Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Só mais uma chance... para nós!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Só mais uma chance... para nós!   Sex 8 Abr 2016 - 19:14

Só mais uma chance... para nós!
One shot Louis e Nero


Serras de Ambarantis
Spoiler:
 


Spoiler:
 


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D


Última edição por Master em Dom 17 Abr 2016 - 21:19, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Seg 11 Abr 2016 - 22:04

+ Louis + Skye + Noah +





Louis forçava a visão para enxergar, mas havia uma escuridão tão densa que não sabia se arriscava andar ou ficar ali parado esperando. Mas quanto tempo esperaria? Relutou um pouco até decidir mexer a perna e deslisar o pé esquerdo para frente, estava descalço, isso ele pode perceber tanto quanto seu corpo. Tocou-se notando que estava sem roupas, mas no escuro aquilo não foi tão importante. Tateou o nada buscando algo sólido a sua frente para apoiar-se e conseguir andar.

Conseguiu dar alguns passos até avistar um ponto iluminado o seguiu com cuidado, conforme andava o ponto se tornava maior e algo se iluminou, sentiu um calor tocar-lhe a face e tudo se iluminou, era tão claro que seus olhos arderam fazendo imediatamente fecha-los.

~ Abra os olhos...

- O que?

~ Abra os olhos... Louis...

A voz era familiar, transmitia segurança e até uma certa proteção. Piscou os olhos, tentando abri-los para ver quem o chamava, quando conseguiu focar a visão se espantou e ao mesmo tempo sentiu uma imensa alegria invadir seu coração. O sorriso no canto dos lábios e a trança caindo sobre o ombro... Ele estendeu a mão para que o moreno a segurasse. A luz forte que o cercava não permitia que Louis olhasse muito para seu rosto só conseguia ver os lábios e a trança cor alaranjada caída pelo peito que tinha uma blusa azul desabotoada deixando parte do peito aparecer. 


Louis estendeu a mão para segurar a dele e quando sentiu os dedos entrelaçarem sorriu emocionado, era uma saudade imensa, queria abraçá-lo, toca-lo e se aconchegar em seus braços andou até ele, mas sentiu algo impedir, a mão que segurava o forçava a ficar ali parado. 


- Nero...?

O rosto mexeu negando com a cabeça a aproximação do moreno.

- Por que?

Ainda olhava-o quando sua mão começou a arder, sentiu aumenta aquele ardor quando baixou os olhos se apavorou. O braço estava queimando em chamas roxas vivas e que subiam pela pele rasgando e ferindo. Tentou desesperadamente se soltar, chorando de dor, gritando para ele parar.

-NEROOO... por favor... - Quando voltou a se olhar o corpo todo estava em chamas.

Puxou novamente com uma dor imensa a mão que o ruivo segurava e sentiu soltar. O solavanco jogou-o para trás, caindo no chão em chamas tentou rolar para apagar o fogo do seu corpo, sem sucesso as chamas aumentaram e o moreno se viu desmanchar em cinzas olhando para a silueta de Nero.

Skye correu pelo quarto indo para a cama de Louis, o vampiro se debatia desesperado e chorando, ela tentou segurar e acalma-lo tocou o rosto dele e segurou -o pedindo para se acalmar, começou a induzir uma ilusão na mente dele. Assim o moreno foi se acalmando.

Noah estava ao lado da cama olhando a cena e assustado, ofegava depois de ter corrido pelo corredor ouvindo os gritos do pai, esperou até que ela conseguiu acalmá-lo.

_O que foi isso?

_ Provavelmente um pesadelo.

Noah estava tenso e preocupado, começou a sentir que precisava ficar perto do pai, olhou -o e tocou seu braço, fazendo carinho.

_Estamos aqui pai, você não está sozinho.

Skye sorriu carinhosa para o irmão e o chamou para deitar com ela ali ao lado do pai.

_Vamos ficar ao lado dele até acordar .

O Menino fez com a cabeça que sim e abriu um enorme sorriso e ambos deitaram ao lado de Louis e ali adormeceram depois de Louis ter voltado a se acalmar e dormir novamente. Os medicamentos que Victor dera a Louis eram tranquilizantes tão fortes que aquela primeira noite ainda estava sobre o efeito dos medicamentos. Aquele primeiro dia seria estressante para ambas crias daquele moreno, tiveram que por muitas vezes segurar o pai que tinha crises e convulsões devido a necessidade das pastilhas, ela aplicou as injeções que sua tia havia preparado e que o efeito foi fazendo ele voltar a se acalmar. Quando ele voltou a dormir deitaram ambos ao lado dele esperaram e por fim tudo se normalizou e os três dormiram.


Louis abriu os olhos, podia ouvir o barulho familiar, talvez chamas em madeira, o ar era quente e aconchegante e tinha um leve arroma de terra molhada vindo de uma brisa que tocou suave seu rosto. Abriu os olhos vagarosamente e encheu o peito de ar para por fim abri-los completamente. 


Tentou se levantar, no entanto seu corpo não obedecia, a garganta estava amargando e seca tateou o lugar onde tudo ainda estava com imagens distorcidas, sentiu algo ao seu lado mexer e se assustou afastando com muita dificuldade o corpo.

Sua mente em alto defesa fez rosnar baixinho para intimidar quem estivesse ali, não reconhecia ainda os contornos, notando que havia dois ali junto a ele.


Skye sentiu algo se mexer e olhou para Noah pensando ser ele quando ouviu o rosnado baixo do lado oposto. Espantada ela vira o rosto para direção dele, sorriu ao ver que o pai acordará, mas por está confuso assumiu a pose de defesa rosnando para eles dois.

_ Pai... sou eu pai... Skye... - ela falava baixo e suave para ele não se assustar e atacar ambos ali na cama.

Louis mantinha a pose acuado na cabeceira da cama olhava em volta confuso e com expressão assustada.

_Pai...- tocou Noah para acordar e o menino relutou, resmungando algo quando ouviu um outro rosnar.

_O que é isso...? - ergueu a cabeça e viu o pai com olhos vermelhos para ambos. _ Skye... ele...

_Pai … olha somos nós, Skye e Noah... - Olhou no canto dos lábios . _ Acenda a luz .

Noah assim o fez, levantou da cama e andou ate onde era o interruptor e acendeu , a claridade fez Louis imediatamente cobrir os olhos e resmungar quando a filha o tocou e o fez sentir sua presença.

_Skye...?

_Pai … sim sou eu... Está tudo bem agora, tiramos você de lá, esta a salvo.

_Sk..kye...- ele tirou a mão dos olhos e tentou acostumar a visão a claridade, quando conseguiu suspirou baixo ao reconhecer a filha. _Viva...?

_Estamos vivos pai.- Noah se aproximou da cama e olhou-o sorridente.

_NOAHH...- esticou os braços para ele tentando chegar, mas o corpo ainda estava fraco e ele caiu pra frente sendo amparado por Skye.

_Calma pai, nós estamos aqui...- a garota abraçou ele fazendo carinho nos cabelos desalinhados e curtos. _ Estamos todos vivos.

Noah subiu na cama e abraçou o pai apoiando para ele se sentar junto com Skye, os três ficaram abraçados, o moreno chorava agarrado a eles, soluçava entre as lágrimas.


_Vivos... vivos... 


Depois de alguns minutos em silêncio os três ficaram deitados na cama e olhavam a lareira cuje o fogo ainda queimava as madeiras em brasas e o som suave da neve batendo no telhado da cabana.






Finalmente uma luz na escuridão...


… Faltam 4 dias para o Natal...


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Ter 12 Abr 2016 - 4:47

+ Louis + Skye + Noah +
Louis observava Skye ajeitando as roupas no guarda roupas, seus olhos acompanhavam a filha reparando em cada detalhe dela. Havia espichado e como ficara bela e encantadora. Se tivesse a vida normal provavelmente teria vários pretendentes. Suspirou baixinho encostado nos travesseiros que apoiavam na cabeceira da cama, recebia sangue por transfusão e podia se sentir mais forte, já conseguia sentar sozinho no entanto suas pernas estavam atrofiadas pelo longo período deitado amarrado em uma cama. Ele continuou olhando a filha que virou o olhar para ele dando um belo sorriso que fez Louis se encantar.
_Você cresceu rápido, está tão bonita... - sua respiração acelerou conforme a garota se aproximava dele. _Tão bela que me emocionei...-baixou o rosto corado.
Ela ficou surpresa com aquela atitude, antes ele era obcecado por destruir Magnus que não se atentava a esses detalhes e agora estava reparando nela pela primeira vez depois de décadas.
_Nossa pai, assim fico sem jeito. -Se aproximou dele e olhou a bolsa de sangue que estava acabando. _ Então como esta se sentindo?
Ele olhou para si e diz com um sorriso largo.
_Grato.
Ela olhou um pouco e depois sorriu. 
_Eu me sinto grata pai por ter tirado de lá vivo. - sentou ao lado dele e afagou a mão mutilada. _ Sente mais forte para tentar andar ?
_Eu acho que sim ... Eu já sinto as pernas e consigo mexer um pouco. -olhou a bolsa de sangue pendurada no pedestal ao lado da cama e depois sorriu a ela. _Acho que mais uma dessa já seria o suficiente para andar.
Ela olhou concordando.
_Vou trazer mais. - Ela se levantou e saiu do quarto para buscar outra bolsa de sangue.
Noah entra no quarto com o game, distraído e senta nos pés da cama. 
_Noah me ajude a levantar. 
O garoto parou o jogo e olhou-o um pouco preocupado.
_Pai, ainda não esta forte para isso.
_Eu só queria mostra a sua irmã, pelo menos ficar de pé. - Ele olhou o filho com brilhos luminosos no olhar.
Noah suspirou baixinho e resmungou algo como quem poderia resistir aquele olhar? Ninguém. Levantou dando a volta na cama parando ao lado dele.
_Me dá sua mão se apoie no criado mudo com a outra. -estendeu a mão.
Louis puxou a enorme manta deixando as pernas livres para deslizar para fora da cama. Olhou para o filho e segurou sua mão, fez o que ele mandou e a outra mão apoiou no criado mudo.  
Nesse momento Skye entra pela porta com a franqueira térmica onde conservava a bolsa de sangue e se assusta vendo o pai ajudado pelo irmão levantar da cama e chama atenção deles.
_Minha nossa, deixo os dois sozinhos e aprontam.
Eles foram pegos de surpresa e Louis acaba pisando em falso caindo sentado no chão ao lado da cama. 
_PAIII....!!! - Skye corre deixando no chão a frasqueira e vai o pai rapidamente.
Louis olha para Noah e começou a sorri baixo, sua mão direita tocou uma pasta que ao tentar se apoiar veio a cair sobre seu colo espalhando aqueles documentos. 
Ele ria daquele tombo se divertindo com Noah tentando ajudar a se levantar. Ambos riam juntos.
_Deixo vocês dois a sós e... - Ela parou de falar quando viu a pasta com os papéis sobre Nero espalhados. Correu falando com eles e catou rápido para o pai não ver. 
_Estou bem filha, vou te ajudar...-Louis pegou os papéis e entregou a ela quando pegou a última folha viu o nome de Nero, parou e olhou a folha com calma. _O que é isso? Esse papel diz que ... -lia nervoso aquele documento. _Skye isso ... Nero... 
Skye engoliu seco e pegou os papéis. 
_Pai, não era para você ver isso... Por favor me entregue ...
_Não...  Eu quero ver o resto...-Louis respirava cansado. _Mostre o resto. 
Ela relutou, mas no fim entregou observando as reações, ajudando ele  sentar novamente na cama.
_Isso... são os crimes que ele cometeu?...- estremeceu sentindo o corpo gelar sua vista ficou turva e o quarto começou a girar . Ouviu os filhos chamando o longe. Louis acabou desmaiando sobre os papéis.

*********
+ Alanis +
A morena estava que era só felicidades dirigia o carro pela estrada com seu vampiro ao lado no banco do carona. Queria chegar logo e ver Louis,  abraçar e matar a saudade.
_Baby, estou tão ansiosa em vê-lo.
Pisou um pouco mais no acelerador para o carro ganhar mais velocidade. 
Ela tinha feito todo um esquema para poder ver o irmão sem levantar suspeitas. Juntos a eles, vinha Pierre que foi ordenado por Marlon a cuidar da segurança de Louis e os filhos.
_Srta Alanis, estou como a senhora querendo ver como o chefe está.
Pierre sorriu um tanto bobo para ela que olhou pelo retrovisor do veículo.
_Pierre já sabe o que te falei, nada de citar o nome daquele maldito ruivo.
_Eu hen... Claro que não....-Pierre ficou sério. _ Imagina que foi ficar falando disso, chefe sofreu muito.
_Perfeito, boca calada!!!!
Ele olhou a e bateu contonecia para ela.
Alanis revira os olhos e voltou atenção a Órion. 
_Estamos chegando já vejo a chaminé do chalévque ficava no final da estrada de terra coberta pela neve.
Assim que desceram do carro, estacionar na garagem coberta.
_Chegamos...Skyeee ...Noahhh...
Com ajuda de Orion tirou coisas do carro e levavam para a cozinha. 
_Eles estão demorando, vou até o quarto dele Louis devem esta com ele.
Subiram as escadas e quando entrou pelo quarto viu Louis chorando e os filhos tentando consola-lo.
_Você não tinha como saber pai...
_Eu fui ... idiota... coloquei vocês em perigo... perto de um assassino...- Louis soluçava entre as lágrimas e aquelas palavras. _ Ele podia ter feito mal a vocês.
Noah olhava ali entre eles de pé e sem entender bem o que estava acontecendo, mas sabia que era sobre o Nero.
Ele ia falar algo quando Alanis entrou e  o olhou séria.
_Noah ... Pierre veio te ver e vai ficar com ele, deixa que cuidamos de seu pai.
O garoto relutou, mas acabou fazendo o que ela mandou e saiu do quarto.
_Louis...Eu venho te ver e te acho assim descontrolado.
_Alanis ... eu não te ouvi... ele ... Nero me usou...- o moreno ficava confuso a cada minuto.
Skye abraçava o pai tentando acalma-lo.
_Não chore Louis, esse vampiro não merece suas lágrimas. -segurou a mão do._Não vou deixar que ninguém lhe faça mal, nem ele e nem ninguém.



~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D


Última edição por Master em Qua 13 Abr 2016 - 21:03, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Ter 12 Abr 2016 - 5:13

| Orion |


O vampiro estava sentado no banco do carona com uma expressão calma conforme Alanis dirigia o carro. Não parecia se importar com a velocidade que ela dirigia o carro, aquilo não o assustava. Olhava curioso o vampiro desconhecido no banco de trás, mas não o considerava uma ameaça. Parecia um tanto... desmiolado, aquele tolo. Ao que parecia era amigo deles e também ajudara com a fuga do sobrinho de sua namorada.

O loiro hesitou um pouco ao sair do carro, mas a seguiu ajudando a levar o que ela pedira. Assim que ela subiu Orion a seguiu, ainda em silêncio até ver aquela cena. Sua expressão se fechou e ele suspirou. Mesmo depois de Louis estar livre seu maldito irmão ainda o atormentava. Ver o outro debilitado daquela forma sofrendo por causa de Nero trouxe memórias desagradáveis e raiva para o loiro.

- Ele realmente não merece as tuas lágrimas, sr. Louis - Orion concordou, ainda parado na porta - Ele não irá mais feri-los. Nem a ti e nem a teus filhos. Lamento que descubra sobre a índole de meu irmão desta forma. No entanto, é melhor que saibas com quem se metera... 

Ele olhava sério e direto para eles. Reconhecia a pasta pois fora ele quem dera aqueles arquivos.

- Infelizmente... fui eu quem fez esta pesquisa... Eu sinto muito. Gostaria que ele não o houvesse feito sofrer tanto - suspirou chateado.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qua 13 Abr 2016 - 8:40

+ Alanis +



Tocou o rosto pálido e magro do irmão passando a mãos para enxugar lhe as lágrimas. 
_Vamos se acalmar, sabemos que foi um erro, mas nada adianta lamentarmos por isso. - Ela falava com voz suave para tranquiliza-lo. _O mais importante é fortalecer para irmos embora desse lugar.
Ele olhava-a, o vampiro ainda fungava entre lágrimas e soluço, sua cabeça pesava a sede por sangue aumentou. Não conseguia pensar com clareza estava confuso e desorientado.  Desde que iniciou aquele envolvimento com o ruivo sabia e pelos poderes que ele não era confiável. Sentia a traição como um punhal em seu peito, mas ele também não o usará? Queria ter como mais um aliado contra Magnus, o seu erro foi a maldita paixão, se perdera naquele sentimento e descobriu que por ele perdeu não só o aliado, mas o controle de todo seu plano para destruir Magnus. Se existia um culpado de seu próprio sofrimento era ele mesmo.
Suas lágrimas eram de medo, aquele que sofrera na mão de um psicótico como Victor, o fez temer ainda mais aproximação de um outro que poderia provocar aquele sofrimento. 
Skye preparou outra bolsa de sangue e junto com Alanis acomodou na cama ouviu o vampiro estranho lhe falar seu olhos opacos lhe deram atenção.
_Quem...é ?
_Você já o conheceu ... Órion, irmão daquele maldito.- a morena adiantou a resposta. _ Louis esqueça tudo, você esta livre e logo todo vamos embora dessa cidade para sempre. 
_Eu quero vê-lo.
_Vê-lo?... Quem...
_Nero... quero vê-lo... quero ...
_Nem pensar Louis... Ninguém pode saber que esta vivo.- Tirou de uma frasqueira seringa e um medicamento e preparou para aplicar nele. _Esquece isso, vou aplicar essa injeção é algo para lhe fortalecer, quero que descanse. - aplicou e assim que injetou todo o medicamento pelo seu braço, tirou descartando a seringa e guardando o restante do remédio na frasqueira.
Eles esperaram que Louis dormisse, o que não demorou muito e Alanis chamou Skye e os demais para saírem do quarto. 
Todos na sala, a morena deu instruções a sobrinha Skye para aplicar uma ampola por dia em Louis.
_Skye tudo que Louis pedir não faça se for relacionado a Nero, já esta mais que comprovado que ele não presta e estamos pondo um ponto final nisso, ok?!
_Tudo bem tia, não quero mais ver meu pai sofrendo. 
Algumas horas depois eles se despedem e deixam Pierre com os irmãos. 

*************
+ Skye + Louis + Marlon +

Skye voltou para o quarto e quando entrou encontrou Louis sentado na cama olhando a janela perdido com olhar sem vida e expressão cansada.
_Pai, deveria esta dormindo...
Aproximou sentando ao lado dele na beira da cama.
_Eu sei que não me querem perto dele, também não quero por perto mesmo que aqui - colocou a mão mutilada sobre o peito. _ queira o contrário,  ainda assim tenho que vê-lo, não preciso aparecer para ele só ver já me seria suficiente. 
_Pai, mas é arriscado e se te pegarem? 
_Eu já recebi sangue o suficiente para ter melhorado, mas a sede, a garganta queimando isso eu vou levar por um longo tempo. - Respirou fundo _Eu só quero esquecer e por um ponto final.
A garota suspirou não sabia o que fazer, se levantou e o deixou a sós no quarto dizendo que veriam isso depois. Quando estava fora do quarto pegou o celular e fez uma chamada.
_Olá... Sou eu ...
-Olá garota, como esta indo as coisas ai?
_Estamos tentando reerguemos, ele acordou, está um pouco melhor.-suspirou no telefone.
-Aconteceu algo?
_Ele viu a pasta ... agora quer vê-lo.
-Isso é um problema, tente tirar da cabeça dele essa idéia. 
_Eu pensei em levá-lo criando uma ilusão e não precisaram vê-lo, mas se eu pedir a tia Alanis, não aceitara e...
- Quer que eu vá com vocês... Eu não quero que ele saiba de mim. 
_Eu entendo sua vontade , ele só quer ver para colocar um ponto final até mesmo para ele segui em frente.
-Estou de partida, passo ai antes...
Desligaram a ligação e voltou para o quarto e contou ao pai tudo que ocorreu a fuga dele. Falou do plano e que Nero ajudou finalizando sobre Marlon. Louis ficou surpreso pelo fato de Marlon está ali e ajudado mesmo depois do rompimento deles que foram muito difícil. Não queria aquela situação muito menos ter envolvido seu ex. Mas se era aquela a sua única opção iria aceitar e claro agradecer por ter tirado daquela fazenda. Pouco tempo mais tarde o carro encosta na lateral da casa.
Ele desce desce e bate a porta onde a garota abre e o deixa entrar.
_Desculpa sei que não queria isso, nem eu tinha direito de pedir tal coisa... mas ...ele esta muito agitado e pedindo isso.
_Garota, estou aqui e vamos encarar.
Louis pensava naquelas palavras de sua filha e nos motivos assim como tudo aconteceu. Nero ajudou mas vinha a mente sempre a palavra traição. 
Batidas suaves a porta e a voz suave da filha informando que Marlon estava ali, o moreno se ajeitou na cama e passou as mãos nos cabelos quando viu Marlon entrar, suspirou baixo pensando no possível sermão dele.
_Louis... -se aproximou e parou ao lado oposto da cama _ Eu não pretendia que nos encontrassemos, mas diante de tudo que aconteceu, não quero que se coloque em perigo novamente. 
_Eu agradeço a preocupação, mas não tenho a intenção de me colocar em perigo. -levantou a cabeça para olhar aquele humano a sede apertou com o cheiro dele no quarto. _  E agradeço por ter me tirado daquela fazenda, esta arriscando sua vida com isso.
_Não irão descobrir, fique tranquilo.- sentou na beira da cama onde estava perto do vampiro. 
Louis ali perto dele frágil só lhe dava ainda mais angústia e vontade de levá-lo embora.
_Garota, poderia nos deixar a sós.
Skye olhou ambos e depois o pai que fez um gesto com a cabeça concordando. Ela se levantou e saiu do quarto deixando-os a sós.
Marlon deslizou a mão nos lençóis até tocar o braço do moreno que automaticamente recolheu junto ao corpo. 
_Desculpe ...
Ele sacudiu a cabeça negando como que tivesse dito que estava bem.
_Vou leva-lo para ver aquele vampiro, mas depois ira me prometer que esquecera tudo isso e ir embora dessa cidade...ok?
_Ok...
Marlon aproximou mais e tocou o rosto de Louis que a principio quis se afastar, mas o humano o segurou.
_Eu sei que não é a ocasião certa, mas eu lamento muito por tudo, quero dizer que eu lhe ajudei e sempre vou ajudar mesmo que me odeie.
_Eu não odeio Marlon...- segurou as mãos dele. _Eu... só...
Marlon estava tão perto que não resistiu e beijou os lábios do vampiro, que rapidamente o empurrou em desespero.
_Paraa... Não me toque mais... -ele tremia e os olhos estavam arregalados. _Eu sou sujo ... "eu sou do Nero" o pensamento do moreno so vinha a lealdade ao seu vampiro ruivo. 
Marlon suspirou chateado e levantou da cama e ali parado de pé pegou suas luvas e as colocou.
_Vou preparar o carro, se ajeite e venho te pegar para levá-los.- saiu do quarto e chamou Skye.
Pouco depois ambos arrumados foram para o carro Louis carregado no colo de Marlon que o sentou no banco da frente e Skye atrás. Deixaram Noah com Pierre e partiram para cidade. Cerca de 1 hora depois já sob a ilusão de Skye pararam o carro a poucos metros de distância da entrada do Pub's e esperaram o ruivo aparecer. 
Esperaram um certo tempo, Skye já havia dito que não aguentaria mais tempo com a ilusão, foi quando ja quase desistindo virão uma moto parar em frente ao local e ao tirar o capacete reconheceram Nero. 
Louis ficou tenso e aqueles segundos foram o suficiente para o moreno sentir como uma avalanche de sentimentos atingir seu peito fazendo-o levar a uma das mãos a garganta por causa da sede e a outra ao peito. Ofegou baixo e seus olhos azuis antes opacos e sem vida brilharem apaixonados pelo ruivo que de pé em frente ao pub falava com um dos seguranças.
Foram pouco mais que uns 5 minutos, Louis pode dizer então quando viu-o entrar no local algo como um adeus falado quase em suspiro, ouvido apenas por eles dentro do carro.
_Acalme-se pai - Skye tocou o ombro dele de onde estava no banco de trás. _Podemos ir?
_Eu preciso deixar tudo para trás, colocar ponto final. -Ainda sentia a garganta arder e o peito doer. _Podemos ir.
O carro atravessou a rua passando em frente ao pub e assim partiram tomando o rumo de volta a cabana. 
Louis encostou a cabeça para trás no banco e fechou os olhos. 
Marlon e Skye ficaram em silêncio o percurso todo. O matador lembrava da cena e estremeceu... o olhar de Louis mudara, ele percebeu aquele sentimento poderia ter sido dele. 

Sr Sorel é um vampiro de sorte... ou azar.... Louis ... esse olhar... mataria meio mundo só para ter para mim...


Logo que saíram da cidade pegaram a estrada rumo a cabana todos com a sensação de despedida do moreno.



~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 2:11


O estalar da lenha quebrava o silêncio daquele ambiente, a madeira que envolta ao fogo da lareira aquecia a sala. A noite fria era um chamado a ficar perto do calor que vinha daquela lareira, os olhos azuis acompanhavam o movimento das chamas. Louis estava no sofá deitado coberto pela enorme manta grossa que a Skye havia trazido do quarto, o moreno havia conseguido levantar da cama após quatro dias recebendo sangue por transfusão,  demonstrava fraqueza nas pernas, os músculos se fortaleciam lento apesar dele ter se alimentado bastante ainda estava debilitado. Os pesadelos eram constantes, por vezes acordava no meio da noite agressivo e acuado como uma fera assustada no canto da cama. Sua mente assustada era cuidada pela filha que apesar de ter poderes mentais ainda não sabia como aliviar aquelas lembranças ruins. O máximo que conseguia era acalmar e fazer ele voltar a dormir.  O corpo devido a cicatrização lenta tinha as marcas evidentes das torturas e com isso ele evitava ao máximo se expor. A sede de sangue era constante e as pastilhas tomadas a todo momento sustentava o que restara daquele vampiro.

Cinco dia se passaram e estavam na noite de véspera do natal.  Skye havia ido a cidade com um dos seus disfarces para comprar mantimentos, a previsão do tempo havia dado o alerta de uma forte nevasca que cairia naquela noite. 

Em uma loja de doces enquanto escolhia umas trufas de chocolate e material para preparar a janta a noite viu entrar o ruivo com a jovem morena ao lado que ouviu nitidamente chamá-lo de pai.

Suspirou um pouco e sentiu certa raiva de Nero que estava ali despreocupado, será que ele nunca gostou de seu pai? Afinal ele traíra a confiança, assumira o lugar dele e mesmo que tenha feito de tudo para ajudar na fuga, aparentemente agora de pé naquele lugar se mostrava indiferente. 

A vampira teve vontade de gritar com ele, mas se controlou e manteve distancia, lógico com o seu disfarce, ele não perceberia que era ela, já que assumira uma das formas que ele ainda não havia visto antes, de um rapaz moreno e humano.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 3:02

| Orion |


O vampiro não se intrometeu mais na conversa entre Alanis e o irmão dela. Tinha vontade de falar mais sobre o que o irmão fizera, para que compreendessem, mas parecia que Louis já havia feito sua escolha. E ele escolhera esquecer Nero. O loiro manteve-se sério, por respeito a dor deles, mas por dentro Orion sorria satisfeito. Sentia-se parcialmente redimido por conseguir salvar uma das vítimas das garras de seu irmão à tempo. 

No entanto, seu trabalho não terminaria ali. Ele ainda tinha um papel a cumprir, um papel de destruir toda a farsa que o ruivo havia construído, tinha o papel de revelar o verdadeiro demônio que ele era, como diria sua mãe. E para aquilo ele precisaria capturar Nero de alguma forma e levá-lo para casa. Ou talvez pudesse usar alguém para conseguir tal façanha. Quem ele poderia usar? Alanis estava a seu lado mas ela não seria o suficiente para pegar Nero. Talvez pudesse atiçar os caçadores sobre ele, revelar seu paradeiro e levá-lo de volta para a Itália para ser executado lá? Ou talvez pudesse usar o genro e a filha dele contra o ruivo? Que decepção seria para aquela menina quando soubesse da verdade... E aquele rapaz, o que ele não faria para proteger sua amada das garras do psicopata que era seu pai? Deveria aguardar e observar aquela família ruir pouco a pouco pelos próprios pecados que Nero cometera? Sim, aquilo seria mais divertido. Muito mais divertido de se observar, vê-lo perder seus aliados um a um até que estivesse completamente só e indefeso, despido daquele orgulho e arrogância que tanto irritavam Orion.

Após aquela reunião, despediu-se e seguiu junto a Alanis de volta para a cidade, de volta para seus próprios objetivos não finalizados. Era sua vez de agir.


+ Nero e Lily + 


Aqueles 5 dias antes do natal foram terríveis para o ruivo. Depois que recebera a notícia de que Louis havia morrido ele havia perdido parte de seu equilíbrio. Ainda não conseguia aceitar que falhara. Ele não estivera na fazenda e não ajudara na fuga, mas a culpa maior era sua. Era sua culpa que Louis havia saído transtornado da Amadeus naquele dia, era sua culpa que ele havia saído do apartamento de Alanis para ser capturado.

Não lembrava de ter se sentido tão mal antes em sua vida. Era pior do que a rejeição de sua mãe quando ainda era uma criança, crianças se recuperavam rápido. Era pior do que a traição de Claire para se casar com aquele francês. Era pior, porque naquele momento ele sentia que a culpa era dele, somente dele. Era culpa de sua ambição e sua incompetência de consertar os próprios erros. Não conseguia se perdoar.

O brilho em seu olhar havia se apagado, assim como o seu jeito arrogante e implicante. Sentia-se mal a maior parte do tempo. Não sentia fome, não conseguia se concentrar em nada, estava sempre cansado, era como se houvesse um peso em seus ombros o tempo todo. E a sede... A maldita sede não havia ido embora, só piorara com seu luto.

O pior de tudo era manter a máscara. Uma máscara para sua filha, para que ela não soubesse o quanto ele estava sofrendo, como ela nunca tinha visto antes. Outra, a pior delas, para seu trabalho. Estar na Amadeus havia se tornado um fardo. Fingir que nada havia acontecido, que ele não sabia e não se importava, Nero sentia aquilo como uma traição. E a reunião que tivera com Magnus na noite seguinte do ocorrido... O ruivo não sabia ainda como havia conseguido suportar aquela situação. 

Lily não sabia de nada que havia se passado. Nero omitira a ela tudo o que fizera para proteger a menina. Mas Lily havia notado como o olhar dele mudara havia alguns dias. Seria estresse do trabalho? Ou ele teria brigado com aquele amigo? Ela tinha medo de perguntar e deixá-lo mais triste. Mal sabia a menina que o tal "amigo" havia partido daquela para melhor.

- Pai, quer qual bolo? Posso levar alguns bombons pros meus amigos?

- Claro, querida... O que quiser - Nero deu um leve sorriso a ela. Parecia distraído e cansado.

Puxou a gola da camisa outra vez. A sede... aquela maldita sede o incomodava. Suspirou e passou a mão pelos cabelos. Estava quase cogitando provar as pastilhas daquela academia para ver se aliviava.

- Você tá bem? - a menina segurou a mão dele. Olhava preocupada.

- Estou... Só estou cansado - sorriu e acariciou o rosto dela - Vai, vá pegar os seus doces.
A menina pegou os doces natalinos e algumas outras coisas para eles, mesmo que os empregados já estivessem com tudo pronto para recebê-los quando chegassem. Ela não se contentaria com aqueles poucos doces, queria alguns só para ela ir comendo antes.

- Pai... - ela o chamou e ele o olhou - O que tá te incomodando? Sério... Se não se abrir comigo não posso te ajudar - insistiu.

Nero rolou os olhos e cruzou os braços.

- Lillian, você cismou com isso...

- Claro que cismei. Você não come direito, não dorme direito - ele abriu a boca para protestar, mas ela apontou o dedo para ele - Nem adianta negar que eu ouço você andando pelos corredores. - Nero fez uma careta e desviou o olhar. - Eu nunca vi você assim. Você sempre explodia... Incendiava alguma coisa, causava um tumulto infernal... Mas aí agora tá aí, com esse olhar eterno de peixe morto... Parece até que está triste... Eu nunca te vi triste antes... isso tem algo haver com aquele seu amigo?

Nero suspirou.

- Lily... Eu não quero e não vou te envolver nos meus problemas, não me pergunte, ok? Eu me viro, sempre me virei...

- Ainda não respondeu a minha pergunta.

- Não quero falar sobre isso. - ele a olhou aborrecido.

Lily o olhou em silêncio por alguns segundos e suspirou.

- Ok... mas estou aqui se quiser falar - voltou então para as compras, preocupada com o pai.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 4:23

+ Skye +

Skye ainda não se conformara, confiara nele logo de inicio, pois via o pai feliz ao lado dele e agora sentia uma angustia muito grande vendo-o ali tão perto. Só podia ser brincadeira do destino encontra-lo naquele lugar, ela estava chateada nunca errara em seu julgamento e não se conformara com a falta de interesse ou sequer preocupação do ruivo. Teria ele sido realmente falso? Ficou dali observando quando viu a menina falar com ele, olhou ainda mais para ele e percebeu que estava abatido. Suspirou e pegou o restante das coisas para pagar no caixa. 

Seja lá o motivo que estava tendo aquele dia levou ela a entrar na fila do caixa atrás deles que também iriam pagar as compras para saírem. Ela ficou perto e ouviu a conversa deles.


+ Louis + Noah +


No chalé, Louis estava olhando as chamas da lareira quando Noah entrou na sala com seu game de mão, jogando distraído sentou no sofá aos pés do seu pai. 
Louis virou o olhar ao filho e Ficou observando cada detalhe do menino, sorriu consigo, ele parecia muito com Selene, a cada dia tinha as mesmas feições, jeito dela e o temperamento. 
_Noah... o que está jogando?
Noah parou o jogo e olhou-o com certo espanto, o pai falava com ele depois de muito tempo e perguntando algo que ele julgara inútil por muitas vezes.
_ God of war, um jogo bem legal ... -Levantou e andou até ele e mostrou o game (PS Vita).
_Parece divertido, me mostra...-Louis se afastou para ele sentar ao seu lado.
_ Kratos não e só um general espartano, é também Semi deus a serviço dos deuses Gregos do Olimpo...-O garoto tagarelava conforme mostrava o jogo ao pai que sorriu afagando os cabelos vermelhos do menino. 
Com a empolgação Noah acaba sentando em cima do controle e a TV liga com anuncio de comemorações do natal. Noah para de falar e olha a cena onde pessoas brincavam na neve e falavam de montar arvore de natal, ceia e esperar por papai noel.
_Noah...
_Eu sei pai, não comemoramos natal... – voltou a mostrar o jogo mas foi interrompido pelo moreno.
_Podemos comemora dessa vez...
_O que?!
_Por que não, afinal estamos juntos, acho que não faria mal ... ^^
O garoto praticamente saltou do sofá e com enorme sorriso onde as presas ficaram expostas ele falou:
_Posso ligar pra Skye para ela trazer enfeites e tudo mais?
_Pode ^^
Noah corre para o telefone e liga para o celular de Skye.

****
+Skye + Noah + 


Skye estava na fila esperando quando ouviu atentamente o que ele falava a filha, mas seu celular tocou na hora e ela ouve Noah tagarelar sem parar.
_Fala com calma, não estou entendendo...- Ela queria ouvir o que Nero dizia a filha, mas Noah estava agitado na linha o que a fez ficar preocupada._O que foi? Aconteceu algo com papai?
_Aconteceu ...- O menino respondeu.
_Ai minha nossa, estou indo ...
_Não... Espera, não é nada de ruim é bom... Papai disse que podemos comemorar o Natal... Trás arvore de natal e tudo que tem direito? – o menino sorria no telefone de tão empolgado que estava.
_Ahn?! Comemorar natal? – Skye coçou a cabeça quando ouviu Nero resmungar de seus problemas e a menina falar de um amigo._Eu não entendi muito bem, mas se ele pediu vou levar sim.
_Weeee... – o menino gritou no telefone feliz.
Skye desligou o celular e fitou Nero saindo do mercado junto com a Filha, após pagar as suas compras colocou no carrinho e saiu em seguida do Mercado, lá no estacionamento viu ao longe ambos parado do lado do carro guardando as compras no porta mala.
Suspirou e ficou em uma luta interna, era arriscado aparecer para ele, se Magnus imaginar que eles estavam por ali, pior se imaginar que Louis estava vivo seria o fim de todos. Não podia deixar que nada mais interferisse e nem que ninguém mais chegasse perto do seu pai. 
Quando viu o carro saindo lento do estacionamento sentiu o coração apertar andou então apressada até seu carro e abriu a porta jogando no banco do carona as coisas que comprara e fechando a porta, correu até a saída do estacionamento e parou na frente do carro de Nero e Lily quando passavam pela guarita onde pagaram para estacionar o carro.


A forma de um rapaz humano de pé enfrente ao carro chamou atenção de ambos os vampiros


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 4:33

+ Nero e Lily +


Lily não havia desistido. Não queria deixar Nero com aquela expressão triste, então tentou animar o pai, tagarelando alguma coisa sobre estar ensinando Daryl como se vestir, brincar de guerra de bolas de neve, fazer bonecos. Ao que parecia o rapaz não fazia nada daquele tipo de diversão. Nero ouvia com um leve sorriso, mas olhar triste. Pelo menos a menina estava se divertindo e tinha o rapaz para lhe dar atenção. Talvez ela ficasse mais feliz se tivesse alguma companhia que não estivesse de luto, alguém que pudesse rir e brincar com ela, dar a atenção e o carinho que ela merecia naquela noite de natal.


- Pode chamá-los para passar o Natal conosco se quiser...

- Jura? - ela sorriu empolgada - Ah, Naru vai ficar tão feliz *-* Aposto que eu vou deixar Daryl doido procurando um presente pra mim em cima da hora - ela riu e pegou o telefone para ligar para eles. Então desistiu e achou melhor mandar uma mensagem para os dois, pelo menos assim garantia que Naru visse e avisasse aquele antiquado que não sabia usar um telefone direito.

Nero a olhou e riu de leve. Sim, era daquela forma que ele gostava de sua menina, sorrindo alegre e animada. A felicidade e vivacidade que ela emanava era o que fazia com que Nero tivesse forças para erguer a cabeça e seguir em frente. 

Foi quando um garoto de repente entrou do nada na frente do carro deles. O ruivo freio no susto, quase em cima do rapaz e olhou bravo. O que aquele idiota estava pensando ao entrar na frente do carro? Se Nero estivesse um pouco mais distraído iria acontecer um acidente.


- Tá doido, garoto?! Quer ser atropelado?!

Lily se assustou com a freiada brusca e quase deixou o celular voar de sua mão, pegando no último instante. Olhou então para o rapaz que surgira do nada, receosa. Ficou aguardando a reação dele e o que o pai iria fazer.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 5:17

+ Skye +

O garoto saiu da frente do carro e parou de lado, esperando que eles passassem e assim que o carro andou, como um piscar de olhos a forma sumira dado lugar a jovem de pele alva e cabelos curtos negros, seus olhos azuis olhavam Nero com tristeza e angustia, cheios de perguntas e ressentimentos.

_Quero falar com você...- olhou para seu carro ao longe _Vou segui-los -Ela andou de volta ao estacionamento para pegar seu carro e seguir ambos.

Saiu do mercado seguindo atrás deles até chegarem a mansão do ruivo. Skye desceu do carro, ficou ali parada quando ele se aproximou preferiu manter a forma do humano para evitar que seja vista por alguém da parte do Magnus. Ela olhava-o analisando tudo, por fim olhou em volta estava ainda receosa em falar, mas ja havia se exposto e era tarde para voltar atrás.

_Eu estou arriscando demais aqui falando com você Nero, se minha tia imaginar que fiz isso... que me expus vai ficar louca.

Alanis tinha praticamente feito da vida de Nero um inferno na Amadeus no dia que souberam da morte de Louis e as crianças. Acusava sempre que podia fora das vistas de Magnus que era culpado pela morte de Louis e que não sossegaria ate ver o ruivo na ruína.

_Eu precisava olha-lo nos olhos para dizer que errei em te julgar bom para meu pai... Diga-me Nero... Diga-me que errei... assim poderei virar as costas e sumir de vez de sua vida.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 5:36

+ Nero e Lily + 


Nero olhou surpreso ao ver o rapaz mudar de forma daquele jeito. Aqueles olhos azuis... Skye. Nero não podia acreditar no que via. Skye? Viva?! Mas haviam dito a ele... Haviam dito a ele que todos os envolvidos naquele resgate haviam sido mortos, todos menos Marlon que havia desaparecido misteriosamente. Talvez em alguma vala servindo de comida para os vermes.

O ruivo não conseguiu ter nenhuma outra reação além de concordar com a cabeça e seguir o carro devagar até que os alcançasse e seguiu para fora da cidade, onde não houvesse chance de ninguém vê-los e parou próximo do castelo. Sua mente estava cheia enquanto prosseguiam pelo caminho. Se Skye estava viva, então... Então teriam os outros sobrevivido também?! 

- Você a conhece? - Lily perguntou um pouco assustada quando pararam. Ela não sabia quem era aquela garota, ou o que estava acontecendo, mas o jeito que o pai havia ficado pálido após ela aparecer deixava a filha do ruivo em alerta.

- Conheço... Entre no castelo. - ele saiu e esperou a outra menina.

Lily queria perguntar mais sobre aquilo, queria saber quem era a garota estranha, mas sentia que seu pai não iria responder nada a ela por enquanto. Então obedeceu saindo do carro e parou na porta do castelo ainda os observando. O ruivo olhava nervoso para a menina, incrédulo.

- Skye... Graças a Dio, está viva... - ele murmurou ao se aproximar da filha de Louis.

Então vieram aquelas palavras duras dela. Nero suspirou e passou a mão pelos cabelos. Talvez merecesse mesmo ouvir aquilo, havia sido sua culpa.

- Eu errei, Skye... Eu... eu fui incapaz de ajudar Louis... De impedir que ele fosse capturado... - ele passou a mão pelo rosto, nervoso - Eu não tive tempo de avisá-lo o que Magnus pretendia e tudo desandou... Queria poder consertar o que fiz... Eu deveria ter estado do lado dele, nada disso teria acontecido... - falou arrependido.

Nero se culpava pela forma que havia agido na Amadeus quando Louis foi despedido e achava que aquilo havia sido a culpa de tudo, mesmo que soubesse que ele não tinha nenhuma outra alternativa... Tudo havia dado errado e ele fora incapaz de ajudar Louis... Só havia feito uma coisa para se redimir, mesmo que não se sentisse redimido.

- Skye... Se você está aqui... Depois de me dizerem que estava morta... - o ruivo a olhou com esperança - O que aconteceu com os outros, Skye? O que aconteceu com seu irmão e seu pai? Estão vivos também? - perguntou ansioso.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 7:27

+ Skye +

Ela tinha os olhos azuis brilhantes sobre o ruivo. Ele dizia aquelas palavras o deixou confusa por um momento, suspirou baixo quisera pode responder aquela pergunta, mas não podia arriscar então preferiu omitir a informação.

_Sabe ... Meu pai apesar de ter sido um tolo, arriscou muito e mesmo que não tivesse outro caminho ainda assim a dor maior e saber que ele te amou de verdade e confiou em você. 

Ela abriu a porta do carro,  ainda tinha que voltar a cidade e comprar as coisas de natal que Noah pedirá.

_Não quero falar sobre isso aqui, ainda dói muito. -Ela falava parte da verdade realmente tudo aquilo doía muito em todos ver seu pai lutar para esquecer o ruivo, esquecer foi o que ele pediu a ela.

Quatro dias antes no carro voltando para o chalé.

Marlon dirigia em silêncio, o clima dentro do carro era estranho, pesado e sufocante. Louis olhava pela janela a noite escura onde a neve caia e banhava o carro com o qual na velocidade que andava fazia escorrer como a chuva costuma fazer.

_ Skye quando chegarmos quero pedir um favor.

_Claro pai...-Ela se afastou do encosto do banco e tocou no ombro dele confortando-o. _ Só pedir que farei.

_Apague minha memória.

Marlon olhou-o surpreso e depois para Skye esperando a resposta.

_Mas pai, eu...

_Por favor... Preciso que faça isso.

_Eu ... - se entristeceu. _Tudo bem, assim que chegarmos no chalé.

_Obrigado. - tocou a mão da filha com a sua mão e encostou mais no banco. _Estou cansado vou tirar um cochilo.

A garota olhou para Marlon que sacudiu a cabeça negativamente esperando que a garota não fizesse aquilo. 

Logo que chegaram ao Chalé, Louis dormia profundamente, Marlon o carregou para dentro até o quarto, ajudado por Skye tirou a roupa de frio e o colocou na cama com outras roupas.
Sairam do quarto e Marlon foi logo questionando a garota.

_Vai fazer o que ele pediu?

_Não sei... Na verdade nunca apaguei mente de alguém antes, consigo criar ilusões para confundir, mas apagar memórias? Isso nunca tentei.

_Entendo, bom me mantenha informado de tudo, esse é meu outro número, liga se precisar de algo. - entregou a ela um pedaço de papel e depois se despediu._ Não estarei muito longe e devo voltar logo para cidade.

Ela sorriu e esperou ele partir, após fechar a porta do chalé.

Momento atual...

+ Louis + Noah +

Louis sorriu com o menino que se mostrava empolgado com a comemoração de natal.  
Ele realmente queria dar aquela alegria ao filho e sua empolgação o motivou a levantar do sofá. 

_Vamos lá fora? Montar um boneco de neve ^^

Noah sorriu e correu para o quarto pegando roupas e agasalhos de frio, luva e gorro para ambos. Após ambos se vestirem e bem agasalhados saíram do chalé. Louis ainda estava fraco, mas Noah segurava o pela mão para ele usar de apoio. Ao lado de fora pegaram balde e pá e começaram a montar o boneco de neve. 

******
+ Skye +

Ela entrou no carro e olhou para o ruivo por um tempo pensativa e por fim pegou caneta e papel. Escreveu algo e dobrou o papel estendendo para ele pegar.

_ Continuamos essa conversa nesse lugar, te espero as 21 h.

Ligou o carro e partiu ainda tinha que voltar a cidade como eram 19 h daria tempo para comprar as coisas de natal e esperar por Nero.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 16:33

+ Nero e Lily +


Nero suspirou e fechou os olhos. Aquelas palavras lhe doíam, a saudade de Louis lhe doía. Ele a olhou com os olhos brilhando de tristeza.

- Eu queria ter feito mais por ele... Salvo ele também... eu sinto muito, Skye... Sinto muito... Não pude impedir tudo o que aconteceu... Não pude salvar a vida do seu pai... Foi minha culpa... - falou baixo e com pesar. Nero a olhou de forma triste. De que adiantava negar? Orgulho não o traria de volta. Ele queria ter se orgulhado menos antes - Não há um dia sequer que eu não sinta falta dele... - sussurrou.

Quando a menina estendeu o papel a ele, Nero olhou para ela confuso e bastante ansioso. Queria saber mais, queria saber o que e como acontecera, mas iria fazer conforme ela pedira. Concordou com a cabeça e olhou o endereço no papel, queimando-o em seguida.
 
- Tudo bem... Eu irei... - ele a viu partir e suspirou. Virou-se para o castelo e viu Lily o encarando da porta. Caminhou até ela e fez um carinho em seu rosto - Preciso... ir em um lugar.

Lily sorriu bondosamente a ele. Estava triste que talvez ele chegasse atrasado em casa, mas ela estaria com Daryl e Naru, e faria de tudo para deixá-lo feliz quando estivesse de volta.


- Pode ir, Nero. Vai resolver seu problema.

Nero sorriu de leve, levou as coisas para dentro e aguardou o horário marcado pela outra menina. Deixou Lily no castelo, despedindo-se dela com um beijo na testa e depois partiu para o endereço que Skye havia dado a ele. 

Estava tão nervoso que sequer notara o boneco de neve do lado de fora. Saiu do carro e parou diante da porta. Nero suspirou na porta e tocou a campainha. Então aguardou ali até que a menina abrisse a porta.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 18:04

 + Skye +




Skye havia assumindo a forma humana do rapaz e voltará a cidade para comprar as coisas de natal. Seu pai nunca comemorou isso dizia ser coisa de humanos e eles eram vampiros que não tinha nada haver com essas crendices, mas estava deixando noah comemorar o natal, enfim por que não? Ela demorará um pouco, mas conseguirá comprar tudo. Assim voltou para o chalé. Quando chegou notou na entrada do chalé o boneco de neve e risos ao entrar em.casa.
_Cheguei... Caminhou até eles e viu Louis e Noah fazendo disputa no game, ambos estavam sentados no tapete da sala enrolados na manta grossa de frente a lareira.
_Vejo que se divertiram na minha ausência ^^
_Skye viu que fizemos lá na frenteda casa? Boneco de neve ^^
_Claro e ficou perfeito. Trouxe as coisas de natal. - Olhou para o relógio faltava pouco para a chegada de Nero.
_Opa ... Vamos montar a árvore? - Noah arrastou a caixa com a árvore e outra com os enfeites.
_Vamos sim . -Louis sorriu olhando Skye que tinha um olhar triste para ele.
_o que foi? -ele disse em uma voz baixa e cansada.
_Nada, só estou feliz de ver você mais animado.
_Noah está feliz , acho que comemorar o fato de estarmos juntos é bom, não é?
_Sim é muito bom. - ela olhou a caixa dos enfeites e pegou alguns para ajudar na montagem da árvore.
Noah pegou caixa cumprida ao abrir era uma árvore sintética, tirou de dentro e colocou em pé perto da lareira.
_Desculpe Noah mas para cima da hora foi o melhor que achei.
_Não tem problema, vamos montar assim mesmo.
Nesse momento a campainha toca e Louis se assusta, Noah arregala os olhos.
_Calma eu vou ver quem é, fiquem aqui em silêncio. Vou espantar se for algum estranho.
Skye abriu a porta já sabendo quem era, saiu e fechou a porta atrás de si, olhou o ruivo por um momento depois ajeitou o casaco e colocou o gorro.
_Vamos até o lago conversar? - caminhou a frente indo para os fundos da casa chegando a um pequeno caes perto do lago que estava congelado parou ali e esperou ele parar ao seu lado.

_ Nero, eu realmente lamento muito por tudo que aconteceu, meu pai lhe empurrou a nossa vida sem saber ao certo quem era e confiou em você. - Ela tirou de dentro do casaco uns papéis dobrados e mostrou a ele. _Sabe quando li fiquei assustada, imaginando o motivo de um vampiro como o que está descrito nesses papéis realmente fosse muito perigoso.
Fechou os olhos e respirou fundo voltando a falar com ele de forma triste e chateada.
_Sabe todos os fatos de tudo que aconteceu até agora são todos contra você e se juntou a Magnus, enfim eu fiquei confusa quando você quis ajudar. Pensei que talvez fosse uma forma de dizer que estava limpando as mãos de seus erros e seguiria a sua vida junto ao poder que conquistou ao lado de Magnus.
Ela olhou para a casa e depois para ele.
_Nero responda com toda sinceridade, por favor não minta para mim. - Seus olhos azuis fitavam o ruivo com intensidade e certa ansiedade na resposta dele. _Nero você ama meu pai? Ama mesmo como disse naquele dia na sorveteria? Por favor preciso saber da verdade.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 18:40

+ Nero + 


O vampiro a acompanhou até o lago, caminhando em silêncio, parando ao lado dela na beira da água congelada em cima do cais. A olhou quando ela começou a falar e estendeu a mão para pegar os papéis que ela mostrava. Seus olhos se arregalaram ao ver a informação contida neles. Como a menina havia descoberto aquelas informações?

- Como conseguiu isso? - ele perguntou baixo - Foi na Associação?  

Sabia que a menina andava disfarçada por lá, não seria difícil ter acesso à ficha dele, mas ainda assim a situação era estranha. Ele estivera na Associação dias atrás, mas os caçadores não pareciam ter tido acesso àqueles dados, senão o teriam preso e o executado. Então de onde saíra aquilo?

- Eu... Eu não posso impedir que desconfiem de mim... As minhas ações... O meu passado... Eu não posso negá-lo... Não posso mentir dizendo que não sou um grande filho da puta, porque eu sou - ele disse, olhando aqueles documentos - Mas eu juro que o que aconteceu na Amadeus... A confusão não estava em meus planos... Eu não queria que tivesse acontecido o que aconteceu... Nunca desejei mal algum para seu pai ou para você e seu irmão...

Ouviu a pergunta da menina e suspirou. Virou a cabeça para ela e olhou em seus olhos com tristeza e pesar em seus olhos.

- Amo... - ele foi sincero - Como nunca antes a outra pessoa... Ninguém nunca foi tão gentil comigo, ou me aceitou mesmo sabendo que eu não era boa coisa... Ele... Ele me cativou e me melhorou como ninguém... - deu um sorriso triste - Como eu poderia não amá-lo?... Sinto falta dele - suspirou outra vez e olhou melancólico para a superfície congelada.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 19:34

+Skye+

Ela olhou o vampiro e como perdeu a postura diante daqueles documentos, ela queria que aqueles papéis não fosse reais, mas assumiu a culpa confirmando que era autor daqueles crimes. Fez uma expressão triste, olhou para ele novamente pensativa.
_ Meu pai sempre falava para nós que independente de quem seja a pessoa, sempre há a chance de lhe oferecer algo melhor. - sorriu. _Ingenuo não é? Até eu que sou nova, um bebê acho isso um tanto ingenuo, mas ele era assim, acreditava que sempre havia algo de bom a tirar de alguém.
Sorriu largamente quando ele disse sobre amar o pai.
_Quem não amaria aquele tolo, idiota e bobo. - suspirou e olhou para a casa ainda exitante por fim resolveu falar de seu irmão. _Noah esta na casa, sim ele sobreviveu e ficaria feliz em agradecer por ter ajudado.
Ela caminhou de volta a casa e foi seguida por ele, chegou na porta e abriu, chamando por Noah que apareceu correndo até a cozinha.
_Você foi aonde ? Demorou muito e... - Arregalou os olhos ao ver Nero passar pela porta e olhou assustado para a irmã. _O que ele faz aqui?
_Noah não seja mal agradecido, não queria agradecer Nero por ter lhe salvo da Amadeus.
-Skye falava aquilo alto sabendo que o pai podia ouvir. Ela não iria falar do pai, sabia que agora era decisão dele aparecer para Nero.
Louis se acuou no canto da sala com medo.
_ Obrigado Nero por ter me ajudado na boate. - o garoto olhava para a irmã tentando entender o que estava acontecendo.
Louis ouviu, estremeceu, ficou confuso e sentindo medo. Se arrastou para perto do sofá e segurou tentando se levantar. O cheiro de Nero invadiu aquela casa com uma força imensa atingindo o moreno que fez imediatamente seus olhos avermelharem. Ele ofegava e a garganta queimava, dando a ele uma angustia e desespero quase incontrolável.
_Nero estamos bem e apesar de tudo vamos conseguir sair dessa cidade de vez. - voltou a falar alto. _Fico feliz em saber que tudo que fez, foi para nos ajudar e que o sente pelo meu pai.

Ela olhou para a sala queria que o pai viesse e falasse com Nero, seria a forma de ambos tentarem resolver isso em vez de sofrerem um em casa canto, mas não podia fazer isso por ele, a decisão era de Louis querer aparecer para Nero.
_Bom é melhor você ir, tem uma nevasca chegando e não vai querer ficar preso na véspera de natal no meio da estrada, certo? -Abriu a porta para ele sorrindo.
Louis olhava para a porta que ligava a sala a cozinha e tapou a boca para não fazer nenhum som, não entregar que estava ali e Nero saber que estava vivo. O medo gritava dentro ele, mas a voz do ruivo, o cheiro dele e a presença dentro daquela casa só deixava-o confuso.
Ouviu as palavras dela e fechou os olhos, levantou se segurando nos móveis até chegar a porta e esperou apreensivo.
Assim ela se despediu e abriu a porta, de repente um baque e a porta se fechando fez o moreno involutivamente aparecer na porta da cozinha, ele ofegava e seu corpo tremia com o nervosismo da situação.
_ Ne...roo...
O ruivo ainda estava ali de pé e olhava para Skye que havia fechado a porta antes do vampiro sair da casa.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 20:02

+ Nero +


O vampiro suspirou com as palavras dela. Somente um tolo como Louis para acreditar que havia algo bom em todo mundo... Mas ele havia acertado com Nero, não acertara? Não havia conseguido mudar o jeito daquele ruivo estúpido e violento?

Quando ela falou que Noah estava vivo, Nero a olhou surpreso e um pouco mais feliz. Então o menino também havia sobrevivido? Aquilo o deu maior tranquilidade e diminuiu um pouco o peso em seus ombros.

- Noah está vivo?... - deu um suspiro aliviado e a acompanhou em silêncio.

Entrou no chalé com ela e esperou. Assim que viu o menino ele deu um sorriso triste e afagou os cabelos ruivos do garoto com carinho.


- Noah... Fico feliz em saber que está vivo... Que está bem... - negou com a cabeça - Não agradeça... Eu fiz o que devia ser feito... Não me perdoaria se deixasse você lá... Eu prometi ao seu pai que protegeria vocês...

Ele olhou o menino se cima a baixo para ver se estava bem e suspirou. Ao suspirar sentiu o cheiro de Louis e seu coração apertou. Não podia ser, Louis estava morto.... provavelmente eram só as coisas dele ali.


- Se vocês dois sobreviveram... - ele hesitou e negou com a cabeça. Não, a menina havia falado sobre ele no passado, o vampiro não devia ter sobrevivido ao resgate - Acho... acho melhor eu ir agora, Skye  - falou um pouco engasgado, concordando sobre ir antes que a nevasca caísse.

Nero se despediu e ia sair, mas não entendeu porque a menina havia fechado a porta antes. Não havia acabado de se despedir dele? Então o cheiro de Louis ficou mais forte e seu coração apertou. Aquilo estava sendo demais para ele. Ele mesmo iria abrir a porta para sair, fugir dali, quando ouviu passos e olhou na direção, dando de cara com o moreno.

Paralisou e arregalou os olhos na mesma hora. Não, não era possível... Era?

- ... Louis... - falou com a voz quase sumindo. Ele mal podia acreditar. O ruivo botou as mãos no rosto, o olhando e seus olhos se encheram de lágrimas - ... está vivo... - falou com a voz trêmula e sofrida.

Antes que pensasse no que estava fazendo ele se aproximou e abraçou o moreno, independente de como ele estava, se estava com raiva dele ou não, se estava diferente. Não importava. Ele estava vivo. Vivo!

- ... Louis - ele soluçou e afundou o rosto no pescoço do outro, sem se importar com as lágrimas de alívio e felicidade escorrendo pela face.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 20:43

 

Louis engoliu seco ao ver Nero, depois longo tempo, meses na verdade, sentia um misto de dor e alívio. Mal conseguia se mexer suas pernas tremiam perdendo as forças quando por fim o ruivo abraçou - o.
Louis não retribuiu o abraço, mas ofegava tão rápido que podia sentir que seu peito ia explodir de angustia a sede do sangue aumentou e seus olhos estavam vermelhos desejando aquele vampiro ainda mais.
Skye pegou Noah pela mão e o levou para o quarto deixando ambos ali a sós abraçados.
_Vamos ,Eles precisam se entender.
Louis gemeu baixinho com o cheiro de seu amado seus olhos ficaram vermelhos e sua reação foi de fechar a mãos em punho e bater no peito do ruivo, socando e chorando. Como o amava, se ele o entregasse a Magnus não lhe importava mais, amava-o tanto que doía . Só conseguiu fazer isso estava cansado e as pernas perdendo as forças, socou até parar e apoiar-se nele ainda chorando.
_ Por quê? - moreno falava quase sem voz e ofegante. _Por que sinto tanto a sua falta? -Ele mal conseguia falar e se agarrou em Nero para não cair ao chão.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 20:57

+ Nero + 

Nero não reagiu à agressão. Mesmo que aqueles socos estivessem doendo ele não reagiria. Achava que merecia aquilo, de uma forma ou de outra. Mas Nero não o largou, o manteve em seus braços deixando que extravasasse sua raiva nele. Não importava, estava feliz que ele estivesse vivo.

Ergueu a mão e acariciou o rosto dele, limpando suas lágrimas enquanto as próprias ainda caíam. Olhou em seus olhos como se quisesse falar algo. Seu olhar estava implícito de palavras não ditas, de perdão pedido, de pesar, felicidade, de muito mais do que apenas palavras poderiam expressar. Então ele se calou e ficou apenas o olhando e acariciando seu rosto até que o moreno se acalmasse.

Nero sentiu o coração apertar outra vez ao ver o estado doente que seu amado se encontrava. Em seu olhar, havia a pergunta: "o que fizeram com você?". Magnus e seus capangas eram cruéis demais... Segurou um rosnado no fundo da garganta. Desejava que Victor estivesse vivo somente para poder matá-lo outra vez.


- Eu também senti a sua... - sussurrou com carinho e emoção que não conseguia descrever.

Assim que Louis se segurou nele, Nero o pegou nos braços e o levou para a sala. Deitou-o com cuidado no sofá e o cobriu com o cobertor que estava ali. Afagou os cabelos de Louis e se sentou na beirada da almofada, dando-lhe um beijo na testa. Pegou os cabelos e os afastou do pescoço, oferecendo-o a ele.

- Beba... beba tudo o que precisar...




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 21:28

+ Louis +





Louis olhava para Nero se questionando tudo o que fora falado do ruivo, ficou assustado quando reparou nas lágrima dele . Apreensivo quando o carregou no colo e com carinho cuidava dele, o toque das mãos e o olhar que demonstrava sinceridade no que fazia deixava o moreno inseguro .
Ele tocou o rosto de Nero e afagou tentando aceitar aquele vampiro esquecer o que sofrera e não lembrar que diante dele estava um assassino , mas a aura dele apesar de não ver mais podia sentir algo diferente, Nero mudara que aparecia em sua face . O sorriso debochado e aparente desdenha de tudo em sua volta sumira daquele vampiro. Ele estava chorando,estava olhando com quem tivesse um bem precioso as mãos.
Quando o ruivo lhe ofereceu o sangue Louis soltou um gemido baixo e segurou o ruivo pela gola da blusa o cheiro da pele dele o atiçou, precisava daquele sangue e não exitou em morder o pescoço suas presas ainda estava nascendo e precisou impreguinar um pouco mais de força para ferir a pele e poder sugar o sangue.
Aquele sangue, os goles quentes descendo pela garganta era saboroso, quente e lhe dava forças. Sentiu-se saciado pela primeira vez depois de meses afastados, parou de sugar o sangue e lambeu a ferida feita pelas pequenas presas,ali abraçado a ele sentindo o cheiro queria matar a saudades de sentir o contato dele com o ruivo
Louis se afastou dele e suspirou passou a mão no cabelo enquanto escondia a outra mão que faltava dedos. Ele não queria que visse mais do que já havia visto. Seu estado já era muito alarmante pra dar mais dor e sofrimento.
_Se vai me entregar, antes diga,  se tudo que vivemos foi um engano, que eu não passava de algo para se divertir enquanto se aliava a Magnus?
Ele tinha aquilo engasgado e falar era algo que não tinha como evitar.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Qui 14 Abr 2016 - 21:51

+ Nero + 


Nero gemeu baixo ao sentir aquelas presas perfurarem seu pescoço. Aquela mordida estava diferente, o que havia errado com as presas do outro vampiro? Não importava naquele momento, a prioridade era deixar que seu vampiro debilitado se alimentasse e se fortalecesse.

Quanto mais Louis tomava o sangue dele, mais a sede de Nero aumentava. Dane-se, ele poderia se alimentar depois, Louis precisava muito mais do sangue do que ele. Deixou que o moreno bebesse o quanto quisesse, mesmo que lhe custasse as próprias forças. Ficou afagando os cabelos dele enquanto mantinha os olhos fechados, mesmo depois que Louis o soltou.

Aquele abraço, aquele carinho... Pensara que nunca mais iria tê-los. Suspirou com alívio e o manteve perto de si como se o outro pudesse sumir outra vez, não queria soltá-lo nunca mais. Mas o moreno quis se afastar, então ele o soltou hesitante e o olhou nos olhos, acariciando novamente seu rosto. 

Até ouvir aquelas palavras.

- Mas que inferno, Louis! - ele vociferou - Acha mesmo que eu vou te entregar para aquele desgraçado filho da puta? - ele se afastou se sentando e passou a mão no rosto para limpar as lágrimas, irritado - Acha mesmo que com o orgulho que eu tenho eu iria chorar por qualquer um? Que iria fazer isso só para fazer uma cena? - ele grunhiu e o olhou ainda bravo - Por que acha que eu...? 

Então ele se lembrou dos documentos. Sua raiva murchou e deu lugar à insegurança. Ele tinha visto... Com certeza ele tinha visto aqueles papéis. Ele baixou o olhar e segurou no sofá, virando-se de costas para ele.

- Louis, eu... - ele murmurou - Você... Viu, não viu...? - perguntou baixo. Não sabia o que dizer. Temia que o outro não confiasse mais nele depois que soubesse da verdade, mas não tinha coragem de encará-lo. Então ficou olhando para o tapete, de cabeça baixa, de costas para ele.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Sex 15 Abr 2016 - 1:31

+ Louis +

Louis se assustou com a forma irritada que o ruivo lhe falou. Confuso, se afastou encolhendo no canto do sofá. Choramingou  baixinho trêmulo que mal ouviu as palavras dele. 
_Não... não me ... machuque... eu ... desculpa ... - a voz do moreno saia falhada e com pavor. 
Ele recordava das palavras de Alanis, do irmão dele, daqueles papéis, mas o sonho veio a sua mente deixando acuado no sofá.
_Não machuca ... fogo... por favor... 
Escondeu seu rosto com as mãos para se proteger dele, se proteger de Nero. A mão multilada ficou em evidência é o moreno gemia baixinho e rosnou baixo como defesa. Ele começou a falar sem pensar tudo que estava engasgado que o sufocava.
_Fogo queimava dói... muita dor... Eu fui salvo e falaram que era perigoso ... assassino... outro querendo me usar... Por favor ... me diga que não é verdade...


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Sex 15 Abr 2016 - 2:32

+ Nero +


Nero se virou alerta ao ver o moreno choramingar, notando a merda que fizera. Idiota, idiota! Não podia se exaltar perto de Louis, ele devia estar traumatizado com tudo o que passara. E agora se encolhia apavorado! O ruivo se arrependeu de ter explodido, era um estúpido por não ter conseguido se controlar. Ele nunca conseguia e aquilo só trouxera desgraça para sua vida. Mas ele não queria que com Louis houvesse outra.

- Louis... me desculpe... por favor... - suplicou.

Viu então a mão mutilada. Victor... Aquele maldito! As chamas na lareira tremeram púrpuras por uma fração de segundo mas logo voltaram ao normal.Nero teve que usar todo seu autocontrole para não perder a cabeça outra vez e assustar ainda mais Louis. 

- Eu não vou te machucar... - ele falou baixo, tentando acalmar o moreno, aproximando-se devagar e o abraçando, afagando-o com calma - Ssshh... Louis... Eu não vou te machucar... Por favor... Me desculpa... Me desculpa... 

Fogo? Dor? Outro assassino querendo usá-lo? Ele não entendia aquelas palavras, mas primeiro deveria tentar acalmar o moreno que estava em pânico.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Sex 15 Abr 2016 - 4:25

+ Louis +

Louis ofegou quando o ruivo o abraçou, ele tremia e sua mente voltava a ficar desorientada. 
Sentiu o cheiro dele e afundou o rosto em seu peito tentando parar de tremer. Pouco mais que meia hora abraçados o moreno já estava mais calmo.
A mão dele estava sobre o peito de Nero, escondia a outra mão, não sabia o porquê a escondia ja que o ruiva vira o que lhe acontecerá.
Ele levantou o rosto para olhar Nero, confuso e cheio de dúvidas preferiu esperar para uma outra ocasião. 
_Nero... desculpa ... eu não queria que me visse assim, desequilibrado.
Fitou por um longo minuto e suspirou respondendo a pergunta dele.
_Eu vi a pasta e o conteúdo me assustou... Eu sinto muito nunca cobrei seu passado, não tenho direito de acusar ou julgar se o que fez no passado é certo ou não. 
Tocou os lábios do ruivo e finalizou: 
_Eu amo você, mas estou assustado com tantas informações sobre seus atos que fiquei com medo. -passava os dedos nos lábios dele. _ Eu estou sem chão , me sinto mal e perdido, só queria ser importante para você... Me desculpe se não sou mais útil para você.
Ele aproximou os lábios aos do seu ruivo e beijou suavemente com um pouco de receio que depois virou carinho.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Sex 15 Abr 2016 - 4:52

+ Nero +


Nero ficou em silêncio, abraçado ao moreno até que ele se acalmasse e parasse de tremer. Sentia-se culpado por ter causado aquele pequeno surto. Não desejava que Louis tivesse medo dele, então deveria tomar cuidado com a forma que reagiria perto dele dali por diante.

- Não se desculpe... A culpa foi minha... Eu sou um idiota que não sabe controlar o próprio temperamento... - acariciou o rosto do outro - Desculpe te assustar... Não farei outra vez... 

Sentiu o toque da ponta dos dedos dele em seus lábios e soltou um suspiro com aquele carinho.

- Não me importa se é útil ou não para mim - o ruivo falou, abraçando-o mais - Eu preciso de você... Quero você comigo... Quero você pra mim... - fechou os olhos - Eu também o amo... E é por isso que prometo te contar tudo... Assim que quiser me ouvir...

Sentiu o beijo e gemeu baixo. Há quanto tempo sentia falta daquilo... Havia sido fiel a ele, fazia meses que sua abstinência não era apenas de sangue. Ele correspondeu, segurando seu rosto, tentando não parecer tão urgente devido à saudade e acabar machucando aquele corpo frágil.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Só mais uma chance... para nós!   Hoje à(s) 11:05

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Só mais uma chance... para nós!
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Oração poderosa para amarrar a pessoa amada
» Oração para marido fica carinhoso
» Batman: Arkham City
» [Sugestão] Mais Armas Para a Loja
» Missão De Rank D - Kota Rabugento

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: World Places :: One-Shot RPG-
Ir para: