iria lhe acontecer e esperou para ser preso, assim que Marlon estendeu as algemas o moreno levantou os braços e expos os pulsos para serem presos.

Marlon estremeceu e ficou um tanto exitante, no fim algemou Louis e prendeu a corrente na ponta da algema esticou para amarrar em um porta.

-Trouxe ferramentas para chumbar os ganchos no chão, vou preparar tudo. - Levantou e olhou a garota vampira. - Conversa com seu pai, para ele não perder a sanidade e continuar conosco. Ela concordou e assim ficou ali perto dele chamando-o e ele a olhou com olhos de perdão, lembrou do que fizera e sua face era de pura dor por ter atacado a filha.
- Perdão...
Ela sacudiu a cabeça negando e afagou o rosto dele.
-Fique tranquilo, vamos resolver isso ok?

Marlon saiu da residencia pelo jardim e olhou por baixo da casa e viu que dava para fazer por baixo do assoalho na direção do quarto umas argolas para prender a corrente e assim ele se arrastou até lá abrindo no fundo da madeira uma passagem e depois preparou o solo para receber os ganchos e argolas das correntes. Ficou ali algum quarto de hora e conseguiu terminar saindo debaixo da residencia.

Ficou um tanto sujo e chamou o garoto para lhe trazer roupas limpas e uma toalha, tomou um banho rápido e voltou até o quarto onde Louis estava deitado com a cabeça no colo da filha, ela afagava ele acalmando-o.

- Como ele está?

-Estou bem... ao menos estou me controlando...- foi o moreno que respondeu e mesmo ainda deitado falou com Marlon. - Obrigado por ter salvo meus filhos de mim.

-Louis... - Marlon sentou perto dele e suspirou nervoso. - Não fique assim, nós vamos achar uma solução.

Olhou para o buraco no assoalho do quarto e terminou de preparar colocando então a corrente e puxando para assim prender Louis, havia trazido também umas amarras para as pernas.

- Sei que essa não é uma situação nada agradável de se acontecer, porém temos que fazer certo?

O moreno concordou com a cabeça e levantou olhando para eles.

Marlon pegou outra algema e prendeu no tornozelo de Louis e prendeu a corrente.

- Tem um comprimento para andar pelo quarto e até chegar ao jardim por essa porta, sentiu que são diferentes, são para prender vampiros com magia de caçadores


Louis olhou-o e baixou o rosto olhando as correntes e amarras concordou com a cabeça e depois falou choroso.

-Não tenho mais como me manter são, Marlon, precisa por um fim nisso, eu … eu sou perigo agora para meus filhos e para essa cidade.

Skye se aproximou dele a acariciou os cabelos desgrenhados do moreno.

-Pai... Vamos esperar Nero... Pensar em uma solução, ok?

-Não... Não quero que ele me veja assim... - suas lágrimas rolaram em agonia.

-Sorel já está sabendo Louis, está tentando sair da cidade e vir aqui, porém ainda não sei se conseguirá, já que Magnus anda muito estranho ultimamente.

Marlon levantou e tirou o maço de cigarros do bolso e esqueiro foi até a porta chegando na pequena varanda que dava para o jardim e acendeu um cigarro dando uma tragada e soltando a fumaça no ar pelas narinas. Olhou o céu estrelado daquela noite de outono e ficou ali pensativo.

Louis deitou a cabeça no colo de Skye e ficou quieto preocupado e apreensivo ao saber que Magnus estava agindo, aquela informação deixou o moreno um tanto perturbado.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Sex 18 Nov 2016 - 3:03

+ Nero + 


Assim que chegara do lado de fora da boate e enquanto caminhava de volta para a Amadeus em passos apressados, Nero mandou uma mensagem para Marlon para avisar que daria o jeito dele e voltou para a boate em que trabalhava. Apressado, mas sem transparecer sua ansiedade, o ruivo terminou todos os serviços e deu o jeito dele de fugir de lá com a desculpa que terminara o trabalho e então saíra mais cedo. Estava tão bom em mentir e fingir ultimamente que ficaria orgulhoso não fosse a seriedade com o que estava envolvido. Foi ao estacionamento, pegou sua moto e partiu para o caminho de casa. Quando estava no meio da estrada, parou no acostamento e ligou para Marlon para saber o que estava acontecendo afinal. Esperou ser atendido e falou ao telefone com o humano.

O que temia havia acontecido. Louis havia atacado os próprios filhos. Teve que se controlar para não deixar o pânico tomar conta de si e ser o mais racional possível. Tinha que ter esperança que o moreno ainda tivesse consciência quando acordasse, porque Nero não poderia suportar, ainda não estava pronto... Garantiu que já estava indo e assim que desligou a ligação, o motor da moto roncou ao ser religada e ele partiu do jeito que estava para Fukushyama. Apenas quando teve que parar para abastecer o veículo mandou uma mensagem para as filhas avisando que não voltaria para casa naquele amanhecer, e partiu adiante tentando chegar o mais rápido possível. 

Xingou ao chegar na estação tarde demais, o último trem de carga que poderia carregar a moto já havia saído e o próximo seria somente ao amanhecer. Não poderia esperar tanto tempo. Decidiu partir pela estrada mesmo e seguiu em alta velocidade. A distância era longa demais, não havia como chegar a tempo antes do amanhecer. Logo o sol se erguia nos céus e cegava o vampiro com sua luminosidade. Nero baixou o visor do capacete e semicerrou os olhos para conseguir enxergar na claridade infernal, e seguiu sem diminuir a velocidade. Não tardou para que já estivesse suando e sentisse a pele queimar por causa da luz do sol, mas não havia como parar naquele momento, estava quase chegando, quase chegando...

Deu um longo suspiro ao ver a casa e estacionou rápido diante dela, quase caindo com tudo por estar tonto devido a estar tanto tempo acordado e andando de dia. Cambaleando, foi até a porta e com dificuldade conseguiu abri-la. Assim que entrou, fechou a porta rapidamente e se encostou na parede, ofegante. Tirou o capacete e o deixou cair no chão com um baque ao seu lado. Sua pele ardia, principalmente o rosto e ombros. Tocou e sentiu que estava quente, suado e provavelmente queimado. As bochechas estavam vermelhas pela queimadura e os cabelos mais claros durante o dia, quase um loiro dourado ou um ruivo bem claro. Os olhos estavam vermelhos e lacrimejando, ele mal conseguia enxergar o que estava à sua frente. A sede rugia em si e o fazia arfar com dificuldade. Então gemeu de dor e andou com dificuldade para dentro, precisava ver Louis, precisava ver seu amado como estava...




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Sex 18 Nov 2016 - 4:11

Era pouco mais de meio dia e Nina preparava para Marlon o almoço . Tinham ido dormir muito tarde e aquela manhã após terem certeza que Louis adormecera Nina,Skye e Noah dormiram exaustos.

Marlon aproveitara para terminar de preparar o lugar infelizmente era necessário e cercou a casa com uma armadilha de capturar vampiros para caso Louis consiga fugir das correntes tente escapar para cidade .

Sedento o vampiro iria fazer de tudo pra caçar e lógico que tentaria de tudo pra conseguir. 

Acordou por volta das 11 horas e foi a cozinha onde deparou com a menina de cabelos rosas. 

-Já acordada garota rosa?

-Ah ... Bom dia Sr Marlon, eu não consegui mais ficar deitada estou muito tensa.

-Eu imagino, essa situação esta insustentável. -puxou a cadeira e sentou a mesa.

Ela pegou a jarra de café que acabara de passar e serviu ele.

-Aproveite a calmaria e coma saco vazio não fica de pé. -a garota serviu pão , bolo e leite para o matador se alimentar.

Marlon agradeceu e serviu comendo com certa vontade aquelas primeiras horas que chegou na cidade não comeu nada somente tomou uma cerveja na estrada quando parara para abastecer o carro.

Nina voltou a preparar o almoço e vez ou outra respondia perguntas do humano sobre o estado de Louis que deteriorava a cada dia.

Nesse momento ouviram barulho de moto e a porta se abrir logo em seguida um baque de alguém caindo no chão. 
Ambos se apressaram para chegar a sala e depararam com Nero muito soado e vermelho. 

-Sr Nero ...!!! -Nina se apavorou e correu para ele tentando ajudar.

Marlon bufou e de certa forma ficou preocupado.

-Que merda, Sorel! -chegou perto e agachou ajudando a levantar e sentar ele no sofá. -Em vez de ajudar um, vamos ter que ajudar dois? -Marlon resmungou .

Nina olhava desesperada e rapidamente foi a cozinha pegar sangue e água. Voltou correndo com ambas em mãos. 

-Eu não sei o que fazer , então trouxe água e sangue...-Entregou a ele.

-Minha nossa Sorel , esta fedendo que nem gambá morto na estrada ...-coçou o nariz-

Ambos estavam ali parados esperando ver se ele melhorava.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...   Hoje à(s) 21:19

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 6 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» PokeWorld - O mais novo servidor de Poketibia!
» Fukuchiyama - Novo Lar... Novo começo...
» S.P.E. - O Novo Começo (Crônica Oficial)
» Layout Youtube (Novo)
» O mais novo site de leilões da internet

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: World Places :: World Places-
Ir para: