Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Green path - Central Park

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Green path - Central Park    Seg 1 Fev 2016 - 16:53

Relembrando a primeira mensagem :

Green path - Central Park


Spoiler:
 


Na cidade Central, havia uma área verde cercada que era ponto de encontro para os moradores fazerem passeios junto a natureza, era o parque da cidade um jardim muito bem urbanizado que atraia muitos frequentadores para caminhadas, passeios e apenas descansar. No cento desse parque havia o Coreto que era onde havia diversos eventos que ficava de frente a um lago, no inverno virava uma pista de patinação no gelo.

fonte das imagens:
 


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda

AutorMensagem
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qui 16 Jun 2016 - 18:43

(Daryl e Naru)

O fato de Nero ter ido embora o deixava mais tranquilo. Daryl gostava de ver que Lily estava feliz e entretida enfim com as duas garotas. Apreciava a música em silêncio.
Ser convidado para o casamento do ano seria ótimo e uma grande honra. Agora ele poderia comparecer como um convidado honesto, não um puxa-saco de Kuran. Sentia orgulho disso.
O irônico é que por mais que tentasse permanecer atento, não foi capaz de sentir nenhum efeito que o manteve "parado no tempo" momentos antes e quando tudo voltou anormal, continuava ali, de braços cruzados e com um sorriso contido.

Se Daryl não foi capaz de perceber nada, Naru não seria a primeira a fazê-lo. Seu congelamento passou como uma brisa e ela não notou em momento algum que algo tivesse acontecido. Será que poderia participar do casamento também? Corou. Seria tão incrível presenciar uma festa daquelas! Bem, ao menos poderia ver a gravação de Lily depois.
- Ohh. Isso com certeza vai ser um show e tanto! - juntou as mãos, animada, sobre o canto da japonesa - Tohru poderia visitar a gente na mansão e jogar videogame com a gente, não é? - ofereceu, com vergonha depois. - Q-quer dizer... se você quiser, é claro... mas é que eu achei uma boa ideia


---


(Euphemia e Casper)


A vampira continuava no mesmo local, aproveitando o som distante do violino em transe tão profundo que não notou a cena assustadora que teria tomado o local em seguida.

Já Casper, que foi parado em posição de patinação, continuava com o belo casal de vampiros no rinque e ainda achava aquele evento muito divertido.

Ambos estavam afastados demais de Loran e companhia para notar o que sucedeu.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Tohru Kuran
B
B


Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 705
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Sex 17 Jun 2016 - 0:30


Tohru sorriu com a animação de Naru. Tivera sorte de encontrá-los ali. Era bom se sentir tão acolhida. Só esperava corresponder às expectativas delas. Conseguiria ainda cantar depois daquela noite terrível? Sim, gostaria muito de homenagear o casamento de seu tio e da senhorita Valentine. Gostaria muito de agradar seus novos amigos também...Amigos...Tivera tão poucos que aqueles se tornavam muito preciosos para ela e queria muitíssimo agradá-los. ergueu os olhos, surpresa á menção de jogar videogame com eles, tornando a abaixar a cabeça em seguida, envergonhada.
- Videogame?! W-Watashi...Bem, eu...Adoraria visitar vocês, demo...E-Eu nunca joguei videogame...Eu não sei se consigo...Não iria atrapalhar vocês?


"-Você é carne ou espírito?
 -Eu sou tristeza."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Sex 17 Jun 2016 - 2:01

~*Lily*~


A menina concordou com a cabeça sobre a violinista ser maravilhosa. Lily admirava aquele talento, ela mesma não tinha habilidades como aquela. E sorriu largamente sobre o convite que Naru fizera.

- Ótima ideia! - olhou Tohru, sorrindo - Não tem problema, a gente te ensina! Podemos fazer outras coisas também, um dia das meninas! Eu nunca tive um dia das meninas, só com amigas, seria maravilhoso! - falou empolgada - O que me diz? Vamos trocar os números dos telefones pra gente marcar - sorriu.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 130
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Ter 21 Jun 2016 - 2:14


Rose e Adrian


Rose continuava intrigada com o comportamento estranho de Adrian. Não que ele fosse exatamente normal, mas... bem, ele parecia mais calado e disperso que de costume, principalmente depois que eles voltaram de St. Vladimir...

- Adrian...- começou depois que eles se sentaram nas cadeiras do fundo para apreciar o show depois de falarem com o Kuran.- ...È sério...Você está começando a me preocupar...Será que seu dom está saindo de controle? É isso?

Adrian se sentara, olhando pra frente , mas não parecia prestar atenção á talentosa violinista. Em sua mente, repetia-se vezes sem conta a difícil conversa com seus pais, ou melhor, sua mãe e... seu padrasto. Nem precisara falar sobre o estranho sonho e a sensação que tivera. Quando chegara em casa presenciara sem querer uma discussão muito reveladora.  Seu "pai" atirava na cara da esposa que aguentara um bastardo inútil e bêbado (eu) porque se divorciar seria um escândalo na corte  e a rainha gostava de mim, o que seria importante pra suas pretensões ao trono de seu país. Seria hilário a cara de surpresa que eles fizeram ao vê-lo ali , ouvindo tudo, se a cara de espanto dele não tivesse sido ainda mais bizarra, tinha certeza disso.

- Fique tranquila , dampirinha...Não estou ficando louco...Ainda. 
- Ah, não? Então, aconteceu mesmo alguma coisa que não quer me contar...Desembucha, Adrian! Não me faça obrigá-lo a falar...

- Pensei que eu fosse o manipulador de mentes aqui...Vai fazer o que? Bater em mim até me fazer falar?- O rapaz a cortou, um tanto ríspido. Sua paciência com a insistência dela se esgotando.

Rose assustou-se com a reação dele.

- Claro que não! Apenas me preocupo com você! Não é porque a gente terminou que eu não me importo com você e você tem estado estranho demais. Eu...- Então ela viu Tohru junto com outras duas jovens e um rapaz, chegando para assistir ao concerto.- EEEII!! Olha só quem voltou! Tohru!!- ia gritar de alegria , mas se conteve e baixou a voz, apenas acenando pra chamar a atenção dela.- Venham pra cá. Tem bastante lugar!

O queixo de Adrian caiu naquela hora. Não esperava encontrar a jovem Kuran tão cedo cara a cara. O que diria a ela? 

Pela  primeira vez em sua vida ficou sem palavras. Apenas ficou olhando, fascinado, para aquela que vira pela primeira vez num sonho...






"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Ter 21 Jun 2016 - 8:45



Enquanto esperava a resposta de Tohru sobre a troca de telefones, Naru ouviu e olhou na direção da garota de cabelos escuros e seu companheiro.
- Olhem.  Estão falando com você - avisou para Tohru e naturalmente já foi se encaminhando para o local.


Daryl olhou desconfiado no início, mas conhecia aquela garota, era Rose Hathaway, que conhecera nas aulas. Só não sabia quem era o rapaz com ela, mas não parecia um problema.
Puxou Lily pela cintura, dando um beijo rápido em seu rosto, andando com o grupinho até eles.

- Seu dia está bem movimentado, senhorita Lily. Quantos amigos está fazendo em uma só noite? - sorriu, brincando com aquele jeito de falar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tohru Kuran
B
B


Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 705
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qua 22 Jun 2016 - 0:35


Tohru sentia-se tão feliz... Foi com um largo sorriso que respondeu às meninas.
_ Vocês vão me ensinar a jogar?!- os olhos dela brilhavam de alegria e emoção.- Um dia de meninas...Com amigas...Também nunca tive algo assim...Seria maravilhoso! - procurando na bolsinha de mão passou um delicado cartão de visita com seu número de celular para Lilly.
Ouviu, então, a voz animada de Rose, que conhecia tão bem. Fora aquela vampira que lhe acompanhara e fizera tudo para animá-la em um dos piores momentos de sua vida. 
- Rose-chan!!- foi rápido até ela, passando por Naru e abraçando a guardiã, feliz por revê-la.- Que bom vê-la de novo!
Sem esquecer de seus novos amigos foi até Naru e pegou a mão dela, apresentando-a.
_ Esta é a Naru-chan. É aniversário dela hoje e sua irmã Lilly, Daryl-kun e eu estávamos comemorando. São meus novos amigos! - sorriu,feliz.-Eles também são alunos da Cross.- indicou o casal que se aproximava.
Então, reparou no rapaz que a olhava, embasbacado. Se aproximou de Adrian e também ficou olhando pra ele, curiosa. Ele não parecia ser uma ameaça...Ao contrário, lhe parecia estranhamente familiar, embora tivesse a certeza absoluta de nunca tê-lo visto antes...Lembrando-se das boas maneiras, se curvou graciosamente em cumprimento.
- Hajimemashite, watashi wa Kuran Tohru desu. - sorriu, gentil.- Você é amigo da Rose-chan?


"-Você é carne ou espírito?
 -Eu sou tristeza."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dark_Rose
B
B


Feminino
Char RPG : Rose Valentine (PB)
Lara Kapetine (Hunter)
Humor : Incompreesível
Localização : Inglaterra
Posts: : 663
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qua 22 Jun 2016 - 19:05

-Rose-

Enquanto continuava a falar com Victória sobre a apresentação ela realmente ficara satisfeita se Caty tocasse no casamento, ela sabia de seus gostos e seria difícil que algo saísse errado na festa.
 
- Todos devem estar maravilhados ouvindo-a tocar pela primeira vez. Ainda lembro-me de quando eu a ouvi pela primeira vez. – Ela continua elogiando a menina.
 
Quando a puro se vira para falar com seu noivo ela, de certa forma, se assusta. Estranha ele não estar mais do seu lado já que havia acabado de ouvi sua voz.
 
- Mas como?
 
Ela sente a presença dele mais ao longe da festa e sente que há algo errado nisso mas não consegue explicar o porquê.
Ela olha para Victória esperando alguma reação estranha por parte dela também pelo rápido afastamento dele do local.
 

- Como ele foi parar tão longe? – Ela diz se levantando da cadeira ainda tentando entender o que havia se passado.


Lara Kapetine
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qua 22 Jun 2016 - 21:15

~*Lily*~


Lily riu baixo. Era aquele jeito que ela gostava de ver as pessoas, empolgadas. Concordou que sim com a cabeça quando Tohru perguntou se elas a ensinariam a jogar. Pegou o cartão e guardou com cuidado no bolso para não perdê-lo. Depois com certeza ligaria para ela, nem que fosse para tagarelar sobre um assunto qualquer.

Então alguém eufórico chamou a Kuran e ela olhou na direção. Pelas reações dela as duas eram conhecidas e, quem sabe, amigas. Já fazia como Naru e seguia atrás dela, quando foi puxada pela cintura. Sorriu com o beijo de Daryl e alargou ainda mais o sorriso com sua fala.

- Quanto mais, melhor! - respondeu empolgada - Eu nunca pude ter amigos porque não ficava muito tempo em algum lugar... Mas agora que eu moro e vou ficar aqui, eu quero ter vários e vários amigos! - falou com felicidade quase infantil. Apesar que a vampira por sua idade ainda era uma criança.

Então caminhou com ele até o casal e sorriu, cumprimentando-os apertando suas mãos energética e sem cerimônias.


- Muito prazer, eu sou Lillian, mas podem me chamar de Lily - se apresentou simpática.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Adrian Ivashikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!


Char RPG : Adrian Ivashikov
Humor : Bipolar
Localização : Em seus sonhos , baby...^~
Posts: : 27
Inscrição : 09/03/2016

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qui 23 Jun 2016 - 0:56


Adrian
Tudo estava acontecendo tão rápido... E ao mesmo tempo tudo parecia em câmera lenta vendo aquela menina vindo em sua direção, o cumprimentando de forma oriental, sorrindo pra ele...Aquela jovem sofrida do sonho...Ou deveria dizer pesadelo que lhe proporcionara aquela busca às suas verdadeiras raízes. 
Sacudindo a cabeça para despertar do torpor que o dominava, ele, afinal sorriu e também se curvou em resposta, sorrindo pra ela, com uma emoção no olhar difícil de definir, mas que no mínimo podia ser chamada de ternura.
- É...um grande prazer conhecê-la, senhorita Kuran...- ele sorriu ainda mais.- Não imagina o quanto...Sim, sou um grande amigo da Rose, não é mesmo, dampirinha?- deu uma piscada para Rose.
Sorriu para Lily, apertando sua mão e fazendo o mesmo com Daryl. 
- Prazer em conhecê-la, mademoiselle Lily! Enchanté! Prazer em conhecê-lo, Daryl! Como vai?
Olhando pra Naru, deu um sorriso gentil, curvando-se como vira Tohru fazer.
- Então, hoje é seu aniversário, senhorita Naru...Naru-san? Ora, então temos uma ocasião muito especial e que não pode passar em branco!- ele sorriu, galante, para a tímida jovem oriental.- Infelizmente, não tenho nada à sua altura para oferecer, porém, aceite este pequeno mimo em honra dessa data tão feliz.- Repetindo sem querer a atitude generosa de Tohru, tirou do bolso da lapela do blazer azul escuro um pequeno botão de rosa branca e ofereceu à menina.- Com meus cumprimentos.
- Ah, claro! Que distração a minha! Permitam que me apresente...Sou Adrian Ivashikov...- era estranho pra ele agora esse sobrenome que pensou ser mesmo seu desde que nascera. -Seu novo professor de Música. Tenho certeza que seremos todos grandes amigos e que iremos nos divertir muito esse ano.- disse, sorrindo. Seu humor variável, voltando a ficar radiante.




Última edição por Adrian Ivashikov em Qui 23 Jun 2016 - 3:11, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 130
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qui 23 Jun 2016 - 3:03


Rose


Ufa... Até que enfim, Adrian saíra daquela depressão irritante! Já estava lhe dando nos nervos! Aliás, um pouco rápido demais...Ficou observando o comportamento dele com Tohru, curiosa. Ele ainda tinha muito que lhe explicar, pelo visto...
Apertou as mãos e abraçou, efusiva  e espontânea como sempre a todos.
- Se são amigos da Tohru, são meus amigos também! Sou Rose Hathaway- Então se lembrou._ Ai, que cabeça a minha! Já conheço vocês da Cross!- e riu de si mesma.-  Menos a aniversariante, é claro! Parabéns e prazer em conhecê-la, Naru-chan! - e a abraçou de novo com mais força. Achou fofa a atitude de Adrian, dando a ela a pequena flor e fez um discreto sinal de positivo pra ele.- Mas vamos nos sentar agora e assistir em silêncio ou vamos acabar sendo expulsos daqui.rs




"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Sab 25 Jun 2016 - 23:06

+ Layla +

_Nossa Nero quanta hostilidade, vim só cumprimentar. - Levanta as mãos mostrando que estava ali sem nada para conversar. _Então, ela é responsável pela sua mudança?

Quando notou que eles iriam embora, levantou e os seguiu estranhou o porte da vampira, eram da mesma altura e o que chamou atenção fora a voz, mas precisava ouvir mais um pouco a companheira dele falar, tinha algo errado notava isso na energia dela.

_Bom quanto ao problema no parque estamos no controle meu irmão esta lá com outros hunters.- olhou para Louis ainda sem saber quem era até que resolveu provocar para ouvir aquele ser falar. _Sabe, eu e Nero nos conhecemos em Paris, cidade amor, foi tem intenso nosso momento não é Nerinho?

Sorriu no canto dos lábios sentindo que a outra pessoa com Nero havia exitado e estava olhando-a com certa irritação.

+ Louis +

Levantou do banco e seguiu Nero, mas a hunter ainda insistia em seguir eles e falar sem parar perto dos dois, aquela situação era tensa e estava irritando.

"Por que essa maldita não vai embora?"


Louis sabia que se ela desconfiasse poderia para na Associação e descobririam que estava vivo. Segurou firme no braço de Nero suplicando para que ela os deixassem em paz, nesse exato nomento ela soltou aquela provocativa que fez o moreno olha-la sério e com raiva.

_Poderia nos deixar em paz, não somos o problema … - apontado para o lado da exposição. _Vá com seus amigos e nos esqueça.

Ele notou o olhar de desconfiança dela ao falar e estremeceu, apertando o braço de Nero com as duas mãos.

+ Victória +

Estava distraída olhando Caty se apresentar apreciando toda performance da menina quando a sua amiga lhe chamou atenção ao chamar pelo noivo.

Estanhou o fato, já que em alguns segundos atrás, Loran estava ali falando com elas, nota a amiga procurando por ele e se levanta.

_Aondo...? Melhor, como ele saiu daqui sem notarmos?

Levantou para seguir Rose e irem atrás do Kuran.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Dom 26 Jun 2016 - 13:40

+ Nero +


Nero continuou olhando a humana desconfiado, mesmo depois que ela ergueu as mãos. Depois de deixar uma ameaça disfarçada ao dizer que tinha autoridade para prender quem arrumasse confusão, ficaria atento à humana. Sabia que ela ainda deveria odiá-lo e não podia correr o risco de serem presos naquele dia. Se estivesse sozinho não se importaria de dar uma bela resposta malcriada.

- Sim, é. Agora nos deixe em paz - resmungou.

Pouco se importou se o irmão dela estava ou não cuidando da confusão com os demais vampiros. Que se matassem, não era problema dele. Até... Até a vadia comentar sobre o passado deles. Virou o rosto para ela, com os olhos vermelhos furiosos, rosnando. Como ela ousava falar sobre aquilo para o companheiro dele, será que não tinha noção de decência? Mas Louis segurou seu braço e aquilo o ajudou a se acalmar e voltar ao normal, inclusive parando de rosnar de imediato. Por seu companheiro... e apenas por ele Nero não faria a humana pagar pela ousadia.

- Quem vive de passado é museu. Mas, sim, claro. Foi bem intensa a mordida que eu te dei e o tiro que você me deu - respondeu com a língua afiada, mas Layla podia notar o esforço dele para manter a postura e não xingá-la - Agora com licença -- deu um sorriso amargo e envolveu Louis com o braço para saírem dali antes que perdesse a cabeça.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Makie
E
E


Char RPG : Personagens:

Freya Gatemberg - Night Class
Aidan Becker - Day Class
Lilac Löfgren - Universitária
Juliet Glotieb - Prof.ª Ed. Fisica
Posts: : 323
Inscrição : 26/08/2015

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Dom 26 Jun 2016 - 22:07

Aidan

Uma duvida apertava seu peito, mas era algo que não comentaria com Layla até que alguns problemas não fossem solucionados, ela tinha segredos com seu irmão e o Daniel, Aidan sabia que o irmão mais velho não ia muito com a sua cara, apesar de o tolerar, e que demonstrava estar mais tolerante com ele e até mesmo amigável quando o incluía em alguns assuntos,  de qualquer forma ainda tinha receio sobre seu relacionamento. Se o restante da família da morena fosse igual a seu irmão mais velho, iria realmente precisar de muita paciência.


Seus passos o levaram para próximo de Daniel e Adrian, mas como eles pareciam um tanto sérios conversando, apenas acenou e continuou a ronda. As pinicadas que sentia pela presença dos vampiros cada vez mais o incomodava, a quantidade era absurdamente grande e em desvantagem era uma morte na certa se continuasse sozinho, já estava se preparando para dar meia volta quando foi abordado por alguém que se apresentava como caçador. Como o mesmo não conhecia todos os integrantes resolveu por acreditar ser um companheiro.


— como assim?


Um pouco desnorteado se sentiu irritado por suas habilidades não perceberem o que havia ocorrido, mas como saberia se estava distante?
Com as informações recolhidas ficou um pouco pasmo com a reação fria do outro caçador que simplesmente se despediu e foi embora, deixando as informações nas mãos do moreno. Cansado, apenas suspirou fundo quando pegou o telefone e pressionou o dedo sobre o numero marcado, logicamente caminhou um pouco mais para longe tentando achar sinal e assim contactar a associação. Dando as devidas informações necessárias para mandar uma equipe de investigação para lá. Ele tirou algumas fotos com o aparelho e as mandou para a central, não seria prudente ficar ali sozinho, resolveu procurar por alguns dos responsáveis pela limpeza local e avisar sobre uma poça de sangue, avisando que alguém havia se cortado, talvez fosse com vidro, mas como havia neve não daria para ver. Assim que avisou aos profissionais, voltou para perto de Adrian e Daniel.


— eu sei que hoje é um festival, mas isso aqui é um absurdo— dizia irritado enquanto colocava as mãos nos bolsos do casaco.


— olha teve um cara ferido mais pra lá, um cara estranho me avisou sobre uma poça de sangue... sério queria entender, como um cara daquele trabalha na associação, e bem, por sorte nenhum pandemônio rolou ainda, mesmo com tudo isso aqui!

Juliet


“tantas auras escurecidas neste lugar, mas o que esta acontecendo?”

seus olhos observavam o lugar com cautela enquanto se deixava guiar por Kyo, ela não sabia ao certo para onde ele iria leva-la, mas neste momento esperava que fosse para longe dali, seu braço se apertou mais contra o dele enquanto mantinha sua expressão dissimulada que sempre usava em festas, um sorriso sutil de quem apenas fazia figuração enquanto caminhava calmamente.



Sua outra mão se erguei a altura dos cabelos e então enrolou algumas mechas ao dedos do indicador quando começaram a prestar atenção no show. Ela estava um pouco nervosa, e aquilo talvez demonstrasse como se sentia.


— bem um pouco, gosto um pouco.
Com um sorriso um pouco debochado ( ela se aproveitou do fato dele ser “cego” e que não veria isso) para faze-lo para então tomar folego e responder.

— eu tenho vários nomes... as vezes esqueço como me chamo, mas meu nome é Juliet, senhor Kyoshiro.


mushu:
 
coisas que apenas o chat explica!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Seg 27 Jun 2016 - 2:33

+ Layla +

Ela ouviu o ruivo ralhar, mas seu interesse era na tal companheira e assim que a mesma falou olhou-o com certa surpresa que mal deu importância ao que o ruivo falou quando puxou a sua acompanhante.
_ ... Mas... Que ?!
Olhou novamente Nero e depois observou novamente Louis.
_ É um homem... Bem que achei o porte pouco bruto ... Apesar de ter um rosto feminino. - sorriu no canto dos lábios apesar de ainda está intrigada.
Seguiu sorridente e perguntou a eles.
_Então se não tem nada a dever, por que a roupa feminina em um ... Homem?

*****

+ Louis +

Aquela Hunter estava passando dos limites, o moreno armou uma postura defensiva e grunhiu pra ela apesar de falar sério mostrou uma educação e formalidade para a hunter.
_Senhorita me respondo é crime eu me visite com um kimono?
Olhou -a de cima a baixo quando Nero falou de o que aconteceu, rixa antiga pensou.
_Vamos ... A minha noite não será atrapalhada por alguém que não tem importância. -Olhou para Nero e sorriu doce quando ele puxou para si.
Ambos tomaram o rumo da saída deixando a hunter para trás.
Louis suspirou chateado queria patinar e ouvir a apresentação até o final, mas aquele lugar estava lhe dando certo arrepio na espinha. Pode ver nitidamente um culto negro passar entre as pessoas, suspirou baixo e resmungou com o ruivo.
_Poxa queria ter patinado com você... Mas... Esse lugar está estranho demais. -estremeceu e sabia que não era só frio. _ Vamos e me paga um chocolate quente? ^^

*****

+ Layla +

Ela ainda sorria no canto dos lábios quando o moreno respondeu apesar de educado com certa rispidez.
_Não... Respeito todas as escolhas e ...- olhou Nero _Formas de amor...rs
Ficou ali parada olhando-os se afastarem e gritou para o ruivo.
_Adrian quer lhe falar sr Sorel, logo entraremos em contato.
Por fim olhou em volta e decidiu procurar os demais, ainda tinha a situação chata que estava ocorrendo na área de exposição. Tomou o rumo até lá já que sabia que Adrian estaria ali e provavelmente Daniel e seu namorado Aidan que aliás estava até meio sem saber como lidar com isso por ser a primeira vez que assume um namoro com alguém. Teve outros mas nada conforme havia tenso com Aidan.

****

+ Adrian + Daniel +

Ambos Hunter estavam em alerta e começaram a andar quando foram abordados por Aidan.
-Aidan, bom que tenha se juntado a nós... -Adrian ouviu o que ele disse e olhou sério para Daniel. _Aidan assim que retornarmos conversamos sobre o que está acontecendo, apesar que a grande reunião de Hunter está marcada onde irá descobrir se qualquer forma então, vou lhe adiantar os fatos. -Notou Layla se aproximando e a mesma parou ao lado do moreno.
Daniel se antecipou e caminhou a frente deles.
_Melhor irmos... A situação está piorando... Olhem! -apontou notando que o futuro rei dos vampiros estava intervindo em algo e usando poderes._Adrian, ele está usando poderes e tem humanos em volta. 
Adrian bufou e apressou -se seguindo Daniel.

*****

+ kyoshiro +

Ele sorriu a ela depois que lhe disse o seu nome.
_ Juliet dono... Belo nome ^^
Ele ainda estava atento a jovem humana quando sentiu um cheiro familiar, farejou e sorriu ao reconhecer de quem era.
"Sr Sorel e seu odor misturado ao do meu pai" 
 Sorveu discretamente o ar quando o cheiro do ruivo passou dando lugar a outro mais forte que fez ele estremecer e parar virando bruscamente o rosto. Aquele que estava com o ruivo,  era a sombra que havia visto no futuro do Nero. Odor de seu pai ficou ainda mais intenso e ele ficou apreensivo.
"Meu pai está aqui?"
Estava em silêncio, mas a jovem humana podia sentir que ele mudará a sua postura e emoções.
_Juliet dono acredito que senti a presença de um conhecido...eu... -Andou seguindo o cheiro, se aproximando de Nero quando duas puros cruzou o caminho dele os odores delas se misturaram e ele ficou confuso. Em outro momento poderia seguir normalmente, mas como não queria ser reconhecido como puro e recuou voltando a sua companhia.
_Perdão acho que me confundi, Juliet dono eu devo partir... Bom, foi boa a sua companhia esse momento. - Sorriu e se despediu dela. 
Apesar de gostar da presença daquela humana ficou desnorteado com aquele cheiro e teve certeza que seu pai estava vivo.
_Ate qualquer hora ... Foi bom lhe conhecer...
Saiu passando a mão na testa visivelmente confuso.

****

+ Victoria +

A vampira seguia a sua amiga atravessando entre as pessoas quando passou por um casal. Ela parou e olhou-os por um instante.
Podia jurar que era um conhecido seu, mas tirou aquela ideia da cabeça já que ele estava morto e não teria como voltar.
Suspirou baixo e com expressão de desdem voltou a andar elegantemente apesar de certa pressa. 
Assim que ambas chegaram perto do grupo de puros ao que parece estavam a ponto de se atacarem.
_Dio... Isso não é bom... Está cheio de humanos aqui e verão. -Não que ela ligasse para isso, mas pela sua amiga que a qual o noivo estava envolvido. _Melhor tirar o seu noivo daqui?
Chamou a amiga Rose para ir até ele e tira-lo dali.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Seg 27 Jun 2016 - 13:23

Daryl e Naru

Daryl observava Lily orgulhoso. Era natural que ela conquistasse muitos amigos com aquele jeito sincero. Nunca precisou saber de "etiqueta", afinal de contas. É claro que agora ela tinha mais noção de perigo do que antes.
- Tudo bem e você? - devolveu a gentileza a Adrian, apertando sua mão.

Naru corou, observando as novas pessoas. Não era exatamente uma aluna da escola, mas circulava por lá como uma boa ex-lacaia.
- S-sim... er... pode chamar como preferir - confirmou sobre seu aniversário e em seguida arregalou os olhos, tapando a boca surpresa - Mas ... mas... n-não precisa. E-eu... - aceitou o presente afinal, levando-o ao peito- Muito obrigada. Fiquei muito...feliz. - curvou-se em respeito. Depois olhou Tohru rapidamente e sorriu.  - Ah! É verdade - concordou rapidamente com Rose, sentando-se sem demora, envergonhada por atrapalhar os outros. - Obrigada - murmurou novamente para Adrian.

- Não se preocupe. São muitos os rostos daquela escola - acrescentou Daryl para a garota e fez um sinal para Lily sentar-se antes dele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Ter 28 Jun 2016 - 20:25

+ Nero +


Nero ficou tenso e alarmado quando Layla enfim percebeu que Louis era um homem e não uma mulher. Não se importava com o que ela pensaria sobre ele, só esperava que aquela humana não o associasse a Arthur Linvisck ou tudo iria para o ralo. 

- Que foi? Não posso ser bi? - perguntou irritado.

Ficou nervoso quando ela começou a fazer perguntas, sabia que sua postura não estava ajudando em nada. Realmente, se não tinham nada a dever, não deveriam estar agindo daquela forma. E nem Louis deveria estar vestido de mulher. No entanto, logo seu companheiro a rebatia de forma exemplar. Sorriu satisfeito com o pensamento rápido dele e porque ele não parecia chateado com o que Layla havia revelado sobre Paris. 

E Nero somente semicerrou os olhos quando Layla falou sobre respeitar escolhas. Era bom, talvez ela associasse a defensiva dele a uma possível postura de constrangimento sobre ela descobrir que estava com outro homem ao invés de uma mulher, e não desconfiasse de nada mais.

Afastou-se dela abraçado ao moreno e apenas acenou com a mão sem se virar em resposta a ela sobre ser contatado pelos caçadores em breve. Olhou Louis e deu um beijo leve na bochecha dele.


- Desculpe, eu não esperava que ela estivesse aqui... - suspirou e olhou sem graça e receoso - Se quiser... posso te contar o que houve... Posso garantir que não há nada além do desprezo mútuo entre nós - o olhou relutante.

Concordou com a cabeça sobre aquele lugar estar estranho. Sentia que, apesar da paz aparente, havia alguma coisa sombria pairando sobre os presentes e a presença de Lya ali não ajudava nem um pouco, queria se afastar logo daquele demônio em forma de mulher antes que ela o notasse ali.

- Você pode me ensinar a patinar uma próxima vez - falou com carinho e afagou a cintura dele, apertando-o de leve contra si - Quantos você quiser, amore mio. Vamos para o carro, vou te levar a uma doceria antes de voltarmos para casa. Tudo o que quiser, por minha conta - sorriu a ele e finalmente saíram daquele lugar.


~*Lily*~


Lily sorriu ao ver a gentileza de Adrian com Naru e deu uma piscadela para ela, zoando-a por ter recebido uma flor de um rapaz, sabia que a japonesa já estava morrendo de vergonha e ficaria ainda mais com aquela brincadeira, mas não conseguia resistir.

- Oh, outro Adrian - comentou curiosa para si mesma, era o mesmo nome do caçador de Paris que fizera uma inusitada amizade - Professor? - olhou surpresa para ele - Nossa, parece ser tão novo pra ser professor... Ah - deu um tapinha na testa - É mesmo, vampiros, dã... Que idiotice a minha, esqueça meu comentário - e sorriu.

Lembrou-se que conhecia Rose de vista da Cross apenas quando a mesma fez o comentário. E a fala da outra também a fez se tocar de um ponto importante que ainda não haviam discutido. Virou-se para Naru.

- Falando em Cross... Naru, quando as aulas voltarem você vai vir junto? Vai se matricular na Cross? Podemos falar com papai sobre isso - sugeriu.

Sentou-se quando Daryl a chamou com um gesto singelo. Assim que ele se sentou, aconchegou-se nele como se procurasse seu agradável calor, abraçando seu braço e pousando o rosto em seu ombro com um sorriso nos lábios e no olhar.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Tohru Kuran
B
B


Feminino
Char RPG : Tohru Kuran
Humor : otimista
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 705
Inscrição : 11/04/2009

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qua 29 Jun 2016 - 0:15


Tohru sorriu pra Naru também e para Adrian, aprovando o gesto delicado com a tímida japonesinha. Era uma boa pessoa afinal, como era de se esperar de um amigo da Rose-chan.
- Professor de música? Sugoi! - exclamou, animada.- Será bom poder continuar praticando na escola.
Olhou pra Naru também, na expectativa, ao ouvir a pergunta de Lilly.
- Oh, onegai, Naru-chan! Será ótimo poder estudar com você também! Quanto mais amigos melhor... Talvez assim não fique pensando tanto na ausência de meu querido Marshall...- suspirou, pensando em como seria difícil voltar a estudar na Cross sem ele ao seu lado.


"-Você é carne ou espírito?
 -Eu sou tristeza."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adrian Ivashikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!


Char RPG : Adrian Ivashikov
Humor : Bipolar
Localização : Em seus sonhos , baby...^~
Posts: : 27
Inscrição : 09/03/2016

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qua 29 Jun 2016 - 1:22


- Estou ótimo, obrigado.- sorrindo largo para Daryl.
Adrian ficou contente que seu gesto tão singelo tivesse sido tão bem recebido. Ficou feliz com a emoção de Naru e sorriu pra ela e pra Tohru de volta. Queria mesmo impressioná-la e não lhe custava nada ser gentil. Isso era natural nele e pelo pouco que pudera observar da jovem Kuran também era um traço dela.
- Sim, senhorita Kuran. Acho que teremos muito a aprender um com o outro na verdade. Rose me contou que canta como um anjo. Gostaria muito de ouvi-la.
Deu uma risada breve com o comentário de Lilly.
- Bem, de fato, acabei de me formar na faculdade de Belas Artes, porém realmente não sou tão jovem quanto pareço, apesar de ser um bebê comparados a muitos de nós por aqui.- acrescentou, brincalhão.- E não sou outro Adrian qualquer. Sou o Adrian. Verá em breve. kkk   
- Fico feliz que tenha gostado de minha humilde lembrança. espero vê-la de novo na Cross, Naru-san.


E sentou-se ao lado de Rose para apreciar o resto do show.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qua 29 Jun 2016 - 11:08

Daryl não gostou muito da observação de Lily sobre o "outro Adrian", afinal não tinha gostado nada daqueles caçadores e muito menos de saber o que tinham feito. A cara de poucos amigos só não ficou mais evidente porque ele estava ocupado cumprimentando e sorrindo, agora com um certo esforço. Nada contra ele em especial, somente ao xará. Também não podia demonstrar seu descontentamento pois o respeitava como professor.

- A-ah... eu posso? - corou e olhou para os lados - Bem... não sei... eu até gostaria, mas... será que ainda tem vagas? - A garota tinha até comprado um uniforme, como se fosse no nome de Daryl, mas era apenas por seu desejo de usar roupas de colegial de novo. Com o incentivo de Tohru, simplesmente não podia recusar. E ainda o incentivo de um professor! Sentiu-se revigorada. - Eu quero sim! Vamos falar com ele. Muito obrigada a todos - agradeceu com um levei meneio antes de se sentar e voltar a assistir ao show com um brilho animado no olhar.

Daryl não se importava se Naru ficaria na escola ou não. Ainda que não a visse mais como lacaia, ainda não a dava importância completa. Quando Lily aconchegou-se nele, não perdeu tempo e segurou a mão dela, sorrindo de volta e esquecendo o ciúme com aquilo, afinal, estavam asssitindo também a um concerto que merecia ser apreciado.


----
Euphemia e Casper


Cansada de observar Casper patinando com os vampiros loiros, a nobre desistiu daquela grade entre o rinque e se encaminhou para assistir de perto À violinista em sua ótima performance.
Sorriu silenciosa e satisfeita, escolhendo um local discreto e no fundo para se sentar. Ela sabia que não demoraria muito para que o loiro viesse correndo atrás dela como um parente superprotetor e foi isso que aconteceu.
Assim que viu a vampira sumindo na multidão, o loiro pediu desculpas ao casal, sem saber que na verdade isso era um alívio para um deles, e disse que precisava ir, por ora, mas que seria um grande prazer reencontrá-los novamente.
Minutos depois, o loiro nanico já estava na área da apresentação, pulando para encontrar Euphemia, que não fez o menor esforço para ajudá-lo. Ele andou rápido entre os presentes e sentou-se alegre a seu lado.

- Euphie! Te vi namorando - abriu um largo sorriso, o que fez a vampira revirar os olhos. Mal ele poderia imaginar que aquele homem na verdade sofria tanto e tinha uma vida tão mais adulta do que ele, mesmo sendo um humano.

- Depois conversamos - limitou-se a dizer, afinal, precisava mesmo contar sobre o caso de Leon para o baixinho, pois quem sabe ele não teria habilidade de ajudar? No momento, queria não ser interrompida e aproveitaria a música em plenitude.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 130
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qui 30 Jun 2016 - 3:24

Rose e Adrian
- Cuidado, meninas! Adrian é um conquistador incorrigível!- ela riu- Brincadeira, Adrian. Eu sei que você é cavalheiro. sqn.rs
- Assim eles vão pensar que sou alguma espécie de Don Juan, dampirinha. - Adrian riu. Aquilo até fora verdade quando ele conhecera Rose, mas isso já fazia tempo. Não era mais o mesmo.- Sou um sujeito responsável desde a Sydney, lembra? - dirigiu-se aos demais.- Pessoal, não liguem pra ela. Todos temos nossas fases e eu agora sou um cara sério e responsável. - falou, sorrindo, mas demonstrando seriedade em seu posicionamento. 
Rose sorriu e olhou pra  Naru:
- Venha sim, Naru-chan! Aquela escola até que é bem legal. Esperemos apenas que este seja um semestre mais tranquilo...
E pra Daryl
_ Em meu trabalho devemos ser bons fisionomistas. Acho que estou ficando enferrujada.- e riu de si mesma




"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qua 6 Jul 2016 - 11:23

++Ryan++

O cheiro de sangue enchia o ar, fazendo os olhos do ser encapuzado se tornarem tão vermelhos quanto rubis em chamas. O cheiro de sangue de puro sangue, o mais doce dos sabores. Para o mais odiosos dos seres em sua visão. Ódio, sede e vingança... Três circunstâncias que estimulava, o nobre naquele momento, lhe cedendo sua força para enfrentar a aura pesada daquele puro sangue. Ou talvez aquilo fosse apenas costume. Quando afinal podia ter se visto livre da presença pesada daqueles provenientes de berço de ouro, quando ele mesmo não era mais do que um bastardo legitimado de um deles? Estar acostumado com aquela presença não era mais que o normal. Embora daquela vez a visão fosse um tanto reconfortante. E de alguma forma, lhe desse prazer.

Lewis Murdock havia sido marcado em sua mente desde que fugira com Lohane Lobanova. E sua morte estava marcada desde que tinha lhe mordido. Assim como o alvo que Ryan fazia questão de traçar em seu peito durante a trajetória de seu dardo.

O coração. O melhor ataque furtivo que poderia existir. Mas que infelizmente foi desviado por um acerto não menos agressivo no ombro, que cortou a carne como um copo de ácido sulfúrico sobre o metal.

Amargo e doce, os dois gostos percorreram seus lábios diante daquela visão. Da aparente vitória que também indicava a denúncia e o sutil perigo por sua vantagem ter sido descoberta.

O dardo especial voou em sua direção com velocidade suficiente para sua destreza possibilitar pega-lo, mas também com uma promessa de vingança mútua quando seus olhos em fúria encararam os do ruivo.

Mas no mesmo instantes, mais movimentos surgiram a sua volta. E guardando seu dardo e sua amostra, o vampiro pulou da árvore desaparecendo. Por um motivo estranho, sabia que possivelmente teria de entregar um maldito presente a uma cabeça de fogo idiota e inútil, mesmo que seus batimentos sempre jazessem irritantemente alterados perto dela a ponto de sempre sentir-se desconfortável ou querer matá-la.

-Droga... Maldita seja Lobanova... Insiste em ficar achando que me importo com seus problemas. - Resmungou o vampiro do capuz entre chingamentos, antes de desaparecer daquele parque, carregando um pequeno recipiente, destacado de um cabo falso no dardo, com líquido tão vermelho quanto seus olhos.

++Melissa++

Melissa Lutont, esse fora seu nome de nascimento, embora a pequena vampira obtivesse vários nomes durante toda a existência. Sempre havia sido uma garotinha doce, essa Melissa. Dóce, infantil e brincalhona. Amiga tanto de humanos, quanto de vampiros, e tola demais para se preocupar com qualquer tipo de hierarquia. Naquele tempo, lembrava-se de patinar livremente na neve, e sorrir junto à todas as estrelas do céu, enquanto vivia naquele vale nevado. Cercada por seus irmãos e seus pais, sempre com o mesmo sorriso no rosto, de algo que não quisesse que acabasse.

Mas isso não esistia há muito. Nem o próprio mundo onde a loirinha houvera se enclausurado. Cristais quebrados de uma ilusão falsa onde ela vivia, dizia-lhe sempre Kuroe em uma tentativa pífia de protegê-la, de que visse a realidade. Mas quem disse que aquela realidade lhe fazia sorrir? Quem disse que suas ilusões deveriam ser deixadas? Quem conseguia fazer que ela não tentasse sempre reave-las, como naquele momento em especial.

Aquele instantes em que o ar gelado batia em seu rosto e seus pés deslizavam graciosamente na neve quase transparente do lago? Aquele momento onde, longe dos olhos de toda a pressão de quem era, ela simplesmente deixa-se levar junto aos dois meninos? O momento onde seus olhos pareciam brilhar vividos, longe do sangue, imposições, ou sentimento de maturidade.

-Não precisamos ter calma, quando apenas estamos nos divertindo. - Melissa sorriu em resposta de forma quase cintilando de alegria ao loiro. - Além disso, há poucos humanos nas imediações. - E eu só quero aproveitar isso um pouco mais... Pensava, soltando a mao dos dois meninos, antes de dar uma pirueta de forma tão graciosa, como uma bailarina profissional. Antes de parar, encostada em um corrimão que delineava a pista, pensativa. - Nao acho que o caso com o vovô seja exatamente de perigo a mim, Casper-niichan...

E então parou de falar, enquanto a imagem do velho ensanguentado e à beira da morte veio a sua mente, mordendo os lábios perceptivelmente preocupada com alguma coisa. Não. Você é o que é perigoso. A voz lhe surgiu de forma abrupta, e o metal amassou-se um pouco sobre sua palma, antes que ela abrisse meio em choque.

-Ei! vamos apostar uma corrida? - Sua voz saiu meio tremida, embora fingisse a animação perdida, enquanto por sorte, a neve caia em seu rosto, escondendo qualquer expressão. Mas ela era Melissa Fallneaves Lutont. Ela não deveria chorar enquanto a bela neve caia sobre o seu castelo congelado.

Nem quando seus patins voltaram a deslizar, dando as costas para os dois, ou para apenas um deles, já que Casper precisava ir. Ao contrário dela, que, como uma fuga, apenas deslizava na superfície lisa do lago. . Os cristais que outrora a protegiam, agora não eram mais que ruínas falsas que não podiam ser remontadas. Talvez seu avô e Kuroe tivessem razão. Talvez simplesmente tivesse que aceitar que tinha crescido, e que os tempos, como o céu e seu corpo, haviam mudado.


++Junes++

Menos arisca e mais alterada pela bebida. Aquilo era bom e talvez rendesse alguns frutos positivos, como a maior aceitação da menina de cabelo azul. Muito embora, em seu caso devesse recusar. Principalmente com o cheiro de sangue de um de seus familiares tão próximo. Junes não era alguém que gostava de apostar alto em cego. Principalmente antes que conseguisse alcançar um grau maior que zero em seus objetivos. Talvez aquele fosse um dos raros e únicos pontos em comum que tivesse com o avô.

-Obrigado, adoraria aceitar, mas estou de carro. - Sorriu diante de sua desculpa, sem vacilar ou denunciar sua mentira, enquanto fingidamente arrumava-se no casaco. Não sentia o frio ali perante a temperatura que se acostumava, mas aquele joguinho onde se fingia de humano lhe virará uma rotina. -Suponho que a pratica de esportes aquáticos seja agradável por lá, então... Em casa, não costumamos arriscar nem no verão mais quente. - embora os motivos fossem diferentes naquele Ducato protegido por magia próximo ao ártico, mas esse não era o mérito da questão a ser discutido ali, enquanto os três voltavam a caminhar em direção a cafeteria e para longe daquele cheiro de sangue, onde, de maneira nenhuma, Junes desejava se envolver.

-Se desejar, posso lhe dar uma carona até sua casa, senhorita Lara. - Mas antes, ele só precisava mandar o seu motorista liberar o carro.

Off: Charles e Will no próximo post.




Última edição por kagura em Qua 6 Jul 2016 - 16:09, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qua 6 Jul 2016 - 13:15

++Charles++

A dor era tão intensa quanto a aura de Charles era inconstante. Algo dentro de si queimava, como se ácido puro circulasse em seu corpo e vísceras lhe derretendo. E todo o sabor que sentia diante de sua vista turva, era o de seu próprio sangue, misturado a visão de Will e a daquela mulher. Tudo o que desejava era matá-los.

++Will++

Palavras podiam ser placebo com os tolos, mas Will não era mais tolo, e talvez sua transformação tivesse colocado todo o peso naquela mudança. As palavras de Sakura, seus gestos, sua própria boa fe e sentimentos. Agora eleslhe desciam garganta abaixo como uma sensação amarga que ele odiava. E, embora outrora ele pudessesentir qualquer irmandade ou bondade pela figura de Charles ali caído, agora não sentia absolutamente nada. O veneno havia consumido seu corpo e sua mente. Ele estava pronto para se entregar ao monstro, como seus olhos sentidos por um coração partido podiam denunciar.

-... Algumas coisas são inevitáveis Sakura, o que muda é o tempo e as circunstâncias que levam elas a acontecer. A escolha era me entregar ao inevitável ou abrir mão de você naquele dia, Sakura-san, me diga que tipo de monstro optaria pelo auto-sacrificio? - O loiro ouvia sua voz recitar em um tom estranho que misturava o ressentimento de todos aqueles anos com a calmaria. - Eu lhe digo que o que está tentando erguer, não seria capaz disso... Muito embora seus monstros e pecados sejam bem mais terríveis que os do pobre Willian.

E por fim, ele observou parado a menina gritar, ajudando Charles a se levantar, enquanto saboreava aquela face e expressão. O ódio no olhar como um  petisco. Ouviu um xingamento sair dos lábios do gêmeo, e esse tentar soca-lo de novo possuído pela fraqueza. Mas ainda assim não se moveu quando sentiu tudo dentro de si, congelar. E até seus olhos se tornavam frios com a dinâmica do casal, que outrora tivesse lhe machucado. Seus olhos violetas agora eram frios como gelo.

Tudo aquilo fora para ela.... Para nada. Esse foi o último pensamento, antes de deixar monstro dentro de si devora-lo.


++Charles++

O loiro se apoiou no ombro da japonesa, ainda perdido e com dor, a contragosto. De alguma forma sentia que podia lutar, e que iria quebrar Willian e Lya, paraque eles nunca mais os incomodasse. Mas talvez o que mais pesasse fosse seu orgulho ferido por se encontrar naquela situação. Principalmente quando Loran surgiu para apartar a briga, com toda aquela pose de reizinho que o fazia querer esmurrar sua cara.

Sorte ou não, talvez aquilo tivesse feito sua consciência voltar por instantes, afastando-se, ainda um tanto perdido e mancando com a menina. Enquanto o seu próprio sangue continuava a lhe incomodar a garganta, e os ferimentos ainda lhe incomodassem. - Eu vou matar Willian..- Quase sussurrou seu mantra, embora a consciência ainda lhe falhasse, perdida e na visão turva. Que, vez ou outra voltava entre lucidez e inconsciência.

Mais passos, mais passos. E então a dor de novo no centro do peito, lancinantes, como se fosse arrancar seu coração, a sede novamente e então outra crise de tosse. Antes que ele próprio despencasse, quase derrubando Sakura junto na neve congelada. A última coisa que ouviu foi a voz de Oliver...

++Willian++

O menino apenas encarou Loran, com uma expressão vazia. Nunca tinha pensado, mas era incrível como eles tinham aura pesada, muito embora não se pudesse dizer o menos de qualquer um ali. Embora não sentisse medo, não pode evitar de dar um passo para trás em direção a Lya.

Algo na expressão de Loran lhe deixava tenso, muito embora lutasse para não aparentar. -Se é uma ordem, Kuran-sama... - Quase automaticamente ele falou, de maneira treinada, sem fazer reverência no entanto, então olhando para Lya. Como se esperasse que ela assentisse para irem ou sinalizasse para que ficassem.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP


Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4561
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qui 7 Jul 2016 - 19:59

- Hunny

Como não dizer tudo que está entalado na sua garganta à anos? Simples, pense bem nas consequências, pense nas oportunidades, se você for uma pessoa racional, irá conseguir. E era justamente isso que eu era. Racional. Embora pensar em Melissa mexesse profundamente comigo, ações puramente passionais poderiam estragar tudo.
Jogar ela no ombro e sair dali: o que minhas mãos coçavam em fazer mas minha cabeça controlava os impulsos gritando as consequências na minha mente.
Não. Não seria assim. 
Vi ela rodopiar e deslizar no gelo como a princesa que era. 
Um confronto com murtagh não valeria a pena. Um confronto com seu carcereiro disfarçado de avô não a deixaria feliz.

- Hime, corrida, comigo? Seria até covardia de minha parte. - Brinquei, mas conseguia ver sua confusão, a forma que se sentia através de seus olhos tão transparentes. Mas eu também via que ela não queria se sentir daquela forma. Eu não ia deixar ela pensar em nada que a deixasse triste. Não naquela tarde. - Hey... - fui até onde ela estava encostada e sorri - Quem chegar por último do outro lado do lago paga o sorvete...

Eu sabia que já estava quase na hora dela voltar antes que percebessem. Isso era pro bem dela. Mas eu iria aproveitar até o último segundo para, pelo menos, fazê-la sorrir mais uma vez.




Última edição por Dorii' em Qui 7 Jul 2016 - 20:36, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP


Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4561
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Qui 7 Jul 2016 - 20:35

- Sakura

Esse era o Will. Um novo Will. Eu já sabia como ele estava diferente, quem ele era agora, mas ainda sim suas palavras nunca seriam algo fácil de carregar.
- E eu não me sacrifiquei por você???? Todas as vezes que eu tentei ir até você para fugirmos juntos, sendo torturada por tentar. Isso não foi sacrifício? E agora você está com meu algoz. Olhe os dois lados da moeda, Will-san. Não existe telhado aqui que suporte uma pedra se quer... 

Charles não poderia ser de sacrifícios, mas Lya, era? A situação era a mesma de papéis invertidos e eu não ia cair em nenhum jogo dele.

A voz de Lya soou provocativa, mas eu já estava cansada, cansada demais, machucada demais. Eu nã me daria nem mais o trabalho de me virar. E, mesmo ao responder, eu não parei de andar. Não parei de tentar nos levar para longe dali. 

~Quando o reencontrei ~falei baixo, mas aqueles dois ouviram~Ele já não era mais o doce e bondoso Will... Ele só fingia ser.

Fingia. Porque por mais que desejasse, ele sabia que ele havia mudado. Quando após tantos anos nos reencontramos no convento ele sabia que eu não era mais a mesma e eu também sabia que não era o mesmo Will que um dia conheci. Mas eu sabia que ele ainda queria ser, que ele lutava pra ser. Por isso quis tanto conversar com ele, o procurei. Mas ele fugia de mim, ele não queria me contar. Não era um novo Will que havia despertado, era a vontade de continuar sendo humano que havia sumido.

Eu continuei andando com Charles ainda quando uma sensação estranha me remexeu por completo, um enjoo ou nó na garganta, não sei, eu não sabia explicar, mas no momento em que me virei Lora estava entre nós, impedindo um ataque vindo da puro.
Meus olhos se arregalaram, assustados.

~ Pelas costas... ~ eu olhei incrédula, mas não deveria. Isso era sujo, digno do demônio que era.

Olhei em seguida Loran, como um agradecimento, embora toda a raiva daquela situação ainda me voltasse a face.
 ~ Arigatou, Loran-kun.

Eu continuei e sentia o quão tenso Charles estava. As palavras dele apertaram meu coração, mas não pelo significado literal delas e sim pelo sentimento contido nas entrelinhas.

~Shizuka... só vamos embora, onegai... se concentre em ficar acordado...

Eu me afastei mais e mais com ele, um passo de cada vez, até ele cair. Eu tentei segurá-lo mas minha força era irrisória perto de seu peso, perto do quão fraca me sentia. 
- Charles!! - eu gritei por ele, Oliver devia estar já a vista. Tinhamos que tirar ele de lá.

Meus olhos se ergueram, desesperados, procurando pelo outro vampiro.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Makie
E
E


Char RPG : Personagens:

Freya Gatemberg - Night Class
Aidan Becker - Day Class
Lilac Löfgren - Universitária
Juliet Glotieb - Prof.ª Ed. Fisica
Posts: : 323
Inscrição : 26/08/2015

MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Dom 10 Jul 2016 - 11:53

Aidan
— tsc...
As coisas estavam saindo do controle,  o moreno olhou para o lado e viu que Layla se aproximava. Com um suspiro mais aliviado. O grupo estava completo e no fundo sabia que se separar poderia ser um grande erro. Não havia tempo para discutir estratégias, tudo o que pode fazer era seguir Daniel e Adrian. Os seus dedos tocaram a mão da morena timidamente, e a segurou firme,  ao menos por aqueles instantes queria ter aproveitar de alguns momentos, mesmo que fosse no meio da multidão e assim não seriam percebidos pelos demais.


Juliet
A morena ergueu uma sobrancelha sem entender exatamente o que acontecia, o vampiro cego simplesmente a arrastava praquele lugar e depois se despedia dela como um lixo descartável. Com a expressão de irritação ela o seguiu e segurou firme o braço do vampiro.


— o que? Vai me fazer de escudo humano e simplesmente me jogar no meio da confusão e ir embora? Eu não sei o que você viu, apenas sei que aqui não é o lugar onde eu deveria estar.  Bem já que me trouxe para o olho do furacão ao menos seja gentil em me levar para fora daqui. Sei exatamente os riscos que corro, mas talvez sua natureza não permita “perceber” o que acontece com outros que não sejam de sua espécie.
Levemente irritada e nervosa pelo clima que estava no ar (as vibrações não eram das melhores) manteve seu braço preso entorno do Kyoshiro com um sorriso fingido.


Lilac
- vamos sim, de qualquer forma, esta começando a ficar frio demais para ficarmos do lado de fora.
Seus braços entorno dos ombros da menina de cabelos azuis a seguravam e a ajudavam  a guiar, era um dos poucos momentos responsáveis dela, portanto tomaria conta de Lara, que parecia estar levemente animada pela bebida, e simplesmente poderia ser expulsa do colégio caso estivesse alcoolizada demais para não conseguir manter a pose.



— se puder então nos dar uma carona, acredito que realmente seria o melhor, tomaremos um café quente e assim a deixaremos em seu alojamento. E sem discussão, você prometeu durar mais do que três meses nessa escola.


mushu:
 
coisas que apenas o chat explica!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Green path - Central Park    Hoje à(s) 21:18

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Green path - Central Park
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 6 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» ? Central Park
» Central Park
» Caos no Central Park!
» Central Park
» Central Park

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: Ambarantis :: Cidade Central-
Ir para: