Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Mansão Lutont

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Mansão Lutont   Sab 3 Out 2015 - 20:28

Relembrando a primeira mensagem :

Mansão Lutont


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda

AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 20 Nov 2015 - 16:36

Aquele incidente fora logo arrumado os lacaios de Charles foram rápidos em arrumar tudo e 
logo já havia novos instrumentos e caixas amplificadoras. 
Depois de arrumarem tudo, pediram desculpas pelo ocorrido e 
a banda voltou a tocar a música normalmente. 
Suspiraram ao ver que aquele momento não fora totalmente perdido e 
assim a festa poderia transcorrer normalmente.


+Lya+


Spoiler:
 

O carro estacionara em frente a mansão e um manobrista abriu a porta estendeu a mão para a vampira sair. Desceu de forma elegante em um lindo vestido de calda e justo. A face havia mudado e estava com a forma da elegante vampira da praça.

_Gracias ...

Sorriu a ele que se curvou e voltou para o carro fechando a porta.

_ Eu sou Melinda Homan, meu convite...- Estendeu ao vampiro bem alinhado a porta que olhou o convite e curvou-se em comprimento.

_Senhor Homan não veio lhe acompanhar?

_Não, ele esta indisposto e para não ser de bom tom com nosso futuro monarca, estou representando.

Ele concordou com a cabeça e abriu a porta deixando a vampira entrar.

Assim ela o fez e dentro da festa o clima estava um tanto agitado, algo havia acontecido e ali ela observou todos. Não iria impor sua presença por um momento, iria reconhecer o local e encontrar o Kuran.

Seus olhos fitaram a cachoeira de sangue sobre a mesa o que lhe aguçou os instintos, pelo aroma era sangue humano, aquela festa nesse estilo lembrou as que fazia em seu castelo com cascatas de sangue humano direto da fonte... Corpos pendurados como lustres a qual enchia taças e taças para si e seus convidados.

Andou elegante até a mesa pegando uma taça e sendo servida pelo garçom. Havia uma banda que tocava uma música estridente o que ela achara um tanto inapropriado... A música da nova era tinha um barulho chato, mas enfim não estava ali para aproveitar a música somente para ver o Kuran de perto.

Nesse momento ver atravessando o salão seguido por outro vampiro sangue puro... Sentiu a sua presença e mesmo que não sentisse aquele vampiro era idêntico ao kaname kuran. Acompanhou até chegar perto de um outro grupo. Seus olhos amarelaram ao notar nova presença, lembrou daquela sensação e do cheiro.

A sangue puro que visitara Amadeus estava ali, perfeito seria uma maravilha chegar perto deles e foi assim que o fez.

Atravessou o salão sem ainda expor sua presença e chegou perto do grupo, havia uma pequena discussão em italiano, reconheceu um deles, era o ruivo servo de Magnus, ao menos ele não irá reconhece-la. Mas se fosse preciso se mostrar ela daria um jeito de calar a boca e não lhe entregar... Ou algo pelo caminho poderia lhe acontecer e sua existência seria dela.


Quando notou que era sobre a jovem vampira de cabelos coloridos ter feito uma travessura e levava uma bronca do pai e ao que notou era além dele o vampiro namorado e uma amiga deu uma leve risada.

_Crianças sempre aprontam... rs

Ela diz um tanto alto para que a notassem ali.

***********

+Loran+

Ele virou para ver quem falava e ao ver a jovem vampira deu um leve sorriso.

_Realmente... Crianças aprontam...- Deixou a vampira de lado e voltou para começar a falar com Rose.

Nesse momento Loran sente algo diferente, mas a sensação era sufocante, estranhou e seu olhar voltou aquela.

Ela tocou a mão dele segurando os dedos e com um sorriso gentil.

Ela olhou-o por um momento.

_Loran Kuran suponho... Acho que não seria de bom tom algo para um sangue puro como vós resolver?

Ela ainda segurava os dedos dele.

_Acho que o Loran-sama tem algo muito mais importante para resolver... Como por exemplo, manter todos esses vampiros vivos ...

Ela dizia a ele quase sussurrando de forma que somente ele ouvisse.

_Não é de bom tom uma dama convidar um cavalheiro a dançar, mas então me concede essa dança?

Ele mantinha o olhar fixo nela, sua aura havia mudado e ele estava frio e somente sorriu a ela.

_Claro que lhe concedo essa dança... Uma dama tão bela...

Estendeu o braço a ela que imediatamente se postou ao seu lado e ambos andaram até o meio do salão e assim ao som daquela música começaram a dança como uma valsa mas ao som daquela banda de rock que ao ver que eles iriam dançar pararam de tocar para começar a tocar uma valsa com uma levada no estilo  rock.

_Vamos conversar... Como se chama? Estou curioso...
Ele mantinha o olhar frio apesar da aparente expressão gentil.

Lya girou o corpo em seu bailado e segurava a mão dele sem saltar, ela mostrava que era com aquele toque, ao olhos dos demais viam apenas um bela vampira morena.

_Lya Merelin... Estou curiosa também Loran-sama... Me pergunto como pode um ser tão inferior como vós ser uma ameaça a mim?

Loran olhou-a girou-a novamente bailando pelo salão. Deu de ombros a ela tentando manter ela com foco nele.

_Não ameaço ninguém senhorita Lya, mas ao que vejo quem fez ameaças foi vós... Ou realmente entendi errado?

_Tinha que ter sua atenção... Acredito que consegui...rs

Deu um leve sorriso e aproximou seu corpo ao dele, tocando pela cintura.



~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 20 Nov 2015 - 17:14

+ Lily e Nero + 


A menina olhou para Daryl e lhe deu um sorriso estranho. Não era o sorriso feliz e infantil dela, mas algo mais maduro e sedutor.

- Sim, meu anjo, estou bem.

Ela aproveitou que Nero estava distraído com Rose e se aproximou do rapaz, dando-lhe um beijo suave e puxando o braço dele para sua cintura. Estava deixando claro ao pai que não iria com ele e que ficaria com o namorado na festa, agora que a defendiam daquele ciumento. Depois aturaria os esporros dele, mas primeiro iria se divertir.

Nero semicerrou os olhos diante da petulância daquela garota. Fez por que quis? Ele quase rosnou. Vampiros quando tinham um pouco mais de poder eram sempre a mesma coisa, faziam as coisas porque queriam e da forma que queriam sem respeitar a opinião alheia. E os puros eram ainda piores. Mas ele controlou a língua. Morrer para o ego ferido daquela garota não estava entre suas opções para a noite.

- Entendo que ela esteja em segurança com a senhorita, assim como espero que entenda que agindo assim está tirando a minha autoridade de pai - ele falou o mais calmo que conseguiu com Rose - Desta forma não poderei educar minha filha da forma correta, creio que a senhorita compreenda minha atitude como um pai.

Ele odiava estar preso àquele olhar. Como odiava a influência que o forçava a encará-la, mesmo que ele fosse fazer o mesmo se não estivesse sob a indução. O poder dela só deixava tudo pior. O ego do ruivo se contorcia com aquilo, ele odiava ser controlado de qualquer forma, já bastava uma e agora outra...

- Não teremos nenhuma briga por minha parte... - ele assegurou a menina, apesar de ainda a olhar com raiva por tê-lo induzido e tirado sua autoridade.

Então uma outra vampira se aproximou e o Kuran retornou. Aquele comportamento dos dois fora muito estranho. Nero os acompanhou com o olhar com um mal pressentimento. O olhar do monarca ficou estranho de repente... Era melhor ficar atento. 

Lily apenas olhou sem entender nada, ao lado de Daryl e olhou Rose, temendo a reação dela diante do comportamento do noivo.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Dark_Rose
B
B


Feminino
Char RPG : Rose Valentine (PB)
Lara Kapetine (Hunter)
Humor : Incompreesível
Localização : Inglaterra
Posts: : 663
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 20 Nov 2015 - 18:23

Rose ignora Lily se pegando com o namorado atrás dela. Não se importava com isso. O foco era o mal educado do pai dela. Quando ele fala sobre educação ela relaxa um pouco os ombros respondendo:

- Acho que está meio tarde para querer educa-la em uma idade já tão avançada, não acha? Acho que com essa idade a melhor forma é aprender com a vida. - Ela zomba dele em tom de sacarmo.

Com ele dizendo sobre não querer brigar ela solta um sorriso inocente.

- Que bom, também não gosto. Ainda mais com o pai de alguém que prezo. - Ela fala erguendo a taça e dando um gole no vinho.

Depois disso vê Loran ao seu lado mais este é interrompido por uma vampira, uma estranha vampira... Não sabia o porquê mas ela sentia que a conhecia de algum lugar, alguma festa talvez? Mas a aura que emanava dela era uma pouco perturbadora, e pesada de alguma forma que não conseguia explicar. Aquela sensação incomodava. Mas não incomodou mais do que vê-la praticamente dando em cima de seu noivo. Não, não gostou daquilo, ela depois disso praticamente passou a ignorar Nero e todo o resto em volta. 

O seu rosto não demonstrava nenhum sentimento ela apenas olhava a situação vendo Loran sair para dançar com a desconhecida que a deixava com uma sensação desagradável.  

Nunca tinha sentido ciúmes da sua vida, era a primeira vez que aquela sensação percorria pelo seu corpo. A ideia de querer separar Loran daquela mulher estava corroendo a sua alma. Loran nunca havia deixado de falar com ela por conta de uma estranha. Queria arrancar a cabeça dela naquele momento, mas lembrou que não podia fazer isso no lugar em que estava. 

O que teria levado seu noivo a aceitar uma dança de uma estranha, ele se conheciam? Não entendia mais os sentimentos mas queria separar os dois.

Então teve uma ideia.

Vê Charles parado praticamente perto de si e lança um sorriso para ele falando:

- Que tal os ajudarmos a abrir a pista de dança? Ninguém está dançando.

Os olhos verdes dela o encaravam de forma profunda nessa hora.


Lara Kapetine
Voltar ao Topo Ir em baixo
Makie
E
E


Char RPG : Personagens:

Freya Gatemberg - Night Class
Aidan Becker - Day Class
Lilac Löfgren - Universitária
Juliet Glotieb - Prof.ª Ed. Fisica
Posts: : 323
Inscrição : 26/08/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 20 Nov 2015 - 18:54

+Aidan+


As palavras de Layla pareciam carregadas de amargura, ela também teria sofrido algo? Se bem que qual caçador não sofreu algum trauma por conta do seu próprio destino?


— não acredito que seja falsa esta civilidade – seu sotaque parecia mais empolado, já estava um pouco exausto daquele tempo de vigília e se lembrar do tempo todo de imitar os trejeitos locais fazia-o perder a paciência rapidamente. Mas Layla parecia suavizar sua tensão naquele instante, então não percebeu que sua mistura étnica se apropriava de suas palavras.
— humanos, vampiros, nós... Existe de fato algum de nós que realmente não caminhe constantemente em direção ao caos?


Aidan parou por um instante e observou os olhos de Layla de certa forma um tanto quanto invasiva. O moreno então abaixou um pouco mais o rosto escondendo um sorriso que se formava entre seus lábios mostrando uma pequena parte de seus dentes brancos, mas com a finalidade mesmo de esconder um rosto levemente embaraçado com o que havia dito. O moreno balançou a cabeça se virando para a morena numa tentativa de tomar coragem e puxar um assunto mais descontraído para a noite, visto que ela parecia levemente chateada com alguma coisa desde o momento que havia aparecido.  Entretanto seus instintos despertaram e seu corpo começou a ficar tenso, alguma coisa acontecia que as luzes piscavam e em seguida o barulho de algo explodindo, seria uma briga ou apenas um curto?  O moreno virou o rosto em direção a festa, desconfiado, colocando a mão sobre o ombro da menina.

— é melhor nos reunirmos e ver o que aconteceu lá dentro. – o rifle que estava pendurado em suas costas, foi colocado numa posição de alerta, agora com a coronha nas mãos de Aidan, mas ainda na bandoleira.



+ Lirion +


“parece que a rebelião continua, vocês precisam tomar um posicionamento!”


Era o que vinha na mensagem.  As coisas estavam se desenrolando rápido demais e correr contra o tempo, o vampiro pegou a bebida ofertada por trevor e então a bebeu em um grande gole. Ainda sobrou um pouco no copo e lirion resolveu pensar no que faria, o álcool o ajudava a pensar, mas como diria seu pai está sendo afobado... precisa primeiro quebrar as defesas de seu adversário antes de conquistar o seu rei”, era tolo por se lembrar de uma partida que havia tido a pouco, mas Tuomas sempre repetia suas frases, não importava as táticas de jogo, Tuomas o vencia quase sempre da mesma forma, uma pequena distração enquanto um pequeno exército de peças variadas avançava em direção ao rei.

“um G nunca abandona a sua terra atoa! Mate os usurpadores imediatamente, a maior parte dos rebeldes está sendo induzidos pelos tiranos, àqueles inúteis devem ter algo haver com isso, é hora de novas eleições!”

 Enquanto terminava de escrever a mensagem, sentiu as luzes variarem,  mas o moreno se prontificou a enviar a mensagem quando ouviu o estrondo, e percebeu que trevor havia também partido em direção ao problema. Sem pensar duas vezes Lirion também, porém a procura de Tuomas.
 
+Tuomas e Freya+

Entre um drink e outro, Freya apenas observava seu mentor ali, se deliciando e conversando com algumas pessoas pela festa, sempre de maneira cordial. Bem diferente da forma com que se dirigia a ela. Por vezes era intenso, por vezes era frio... Por vezes era o próprio frio ( e isso era ruim,  se ele perdesse o controle por conta de alguma raiva que sentisse, ele era capaz de fazer o frio abraçar todos os aposentos como uma fina e gélida manta de poeira.
Mas esse não era um de seus momentos, estar ali de alguma forma foi uma boa ideia... mas até quando? Entre um sorriso e outro tuomas se aproximava de algumas vampiras e as tocava deliberadamente de maneira polida, entre sorrisos e alguns avanços para confidencias ao pé do ouvido, mas no que adiantava? Para o loiro era um simples jogo, para a ruiva, era mais trabalho.


As luzes começaram a piscar e houve então um barulho, talvez um curto, algumas das companhias do vampiro saltaram conta ele, de maneira tola achando que o puro sangue as protegeria, mas tudo era um pequeno engano, nunca foi o que elas ouviam, era sempre o que elas se deixavam imaginar. Sentada em uma das cadeiras, a uma distancia suficiente. Freya se prontificou num salto da cadeira, dando alguns passos para frente, a fim de descobrir qual havia sido o problema.  Ela olhou para trás e o par âmbar parecia perfurar sua pele e dizer “faça o que deve ser feito”.
 
+Freya+


Tuomas permaneceria ali, em seu joguete em busca de diversão para aquela noite, enquanto freya caminhara em direção a pequena confusão, parecia que alguém repreendia uma menina, e rose estava a postos , e nada mais, logo a ruiva pensou “brincadeiras perigosas” era assim que ela via as diversões dos nobres vampiros, ela resolveu deixar aquilo de lado quando um tipo de arrepio percorreu suas costas subindo em direção a nuca,  alguma coisa havia despertado uma sensação de desconforto, mas resolveu apenas ignorar o fato, imaginando que o motivo havia sido Tuomas a sós com outras inocentes “vitimas”


+lirion e Tuomas+


Ele se aproximou de Tuomas e um pouco incrédulo com a cena o cutucou pelas costas fazendo assim que seu pai se virasse, ele o olhou e sorriu o abraçando de maneira cortes.
— resolveu os seus problemas?
— não... mas acredito que isso não será mais um problema.
— ótimo, aproveite então para se “divertir” parece que a festa vai continuar, a musica voltou a tocar então não devemos nos preocupar a toa.
 Lirion suspirou vendo a cena e então se afastou em busca de mais um trago.


+freya+

a ruiva estava um pouco confusa, não conseguia observar direito o que acontecia, mas quando a musica voltou a tocar, percebeu que Loran não dançava com rose. “desde quando ele pensa agora no dever? Desde quando ele amadureceu tão rápido?” se sentiu um pouco triste ao perder alguns momentos importantes como esses. Com um suspiro pesado, caminhou delicadamente, se sentindo um tanto deslocada da festa, era esse mundo que escolheu afinal? E em qual outro pertenceria?  Suspirou pesadamente outra vez enquanto perambulava pela festa, procurando explorar os outros ambientes da festa.


mushu:
 
coisas que apenas o chat explica!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 130
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 20 Nov 2015 - 20:46

Rose ainda estava perplexa. Deu uma olhada em volta, observando, aliviada que a pane no equipamento de som parecia ter sido resolvida. Lissa, ao que tudo indicava(principalmente o elo psíquico que as unia) estava se saindo bem sem ela. Voltou a sua atenção para o gigante que ainda a abraçava pela cintura. 

- Oh, sim! - deu um sorriso maroto.- Eu e o camarada Belikov somos grandes amigos e ele também foi meu professor... Dimitri, esta é minha mais nova amiga, Selene D`Angely McWolf. -abraçou a menina pelos ombros, com carinho, como se jáfossem amigas há anos. - Agora, caro Dimitri...Me diga...Não esperava  vê-lo tão cedo! O conselho achou que eu não daria conta do recado?Ou eles resolveram me dar um presente de Natal antecipado?




"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Selene D'Angelys
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Selene D'Angelys (Vampira B / Night Class)
Alicia Sophy D'Angelys (Vampira B / Socialite / NPC)
Humor : Alegre
Localização : Academia Cross
Posts: : 66
Inscrição : 05/11/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 20 Nov 2015 - 21:04

Como parecia que estle estavam um pouco mais leves. E não estavam mais se abraçando daquele jeito, e as pessoas pararam de ficar olhando, parece também que a confusão com o som também foi resolvida, e tudo estava arrumado, isso era bom. Dando um sorriso para os dois ao ver ele se apresentar, e ver como Rose ficava ao lado dele.


Ate lembrava ela e uma certa pessoa esperava que ele estivesse bem, pois não pode vim com ela a essa festa, o que era uma pena. Dando um suspiro baixo, antes de voltar a sorrir para o casal, Selene se portando com uma dama apenas sorriu.


- Acho que são mais do que camaradas. - falou baixinho para somente os dois ouvirem. - Agora também fiquei curiosa. Adoro novidades e coisas boas. - falou ela sorrindo para os dois.


Selene Luna D'Angelys McWolf | 15 anos | Vampire B
Nobre | Estudante - Night Class

(*) Alicia Sophy D'Angelys | 758 anos | Vampire B | Socialite
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lohanne
SP
SP


Feminino
Char RPG : Lohanne - Hunter
Yan Yuriev - Vampiro Puro Sangue

Posts: : 3146
Inscrição : 15/05/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 20 Nov 2015 - 21:12

Cold am I, I'm beside myself because there's no one else 
Have I grown, so blind 
Only God could save you if you knew your way to the light
So fly away and leave it behind 
Just stay awake, there's nowhere to hide 


I see you, cause you won't get out of my way 
I hear you, cause you won't quit screaming my name 
I feel you, cause you won't stop touching my skin 
I need you, they're coming to take you away””

 
Ryan, sempre Ryan, quando não haveria de ser, quando ela errara no passado e tornara até mesmo a amizade com ele algo impossível, quando ele a afastara, quando Lewis surgira: Ryan!
 
Parecia a resposta para todo e qualquer problema que ela havia criado, que todo aquele destino que ela havia escolhido e havia tido aquele desfecho a levava de volta para o porto seguro que ela mesmo havia feito questão de destruir.
 
E agora ele parecia tão onipresente que tudo dentro dela começava a convergir para uma nova fuga, ainda mais depois do episódio daquela manhã, aquele pensamento, aquelas sensações tão duras e ao mesmo tempo tão agradáveis, o sangue pulsando e descendo por sua garganta com uma melodia calmante para aquele descontrole que tomara conta dela.
 
- É o que eu sou! – ela rebateu a pergunta dele de modo ainda mais duro – Eu sou uma caçadora, não foi por isso que meus pais morreram? Não foi por isso que eu fui parar naquela maldita Academia... antes de Lew... antes daquele vampiro me transformar, antes de qualquer coisa eu sou humana e uma caçadora! – ela sentiu a amargura tomar sua voz e era notável que, mesmo naquele momento, ela sequer conseguia pronunciar o nome de Lewis, as feridas dentro dela eram tão profundas que, além da dor que aquilo lhe provocava, ficava claro que não havia mais o sentimento que a havia feito ir embora. Lohanne não amava mais Lewis, a lembrança do nome só lhe trazia amargura.
 
- Seu irmão? Seu irmão é Lord Crow? – mais uma vez Lohanne conseguia se organizar dentro do próprio caos e sua mente atenta sempre pegava as palavras mais importantes no ar, embora uma parte dela estivesse morrendo por ter quase dito aquele nome, por ter tido em voz alta o que ele havia feito com ela.
 
Ryan se soltou e deu um passo para trás e ela fez o mesmo, ficar perto dele, tocar nele, tudo aquilo era tão proibitivo que chegava a ser irritante.
 
- Fugir?! – ela exclamou e então pegou a própria arma e empurrou contra o peito dele – Boa idéia, eu devia ter feito isso e continuado a fazer isso, longe de vocês! – ela largou a arma, como se entregasse sua Nightshade ao vampiro – Fica você ai de guarda no meu lugar, nessa festinha ridícula, nesse lugar ridículo e no seu mundo ridículo! Eu tenho mais o que fazer, coisas de verdade! – ela virou-se de costas e então começou a caminhar, se afastando, a música alta escapava da mansão de forma quase incômoda.
 
“Bem que alguém poderia calar essa porcaria toda!” – ela pensou, mas o que realmente ela queria calar era tudo no que estava pensando. Era difícil quando os pensamentos criavam braços e pernas e esperneavam como um vampiro bobão.
 
Mal deu alguns passos quando a explosão se fez. Ela parou, olhando em direção a mansão e sem hesitar passou a correr para dentro, sem sequer se lembrar de que sua arma estava com Ryan.
 
Em meio ao caminho de entrada ela sacou sua estaca de prata, pronta para atacar a qualquer um que se pusesse em seu caminho, mas ao chegar ao salão, ao que tudo parecia, a situação havia se acalmado.
 
Ali estava Lohanne, a caçadora de cabelos ruivos escuros, com sua estaca de prata em mãos, vestida de maneira muito informal com seu casaco sobre jeans, olhando para o salão cheio de lordes e ladies.
 
Era claro que alguns a encararam, mas ela não se importou, ou eles não se importaram: Em meio a pista de dança havia um casal chamando atenção em particular: Loran e uma vampira que... que o que?
 
Ela não soube o que dizer, mas ficou ali observando alguns segundos, guardando sua estaca de prata na cintura de sua calça. Só então se deu conta de que não estava com Nightshade e que ela estava com...
 
“Ryan...” – ela respirou fundo e então virou-se. Tinha que ir atrás dele novamente. Fugir... é, não parecia uma má ideia fugir dali... com... ele....
 
Ela passou a mão pelo rosto, cansada e prestes a sair do salão, quando seus olhos caíram sobre a linda fonte de sangue. Um forte mal estar a tomou e ela sentiu a garganta se fechar, seca, como se houvesse engolido areia.
 

“Ne....” – ela recuou alguns passos, assustada com aquela sensação repentina de sede, novamente. Todos aqueles vampiros, todo aquele cheiro de sangue a havia despertado mais uma vez.





"We greeted death as an old friend"
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 20 Nov 2015 - 21:16

++Charles++

O celular de Charles continuava a tremer sem parar no bolso na calça, mas o loiro não o olhou muito ou precisou de ajuda de um segurança inútil para saber quem fora o culpado. Talvez por talento natural ou sorte, ele logo a vira ali. A menina de cabelos coloridos que parecia bebada e brigava com o irmão. Não que ele fosse fazer algo. Falando a verdade, confusões naquele tipo de eventos eram comuns, e até mesmo ele já havia trazido um lança chamas quando com consciência alterada para uma daquelas. No mais, apenas precisou pegar o celular por instantes, mandando que os instrumentos fossem trocados e alguém desse um jeito de se livrar da indumentária musical queimada e substituísse por uma nova. Nada de custo muito grande e que logo se resolveu para que pudessem continuar com a festa.

Ou não. De repente mais alguém chegou se aproximando, uma vampira muito bela a qual Charles vagamente lembrava o nome, mas que de certa forma atraiu seu olhar. Havia algo diferente nela... Pensou. Ou será que fora apenas pela forma com que se jogara no príncipe, o puxando para a pista de dança em uma valsa? Não. Havia outra coisa ali... Algo que não sabia dizer. Tanto com ela, quanto com o outro vampiro e sua aura fria.

Teria ele pirado ou seria outra daquelas premonições estranhas de puro sangue, como a dor de cabeça que tivera quando voltará a ver Sakura novamente? Mas a resposta para aquilo não importava, a vampira morena logo veio chamá-lo para dançar, fazendo com que acordasse de seus pensamentos com uma cara de estranhamento.

-Ah, claro, seria um prazer se me permitisse lhe acompanhar, senhorita Valentine. - Finalmente ele tinha voltado a si e ao fingimento das falsas cortesias, segurando sua mão e indo para o centro da pista de dança a acompanhando. - E então, o que pretende fazer? - Perguntou indicando o casal, em voz muito baixa para que somente a outro puro sangue ouvisse. Pelo seu olhar era claro que ela desejava esfolar aquela vampira viva ou algo assim. Não que ele fosse se opor. Para falar a verdade, Charles parecia um tanto curioso com a convidada também.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dimitri Belikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!


Char RPG : Dimitri Belikov (Vampire C | Guardião)
Christian Ozera (Vampire B | Night Class | NPC)
Posts: : 46
Inscrição : 18/11/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 20 Nov 2015 - 21:19

Agora vendo que minha Rosa, estava finalmente próxima a mim, resolvi ficar mais a vontade, mesmo assim ainda mantendo minha pose de durão, era considerado um DEUS entre os meus, então deveria manter minha postura, e mostrar por que sou o melhor. Ao fundo parece que os problemas do som, tinham sido resolvido, e isso era o menor das minhas preocupações. 

Enquanto observava a princesa Vasilisa de canto de olho, olhava para minha rosa e via que ela estava apresentando novamente sua amiga, não falei nada. Quando ela me perguntou o que fazia ali, se era o presente de natal dela, dado pelo conselho, queria sorrir para ela, mas mantive o rosto firme e olhei para ela vendo que sua amiga também queria saber, curiosidade de garotas. Olhando para ambas.

- Vim a mando do conselho. Querem que eu leve apenas a princesa Vasilisa. - falei olhando para Rosa  e antes que ela pude gritar ou reclamar. - Parece que a Rainha Tatiana, resolveu que deveria passar para ela tudo o que sabe agora, e a Princesa deve ir para casa. - mais uma vez vendo que ela poderia começara a gritar. - Eles querem que você fique na escola junto comigo, para observar e interagir com eles. Tenho tudo feito pela Rainha para que nada dê errado, mesmo que Vasilisa resolva reclamar que não quer ir, ela vai ter que ir, e uma ordem direta, eu não posso fazer nada. - falei olhando para ela e vendo como ela iria reagir com essa ordem.

Tudo bem que era uma coisa louca, separar as duas justo agora, mas a Rainha manda, e a gente obedece, infelizmente eu fui o responsável por essa missão, como foi pela missão de trazer ela de volta. Vasilisa teria que entender que infelizmente era o destino que a chamava para aprender as coisas da soberania. 


Dimitri Belikov | 24 anos | Vampire C | Guardian
(*) Christian Ozera (Vampire B | Night Class | NPC)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 130
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 2:05

Quando Rose ouviu os motivos da presença dele ali, ficou ainda mais pasma, não queria acreditar, a princípio...Depois ficou furiosa, verdadeiramente furiosa! Vermelha como um tomate, as mãos apertadas em punho, sentia-se prestes a explodir de tanta fúria. Como aquela rainha estúpida e pedante se atrevia a separá-las?!

-COMO AQUELA VAC...- sob o olhar sério de advertência de Dimitri, conseguiu à custo abaixar o tom de voz, mas a fúria e revolta continuavam.- Como aquela vaca arrogante e estúpida se atreve? Por que? Ela sabe o elo que nos une!Ela está fazendo isso de vingança por causa do seu primo Adrian, o sobrinho-neto favorito dela! Eu tenho culpa que ele cismou de casar comigo? Eu disse a ela que eu não tinha nada com ele!


Lágrimas de ódio brotavam e ela esfregava os olhos com raiva daquela fraqueza.Elas não se separavam desde os cinco anos! Se tornaram ainda mais unidas depois do acidente que lhe custara a vida . Lissa a trouxera de volta e um laço se formara.E agora a rainha as afastava e ela teria que aceitar, querendo ou não...


-Não entendo, Dimitri...Por que ela quer que fiquemos aqui sem a Lissa?- ela o olhava, mais controlada, mas ainda inconformada.




"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 7:32

Makie escreveu:
+Aidan+
— não acredito que seja falsa esta civilidade – seu sotaque parecia mais empolado, já estava um pouco exausto daquele tempo de vigília e se lembrar do tempo todo de imitar os trejeitos locais fazia-o perder a paciência rapidamente. Mas Layla parecia suavizar sua tensão naquele instante, então não percebeu que sua mistura étnica se apropriava de suas palavras.
— humanos, vampiros, nós... Existe de fato algum de nós que realmente não caminhe constantemente em direção ao caos?

— é melhor nos reunirmos e ver o que aconteceu lá dentro. – o rifle que estava pendurado em suas costas, foi colocado numa posição de alerta, agora com a coronha nas mãos de Aidan, mas ainda na bandoleira.

+Layla+

Ela prestou atenção ao que ele dizia, podia ter até um fundo de verdade, mas já vira tanta coisas nas suas caçadas que tinha seu pé atrás, fora seu irmão que por pouco não morrera na mão de um vampiro.

_Hoje fui a uma caçada e cinco dos nossos morreram por conta de um Level E com poderes... Isso me assusta, de onde vem essas bestas e por que poderes, nunca ouvi falar disso... - Ela sabia que a missão principal da Associação era encontrar o sangue puro que estava criando aqueles Level E e em uma quantidade muito grande, pois a cada caçada deparam com mais e mais deles.

Quando pensou em responder a sua pergunta ouviu um barrulho na mansão e as luzes piscaram o som havia parado de tocar.

_Mas e essa agora? 

Viu ao longe Kaito se aproximar com Daniel.

********

+Kaito+

Ele suspirou, achou que ao menos aquele dia poderia terminar tranquilo mas o barulho na mansão chamara atenção e fora a porta para verificar seguido de apoio por Daniel.

Se aproximou de um dos seguranças vampiro.

_Algo errado?

O vampiro fazia uma expressão séria, mas não intimidava e respondeu quase como um rosnar.

_Nenhum senhores caçadores, cuidamos de tudo, foi somente um curto nas caixas de som.

Kaito olhou-o e depois pela porta, então voltou seu rosto a Daniel para fazer um gesto que ele seguisse a ronda normalmente.

_Ok... Estamos fazendo a ronda, com licença... - Curva-se e sai.

**********

+Loran+

Eles dançavam pelo salão e estavam sobre olhares dos demais vampiros no recinto, notou que alguns começaram a se animar em entrar na pista.

Em sua mente queria tirar aquela mulher daquele lugar, sabia pela intensidade do poder que apresentava que era uma das criaturas que formavam a tríade. O único pensamento era de afastar o mais longe possível ela daquela mansão.

_Srta Merelyn, acho que para chamar minha atenção não precisava ir a vias de fato, somente poderia ter vindo falar comigo, não sou um tipo de vampiro que sempre afasta os outros de si.

Era uma enrolação de assunto necessário naquele momento, ele queria que ela continuasse o foco nele.

_E quanto a intimidar ou ser mais forte que vós, sinceramente falando não estou aqui para brigar com ninguém.

Giravam pelo salão e a vampira tinha seus olhos amarelos sobre ele.

_Eu tenho contas a acertar senhor Kuran, tenho na verdade mais de mil anos de acerto de contas com seu clã Kuran.

Ele pensou nessas palavras, Kaname havia prendido a tríade, o que ele ainda não entendia por que deixara essas criaturas mesmo presas ainda vivas.

_Rixas do passado suponho... Ainda assim não consigo entender o por que de envolver os demais nessas rixa?

Ela deu um largo sorriso a ele e segurou com mais firmeza a mão dele.

_A diversão é essa sr Kuran, ver sofrer ao seus olhos aqueles que presa.

_Então não é somente uma rixa é algo que faz por puro capricho de sangue puro?

_Entendeu agora...rs

Ela rodopiou e sentiu a vinda dos outros dois sangue puros.

_Acho que irei me divertir um pouco, a sua fêmea esta querendo se aproximar juntamente com o outro sangue puro...
E olhem só que interessante, ele é um irmão...rs

Loran não entendera aquela última palavra, como irmão?! Ele olhou por cima do ombro e girou novamente naquele bailado para evitar que eles se aproximassem.

_Não adianta proteger a todos nesse lugar, antes do sol raiar estará com todos ao seus pés... em pó...

A aura de Loran ficou ainda mais negra e seu corpo assumira uma postura mais ríspida ao falar.

_Quem vai terminar em pó aos meus pés será vos senhorita Merelyn se continuar as suas ameaças, então antes que isso continue sugiro que se retire.

Ela abriu os olhos com a postura dele e ficou com um sorriso levemente debochado.

_Veremos... Quem pode mais...

Ele a girou com força e a trouxe para junto de seu corpo e seus dedos fincaram finas agulhas de gelo que atravessaram o vestido. Encostou o rosto ao dela e sua voz era rouca e quase rosnando diz a ela:

_Vamos dançar minha bela e idiota vampira...

Lya sentiu aquela agulhas de gelo atravessar a pele era finas e começaram a penetrar pelo seu corpo, sorriu ainda sem demonstrar que se afetara com aquele ataque.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 7:43

++Jason++

O homem olhava de um lado para outro, emitindo ordens sempre que via um dos funcionários, como para trocar os instrumentos ou para se livrar das caixas de som e sua fumaça interminável. Haviam recebido aquelas instruções de seu mestre por uma mensagem de celular, embora aparente o puro sangue não parecesse nervoso. Com seus olhos escuros, podia ver Trevor passando de um lado para o outro e Oliver, vez ou outra andando para ir falar com alguém. Também via vagamente Charles reaparecer mas, a esse ponto, o fogo e a fumaça já tinham quase sido contidos.

-Não será necessário, mas agradeço oferta. - Agradeceu, voltando seu olhar a Norman e Angel. -Peço desculpa pelo ocorrido, um de nossos convidados acabou se exaltando perante a bebida. -Ou pelo menos era isso que a mensagem o mandava dizer. De qualquer forma, o homem se viu sorrindo. -Mas o problema, felizmente, já foi resolvido. De qualquer forma, voltando aos negócios, se estiver interessando em visitar nossa sede, estarei disponível na cidade por toda a semana, de preferência em horários com menos fluxo olhar. Assim como deixarei uma equipe disponível para responder-lhe as dúvidas sempre que precisar e o contato for difícil.

Então veio a mudança de música e de foco de seu olhar para o centro do salão. - Parece-me que o nosso nobre monarca iniciou a valsa... -Falou indicando Kuran e a bela jovem morena no centro da pista. Embora seja Charles-sama quem acompanha sua noiva e a aura ali não seja das mais amigáveis. O vampiro estranhava, comentando mentalmente, embora de onde estivesse não conseguisse estar a par totalmente da situação.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dark_Rose
B
B


Feminino
Char RPG : Rose Valentine (PB)
Lara Kapetine (Hunter)
Humor : Incompreesível
Localização : Inglaterra
Posts: : 663
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 8:42

"Então o que pretendia fazer?" A pergunta de Charles ecoou em sua mente. Ela de fato não sabia exatamente o que fazer, mas alguma coisa lhe dizia para ficar próxima dos dois. Aquela mulher... Alguma coisa estava extremamente errado pelo comportamento dos dois mas não sabia dizer o que poderia ser.

- Por hora vamos apenas ficar de olho nos dois. - Ela dizia a Charles já perdendo o tom de formalidade.

Quando percebeu que os dois estavam rodopiando de uma forma que se afastassem de ambos. Rose estava deveras irritada com aquilo mas estava fazendo de tudo para não demostrar na frente de tantas pessoas. Mas sua mão apertou firme a de Charles mostrando a irritação.

Quando logo depois sente a aura de Loran se tornar obscura e ela acaba diminuindo o ritmo da dança. Ela engole em seco. Se havia alguma dúvida sobre o comportamento estranho de seu noivo agora parecia que quem iria matar a mulher era ele mesmo. Ela fica um pouco sem reação, seu ciumes agora mudavam para o sentimento de preocupação. Loran estava mudando de comportamento, isso já havia notado mas não era de hoje. Mas demostrar uma aura negra para alguém do nada como se aquela pessoa fosse virar seu alvo a qualquer momento nunca tinha visto.

Então ela olha para Charles lhe perguntando:

- Você já viu aquela mulher antes? Percebeu que a aura dela é estranha?

Depois  volta a olhar o casal continuando.

- Loran está com uma aura muito estranha também...


Lara Kapetine
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 10:34

Daryl deixava que a discussão entre Rose e Nero acabasse e imaginou se isso seria uma conduta natural dela mesmo se não tivesse uma aura impositiva natural. Então até Nero também tinha um limite em nome da aparência. Achou que eram um pouco parecidos. Imaginou também como seria se Lily fosse uma puro sangue. O mundo que tomasse cuidado.

Na verdade, isso não importava nem um pouco, pois estava concentrado demais naquele novo lado de Lily e lhe dando um beijo. Levou a mão à cintura dela naturalmente, com um magnetismo que nem precisaria ser puxado e novamente com um certo orgulho de estar a seu lado.

Então a outra mulher chegava. Estava tentando seduzir o senhor Kuran? Era muita audácia. Notou o olhar de Nero e achou que os problemas poderiam começar. Mantinha Lily bem próxima dele e quando Rose decidiu seguir para a pista, achou que deveria fazer o mesmo.

- Aceita esta dança, senhorita? - sussurrou para Lily e em seguida conduzindo-a como um lorde inglês. Essa expressão só seria desfeita quando pôde ficar de frente para ela e lançar um olhar sério a Nero. Alguma coisa estava para acontecer. E era um dos casos que eles precisavam ficar atentos. Estar por perto, ainda que pudesse ser perigoso, os faria ser capazes de agir mais rapidamente se conseguisse ouvir algo.

Naru voltava ao normal e agora observava os casais. Como vampiras naturais eram lindas. Apenas observava, achando que havia algo no ar após a atitude de Rose, mas agora tudo parecia uma festa de verdade. Estava feliz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Norman McWolf
Recem Criado
Recem Criado


Masculino
Char RPG : Norman McWolf (Vampiro B / Nobre / Empresário)
Gabriel Mostif (Vampiro C / Servo / NPC)
Anabelly Finningan (Vampiro C / Secretária / NPC)
Humor : Incontrolavel
Localização : em algum lugar da casa.
Posts: : 56
Inscrição : 27/10/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 10:58

Eu como sempre somente ligava para aquilo que me importava, e pelo que poderia parecer, eles conseguiram arrumar tudo rapidamente, o que é excelente. Minhas atenções voltaram para Crow, que parecia se desculpar por isso, e falar que estava tudo certo antes de falar sobre ir a sua sede em um horário não convencional para ver melhor o local, isso me interessou e muito, e mesmo que não tivesse me interessado, teria interessado em saber que poderia conversar sobre negocios com ele lá, já que pelo visto essa festa não iria conseguir fazer isso.

- Excelente, marcamos um dia então e irei ao seu banco e lá conversaremos se tiver como, caso não, sera um prazer fazer uma visita a ele. - disse com um falso sorriso no rosto. - Também convido você para ir a sede da McWolf Enterprises, para conhecer ela melhor. - disse de modo meio afetado e cavalheiresco demais, mas necessário nesse momento.

Logo em seguida ouvia ele falando que alguém começava a dançar uma valsa, foi ai que vi que a musica estava tocando era diferente da anterior. Olhei para Angel, que sempre amou dançar valsa, desde quando nos conhecemos, mas logo faria o convite, ante ouvia o que ele dizia atentamente.

- Encantador, escolheram um bom momento para isso. - me virei para minha esposa e na maior cara de pau do mundo, sabendo que ela não me mataria. - Se nos der licença Crow, gostaria de dançar essa musica com minha adorada esposa. - falei fazendo uma reverencia para ela e sorrindo.

Logo em seguida a Levava para a pista de dança e dançava junto a ela elegante por aquele salão, sabia que ela ia fazer bonito, pois sempre foi uma fina dama da sociedade, e sempre foi apaixonada com o que chamam de dança de salão, sabendo dançar muito bem. Seguíamos o compasso da musica e dançávamos suavemente pelo salão, sabia que iria ser memorável essa nossa dança, mas ter ela em meus braços assim era muito bom, mas mantinha uma regia postura ao valsar e mostrar o por que de ter chamado ela ali.

- Encantadora como sempre minha querida. - falei sorrindo pra ela, antes de voltarmos para perto de Crow, e se postando ao lado dele. - Desculpe-nos, e uma dança que ela é apaixonada e sempre gostou de dançar. - disse sem rodeios olhando minha esposa e vendo que estava neutra como sempre.


Norman McWolf | 435 anos | Vampiro (Vampire B)[size=15]
Nobre | Empresário | Playboy | Milionário | Filantropo
Conde de BlackMoon

(*) Gabriel Mostif | 465 anos | Vampire C | Assistente Pessoal[/size]
(*) Annabelly Finningan | 130 anos | Vampire C | Secretária
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 11:17

+ Nero e Lily +


Lily ainda estava um tanto fora de si pela bebida, então aceitou a mão de Daryl e se deixou ser conduzida para a pista de dança. Não se importava muito com os outros casais, ou com o ciúme de Rose, só não queria estar na reta.


Nero arregalou os olhos quando Daryl puxou a menina com ele. O rapaz estava louco? Não sentia o perigo com a mudança repentina do sangue puro? Deveria manter Lily longe daquilo. Praguejou. Maldito.


Olhou para Naru e pegou a mão dela. Iria precisar ficar perto da menina para protege-la. Ou ao menos puxa-la para longe caso algo acontecesse. Maldito Cannigan.


- Vamos dançar, pequena.


Ele praticamente puxou menina para seus braços e a levou próximo da filha e Daryl na pista de dança. Quando estavam lá, a puxou bem próximo, colando-a em seu peito, e sussurrou em seu ouvido.


- Fique atenta.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Angel D'Angelys
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Angel D'Angelys (Vampira / Professora)
Humor : Inconstante...
Localização : Onde menos se espera.
Posts: : 68
Inscrição : 25/10/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 11:23

Angel apenas ouvia que tudo estava certo, e agradecia a isso. Ela
sempre com sua postura regia, observava as coisas ao seu redor, 
e analisava o que estava acontecendo. Assim que Norman falou 
que achava encantador aquilo, ela sentia que alguma coisa ia acontecer
e foi tiro e queda. Pouco depois ele puxava sua mão, para irei dançar
na pista de dançar a valsa. 


Angel não poderia fazer nada, apenas dançou com maestria, mostrando
que tanto anos aprendendo a lutar, ainda teve tempo para aprender a 
dançar. Ela fingiu um sorriso para o marido, e quando o que parecia a 
musica estava no fim, eles voltaram para perto de Lord Crow, que 
Angel achou que não ficou muito satisfeito com aquela saida. Depois
olhou para o marido e ficou em sua postura regia de sempre, aguardando
o que viesse a acontecer. 


Angel D'Angelys / 350 anos / Vampira (Vampire B)
Professora de Treinamento de combate.
Condessa de BlackMoon
Voltar ao Topo Ir em baixo
Selene D'Angelys
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Selene D'Angelys (Vampira B / Night Class)
Alicia Sophy D'Angelys (Vampira B / Socialite / NPC)
Humor : Alegre
Localização : Academia Cross
Posts: : 66
Inscrição : 05/11/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 11:35

Selene, observava os casal, e pelo que parecia a noticia nao era uma das melhores pela reação de Rose a ela. A jovem ficou quietinha em seu canto observando o casal, quando olhava para a festa. e via que a musica tinha mudado, e uma valsa era toda. Lembrou-se de sua mãe na mesma hora, e antes viu dois casais na pista de dança. antes de ver seus pais aparecerem para dançar daquela vez.


Foi incrivel ver sua mãe dançando, ela como sempre tinha movimentos suaves e gestos graciosos, coisas que sempre fazia ao dançar, era uma beleza ver ela fazer tal coisa, e sempre admirava demais isso nela, e queria saber fazer isso algum dia. Nem que tivesse que usar Syaoran como cobaia para aprender a dançar daquele jeito. Logo ela saiu da pista de dança e Selene ainda via ela dançar belamente.


A garota então vou suas atenções ao casal ao seu lado, que parecia conversar sobre um tal conselho, que eles estavam sendo cruel, que tinha uma pessoa que não estava sendo legal, para não falar outro nome, e pelo que parecia Rose estava com muita raiva, olhando para a amiga.


- Calma, deve ser apenas uma coisa temporária, ou um mal entendido. - tentava amenizar a situação de algum jeito.


Selene Luna D'Angelys McWolf | 15 anos | Vampire B
Nobre | Estudante - Night Class

(*) Alicia Sophy D'Angelys | 758 anos | Vampire B | Socialite
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dimitri Belikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!


Char RPG : Dimitri Belikov (Vampire C | Guardião)
Christian Ozera (Vampire B | Night Class | NPC)
Posts: : 46
Inscrição : 18/11/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 12:02

Eu não sabia o que fazer, ainda mais o momento que ela começou a gritar, pelo menos meu olhar parou ela antes de continuar a dizer mais do que devia, olhei para ela e vi que estava com raiva, e ela tinha que se lembrar justo desse episódio que me deu tanta raiva, suspirando e vendo que não tinha jeito puxei ela para perto de mim, e limpei discretamente seus olhos. Vi que sua amiga falava que poderia ser um mal entendido, mas infelizmente era a realidade. Olhando para minha Rosa, ao ouvi palavras finais dela. 

- Não sei ao certo, somente sei que minha obrigação é levar a Princesa Vasilisa para que possa ser treinada pela Rainha Tatiana, durante um tempo, para que depois volte as suas funções. Durante o treinamento ela não pode ter ajuda de ninguém e nem esta perto de ninguém. Somente a Rainha sabe o que a princesa terá que fazer. - disse olhando para ela e vendo sua carrinha, ainda triste por causa da noticia. - Disseram que seria bom está aqui dois grandes guardiões. - falei dessa vez com um sorriso. - Como sou quem sou, fui convocado pra essa tarefa, e você para que pudesse ficar afastada de Vasilisa durante esse período. - falei vendo qual seria a reação dela. - Além do mais, eles fizeram algo interessante, unirão o útil ao agradável não é? Mesmo que tenha que ficar longe de Vasilisa por uns tempos. - falei dessa vez tentando dar um sorriso para ela.

Era horrível ver a cara de triste de minha Rosa, mas infelizmente era as noticias que tinha de nosso mundo para ela, e não eram coisas boas. Eu aproveitei que escolheram a mim e não a outro para fazer esse papel, e fico feliz com isso, assim posso esta ao lado dela novamente. 


Dimitri Belikov | 24 anos | Vampire C | Guardian
(*) Christian Ozera (Vampire B | Night Class | NPC)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 12:25

(Post complementar =) )

- O-oi!? Quê? - Naru assustou-se com a atitude repentina e quase ficou sem ar quando Nero a puxou para perto. Quase pisou em seu pé umas três vezes, sentindo-se mole e o rosto muito quente. - Atenta!? Vai acontecer alguma coisa? Eu... que .. o que eu tenho que fazer?

Daryl estava tenso, pois as auras que se misturavam agora que estavam mais próximos eram muito pesadas. Sabia que deveriam sair dali o quanto antes, mas ao mesmo tempo sentia uma obrigação mais forte do que ele de ajudar o líder dos vampiros caso a mulher fizesse algo ruim.

Mas diante de uma namorada tão vulnerável que deixava-se conduzir com muita leveza, ele sentia de certa forma que estava a usando naquele seu "plano" e fugindo completamente do acordo que fizera com Nero. Por causa disso, resolveu dançar um pouco mais distante dos casais problemas. A inquietação que sentia, no entanto, não o permitia deixar o local completamente. Dificilmente achava também que ela seria sugestionável a sair da festa de repente, logo após levar uma bronca. Porém, agora acreditava que isso seria mais fácil após aquela dança.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 130
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 12:45

Rose ainda estava com muita raiva, mas conseguiu se acalmar aos poucos, respirando devagar e profundamente, como ele mesmo havia lhe ensinado. Mandando o protocolo às favas, se aconchegou a ele, descansando a cabeça no peito forte. Não havia jeito, podia chorar, gritar, espernear, quebrar tudo, como era sua vontade, mas nada poderia ser mudado.
-Pelo menos, você está aqui...-ergueu o olhar para ele,ainda com os olhos vermelhis.- Estava com tantas saudades...E não fique tão convencido...Já te derrubei uma vez, lembraa?-deumbreve sorriso.,malicioso.
-Acho que não, Selene. Pelo jeito, é a vera. Nossa rainha não costuma brincar...-deu um sorriso triste pra nova amiga.-Pelo menos, Dimitri ficará comigo e você também...Quer dizer se o seu pai achar conveniente para a filhinha dele alguém como eu não é?-sorriu.




"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 13:10

++Charles++

Com a confirmação de Rose, Charles apenas dançou, a conduzindo pelo salão com perfeição. Apesar de tudo e de não gostar de formalidades, Charles era um perfeito dançarino devido às instruções que tivera quando criança, e a pratica em eventos nem sempre tão bem vindos. Normalmente suas parceiras eram muito mais baixas que si, como sua irmã costumava ser, mas ainda assim, isso não o impedia de ocupar os holofotes do salão junto a Rose, sempre próximo a Loran e sua curiosa companhia.

Não deixando-se levar pelo ciúmes aparente da menina, enquanto sua aura permanecia sempre calma em meio à confusão de energias um tanto quanto exacerbadas.

-Não. Ela me é tão estranha como é para você... Mas confesso também sentir que há algo muito errado nisso...

Ele também olhou para o casal de esguelha, vez ou outra. Claramente não gostando muito daquilo.

-A aura dos dois, não parece em nada uma dança. É mais hostil, como se eles quisessem se matarem...

Sugeriu próximo a ela. Sentia também uma dor de cabeça estranha quando perto da outra, mas esse último comentário ele não diria.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dimitri Belikov
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!


Char RPG : Dimitri Belikov (Vampire C | Guardião)
Christian Ozera (Vampire B | Night Class | NPC)
Posts: : 46
Inscrição : 18/11/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 17:05

Saber que ela tinha se acalmando, mesmo estando tão nervosa já era um alivio. Se a reação da minha Rosa era assim, não queria ver a Reação da Princesa Vasilisa, iria ser bem pior. Então senti que ela se aconhegou a mim, se encostando mais, e aproveitei para deixar ela bem pertinho de mim. Ela tinha gostado de eu esta perto dela, e isso era bom, muito bom. Olhei para ela, dando um sorriso de canto quando ela falou que me derrubou uma vez, e lembro bem desse dia, minhas costas também.

Olhava para ela e sua amiga, quando ouvi ela falar, dizendo que teria pelo menos a mim perto dela, não sabia o tanto que fiquei feliz com isso. Agora o que ela falou com a garota e que me chamou a atenção, como assim alguém não acha a minha Rosa uma ótima pessoa, mesmo sabendo que ela é como é. Suspirei baixinho, antes de olhar para ela com uma cara mais seria. 

- O que a senhorita já aprontou hoje, para alguém não gostar de você? - perguntei olhando para ela e a amiga, para saber o que iria falar. Minha Rosa deve ter aprontado alguma.


Dimitri Belikov | 24 anos | Vampire C | Guardian
(*) Christian Ozera (Vampire B | Night Class | NPC)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 17:47

+ Lya / Loran+

Sorriu no canto dos lábios, a proximidade dele era tentadora podia sentir aquelas finas agulhas frias atravessarem sua carne e o frio intenso percorrer suas veias, era uma sensação de pura encantamento... Se não fosse seu inimigo poderia dizer que serviria bem ao lado das trevas.

_Essa sua aproximação só me permite dizer que é tentadoramente perfeita para conseguir algo precioso... –Sussurrou em seu ouvido passando a língua pela orelha, rápido foi o seu ataque, finca as presas em seu pescoço fazendo-o soltar o ar preso com a dor daquela mordida.

Desgraçada...

Loran levou a mão que estava soltar e agarrou o cabelo da morena puxou com muita violência para que soltasse as presas de seu pescoço, a força que impregnou para tirar fora tanta que rasgou a pele e seu sangue escorreu pela blusa descendo intensamente pelo ombro e costa.

Ainda mantinha ela presa a seus braços, braços e rosnou baixou a ela:
_Esse seu beijo foi muito intenso, será que poderei retribuir tal agrado?

Sentiu seus olhos embaçar, mas não pararia aquele ataque, puxou novamente o cabelo da mulher que antes preso soltaram-se e a trouxe para si indo de encontro a mordida.

A outra mão criara vários filetes de agulhas de gelo que começaram a perfurar a pele da vampira ao seu lado.

_Se fosse você pararia de imediato, olhe a sua volta...

Aquela sucessão de ataques e dele e a resposta dela durara segundos, mas o tempo suficiente para todos no salão com o cheiro do sangue  voltarem atenção a ambos.

Loran olhou no canto dos olhos, todos estavam apreensivos, aquela fora uma estratégia de distrair a todos, a mulher o empurra e se afasta aos prantos e gritando para ele.

_Louco... como ousa me atacar... –Olhava a todos com a expressão de pavor para ele. _Eu só me defendi, queria me matar... como fez com o marido de sua sobrinha...

Loran ainda se mantinha sério, aquela demônio, soube através de seu sangue o que ele fizera. Andou até ela e a mesma tentou se afastar pedindo ajuda aos vampiros daquele lugar.

_Eu sabia que era louco... Não pode ... Me ajudem...

Loran respirou fundo, aquele era o jogo então, já que ela queria isso que queria, entrou em seu jogo.

_Acusações sem provas?

O Olhar dele era ainda mais frio a ela, ambos se encaravam, ela ainda com a expressão de pavor.



~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Rose Hathaway
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Rosemarie Hathaway
Humor : sarcástica
Localização : onde Tohru estiver e/ou com o Dimitri
Posts: : 130
Inscrição : 03/09/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 21 Nov 2015 - 20:28

Rose ergueu as sobrancelhas num falso espanto, fazendo cara de inocente.
-Eu?! Aprontar alguma? - Olhou para Selene em busca de apoio. -Selene, eu aprontei alguma coisa?- olhando de novo pra Dimitri. - Juro que dessa vez sou inocente. Apenas estava comentando com a professora de combate, por acaso,, a mãe da Selene, senhora D`Angelys, esposa do conde MacWolf, sobre estilos de luta e eu disse que para nós esse era um assunto normal e divertido. O senhor conde achou que não era um assunto apropriado e eu só etava respondendo à professora!Depois, ele começou a questionar o ...hum... comportamento liberal da Lissa, como se eu fosse a responsável pela moral dela! Eu só dei uma resposta à altura...Ei! Não me olhe assim! Eu fui até muito educada, não fui, Selene?
Então sentimos aquele cheiro intenso de sangue. E não era um sangue qualquerk

Imediatamente, me retesei, colocando-me em alerta, voltando-me na direção do casal de Sangues Puros que dançava a pouco não muito distantes, reconhecendo Loran.
Olhei para Dimitri. O que estava acontecendo? Melhor nos aproximarmos da Lissa caso houvesse alguma confusão ainda maior.




"Eles vêm primeiro."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Hoje à(s) 21:19

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Mansão Lutont
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 6 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Assustador! - Episódio 1 "A Mansão Velha"
» o {Mansão} ? Descrição da Mansão
» Capítulo 3 - A Mansão do Inferno
» Garagem da Mansão
» Fachada Da Mansão

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: Ambarantis :: Cidade Alta :: Mansão Lutont-
Ir para: