Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
InícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» Sala do Trono
Dom 3 Set 2017 - 16:34 por Adrian Ivashikov

» Green path - Central Park
Dom 3 Set 2017 - 15:39 por Tohru Kuran

» Royal Kinnokate
Dom 2 Jul 2017 - 11:01 por Makie

» Clã Sorel - Roma
Sab 1 Jul 2017 - 16:43 por Master

» Galpão - Fazenda Casa Grande
Sab 1 Jul 2017 - 16:11 por Master

» A missão ?! - Cidade Alta
Sab 24 Jun 2017 - 21:16 por Makie

»  Lirion Gatemberg
Sab 24 Jun 2017 - 18:18 por Master

» Hall de entrada/sala da mansão
Seg 19 Jun 2017 - 18:15 por Dorii'

» Sala de Estar e Jantar
Dom 18 Jun 2017 - 21:50 por Dorii'

Buscar
 
 

Resultados por:
 
Rechercher Busca avançada
Votação
Como conheceu Vampire Knight?
1. Através do mangá.
34%
 34% [ 23 ]
2. Através do anime.
66%
 66% [ 44 ]
Total dos votos : 67
Top dos mais postadores
Dorii'
 
kagura
 
Lohanne
 
Master
 
Aga-chan
 
Fabi
 
Fernanda Shanira
 
Marcelo
 
Hauro
 
Alucard
 
Novembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
CalendárioCalendário

Compartilhe | 
 

 [Apartamento 402 ] Daryl Cannigan

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: [Apartamento 402 ] Daryl Cannigan   Qui 21 Abr 2016 - 20:01

[Apartamento 402 ] Daryl  


Cozinha 


Quarto 


Banheiro



~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Luthica
C
C
avatar

Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)
Posts: : 484
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: [Apartamento 402 ] Daryl Cannigan   Qui 21 Abr 2016 - 21:21

Naru tinha voltado para o condomínio como Daryl tinha mandado. Isso por si já era bem triste principalmente depois de uma conversa onde ela explicitamente pediu para deixar de ser sua lacaia. A japonesa abraçava com força a pasta e não soltou até entrar na sala. Deixou a pasta em cima da mesinha de centro e fechou todas as cortinas para que ninguém visse nada. Um capricho bem desnecessário porque ninguém a veria por ali. Era apenas uma forma de demorar ao máximo.

Olhou o celular. Nenhuma mensagem nova. Estava muito preocupada com Nero e até mesmo com Daryl, que tinha demonstrado um comportamento completamente fora do comum. No castelo, criados dos Cannigan já tinham comentado com ela como a família toda era louca e não muito confiável e que era raro, mas até o rapaz podia agir como um verdadeiro membro da família, ser rude, sarcástico e insensivel. A garota procurou em celular fotos que tinha tirado da outra casa. Queria estar morando ali já, não mais ocupando aquele ambiente que naquela noite parecia tão opressor.

Olharia a pasta? Se aquilo foi o suficiente para transformá-lo, imaginava se teria estrutura para verificar o conteúdo.

Sentou no sofá, tirando os sapatos. Depois de um tempo já tinha até deitado e fitado o teto por um tempo.

Nenhuma mensagem, nenhum retorno... e a pasta em cima da mesa. Por que tinha uma foto de Lily lá dentro? Se tivesse alguma coisa a ver com seu sonho, era muito importante que ela descobrisse para tentar fazer alguma coisa.

Esperou mais um pouco, cantarolando baixo. Aquele tal de Orion era muito assustador e estava querendo fazer uma maldade contra Nero. Se ela não olhasse aquela pasta, isso significaria uma vantagem para ele? Tinha que saber o que havia lá dentro para poder contar a Nero se isso fosse um risco para sua vida. Não poderia mostrar a ninguém, ele disse. Mas ela não era mais uma lacaia! Tinha o direito de escolher.

Sentou-se e puxou a pasta para o colo, finalmente abrindo.

Lembrou-se dos caçadores que apareceram na festa de Ano Novo e como Nero estava se esforçando para limpar o nome de Lily. O mundo dos vampiros era assustador. Cada linha nova era uma suspresa triste. Não conseguia imaginar o ruivo fazendo nenhuma daquelas coisas. Nem visualizava a amiga como uma pessoa perigosa. Lembrava do aparelho explodido e pensava se ela só usava aqueles poderes para algumas brincadeiras e era mal compreendida. Não dava para pensar na vampira como malvada. Só podia ser alguém como Orion a incriminando de propósito.

Chegando na parte da morte de crianças, sentiu uma pontada no peito. Não queria acreditar que Nero tinha obrigado a garota a fazer aquilo e nem que ela o tinha feito. Era muito triste. Só conseguia lembrar do pai postiço carinhoso, que a tinha abraçado quando teve um pesadelo, e na amiga de todas as horas. Parou de ler os detalhes. Pulou uma folha, bateu o olho em outro parágrafo e logo estava com várias fotos antigas em vista. Quem eram aquelas pessoas? Resolveu ler com atenção aquele pedaço.

- Mentira... - murmurou arregalando os olhos e a imagem daqueles recentes momentos felizes pulou na sua cabeça.

Não reconhecia aquela pessoa descrita naquelas folhas, principalmente nas finais. Lágrimas já escorriam livremente por seu rosto.

Cruel... Isso é muito cruel... Por que fez isso, senhor Sorel?

Empurrou a pasta com as fotos para o lado, enterrando a cabeça entre as mãos. Não podia ser verdade!
A pessoa que ela conhecera era tão diferente... se recusava a acreditar que o ruivo tinha cometido aqueles atos. Não combinava. Gente ruim não conseguia enganar tão facilmente. Aquele Orion já tinha cheiro de louco...

- São vampiros.

Bem já lhe tinham dito. Criaturas bestiais que faziam atrocidades por sua sobrevivência. Todos eles eram assim. Até Lily? Até.. ela?

- Não, eu acredito na bondade deles. Eu acredito... - repetia chorando sem parar. A garota deitou no sofá, empurrando a pasta com o pé. Mesmo que Daryl não tivesse mandado, ela não teria para quem pedir ajuda.


~ * ~

Quando Daryl chegou em casa, encontrou a menina ainda jogada no sofá e reparou que a pasta estava no chão. Suspirou. Será que ela não tinha entendido que era para esconder aquilo?

- Então você leu - comentou recolhendo os documentos, evitando olhá-los novamente.

A menina fitava o nada. Concordou com a cabeça. Depois lentamente se sentou.

- Prometa que não vai contar nada a ela.

Naru o observou um pouco irritada com aquela ordem. Era claro que não contaria para a amiga aquela coisa horrível! Não saberia que palavras dizer. Mas ainda asssim, achava que ela merecia saber...

- Isso tudo é..verdade? - O loiro concordou com a cabeça, fazendo a vampira franzir a testa em ar choroso. - Mas então...

- Então que o importante é você não contar nada. Você entendeu? É o mais importante.

- Não é não! - protestou, encarando-o. - Não posso deixar a minha amiga vivendo com um assassino! Ela é a sua-

- É o que você acha? - a menina olhou de volta, confusa. - É realmente o que você acha: que ele é um monstro?

Naru curvou as costas, olhando para baixo. Não sabia dizer mais. Não queria desconfiar de Nero, nem de tudo que tinha passado com eles. Gostava de verdade de seu novo pai.

- Eu gostaria de ficar aqui e discutir isso com você, mas eu não posso. Eu também fiquei chocado. Mas ainda bem que algo em mim me fez entender. Não é um ato bonito. Não foi nada nobre, foi monstruoso, foi horrível. Mas foi esse o Nero que você conheceu? - ela negou com a cabeça. - Aprenda uma coisa sobre nós, menina. Temos tempo demais para nos tornarmos as duas coisas. Vampiros não são anjos e criaturas bonitas. Nós somos monstros sim e o que fazemos o tempo inteiro é tentar manter em nós a maior porcentagem sã possível. - suspirou, fechando a pasta. - O Nero... também é as duas coisas. Isso que está aqui é só a pior parte dele. O pior do pior. O resto... foi o que nós conhecemos. Então é por isso que eu não quero estragar toda essa parte para a Lily. Isso é muito pior para ela do que para mim ou você. É a história DELA aqui dentro. A história que ela sonha por anos e construiu bonito do jeito dela. O Nero matou os pais dela. Mas você quer ir lá e acabar com o único parente que ela acha que tem?

Daryl tinha passado o caminho todo pensando naquilo e falava com pesar na voz. Também achava extremamente difícil defender aquele ponto. Naru voltou a chorar. Também não queria ter perdido a inocência daquela família. Será que era melhor mesmo não saber? Mas odiaria qualquer pessoa que tivesse voluntariamente contado. Não queria estragar o mundo lindo de sua melhor amiga e irmã.

- Então prometa que não vai contar. Só peço isso de você

Naru não sabia o que dizer. Uma promessa era algo muito forte. Não queria aceitar aquilo e depois se arrepender.

- Não é o momento. Está bem? Talvez chegue um dia em que isso pareça certo. Mas ao menos não faça isso de um jeito que colabore com os planos daquele vampiro. - Virou as costas e começou a ir para o quarto, guardar a pasta em uma gaveta trancada. - Eu vou sair. Não me espere.

Daryl não achava que podia contar completamente com Naru para manter o segredo, mas confiava na timidez dela para não fazê-lo sem as provas de Orion e muito menos naquela noite. Ele passou pela garota, que continuava cabisbaixa no sofá. Naru ouviu a porta fechando, sem dizer nada. Na noite seguinte, ela pensava em sair daquela casa e iria viver com os Sorel, mas agora isso mudava um pouco os planos. No momento, o melhor era ficar lá dentro. Não saberia como reagir se encontrasse os dois ainda e tinha uma noite toda para pensar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luthica
C
C
avatar

Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)
Posts: : 484
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: [Apartamento 402 ] Daryl Cannigan   Dom 24 Abr 2016 - 14:03

Volta para o condomínio tinha sido de muita perturbação mental para Daryl. A proposta daquele detestável membro da família Sorel ainda o incomodava profundamente. Deveria avisar Nero o quanto antes.

Como poderia afastar a vampira do pai sem que isso parecesse doloroso? O ruivo havia pedido para que ele se casasse com ela e a levasse embora. Isso era uma opção, mas o que diria depois se a garota descobrisse que seu pedido era uma mentira? Não parecia certo. Era como uma armação que sua família estava acostumada para purificar o sangue.

A resposta mais fácil, por enquanto, era Naru. A garota era sempre motivo para que a namorada dar atenção. Se ela pedisse, tinha certeza de que Lily passaria um período longe de Nero sem nem se dar conta. Mas como? Tinha aquele festival, que poderiam ir sem a presença do sogro. Seria uma demonstração pública de que o plano dava certo. Mas o que era mesmo? Sua lacaia agora queria se tornar uma Sorel... Talvez pudesse usar isso.

Rodou a chave em casa e abriu a porta, encontrando o sofá já transformado em cama, onde ela estava sentada, mexendo em seu Macbook. Notou o quanto ele mesmo precisava descansar, mas a noite ainda não tinha acabado. A japonesa apenas olhou de canto para ele e o ignorou. Estava ressentida? Nunca tinha visto aquela atitude em sua lacaia. Tinha ficado atrevida... era por isso que o laço de sangue era uma opção para serviçais de confiança em famílias tradicionais.

Caminhou pela casa deixando seus pertences nos devidos lugares no caminho. O silêncio continuou entre eles e Daryl decidiu seguir para o banho.

Um dos motivos para tirar Lily de Ambarantis durante um período considerável seria uma viagem. Não a Paris, como ela sonhava, pois isso seria impossível com a ficha suja dela. Mas talvez...  Sua mãe. Podia levá-la para conhecer sua mãe. Estaria pronto para aquele tipo de estresse? Poderia ir além e apresentá-la para toda a família. Isso era quase como anunciar um casamento. Estava pronto para fazer a menina se desencantar por ele? Era o que menos importava, pensou. Sabia que sua família lhe daria o trabalho do mundo necessário para segurá-lo por dias fora e deixar Orion contente. Talvez pudesse ir além: fingir que o motivo principal de sua viagem era pedir permissão à mãe para libertar Naru de suas obrigações. Talvez lhe designassem uma nova pessoa. Isso era uma boa desculpas. Seria vergonhoso e totalmente inesperado. Ficaria falado. Mas isso certamente deixaria Lily animada. Estava decidido.

Debaixo da água, lembrava-se dos momentos que tinha passado com aquela vampira e como se apaixonou por ela de uma maneira que estava disposto a qualquer coisa, ainda que fosse mentir. Cerrou os punhos, dando murros de lado nos ladrinhos, apoiando sua cabeça neles e permitindo-se desafogar seu ódio triste por alguns instantes.

~~ * ~~

Naru estava ansiosa. Sua tentativa de ignorar o loiro tinha dado certo. Mas agora ela ficava encarando a página de descontos em roupas sem verdadeiramente ler preço nenhum. Lançava olhares em direção ao quarto do rapaz. Deveria ter falado com ele! Agora teria que esperar até a noite seguinte. Culpava-se a todo instante.

De repente, o rapaz surgia na porta da sala, com uma blusa simples azul e calça cinzenta.

- Que bom que está acordada. Precisamos conversar  - o rapaz se aproximou da cama e sentou-se na beirada. Naru concordou, colocando o computador de lado. - Eu conversei com Nero. E depois com aquele vampiro de mais cedo - A menina arregalou os olhos, ansiosa.  - Nero admitiu seus atos e se mostrou bem arrependido. Ele realmente era essa coisa horrível que nós pudemos ler, mas foi conquistado por Lily pouco a pouco, como você nem deve ter duvidas do motivo.  - Naru deu um sorriso triste. Era verdade. A amiga era mesmo incrível. - Hoje ele está se arriscando e se esforçando ao máximo para limpar a ficha dela, colocando até sua cabeça a prêmio em acordos muito perigosos. - Naru tinha pulado a parte que falava sobre Magnus e aquilo não tinha sigo muito marcante para ela, mas entendia do que ele falava.   - Sinto muito se fui grosseiro mais cedo. Eu também não estava lidando bem com a situação. - Admitiu, fazendo a menina assentir. - De qualquer forma, fiz um acordo com ele e depois fui procurar Orion. Ele é mesmo irmão de Nero e tem um sentimento de vingança tão aflorado que faria qualquer coisa para prejudicá-lo. -  Naru sabia que ele não era coisa boa. Achava que ele teria tudo a ver com o sonho que desgraçava seu pai. - Por isso, eu resolvi ser essa ponte. A ponte que Orion precisava para prejudicá-lo. - Naru franziu a testa e o encarou, brava. Como ele se atrevia a fazer isso?   - Mas isso porque assim temos controle sobre seus planos. Ou pelo menos, parte deles. - A garota olhou desconfiada, mas mais calma. - E é por isso que eu quero a sua ajuda. - fez uma pausa finalmente, desconfortável.

- Minha ajuda?

- Isso.

- E o que eu tenho que fazer?

Daryl ponderou. Não sabia mesmo o que ela precisava exatamente fazer.

-  Deve impedi-la de ficar muito tempo com Nero. Temos que afastá-la dele.

- O QUÊ!? Não! Isso não! Ele vai sofrer muito! Por que você disse que faria algo assim? O que ele ganha com isso?

- Exatamente. Ele sofreria muito. É o que Orion quer. Mas... ele já vai saber disso. Vamos combinar isso com ele e tentar fazer isso da forma menos dolorosa possível. Tudo bem?

- Não, isso é cruel. Lily-san também vai ficar muito triste. Por que tem que fazer exatamente como ele quer?

- Não se ela se afastar sem querer, para coisas divertidas, para obrigações ou até mesmo... para ajudar a amiga dela a se tornar uma Sorel

- Como? Não estou entendendo... Por que eu estou envolvida nisso?

- Mais cedo você me pediu para deixar de ser minha lacaia, certo? Bem. Eu não posso fazer isso sozinho. Você presta contas para a minha família. - Naru pareceu confusa e ao mesmo tempo indignada que estava ouvindo aquilo. - Nao se preocupe. Não é "de verdade". Nós vamos viajar, é claro. Vamos conversar com minha mãe. E tudo isso vai levar um tempo.

- E-eu pedir a senhora Cannigan para abdicar dos meus serviços? - abaixou o rosto, assustada.

- Eu disse para não se preocupar. Você não precisará nem mesmo sair daqui.

- Não?

- Fique aqui com Nero, ajude-o como precisar e mantenha contato conosco. Preciso de você para me contar se algo estiver acontecendo. Além do mais... eu só quero levá-la até York para podermos resolver seu impasse. Intercederei por você, mas em troca, peço que colabore comigo... e com Nero também

- Eu não sei...

- Você lembra de como Orion chegou até nós vomitando a verdade sem quase nos dar opção de escolha. Quer mesmo que ele seja a pessoa contar isso para ela?

- Não...

- Se quer ser uma Sorel, está na hora de enfrentar o segredo de família. Tenho certeza de que Nero vai valorizá-la por isso. Posso contar com a sua ajuda?

Naru refletiu durante algum tempo. Era claro que estava sendo vítima de um tipo suave de chantagem. Mas fazia sentido. Achava injusto que Lily ficasse sem saber daquela história, mas não queria que fizessem mal a Nero. Gostaria de colaborar com a família, se aquilo fosse o melhor para todos. Assim, quem sabe Nero poderia ouvi-la e tentar contar a verdade de uma forma menos dolorosa? Não desistiria daquilo tão facilmente. Mas por enquanto, queria combater Orion como todos eles.

- Está bem... Mas não vou mentir. Não quero que me usem para forjar uma amizade com ela. Eu quero poder continuar como estamos.

- Fica a seu cargo escolher como vai manter a Lily longe de Nero... e do tio. Isso não vou me meter. Mas lembre-se que se a verdade vazar, não vai adiantar você tentar se tornar uma Sorel, pois essa família não vai mais existir.

- Eu entendi. Vou lutar para proteger a minha família - disse sem afastar o olhar, determinada como ele nunca tinha visto. Daryl sorriu. Estava lidando com uma vampira com um pouco mais de personalidade do que a que estava acostumado e isso a fazia respeitá-la um pouco.

- Nesse caso, eu agradeço. Acho que acabamos aqui.  - O rapaz levantou-se e seguiu em direção ao quarto. - Tenha um bom fim de noite.

- Oyasumi...

A menina olhou para cima, como se buscasse orientação dos pais ou de alguma força. Não achava a ideia daqueles dois muito boa, mas se era a única forma de ajudá-los, ela tentaria.

[/encerrado aqui =)]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2389
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: [Apartamento 402 ] Daryl Cannigan   Dom 24 Abr 2016 - 20:50

Arco encerrado - Daryl / Órion / Nero / Naru


Pontos do arco para cada char + 5


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Apartamento 402 ] Daryl Cannigan   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Apartamento 402 ] Daryl Cannigan
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Varanda...
» {Apartamento Dos Lockser Emiya}
» no exercito do senhor do tempo...
» Aradia x Dave
» [Apartamento 205] Alanis Montoya

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: Ambarantis :: Cidade Alta :: Condomínio ~ Atol da Fiore's-
Ir para: