Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Apartamento 508]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: [Apartamento 508]    Qua 21 Out 2015 - 23:01

Apartamento 508 



~* Narrador Master *~


Última edição por Master em Dom 1 Nov 2015 - 13:35, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: [Apartamento 508]    Sex 23 Out 2015 - 19:00

Louis estava terminando de limpar a cozinha quando seu celular toca, assim que ver que era uma chamada confidencial atende.

_Arthur... Preciso te ver, venha me encontrar.

_Não tenho tempo agora...

_Arthur - a voz nervosa continuou _Se não vier irei até você, não me enfrente.

_Eu irei assim que tiver um tempo, será que não pode esperar... -bufa chateado. _Já não basta ter aparecido na cidade sem minha aprovação.

_Não vou ligar mais lhe dou 1 hora para me encontrar... tu tu tu... - Ele encerra a chamada.

A expressão dele muda era mais sinistra que do seu habitual, ele por fim faz uma chamada e pede um táxi, poucos minutos depois, recebe a mensagem que o táxi estava na entrada da floresta.

Avisa Noah que irá voltar a cidade e que não saísse do castelo. Pouco minutos depois estava na porta do táxi.

O táxi da cidade trabalhava 24 horas e aquele senhor de cabelos grisalhos já tinha Louis/Arthur como cliente antigo.

_Então, aonde vamos Sr Linvisck? 

_Desculpe ter feito trabalhar essa hora sr Felix, tirei de sua família.

_Sem problemas, você um dos meus melhores clientes eu faço sempre a corrida quando me chamar.

Louis/Arthur sorriu a ele e deu o destino, seria um prédio residencial na cidade baixa.

O homem como todo taxista gostava de contar suas histórias e por educação fingia ouvir e até dava alguma opinião, mas sua mente estava voltada para o assunto da ligação.

Pouco mais que uma hora depois chegam a porta daquele prédio, o vampiro paga a corrida sempre um valor a mais para que o taxista ficasse de certa forma em silêncio sobre aonde ele levava e pegava. Era o acordo deles e por isso era muito bem pago.

_Ligarei assim que precisar retornar, obrigado!

Viu o táxi se afastar e entra no prédio,tinha a chaves e entrou indo para o 4 andar, diante da porta ele a abre e olha em tudo, estava um tanto revirado, coisas jogadas ao chão e em cima da mesa uma sacola daquelas de viagem.

O homem estava deitado no sofá tragando um cigarro, olhou-o vampiro pelo cantos dos olhos. 
Spoiler:
 

_ Jafer... -Arthur se aproxima e cruzas os braços olhando-o sério._ Esse lugar está um lixo, me fez vir até aqui para que? 

Ele continuava deitado no sofá e fitava o teto ainda fumando, após mais uma tragada diz em um tom muito nervoso.

_Fiz o serviço para você vampiro, agora estou com uma família de hunter me caçando, ainda pergunta o por que? -Levanta de pé encarra. _Se soubesse que iria atirar em um maldito sangue puro tinha pedido mais grana.

Ele olha-o ainda mais nervoso, estava sem os poderes mas ainda era mais forte que aquele humano.

_Já lhe dei dinheiro mais que suficiente... 3 milhões é mais que o suf...

_Quero 6 milhões e pra ontem... - Dá um empurrão de ombro ao passar por ele indo até a cozinha.

O vampiro riu nervoso.

_Enlouqueceu... Não tenho esse dinheiro...

Jafer volta apontando o dedo para a face de Arthur.

_Você consegue... Controla os negócios de Magnus, tem acesso então se vira e me arruma a grana... Ou ...-Bebe um gole da cerveja que abrirá na cozinha._Ou vou te entregar para o sangue puro e aquela família de caçadores.

Arhtur estremeceu, aquilo não podia está acontecendo e logo agora que as cosias estavam começando a encaminhar... O que mais faltava lhe acontecer?

_Eu não tenho esse dinheiro e não tenho como justificar a saída disso do caixa...

_Dá seu jeito... Arrumou 3 só arrumar mais 3 e pronto eu sumo da sua vida...- Abriu os braços debochou no final.

Arthur fechou os olhos e andou até ele. Fitou-o diretamente enquanto Jafer bebia mais um gole do gargalo o fitava por baixo dos olhos.

_Jafer...-o vampiro tocou o peito dele se aproximando mais. _Ponha a cabeça no lugar, já tem dinheiro para viver bem até morrer, não me ameace... estou com você!

Jafer engoliu aquele gole da cerveja com muito contra gosto.

_Você é muito cara de pau... -empurra ele novamente para se afastar e anda até a mesinha de centro e pega uma pasta. _Esta mesmo do meu lado? -Joga a pasta sobre o peito do vampiro, que olha-o abrindo a pasta, se espanta, havia fotos dele e Nero sempre juntos saindo da Amadeus, eram fotos deles no momento em que ele estava saindo depois daquela crise de Nero ao ver Louis tocando violino.

_Está me espionando Jafer? - Arthur falava entre os dentes, se antes estava com raiva por ter ido até aquele lugar imundo, agora estava furioso. 

_Quem é ele?- Jafer passou as mãos pelos cabelos e voltou a face já debochando de Arthur. _Seu novo amante? 

Arthur olhava-o com desprezo querendo estrangula-lo.

_Nossa que face brava, acertei certo... SEU MALDITO VEADO FILHO DA PUTA...

A explosão dele fez Arthur reagir jogando Jafer com força no sofá, agarrando o seu pescoço, as garras e presas apareceram e seus olhos estavam vermelhos...

_Nunca mais grite comigo...- Voz do vampiro era um rosnado.

_VOCÊ... ME ....USOU E AGORA ....ESTÁ COM RAIVA, QUEM ME ...TRAIU FOI VOCÊ... BABACA!- Jafer gritava tentando respirar com a mãos do vampiro agarrada em seu pescoço.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: [Apartamento 508]    Sex 23 Out 2015 - 20:00

Dois sons abafados ecoa na sala, Jafer sente as mãos do Arthur soltar seu pescoço e ir escorregando caindo no chão.

_Seu ... desgraçado... atirou em... -Senta no chão com a mão sobre o abdômen onde o sangue manchava a camisa  do vampiro.

Eu não posso perder sangue.-Louis sentiu tonteira, a visão começava a falhar.

Jafer levantou tocando o pescoço sentindo a dor na garganta daquele aperto... ofegando foi até a cozinha e lavou o rosto.

_Isso é culpa sua... Desgraçado... atirei em você... porque me traiu? -Jafer não suportava aquela situação havia se encantado pelo vampiro e faria qualquer coisa por ele, mas agora estava ali sofrendo por ter atirado nele.

Louis só ouvia, mas conseguia falar, estava perdendo sangue rápido, se aquelas balas eram aquelas feitas para matar vampiros se não se alimentasse rápido iria virar pó ali mesmo.

O vampiro se arrasta até se apoiar no sofá de costas.

_Jafer... Eu nunca te trai, você que sempre esperou algo... -Tossiu e escarrou sangue. _Sempre lhe disse que estaria ao seu lado, mas não dessa forma.

Jafer olhava-o tinha tanta veneração por Arthur que beirava a loucura. 

_CALA A BOCAAA!!!- aponta a arma para a cabeça de Arthur. _ Eu vou te matar...

_Jafer... me a...juda...

Jafer andava com as mãos na cabeça rodando de um lado para o outro, como que não soubesse o que fazer.

Quando olhou Arthur viu que ele estava de olhos fechados com a cabeça caída de lado no sofá, se aproximou rapidamente e tentou acorda-lo desesperado.

_Ei acorda Arthur...-sacudiu ele, mas não abriu os olhos. _ACORDAAA!! -Pegou a arma e jogou longe se sentindo culpado._Acorda por favor...Ele segurou pelo ombro levando até seu peito para segura-lo nesse momento Louis abre os olhos vermelhos e usa suas últimas forças para atacar e finca as presas no pescoço de Jafer que tenta gritar para se soltar, mas o vampiro tapa-lhe a boca.

O Vampiro suga intensamente o sangue dele, era um desespero enlouquecedor, estava desesperadamente faminto e a mordida foi tão violenta que arrancou um pedaço da carne do seu pescoço.

Louis sentia a força voltar e seu ferimento começar a regenerar parando de sangrar. Se arrastou subindo sobre o corpo de Jafer que sangrava muito com o ferimento no pescoço.

_Seria diferente esse ... seu fim... era só pegar o dinheiro e sumir...-O cheiro do sangue deixava Louis ainda mais sedento._ Quanto sangue desperdiçado.-Lambeu a ferida e voltou a sugar, bebia sem para até ver o corpo de Jafer ficar imóvel e frio.

Levanta a cabeça, estava recuperado e de pé ver aquele humano deitado com o pescoço estraçalhado e sem vida.

_Droga...-Passou a mão na testa, tinha que se livrar daquele corpo, isso atrairia os hunters. 

Sua sorte é que alugara aquele apartamento no último andar e sem mais nenhum morados naquele andar, então tiros e gritarias não seriam ouvidos. Precisava limpar tudo e sumir com as provas e foi o que fez naquela hora.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: [Apartamento 508]    Sab 24 Out 2015 - 19:06

Coberto de sangue daquele humano, ele precisava se trocar, limpar aquele lugar e ... desaparecer com aquele corpo.

Foi até o banheiro abrindo o chuveiro, sua cabeça latejava e o peito apertava era uma angustia sufocante, pegou do bolso de seu casaco as pastilhas e as engoliu com água em seguida da própria bica do banheiro, ao levantar o rosto olhou-se ali sujo e estava deplorável lembrou da época que vivia como um animal que faminto atacava em busca de saciar sua sede.

Voltou sala e começou a remexer as sacolas de viagem de Jafer,uma havia roupas e pegou camisa e calça jeans e deixou no banheiro e faz uma geral limpando todo o apartamento, tirava as impressões dele de tudo e cada gota de sangue dele foi limpo. Assim pouco mais que 2 horas tudo estava limpo. 

O corpo de Jafer começava a saltar o cheiro de decomposição, Louis pegou e jogou um cobertor sobre aquele corpo, não queria ver mais aquela cena. 

Pensou em como daria fim aquele corpo sem levantar suspeitas. De repente veio a mente as chamas... sim fogo... um incêndio e o corpo estaria irreconhecível para poder fazer qualquer suposições sobre o um hunter ter sido morto por um vampiro.

Jafer era um ex-hunter que se juntara a Magnus e prestava serviços como assassino de aluguel, quando conheceu, não imaginaria que ficaria obcecado por Louis, uma única aventura e pronto se tornou um pequeno inferno.

Acreditando que após pagar para ele realizar aquele serviço Jafer sumiria de sua vida, mas ali estava agora o corpo e agora tinha certeza que se livrou de um problema e arrumou outro.

Procurou no apartamento tudo que podia ter de provas contra ele, achou dentro de outra sacola mais pastas com fotos e um lap top, abriu e viu que tinha uma senha. Guardou para mais tarde tentar abrir e ver tudo que tinha ali. Tomou um banho e se arrumou, por fim andou pelo apartamento verificando todo o local.

Em uma terceira sacola havia armas, algumas de caçar vampiro, fechou a sacola e juntou tudo sobre a mesa, iria levar consigo, viu que pendurada na porta tinha as chaves e nela a do carro que ele reconhecia. Era seu opala, amava aquele carro e Jafer o pegou como parte de pagamento, então por fim recuperou seu carro.

Spoiler:
 

Abriu a janela e pelas escadas de incêndio desceu levando as sacolas e indo ao estacionamento, a noite estava muito silenciosa e isso o ajudou de certa forma a esconder aquele crime. Após guardar tudo no na mala do carro, volta com um galão de gasolina.

No apartamento, deixa o corpo na cama, dando a impressão que dormia e abre a boca do gás, coloca o galão do lado da porta da cozinha e volta para a janela, sem antes deixar o microondas ligado e desce a escada, acende o esqueiro e do escuro atira para a janela... foi instantâneo uma enorme explosão faz a rua toda acordar, ele vai para carro e entra fechado a garagem e da fresta da porta fica vendo aquele prédio todo acordar e em poucos minutos várias pessoas já estavam nas ruas, o incêndio correu rápido todo apartamento que explodia em chamas.

"Pronto...acabou..." - pensou Louis sentado ao volante esperando a hora de sair daquela garagem, olhava o relógio era por volta das 4 da manhã, ouviu o caminhão de bombeiro chegar e as pessoas falarem se aglomerando. Abriu a porta da garagem e saiu, vendo que o bombeiro foi até ele.

_Senhor... rápido... vamos... tire o carro dai...

Louis fazia expressão de pavor para enganar o homem e saiu com o carro, dirigiu devagar até o fim da rua, passando pelas pessoas que juntava-se. Logo alcança o final da rua e acelera saindo um pouco mais rápido pegando a estrada de saída da cidade baixa.

Já alcançara a saída da cidade pegando a estrada rumo a floresta, iria deixar tudo lá e voltar para Amadeus. Nesse momento sente o banco um tanto pesado para mexer já que como era alto tinha que ajustar para dirigir e coloca a mão por baixo sentindo algo que prendia, puxa e era um saco preto, ao rasgar com o dente ver que era o dinheiro, os 3 milhos que havia pago a Jafer, solta uma gargalhada de alívio, era a grana e agora era dele.

_Humano burro... -Sentiu o peito doer novamente, ainda era angustiante, em todo os seus 1200 anos era a primeira vez que matará um humano tomando todo seu sangue. Isso era para ele assustador e ao mesmo tempo prazeroso.


Citação :
~Artie... Eu custo acreditar que não mate um humano...- Selena sorria a ele divertida por ouvir daquele vampiro que nunca tinha matado um humano para se alimentar.~Isso é inacreditável, acho que devemos tirar sua virgindade desses seus caninos rs

A lembrança de Selena veio de repente, ela sabia que ele evitava morder humanos e se alimentar deles... Ele mesmo não sabia o motivo, mas sempre que estava perto de um humano e a situação levava-o a atacar pelo sangue, algo dentro de si, gritava impedindo. Mas com Jafer fora ao contrário se não tivesse feito aquilo estaria agora em cinzas e sua família não saberia, seus filhos sozinhos e Nero... Estremeceu pensando nele. Dirigiu até a entrada da floresta guiando seu opala pela trilha até a entrada da gruta.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Apartamento 508]    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Apartamento 508]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Varanda...
» {Apartamento Dos Lockser Emiya}
» no exercito do senhor do tempo...
» Aradia x Dave
» [Apartamento 205] Alanis Montoya

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: Ambarantis :: Cidade Alta :: Condomínio ~ Atol da Fiore's-
Ir para: