Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Mansão Lutont

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Mansão Lutont   Sab 3 Out 2015 - 20:28

Mansão Lutont


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Qua 4 Nov 2015 - 20:55

O corpo de charles mal havia passado pela porta quando a voz de Jason se fez ouvir, fazendo com que o loiro girasse os olhos de maneira desconfortável. Oh, merda. Havia se esquecido que o nobre estava ali como sempre, e sua cabeça ainda doía devido à bebida. Realmente era melhor que tivesse procurado um hotel, mas isso não era possível, muito menos voltar a Cross agora.

-Crow-sama.. -O moreno chamou. Sua pele era em tom ebano, seus traços árabes e seu cabelo levemente cacheado. E era belo, belo como qualquer vampiro, com aquele terno azulado, mas não belo quanto Charles, para o qual se curvava. -Esses são os documentos de hoje e... -O homem tinha uma pilha de papéis em sua mão. -Lord Peadrik exige um encontro com O senhor amanhã. Tem assuntos que...

Mas Charles o interrompeu, com um sinal de mão aberta para que parasse. Não aguentava ouvir mais falar do tal Peadrik, ou simplesmente estivesse de mau humor. Outro encontro para pedir favores? Ele achava mesmo que estava no comando ou implorar por outro empréstimo? Nem seus rins podiam mais ser negociados, visto a dimensão de suas dívidas para com o loiro. Um alto suspiro saiu dos lábios do puro sangue, que dava as costas, jogando-se no grande sofá negro.

-Diga a Peadrik para deixar sua proposta impressa e completa, analisarei-a daqui a dois dias e darei a resposta, com certeza o contrato que nos resta propor vai necessitar algo além de uma convenção virtual, não concorda?

Perguntou o loiro com um sorriso quase cruel e brincalhão nos lábios. Charles nunca falhava em cobrar suas dívidas de uma maneira ou de outra, embora o tempo que fosse ficar preso naquela academia fosse influenciar um tanto negativamente em seus negócios.

O moreno apenas concordou em silêncio, apenas anotando as orientações em seu iPad, enquanto o loiro ajeitava mais confortávelmente o corpo no sofá e apoiava os pés na mesa de centro de vidro.

-Quanto aos documentos, me dê eles aqui para analisar.

O homem fez outro sinal com a cabeça positivamente, apenas o observando por cima dos ombros, enquanto charles fazia anotações, observações e círculos em alguns até que todos se findassem em meio a várias ligações de seu celular e papel empilhado. Além de algumas taças sujas de vermelho, que alguns criados trocavam com frequência.

-É isso...? - Com um suspiro de tédio, o puro sangue jogou o último papel sobre a mesa de maneira displicente.

-Sim. -O homem confirmou com um aceno positivo, pegando os papéis com cuidado e um sorriso no rosto. -Vou voltar e computar isso para mandar aos executivos pelo seu e-mail. -E com uma reverência educada, o secretário se afastou, mas não rápido o suficiente. Daquela vez Charles havia saído de seu conforto, com uma expressão quase sarcástica e maliciosa, da qual Jason poderia esperar nada mais do que mais uma das travessuras do menino. Não que já não tivesse se acostumado aquilo.

-Há mais uma coisa, a sede, a nossa sede nessa merda de lugar já está em pé?

-Em pé e pronta para inaugurar, só precisamos contratar funcionários. -Confirmou o vampiro de forma certeira e orgulhosa.

-Ótimo. -Charles sorriu, piscando. -Então acho que é melhor preparar um discurso pra festa de amanhã, Crow... -Então Charles saiu em direção ao seu quarto. Ainda tinha que pegar seu notebook e levá-lo para academia, agora que sabia que não teria bisbilhoteiros no seu quarto. Além disso, tinha se apressar se quisesse planejar tudo até a noite seguinte.


Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Qui 5 Nov 2015 - 12:37

Segundo dia, noite de temperatura amena, céu claro, sem chuva.

A decoração fora arranjada quase completamente em preto, branco e dourado no enorme salão que se estendia a partir da entrada da enorme mansão, fazendo um perfeito e belo conjunto com os móveis caros e até Antigos com harmonia perfeita e elegante. Diversos garços se espalhavam por todo o ambiente, com roupas uniformes e combinastes, com um pequeno emblema nos bolsos. Warren Bank, o símbolo anunciava em letras minúsculas um dos três maiores bancos da Europa. Mas não era apenas isso, ao fundo, uma enorme mesa de comida se erguia, com os mais diversos pratos de mais chiques de vários países, assim com uma enorme cascata no centro dessa, que jorrava uma substância vermelha. Sangue humano, o cheiro logo identificaria aos curiosos. Sangue verdadeiro e quente, embora não tão fresco quanto o desejado, já que fora comprado em grande quantidade de um banco de sangue local, embora ali também houvessem algumas embalagens de pastilhas, para os mais vegetarianos.

Mas não só disso fazia a festa, de todos os lados, haviam garçons carregando drinks especiais para vampiros e, mais abaixo, no porão, os mais ansiosos por diversão poderiam encontrar música alta e animada, diversas drogas e sangue fresco disponível diretamente da fonte, através de humanos adeptos a essa pratica, além de uma boate improvisada. Mas claro que aquela parte da festa era um pouco mais restrita a um público diferente, enquanto na parte superior, o clima elegante predominava.

Também haviam mesas na enorme sala de jogos, que era decorada como um mini belo cassino ao estilo de Las Vegas, onde os Dealers e Funcionários vestiam trajes condizentes a moda dos anos sessenta, e rock antigo podia ser ouvido por esse, de um aparelho de juntemos, cercado pelos mais diversos aparelhos de apostas, roletas e mesas de carteado. As fichas poderiam ser compradas com esses funcionários, assim como os prêmios que poderiam ser adquiridos ali mesmo. De qualquer forma, como os outros cômodos, aquela sala possuía isolamento acústico, impedindo que a música se misturasse a dos outros ambientes.

Os quartos e a maioria dos cômodos jaziam trancados para evitar invasões. Mas, de qualquer forma, tudo ali era enorme e espetacular até para os padrões que vampiros eram acostumados. Não haviam sido poupado fundos, mas, também, com a abertura daquela nova sede, eles seriam recuperados absurdamente rápido. Se não dobrados, de qualquer forma.

Por que da festa então? Bem. Era uma tradição, e considerando que Charles a organizara, não poderia ser menor que aquilo. Seria tudo do bom e do melhor. Principalmente considerando os convidados que receberiam ali e seus gostos refinados: A mais alta High society da sociedade vampírica da região.

Até mesmo o convite não havia poupado de cuidados. Com adornos e selo dourados, havia sido entregue aos mais renomados e importantes vampiros da região. Motivo? Apenas uma mensagem a quem estivesse interessado em fazer negócios, não exatamente com o banco. Mas também com toda sua esfera oculta, também renomada é bem conhecida entre os seres sobrenaturais.

No convite, havia uma breve introdução, o nome completo do convidado e uma mensagem sobre a festa, explicitando a rara oportunidade da vinda do Conde C. J. Crow a cidade, e sua hospedagem na casa de um de seus assistentes, Charles Lutont, assim como a data e horário da celebração.

O convite também vinha acompanhado de uma pequena garrafa de vinho da melhor qualidade, como mandava a etiqueta, de brinde. Traje formal ou Esporte Fino, ali alertava. Embora não desse nenhuma informação a mais que o necessário.

***

O terno caia perfeitamente a Jason de maneira elegante que somente aquele tecido caro pudesse ficar. Cinza contrastando com a pele levemente amendoada e uma gravata vermelha, bem presa ali por um pequeno broche adornado com o emblema da nobreza inglesa. Seu cabelo negro jazia cuidadosamente penteado, assim como sua barba, mantida curta, quase rente à pele, devido ao corte que havia acabado de fazer. Mas, de nenhuma forma ali poderia parecer deselegante ou feio, mesmo que se sentisse desconfortável.

Ali, por ordens de seu senhor, devia portar-se como o Conde C. J. Crow e não como Jason Harub. Aquela era sua função, o nome que seu senhor lhe emprestava para ser tratado em público em seu nome. E, sinceramente, não pretendia de nenhuma forma envergonha-lo, enquanto carregava sua bengala decorativa em uma das mãos e a postura austera e respeitável de um vampiro nobre não tão jovem, na verdade, nos padrões humanos, sua aparência girava em torno dos trinta e poucos, quase quarenta anos.

Eram nove da noite quando a festa se iniciou e os primeiros convidados começaram a chegar. E a todos ele observava, sentado em um lugar elevado acima da escada, junto à Oliver que se pousava como seu segurança. O horário ainda era cedo, e até aquele momento ninguém suficientemente interessante havia chegado para que se movesse. Muito menos, seu mestre estava ali para orientá-lo mais do que suas ordens anteriores e também não chegara a hora de seu pronunciamento. Por agora, deixasse que chegassem, conversassem e quem sabe se divertissem um pouco.

Off: Pois é, aberta a festa na casa do charles pra nata de toda a alta sociedade vampírica da região para anunciar a abertura do banco mais importante, influente e rico utilizado pela sociedade vampírica. O charles ainda não chegou, mas espero que esteja bem descrita a decoração e outras coisas por enquanto. O Jason, para todas as mídias e divulgações, é conhecido como Lord Crow, o dono do banco, embora esse título é nome pertença realmente a Charles (Seu mestre). De qualquer forma, aí está. :D Por favor, apenas vampiros e que tenham justificativa pra pertencerem a essa tal nata pra receber o convite. Algumas exceções podem ser feitas a esses dois quesitos mais tarde.

Regras da festa:
-Proibido matar humanos ou vampiros dentro das áreas da casa ou do terreno.
-Evitar brigas.
-Evitar destruir a casa ou a festa.
-Proibido passar por portas que estejam trancadas.




Última edição por kagura em Qui 5 Nov 2015 - 14:53, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Qui 5 Nov 2015 - 13:52

*Daryl*

Os Cannigan estavam presentes em qualquer festa de negócios, prontamente feito urubus esperando alguma confusão e espalhando simpatia na tentativa de contatos políticos.

Aquela festa não poderia ser mais apropriada e, por proximidade, era de seu dever comparecer. Daryl fazia sua parte por vezes, circulando entre parentes e sendo apresentado ao mundo político. Daquela vez, porém, estava ali bem menos como um representante da família e mais como companhia de Lily Sorel. Seu traje era elegante e seus cachos até estavam mais arrumados. Havia optado pelo lado formal.

O cheiro de sangue do ambiente deixava seu outro eu parcialmente acordado, pois o Daryl Sombra adorava aquela ironia de festas de vampiros. Todo aquele ambiente lhe deixava bem entretido e propenso a se manifestar. No entanto, ainda havia a presença de Lily, que involuntariamente o freava. Mesmo assim, era claro que ele estava gostando de estar naquele local e não estava nem um pouco incomodado das próximas horas de conversas sociais.


(off: só um comecinho, para poder interagir depois etC)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Norman McWolf
Recem Criado
Recem Criado


Masculino
Char RPG : Norman McWolf (Vampiro B / Nobre / Empresário)
Gabriel Mostif (Vampiro C / Servo / NPC)
Anabelly Finningan (Vampiro C / Secretária / NPC)
Humor : Incontrolavel
Localização : em algum lugar da casa.
Posts: : 56
Inscrição : 27/10/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Qui 5 Nov 2015 - 16:20

Era um dia como qualquer outro para mim, quando recebi uma correspondência que me deixara interessado, um convite para uma festa, isso era algo que adorava, e já estava acostumado com isso. Dei um sorriso para mim mesmo, quando pegando o convite intimei nada mais nada menos do que minha adorável esposa, para comparecer comigo, a contragosto ela aceitou, fiz ate uma pose de vitória por ter conseguido esse feito.




Tomei um calice de vinho, banhado de comprimidos, enquanto olhava em meu closet que tipo de roupa usaria para ir a festa, olhei no convite e sabia que traje escolheria, o meu mais impecável traje. Coloque ele avista e finalmente sabia que seria o escolhido. Assim a noite chegou, e eu me arrumando para a festa, já vestia meu [traje] especial, escolhido para essa ocasião. Quando já estavamos prontos, saimos do apartamento, e fomos em direção a área nobre da cidade.




Era possivel ver varias casa impontente, chegando no numero, descemos e deixamos o carro com o valete para estacionar, assim que fiz isso entramos elegantemente na propriedade, olhava para todos os lugares para ver como era, e quem estava presente, precisava fazer contatos, e esta festa veio a calhar nesse momento, puxando minha esposa para mim, falei baixo em seu ouvido.




- Espero que se comporte como uma verdadeira lady, e ela também. - falei olhando nos olhos verdes dela em um tom baixo e perigoso e frio. - Uma casa muito elegante não é mesmo querida? Lembra nossa casa em Nova York. - falei em um tom mais alto, e mostrando que achava o local elegante.




Queria conhecer realmente quem era a pessoa por trás disso tudo, nada melhor do que bons contatos. Um garçom passava servido vinho, e peguei uma taça para mim, iria oferecer a Angel, mas ela não bebe bebidas alcoólicas direto, mesmo sabendo que não tem efeito nenhum em nosso sangue, mas é bom para passar o tempo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Angel D'Angelys
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Angel D'Angelys (Vampira / Professora)
Humor : Inconstante...
Localização : Onde menos se espera.
Posts: : 68
Inscrição : 25/10/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Qui 5 Nov 2015 - 16:38

Naquela tarde enquanto dava aula, ela recebeu uma chama, de
seu marido informando de uma festa na alta sociedade, suspirando,
e contra a sua vontade, ela acabou aceitado ir a festa, já que isso 
era algo que poderia abrir caminhos para ela.


Assim que terminara a aula, ela voltou para sua casa, onde eles a 
e esperavam, com uma cara que estavam loucos para irem a festa,
ela aceitou, tomou um rapido banho, e indo ao seu closet, uma 
pessoinha escolheu o vestido que ela iria. Assim que o colocou 
e terminou de se arrumar, ela chegou perto deles e deu um 
fino sorriso.


Ela já bem [vestida], para acompanhar aquelas duas pessoas, eles
sairam em direção a tal festa que iriam. Andaram pelas ruas da 
cidade indo para a parte nobre da mesma, onde via várias casas 
bem dispostas, enquanto lembrada de sua casa em NY, depois que
chegaram ao local, e Norman deixou para que estacionassem seu 
carro, ela de braços dados a ele, andava em direção a casa, onde
uma elegante decoração se espalhava, ela então ouviu Norman falar,
serio como sempre para as duas se comportarem, depois como sempre
bajulador, indo sempre bajular quem promoveu a festa. olhei para ele
dando um fino sorriso.


- Não se preocupe querido, vamos nos comportar muito bem. - falou ela
sem mudar o tom de voz, somente falando baixo. - Sim uma casa muito 
elegante. Sinto ate saudade da nossa em Nova York. - falou olhando para
ele e depois a sua volta. Ela realmente tinha muita cara de pau 
quando queria. 


Angel D'Angelys / 350 anos / Vampira (Vampire B)
Professora de Treinamento de combate.
Condessa de BlackMoon
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dark_Rose
B
B


Feminino
Char RPG : Rose Valentine (PB)
Lara Kapetine (Hunter)
Humor : Incompreesível
Localização : Inglaterra
Posts: : 663
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Qui 5 Nov 2015 - 21:23

Rose chega à festa acompanhada de Loran, seus olhos vagavam o interior da casa com certa curiosidade pela decoração. Já estava acostumada com grandes festas pelo seu status, e aquela parecia ser de alto nível.

Estranhamente dessa vez ela resolveu usar um vestido branco de uma alça com detalhes em preto, e seu cabelo estava em um coque despojado. Bem diferente do habitual por mostrar o colo e a nuca. 


Vestimenta:
 


- Talvez seja interessante esta festa, afinal. - Ela dizia para Loran pegando um taça de vinho que um garçom lhe servira. 

Não sabia se Loran já havia frequentado festas desse nível na sociedade vampíria, por isso ela fica um pouco preocupada se ele estaria confortável com a situação.


Lara Kapetine
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Qui 5 Nov 2015 - 23:50

+ Nero e Lily +


O casal chegou à festa quando já haviam vários convidados. Nero mantinha um largo sorriso sedutor nos lábios, enquanto Lily o acompanhava séria, com um olhar receoso. Entraram após entregarem os convites e olharam ao redor. Muito interessante, o homem pensava. Tantos vampiros influentes ali, era algo delicioso de se ver. E mais delicioso ainda era o cheiro de sangue no local. Os olhos de Lily mudaram para o vermelho e ela abaixou o olhar, envergonhada por aquele descontrole. Ela ainda não havia pego um estoque de pílulas, então estava sem se alimentar desde antes de entrar na academia. Nero a olhou de forma repreensiva, mas pegou uma taça com sangue e colocou nas mãos da menina.

- Beba. Não se reprima. Deve se alimentar e talvez demore até que possa tomar sangue humano novamente - Nero falou, acariciando o rosto de Lillian com as costas de uma mão - Reponha suas forças.

Lily o olhou receosa mas não demorou a obedecer, tomando o conteúdo da taça em um só gole. Delicioso. Ela lambeu os lábios satisfeita. Após mais uma taça completa de sangue, os olhos da vampira voltaram ao normal. Nero entregou a terceira taça de sangue a ela e pegou um drink para ele, após ele mesmo também ter tomado sua taça de sangue.

- Lembre-se, Lillian. Nada de álcool, entendeu? - Nero falou e tomou um gole da bebida batizada.

- Sim, pai - a menina respondeu com calma e recebeu outro afago no rosto.

- Boa menina.

Lily olhou ao redor, ainda nervosa. Ela não estava acostumada com aquele tipo de festa chique, principalmente uma festa só de vampiros. Ela preferia estar em uma festa de humanos, ao menos eles não a olhariam torto por seu modo. Nero notou o jeito dela e a puxou pela cintura, beijando sua testa e sussurrando.

- Relaxe...

- Vou tentar - ela falou fechando os olhos com o carinho, um pouco mais tranquila.

Lily olhou mais uma vez. Sorriu ao ver Daryl e ajeitou o cabelo. Estava com um lindo vestido de gala rosa, lilás e azul e os cabelos estavam penteados de forma elegante. Em sua mão direita uma pequena bolsa lilás e rosa combinando. Estava linda e completamente diferente do jeito displicente e simples que ela costumava ter. Nero encarou o menino e semicerrou os olhos. Cannigan. O tal namoradinho de sua filha. O ruivo abraçou a cintura dela e a trouxe mais perto de si de forma possessiva.

- Papai! Comporte-se! - Lillian ralhou com ele e Nero rolou os olhos. Não ia dar mole para aquele moleque besta.

A menina bufou e se desvencilhou do braço do ruivo. Quando viu Rose e Loran acenou para eles com um sorriso simpático. Nero olhou intrigado. Não era aquele o garoto Kuran? O rapaz da corrida? Que momento oportuno. Mas... Lily estava acenando para os puros?

- Conhece eles, Lillian? - perguntou, os observando atentamente.

- Conheço. São meus amigos Rose e Loran - ela falou com simplicidade e olhou o pai.

- Interessante... Boa menina... Muito boa menina - ele afagou o ombro dela com orgulho. A garota havia realmente conseguido entrar em contato com os sangues puros como ele havia ordenado. E amigos? As coisas só estavam ficando melhores. Lily havia se saído muito bem daquela vez.

A menina sorriu diante do elogio, de forma inocente, sem imaginar as más intenções do pai. Tomou um gole do sangue e voltou a olhar ao redor. Começava a se sentir um pouco mais à vontade vendo gente conhecida por ali. 




Voltar ao Topo Ir em baixo
Luthica
C
C


Feminino
Char RPG : Daryl Cannigan (B)

Naru Jenkins (ex-humana; D)

Elliot Casper von Wright (A)

Euphemia von Wright (A)

Vilhelmina von Wright (A)

Clã von Wright
Posts: : 481
Inscrição : 28/08/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 6 Nov 2015 - 10:03

Daryl dava mais um gole na taça de sangue, observando os convidados e perdido em pensamentos. Sua segunda personalidade ganhava força conforme bebia com satisfação. O terno de gala era de um marrom escuro e perfeitamente arrumado. Combinava com o ambiente de classe. Sem dúvidas não era a primeira vez que participava de um evento assim.
Quando Lily apareceu, pôde voltar ao normal rapidamente. Ela estava simplesmente linda e isso atraía toda sua atenção. Rapidamente largou a taça em uma bandeja de garçom mais próximo e se aproximou, assim como seu outro lado gostava de confusão e do lado sombrio de ser um vampiro, Daryl se atraia pela vampira.
Chegando perto, só então notou o pai dela e sua mão possessiva. Pôde substituir o brilho no olhar por um riso divertido. Aquela situação até que era engraçada.

- Lily - demorou o olhar nela, cumprimentando-a com um gesto cortês enquanto a admirava e, em seguida, olhou Nero - Senhor Sorel. - Então brincou com a mão no peito e uma breve reverência.
Quando a garota se livrou dos braços do pai, ele chegou bem perto
 - Você está ~estonteante~... - e sussurrou em seu ouvido - Linda.

Em seguida sorriu e a observou cumprimentando o casal ao longe e cumprimentando com o rosto, com uma certa formalidade. Não era exatamente um amigo, mas Rose tinha sido bem gentil na noite anterior.
Notou as intenções de Nero. Mas era apenas o natural. Ele mesmo tinha um lado muito interesseiro dentro de si.

- Ah, sim. Lily. Acho que você vai gostar de alguém que veio comigo... - olhou para trás e chamou com o dedo a garota com seu melhor vestido azul e um blazer branco. Ela estava sentada em um canto, com uma expressão um tanto enjoada, mas iluminou-se ao aproximar-se um tanto atrapalhada.

- Senhorita Lily! -
Naru comemorou, juntando as mãos  - Como está linda! Seu cabelo, sua roupa! Senhor Daryl tem tanta sorte! Ah... - ela calou-se um instante ao ver Nero. Olhou para os lados nervosamente. Não sabia que tipo de vampiro ele seria.

Naru estava enjoada com todo aquele sangue e um tanto insegura de sua decisão de acompanhar Daryl naquele lugar. Ele também só permitiu que ela fizesse isso pois achou que talvez Lily fosse gostar de ter uma amiga por perto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabi
SP
SP


Feminino
Char RPG : Nero Sorel (B)

Lillian (Lily) Sorel (B)

Órion Sorel (B)

Lewis S. Murdock (A)

Lucius Sallazar (A)

Leon Gianni (Hunter)



Humor : Sei lá
Localização : Rio de Janeiro - Brasil
Posts: : 1389
Inscrição : 06/09/2008

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 6 Nov 2015 - 13:29

+ Nero e Lily +


Assim que ouviu sua voz sendo chamada, Lillian virou-se na direção do som e encarou Daryl. Assim que seus olhos se encontraram com aqueles lindos olhos azuis claro e vampira deu um largo sorriso a ele. Nero semicerrou os olhos quando o rapaz o cumprimentou. 

- Rapaz - foi o cumprimento seco de Nero. Era óbvio que estava morto de ciúmes da filha, principalmente depois que a menina se afastou de seus braços com tanta energia.

Lily suspirou quando Daryl chegou perto e apoiou a mão delicada e adornada com anéis no braço dele. Seu rosto corou ao ouvir as palavras do rapaz, ficando encabulada. Ela agradeceu ao elogio um tanto atrapalhada. Ele também estava elegante e lindo com aquelas roupas formais, apesar de ela preferir vê-lo vestido com roupas comuns. 

- Quem...? - ela perguntou quando o rapaz falou sobre alguém que viera com ele. Ao ver que essa pessoa era Naru, Lily abriu um largo sorriso. Assim que a menina chegou perto, ela a abraçou apertado, esquecendo que poderia amassar os vestidos sem querer daquela forma - Você também está belíssima! - ela sorriu, largando a outra. Então notou o olhar para Nero - Ah! Naru, este é o meu pai, Nero - ela apresentou - Pai, esta é minha amiga Naru.

Nero encarou a menina com um olhar curioso. A jovem parecia desconfortável naquele ambiente. Provavelmente não era uma nobre. E se não era uma nobre, então era a lacaia de alguém, de Daryl. Sorriu simpaticamente para a menina. Se ela era a lacaia de Daryl poderia lhe fornecer informações sobre ele ou servir para espiar o casalzinho ternura. Pegou a mão da menina e levou aos lábios, dando um beijo suave.

- Encantado em conhecê-la, senhorita - falou de forma cortes, com seu natural olhar cor de jade e sorriso sedutores. Nero era muito belo e naquele dia estava especialmente arrumado. Camisa social preta com abotoaduras de prata, colete e calça em um tom branco acinzentado, sapato social negro e gravata azul. Seus longos cabelos ruivo alaranjados estavam presos em um rabo de cavalo alto e alisados para a ocasião, deixando-os ainda maiores que o normal.

Lily apenas rolou os olhos com aquele teatrinho do pai. Ela odiava aquele comportamento cortes dele com outras mulheres, uma certa pontada de ciúmes ou ressentimento de episódios anteriores. Ela não queria que Nero magoasse Naru sem querer também. Talvez estivesse exagerando, dois exagerados, pai e filha.




Voltar ao Topo Ir em baixo
Makie
E
E


Char RPG : Personagens:

Freya Gatemberg - Night Class
Aidan Becker - Day Class
Lilac Löfgren - Universitária
Juliet Glotieb - Prof.ª Ed. Fisica
Posts: : 323
Inscrição : 26/08/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sex 6 Nov 2015 - 15:51

O convite havia chegado as mãos de Freya que o entregou a Tuomas. Ponderando os riscos e as possibilidades,  se sentiu lisonjeado a delicada atenção da ruiva em lhe mostrar e então a dispensou  a esperando que retornasse pela noite. Com um smartphone em mãos, digitou os números na tela e ligou para alguém, uma das poucas vezes que fazia algo além de jogar ou até mesmo navegar pela internet.

- olá! Pois bem, temos uma festa para ir.- fez uma expressão divertida deitado no sofá e observando o teto-  bem eu gostei da ideia, então se arrume, você irá também, e.. ah, compre algo Bonito para a Freya, acredito que saiba o tamanho dela não é?
Tuomas afastou o rosto ao perceber que havia desligado a ligação de maneira rude, e então riu, talvez ele tivesse ficado sem graça com o comentário, mas isso não era realmente um problema.

***

Era inicio da noite quando havia chegado no espaço que pertencia a Tuomas, um longo vestido verde estava sobre a cama, e Freya sabia o significado, era para ela, e ela iria. Mas o vampiro não estava por ali, era estranho, talvez tivesse saído para se aventurar pelos tuneis. Preferiu não perder tempo e começou a se despir do uniforme do colégio, não era dia que teria aula, era um evento importante, e acreditou que todos os alunos do período noturno estavam convidados.
O vestido era suave como uma brisa fresca num dia de verão, o que fazia ter um toque frio sobre a sua pele, os tons de verde eram levemente distintos, a parte superior parecia um tomara que caia, com um suave decote em suas costas, alças para dar uma leveza ao vestido, e o corset com o tecido cruzado na altura do busto. E uma suave cauda sobre o quadril em suas costas, enquanto um tecido crepe de seda verde descia formando a saia do longo vestido. A marca do selo de contenção de vampiros ficava a mostra.  Mas era uma festa de vampiros, então aquilo não seria um problema. Tuomas chegou pouco depois trazendo uma pequena caixa com algumas joias.

- você me lembra muito a sua mãe.- Freya virou num rompante, com a mistura de ódio e dor em sua expressão enquanto encarava o puro sangue.
- ela era tão linda quanto você nesta idade,  eu queria ter dado isso a ela em seu baile de debutante...- disse abrindo a caixa, mostrando um par de brincos longos e delicados, juntamente com um colar tão delicado e fino que parecia desmanchar entre os dedos se não tomasse cuidado.

Freya tocou a caixa com um pouco de dor na lembrança que nunca teve. Tuomas segurou habilmente o cordão, passando sobre o pescoço de freya, e se posicionando em suas costas, prendendo o fecho onde um pequeno pendente balançava em suas costas enquanto um  pingente mais pesado fazia o volume com um delicado rubi envolvido em uma delicadas folhas de acanto feita de ouro branco. Em cada brinco apenas um delicado fio de outro branco que se movia conforme andava.  Ele a olhou estupefato com a visão, da ruiva arrumada, apenas seu cabelo ainda lhe caia sobre os ombros. Ele se aproximou a envolvendo pela cintura e então a abraçando demoradamente, enquanto freya mudava o foco do olhar, se tornando tão fria quando o gelo dos olhos do vampiro. Tuomas a olhou forçando que a menina olhasse em seus olhos, e então  assentiu com a cabeça de maneira suave, enquanto levava suas mãos aos cabelos rubros, embolando os dedos nos fios e o os segurando no alto de sua cabeça.
- como pensei, se prender, ficará magnifica esta noite.

Dando um passo para trás, freya levou as mãos aos cabelos. Se sentou sobre a cama e então começou a trançar os fios habilmente, e por fim os ajustou num coque delicado e simples, o prendendo com alguns grampos. Tuomas se apoiou contra o criado mudo da cama, observando atentamente a cada movimento, vendo que a ruiva havia acabado, estendeu a mão para ela, e quando a segurou, beijou as costas de sua mão.

- magnifica.- disse colocando a mão da menina sobre seu braço  e a guiando para fora  do mausoléu. Com o convite em seu bolso, Thomas não iria esta noite, não precisaria. Thomas vestia um Terno cinza claro completo, apenas se mantendo elegante a ocasião, enquanto Lirion esperava a porta  com um carro alugado, com um terno  grafite com colete da mesma cor. Toda a roupa era ajustada ao corpo.

- isso é novidade para mim – disse freya observando Lirion.
O moreno se curvou abrindo a porta do carro, mas freya parecia confusa (e um tanto aliviada), ela havia rezado tanto para que lirion não estivesse morto, e por sorte não estava, mas ele estava ali de pé como se nada tivesse acontecido. Ainda confusa a Ruiva entrou no carro, deixando que Tuomas se sentasse na frente junto com Lirion.
- Um passeio em família, me parece divertido.- o loiro sorriu satisfeito enquanto os outros dois ocupantes o olharam  com incredulidade. Lirion foi o primeiro a balançar a cabeça se colocando a dirigir em direção a festa.

***

Já no local da festa, Freya havia entregue o convite  e entrava de braços dado com seu pai, Lirion caminhava ao lado do pai  com o celular em punho, estava escrevendo algum email para alguém, algum problema havia surgido, mas não parecia nada de grave.
- Vai me apresentar aos seus amigos?- perguntou o puro sangue.
- se depender de mim, não - respondia freya prontamente com um delicado sorriso

Os três caminharam até a parte central da festa, Mas Lirion já havia se separado,  reconhecido algum Vampiro nobre e ido a seu encontro para cumprimenta-lo,  freya e Tuomas estavam próximos a  decoração  e se serviram cada um com uma taça de sangue. Em seu intimo Freya agradeceu por poder se reestabelecer na festa, sem ter que recorrer a Daniel novamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 7:33

Era divertidamente estranho, já havia ido em muitas festas, mas de humanos, ate em havens e sempre eram bem divertidas e acontecia de tudo nessas festas, louco e com situações ainda mais perigosas já que ele era um sangue puro e morder um humano era proibido para ele.
Loran estava indo pela primeira vez em uma festa de vampiros, esperava no mínimo muita diversão se pelo pouco que conhecia de Charles aquilo além de ser negócios como ele falara ao convidar seria também algo para se distrair depois de tanta confusão na aula anterior e na corrida na montanha, que por sinal Loran pretendia investigar.

Roupa de Loran:
 

A moto tinha acabado de sair da autorizada e perder o freio não era algo normal e depois aquela explosão do nada em direção a ele, só o deixava ainda mais apreensivo.
Como Charles lhe deixou o pessoal a vontade acreditava não ser uma festa tão formal, mas as intensão de Loran era simplesmente conhecer e até fazer aliados nessa festa, já tinha criado alguma certa amizade com Charles e pretendia ir além, talvez começar a formar parcerias com aqueles vampiros importantes.

Mas segundo o próprio vampiro loiro, Loran seria o convidado vip dessa festa.

“-Não é qualquer um que tem o futuro monarca em uma festa...rs”
Loran torceu na hora o nariz, isso era algo que não queria muito se meter, mas se viu obrigado a tal coisa pela Yuuki ele estava fazendo isso.
Olhou Rose ao seu lado segurando seu baço, estava linda e sentia até orgulho de ter alguém como ela ao seu lado, às vezes se perguntava como alguém como ela estaria ao seu lado tão altiva e segura de si, ou não, lembrou do momento que discutiram no quarto sobre a chave daquela porta que ligava os quartos de ambos, sorriu por dentro.
Assim que entraram sentiu todos os olhares voltarem para eles, era o primeiro evento social que iam como casal naquela sociedade vampírica, não que isso fosse ruim para ele, mas o incomodo era os olhares, uns de cobiça, outros de admiração e aqueles de certa reprovação pela escolha dele ser o novo monarca... Talvez manter a linha conhecer para depois atacar é até o momento a mais certa.
_Eu nunca vi a uma festa de vampiros, mas ao meu ver até agora não esta diferente de festa humana... A noite está só começando, então... Vamos ver no que isso tudo vai levar...-Riu a ela pegando uma taça de vinho, nesse momento viu alguns conhecidos ao longe. _Sua amiga espevitada esta aqui acompanhada e... é o vampiro que me ajudou lá na estrada, engraçado estão juntos... –Viu também Freya com uns vampiros, um deles era sangue puro, suspirou. _Sabia que sangue puros eram raros agora aparecem do nada, acho que não são tão raros afinal rs
A situação era de ser bem analisada aquela festa seria perfeita para ele saber quem é quem e ai ter seu ponto de partida, ia descobrir quem atacou e confirmar os motivos que na certa eram mais que óbvio



~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Selene D'Angelys
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Selene D'Angelys (Vampira B / Night Class)
Alicia Sophy D'Angelys (Vampira B / Socialite / NPC)
Humor : Alegre
Localização : Academia Cross
Posts: : 66
Inscrição : 05/11/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 7:59

Uma elegante garotinha, que com seu charme e simpatia, acompanhava seus pais a mais uma das longas festas que estava acostumada, graças ao seu progenitor, que a levava a esses lugares quando era necessário. Ela deu um longo suspiro e arrumou sua linda roupa, um modelito simples, mas muito elegante, que tinha escolhido para a ocasião. 

Quando chegou na festa, viu que a mansão era um verdadeiro luxo, mas tinha visto outras como essa, e já tinha visto fotos da mansão em Nova York, mesmo que nunca tenha estado lá. A jovem olhava ao redor, vendo se encontrava alguém de sua escola, mas não sabia se encontraria. Ela olhou para a mãe, que elegante como sempre vestia um dos seus lindos vestidos. Naquela hora, ela escutou em um tom tão baixo seu pai falar, para se comportarem, a garota deu um suspiro, como isso fosse algo indigno de dizer a uma dama como ela. Dando um falso sorriso ao seu pai, aproximando dele fingindo ajeitar sua gravata.


- Eu sempre me comporto como uma verdadeira dama. - disse a garota olhando nos olhos dele, e seguindo a conversa de seus pais. - Sim uma casa encantadora, por que não comprou uma mansão quando nos mudamos para essa cidade? - perguntou descaradamente a jovem para o pai. Aquilo faria o velho ficar mais atento ao que falava.

roupa de selene:
 


Selene Luna D'Angelys McWolf | 15 anos | Vampire B
Nobre | Estudante - Night Class

(*) Alicia Sophy D'Angelys | 758 anos | Vampire B | Socialite
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 8:28

O cheiro de sangue era atraente para Jason como o néctar de uma flor a um enxame de abelhas, mas nem assim o homem se dispunha a provar, enquanto observava a tudo e a todos ao seu redor com seus olhos escuros e sérios. Os ditos VIPs e poderosos, naqueles que devia ficar de olho com sua marca coberta de elegância. Os nomes com os quais Charles o deixara a par, que até haviam começado a chegar aquela festa, segundo Oliver, o qual o vampiro loiro havia deixado pra auxilia-lo.

Sendo assim, ainda sentado em sua posição, Jason sussurrou algo com o outro moreno, que logo se moveu de forma silenciosa e elegante com seu terno de alta qualidade em direção aos primeiros da lista. Conde Macwolf e condessa de D'Angelis.

O moreno de traços finos e sorriso bonito, muito bem arrumado os recebeu com uma reverência.

-Lord Macwolf e Lady D'Angelys, meu mestre, conde Crow fica honrado que tenham comparecido à nossa humilde celebração, e declara estar ansioso para conhecê-los e desenvolver uma relação amistosa de parceria ^^

Oliver não parecia ter mais que vinte cinco anos. Era um vampiro nobre de cabelos lisos e escuros e olhos tão escuros quanto o céu noturno. Ele se movia com leveza em todos os seus gestos, inclusive no cumprimento respeitoso que dirigiu, posteriormente, a menina que acompanhava os pais.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Norman McWolf
Recem Criado
Recem Criado


Masculino
Char RPG : Norman McWolf (Vampiro B / Nobre / Empresário)
Gabriel Mostif (Vampiro C / Servo / NPC)
Anabelly Finningan (Vampiro C / Secretária / NPC)
Humor : Incontrolavel
Localização : em algum lugar da casa.
Posts: : 56
Inscrição : 27/10/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 9:02

Olhava ao meu redor, e terminei de tomar o vinho, quando sentia o cheiro de sangue fresco correr pela festa, isso estava realmente parecendo uma festa de vampiros. Olhei ao redor e vi um dos garçons passar, e peguei na mesma hora um do copos enquanto escutava minha doce e implicante esposa falar, e minha sapeca filha também, e responder a altura.

Balancei a cabeça negativamente, quando ia responder a pergunta de minha filha, vejo se aproxima um rapaz de vinte de poucos anos, trouxe Angel para perto de mim, e escutei ele chamar ela de Lady D'Angelys, um erro clássico, mas totalmente irrelevante, já que ela usava o nome de solteira, desde que nos casamos, e jamais usou o nome de casada. Ouvia as palavras dele, e dando um fino sorriso,
e naquele momento vendo o jeito que o jovem se portava, da um olhar para ele.

- Ficamos agradecidos pelo convite, e ficaríamos encantados em conhece-lo também.
- fiz um gesto formal de cumprimento, mas nada mais do que isso, como conde tinha que manter as aparências. E aquele idiota do Mostif, não me falou desses subordinados.

Como um conde, preferia tratar diretamente com outro do mesmo nível do que tratar com subordinados, mas as vezes alguns se mostravam somente depois para se apresentar, e isso era cansativo. Olhei então para minha esposa e filha, que ficavam sempre próximos a mim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Angel D'Angelys
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Angel D'Angelys (Vampira / Professora)
Humor : Inconstante...
Localização : Onde menos se espera.
Posts: : 68
Inscrição : 25/10/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 9:16

Angel via a tentação do sangue fresco, e não resistia, seguindo
Norman, e tomando uma taça para satisfazer sua vontade por
sangue, ela detestava isso, mas a fome quando alcançava era
maior do que o esperado. Sua filha que parecia olhar a festa,
perguntava ao pai porque não tinham pegado uma mansão
quando se mudaram. Simples, era mais fácil cuidar de 
um apartamento do que uma mansão.


Ela sentiu alguém se aproximar, e percebeu de era um 
representante da festa, como sempre o grande Lord da 
mesma não queria se rebaixar para ir ao encontro de
seus convidados ou algo parecido. Ela deu um fino sorriso,
quando sentiu ser puxada para perto de Norman, como 
sinal de possessão, naquela hora ele falava com o rapaz.


Jovem não deriva ter mais do que seus vinte e cinco anos, 
era tão bom lembrar que já fora jovem, e agora já não 
mais, mesmo assim ainda mantinha sua boa aparencia, 
pelo menos isso. Assim que Norman falou com o jovem, 
ela olhou para ele.


- Diga a seu mestre que realmente sera um prazer conhece-lo,
e que sua festa esta maravilhosa. - falou em um tom baixo, 
leve e delicado, tipico de uma mulher da sociedade.


Afinal, todos esses anos, não eram atoa, ela tinha treinado,
e ensinado a ser uma verdadeira Lady da sociedade, tanto 
humana, quanto Vampírica. 


Angel D'Angelys / 350 anos / Vampira (Vampire B)
Professora de Treinamento de combate.
Condessa de BlackMoon
Voltar ao Topo Ir em baixo
Selene D'Angelys
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Selene D'Angelys (Vampira B / Night Class)
Alicia Sophy D'Angelys (Vampira B / Socialite / NPC)
Humor : Alegre
Localização : Academia Cross
Posts: : 66
Inscrição : 05/11/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 9:26

Seus pais, dois grandes vampiros, mas muito ciumentos, foi somente uma pessoa se aproximar, que ela viu seu pai agarrar mais firme sua mãe. Ela deu uma risadinha tampando a boca com a mão, quando percebeu que o rapaz era um dos servos, falando com sorrisos, as palavras básicas para saber que eles tinham sido mesmo convidados, naquele momento, ela se tornou uma pequena dama, olhou para o rapaz, deu um leve sorriso quase infantil, quando ele terminou de fala, ouvira as palavras de sua mãe e seu pai, ambos falando de privilégios, coisas tipicas para se dizer nesses momentos. A garota sorrido para o rapaz.


- Fico também lisonjeada e agradecida pelo convite. - disse meigamente, dando um sorriso. - Desculpe me a pergunta, mas alguns alunos da Academia Cross, iram comparecer a festa? - perguntou ela querendo saber se algum conhecido iria ir, quem sabe assim teria alguém para conversar na festa.


Selene Luna D'Angelys McWolf | 15 anos | Vampire B
Nobre | Estudante - Night Class

(*) Alicia Sophy D'Angelys | 758 anos | Vampire B | Socialite
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 10:48

-Se você fosse uma garota, que tipo de cachorro iria querer, Trevor?

Charles perguntou de maneira distraída, sentado em uma das escrivaninhas de seu quarto. O outro apenas o observava atentamente, já com roupas de festas e Chave do carro na mão. Naquele dia, havia pintado seu cabelo de roxo, semelhantemente ao seu terno chamativo da mesma cor, e usava também uma trança em seu longo cabelo, que ia quase à altura da cintura. Era belo, não se podia discutir, muito embora o puro sangue apenas ouvisse girado os olhos mais cedo e perguntado se pretendia fazer cosplay de suco de uva.

-Não acho que ia querer um cachorro, Lutont-sama.

Trevor lhe respondeu, com os olhos verdes fixos no ponto onde seu mestre parecia tentar prender alguma coisa de metal nas tiras de couro de uma bela coleira vermelha. Óbvio que estava curioso, principalmente pelo loiro estar tão concentrado em alguma atividade que não parecesse nem divertido, nem uma função de seu emprego. Mas por outro lado, diante daquela resposta, tinha decidido não querer saber.

-Então preferia um urso? Não iria jogá-lo pela janela?

O puro sangue questionou novamente, parecendo comemorar uma vitória ao conseguir prender uma espécie de esfera de vidro escurecido ali. Trevor balançou a cabeça continuando a observar.

-Se fosse de Lutont-sama, claro que não.

A resposta do nobre havia sido quase automática. Era um grande puxa saco afinal e claro que iria adorar um presente como aquele. Mas não podia dizer, Charles girou os olhos.

-No caso da baixinha eu diria que colocaria fogo em tal urso. - Corrigiu ele, pegando a coleira e guardando em uma gaveta na sua estante, antes de se virar com a mão no bolso. Usava um terno azul escuro de material caro e cabelos loiros desarrumados que lhe deixavam com mais charme. -Por isso tem que ser um cachorro. Agora vamos, Trevor. Acho que Estamos atrasados e "Lord Crow precisa de seu assistente", não é? - Perguntou com um levantar de sobrancelhas.

***

O caminho da academia a mansão não era longo, mas fora confortável. E logo o grande carro negro parou na porta e dali, charles desceu sozinho. Trevor Spencer iria estacionar sua BMW na garagem, já ele, tinha algumas coisas a sondar la dentro. Que saco... Pensou com a mão no bolso. Esperava pelo menos conseguir se divertir um pouco na própria festa, mas sabia que os negócios eram mais importantes.

Com facilidade e silêncio, a porta se abriu, mostrando caminho para o jovem loiro que logo se esgueirou para dentro, quase imediatamente angariando olhares. Respeito, inveja, reprovação, curiosidade, talvez estranhassem um pouco seu cabelo desgrenhado ou algo assim. Nada que lhe importasse. Afinal, ele nunca se importará com o que achavam dele para ter o que queria. E, sem sombra de dúvidas, ele sempre conseguia.

Seus olhos logo foram a própria volta, e um dos garçons parou ao seu lado, lhe sussurrando os rumos que aquilo tinha tomado e a posição de seus lacaios. Charles apenas balançou a cabeça, mantendo o sorrisinho satisfeito e lhe acenou que os avisasse que tinha chegado. Mas não, sem antes, pegar uma taça de sangue para si, tomando um gole.

Aquilo ali realmente era de melhor qualidade do que o dos transeuntes Rank E os quais matara na noite anterior.

+++

Oliver apenas balançou a cabeça. Como o esperado, aqueles nobres estavam rodeados pela impaciência e a mania de importância. Mas veria seu mestre essa mesma importância neles ou iria apresentá-los a Jason como sempre? Era algo que seu ego desejaria saber.

-Lord Crow ficará encantado em conhecê-los mais tarde, no entanto, no momento, está um pouco ocupado antes de seu pronunciamento, enquanto isso, posso lhe servir de qualquer informação que desejarem como assistente sênior do senhor conde. -E então seus olhos negros se focaram na menina mais nova. -Sim, senhorita, Crow-sama convidou grande parte do turno noturno da academia Cross, tenho certeza que pode encontrar algum de seus amigos pela festa.

Iria mostrar a ela alguns que avistara por ali, mas então um dos garçons se aproximou dele, fazendo um sinal que logo ele entendeu. Oliver abaixou a cabeça em desculpa.

-Me desculpem senhores, mas tenho que me retirar por alguns instantes...


Voltar ao Topo Ir em baixo
Norman McWolf
Recem Criado
Recem Criado


Masculino
Char RPG : Norman McWolf (Vampiro B / Nobre / Empresário)
Gabriel Mostif (Vampiro C / Servo / NPC)
Anabelly Finningan (Vampiro C / Secretária / NPC)
Humor : Incontrolavel
Localização : em algum lugar da casa.
Posts: : 56
Inscrição : 27/10/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 11:52

Olhava para o rapaz, e via que pelo menos tinha porte e educação. Observava a festa em volta, quando ouvi as palavras dele, e sabia que não iria conhecer tão cedo esse Lord Crow, dei um suspiro, e senti a mão de Angel sobre meu impecável terno, onde parecia querer me acalmar. Voltei minha atenção ao rapaz que saia de perto da gente, não falei nada, apenas dei um sorriso e deixei que ele se fosse.

Depois disso, olhei para a entrada e vi um jovem entrando, e como sempre querendo aparecer, cabelos roxo, quem iria imaginar, isso era uma comédia de se ver. Olhei para minha filha que aprecia olhar para o rapaz, e depois olhei para minha esposa.

- Sabe quem é o jovem? - perguntei descaradamente. - Não quero você fazendo esse tipo de coisa ouviu bem, minha jovem. - falei baixo para minha filha que estava ainda olhando o garoto.


Norman McWolf | 435 anos | Vampiro (Vampire B)[size=15]
Nobre | Empresário | Playboy | Milionário | Filantropo
Conde de BlackMoon

(*) Gabriel Mostif | 465 anos | Vampire C | Assistente Pessoal[/size]
(*) Annabelly Finningan | 130 anos | Vampire C | Secretária
Voltar ao Topo Ir em baixo
Angel D'Angelys
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Angel D'Angelys (Vampira / Professora)
Humor : Inconstante...
Localização : Onde menos se espera.
Posts: : 68
Inscrição : 25/10/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 12:06

Angel ouvia as palavras do jovem, enquanto naquele momento,
delicadamente colocou a mão sobre o terno de norma, onde 
fez isso para acalma-lo, não era bom ele ficar estressado justo
agora. Ela ao ouvir as palavras, fez um leve gesto com a cabeça,
de forma delicada, tudo totalmente padronizado pelo anos de 
educação. e assim que o jovem saiu.


Ela viu que uma pessoa chegava, deveria ser um dos alunos,
ainda não conhecia a todos, e isso era deselegante, mas tinha 
alunos que nunca iam as aulas mesmo, era normal. Ela olhou 
ele entrar e ficou na dela, enquanto ouvia Norman falar, suspirando
olhou para o marido.


- Não conheço formalmente, mas deve ser um dos meus alunos da 
Night Class, ainda não sei o seu nome. - falou ela olhando o 
marido que não estava feliz em saber que ela não conhecia a pessoa.


Nesse mesmo momento ouvira ele repreender sua filha, falando que 
não queria que ela andasse assim, e dela deu um risinho baixo, abafado
pela mão, que foi notado pelo dois. Realmente Norman, era ultrapassado
demais em alguns conceitos.


Angel D'Angelys / 350 anos / Vampira (Vampire B)
Professora de Treinamento de combate.
Condessa de BlackMoon
Voltar ao Topo Ir em baixo
Selene D'Angelys
Recem Criado
Recem Criado


Feminino
Char RPG : Selene D'Angelys (Vampira B / Night Class)
Alicia Sophy D'Angelys (Vampira B / Socialite / NPC)
Humor : Alegre
Localização : Academia Cross
Posts: : 66
Inscrição : 05/11/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 12:17

A jovem adorava demais essa convivência que tinha com os pais, era engraçada e em sua maioria divertida, um verdadeiro contraste entre um e outro. Então quando ouviu o rapaz responder, e falar sobre a turma da Night Class, ela sabia que iria encontrar alguns deles por ali. Deu um grande sorriso, e isso era bom. O rapaz logo foi embora, e isso quer dizer que não tinha mais o que fazer ali.


Selene, olhava em volta, e viu alguem chegar, era realmente interessante o garoto, e seus cabelos divertidos, olhava para o resto da festa e nada dizia, e observava o convivo entre os pais, que naquele momento seu pai perguntava quem era o garoto, e sua mãe respondia como sempre não sabendo quem era. Ela deu um sorriso meigo para o pai, quando o mesmo falou para não fazer o que o jovem tinha feito, pulando no outro braço dele e com um grande sorriso.


- Poxa papai, você é tão démodé, nem sabe aproveitar as coisas dos dias modernos. Por isso que vivo mais tempo com a mamãe. - ela disse uma coisa que era o ponto fraco de Norman, sua escolha de onde vivia. 


Selene Luna D'Angelys McWolf | 15 anos | Vampire B
Nobre | Estudante - Night Class

(*) Alicia Sophy D'Angelys | 758 anos | Vampire B | Socialite
Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP


Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3598
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 14:44

Charles se encostou em uma parte mais isolada do salão, junto ao vampiro de cabelos arroxeados. Quantos dias Trevor aguentaria o cosplay de uvinha antes de mudar de novo? O puro sangue se perguntava, se segurando a cada segundo para não dirigir zoações desnecessárias ao pobre lacaio por respeito a ele. E até bebendo vários goles de sangue uma vez de vez em quando. E como aquele sangue tinha qualidade. Bem melhor que dos traseuntes leveis E com quem tinha cruzado na noite anterior, embora não tão bom quanto o de Sakura. Seus olhos se tingiram de vermelho ao pensar na menina, seu cheiro e no sabor doce que outrora mexera tanto com sua mente. Como gostaria de trazê-la até ali como sua acompanhante.

E então ele balançou a cabeça para afastar aqueles pensamentos de merda. Desde quando era sentimental? Aquilo não existia, era uma festa e negócios e.... Logo as duas figuras dos dois outros assistentes se fez notar.

-Lutont-sama, senhor.... -Oliver começou com uma reverência exagerada e verdadeira, bem mais respeitosa do que se dirigirá ao casal de antes ou até mesmo dirigiria a Kuran. - Necessita de alguma coisa?

-Sim. -Charles coçou a cabeça, pegando mais uma taça da bandeja do garçom que passava. -Preciso que lide com Kaito. A associação vai mandar uma guarda hunter para "proteger o local".

Falou de modo sério e um pouco insatisfeito. Não era muita novidade que o puro não fosse muito com a cara de caçadores. Mas, por bem ou por mal, sua paz com a associação tinha que perdurar. Até porque tinha VIPs que pertenciam ao alto escalão da associação, além de um acordo, mesmo que poucos soubessem.

-Caçadores, mas... -O moreno começou, então parando ao ver o semblante sério do loiro. Certo. Devemos evitar falhas. A resposta veio logo a sua cabeça, e Oliver fez outra reverência. -Como quiser, senhor.

E então partiu, por fim, faltavam Trevor e Jason, que olhavam um para o outro, esperando sua função.

-Jason, você deve se apresentar ao público como Crow, já tem tudo pronto?

-Sim, senhor. -O árabe confirmou com uma reverência que foi detida.

-Você também não, por favor. Já acostumei com as formalidades de Oliver, mas assim querem me deixar doente, além disso... Lord Crow não se curva para ninguém, lembre-se disso e seja imponente.

Jason confirmou um pouco vermelho, e daquela vez, Charles se dirigiu a Trevor.

-Você, quero que cheque todos os ambientes e trancas para verificar se tudo está nos conforme. E quando acabarem... Por que não se divertem um pouco? -Charles deu os ombros. Aquele não era um recado para seus três lacaios e também para si mesmo.

+++

Após as ordens, Oliver se esgueirou para fora da mansão procurando Kaito e os caçadores. Estava tenso e não gostava da presença deles ali, mas era um mal necessário.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Cíntia Gregório
Não morda, Novato!
Não morda, Novato!


Char RPG : Beatriz Hotz (VTM)
Vasilisa Dragomir (Lissa) (VK)

Posts: : 37
Inscrição : 26/08/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 16:55

Chegando na mansão do Charles, bem linda, bem sexy, vestido e maquiagem bem apropriada pra uma festa a noite, olhando em volta, várias pessoas desconhecidas...

*Avistando o Charles de longe e me aproximando*

-Olá Charles, eu recebi o convite que você me enviou... A sua casa é lindíssima, adorei a decoração está adorável, digna de um nobre como você...
então, pena que não pudemos nos ver depois daquele incidente com o professor em sala de aula, adoraria terminar aquele assunto interessante que estávamos conversando... (piscando o olho)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador


Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis/Arthur

Lya Merelin

Aldoph Magnus

Lord Drei Dreizahl

Kyoshiro

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2213
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 19:05

+ Kaito +
O jovem Hunter que era assistente direto de Kiryuu fora com um grupo de caçadores para fazer a segurança, como era somente um evento privado achou interessante colocar alguns Hunter novatos para começar a fazer pequenas missões, claro sobre a sua supervisão já que era o Hunter mais experiente, mas para auxiliá-lo chamou outros hunters com tempo de caçada.

E ali de frente a entrada da mansão Lutont, ele estava com o grupo formado por Layla, Aidan, Daniel, Mikato, Hinomaru, Willian e Lohranne.

_Então para os novatos que começam hoje em pequenas missões irei colocar com os Hunter mais experientes com os novatos... Lobanova , Hinomaru e Willian monitoraram a parte leste da mansão ... Aidan, Layla e Mikato  monitoraram a parte oeste e Daniel junto comigo monitoraremos a entrada e os fundos. Essa segurança é para garantir que nada interno e externo venha causar perturbações.

Ele observa que um dos vampiros anfitrião aparece e lhe informa sobre o grupo.


_Boa Noite, esperamos que essa ocasião seja calma e para isso que estamos aqui, garantir que seja um evento pacifico para todos. - Apontou o grupo de Hunter, todos estavam com roupas informais e em tons escuros. _Eles permaneceram a distância monitorando ao redor da mansão... Esperamos que nada ocorra e seja muito satisfatório a noite para sr Crow, Oliver-san. -Ele assim que recebeu a confirmação dispensou os Hunter que foram tomar as suas posições.


~* Narrador Master *~
_Agora repita comigo: Nunca mais desobedecerei um DEUS!
Assim você evita levar um mac ban feliz >D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Norman McWolf
Recem Criado
Recem Criado


Masculino
Char RPG : Norman McWolf (Vampiro B / Nobre / Empresário)
Gabriel Mostif (Vampiro C / Servo / NPC)
Anabelly Finningan (Vampiro C / Secretária / NPC)
Humor : Incontrolavel
Localização : em algum lugar da casa.
Posts: : 56
Inscrição : 27/10/2015

MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Sab 7 Nov 2015 - 19:29

Eu observava as pessoas na festa, famílias nobre convidadas, pessoas da elite, isso era bom. Ouvia minha esposa falar, mas não liguei, o que liguei foi minha doce filha pulando em um dos meus braços como se pedisse atenção e naquele momento falando que eu era démodé, isso era ultrajante, me
adaptei muito tem aos tempos modernos, e isso era uma boa coisa.

Olhei para minha pequena filha que como sempre era hiperativa, ou pelo menos parecia, enquanto pegava mais um copo de sangue da bandeja que um dos garçons passava. Bebendo um gole, e
fazendo uma cara muito seria, que não sei se seria convicta de minha parte, olhei para ela.

- Não sou démodé, sou ate um homem a frente do seu tempo. - disse com desdém. - Se fosse ultrapassado não seria o nome que sou em minha área. - dessa vez me gabando, pelo menos era bom me gabar as vezes.

Voltei minha atenção a festa, e olhava o cara de cabelo roxo, conversava com um sujeito louro, parecia que o mesmo deveria ser alguém de importância, se fosse logo se apresentaria, isso estava na etiqueta ainda mais quando existiam pessoas novas no local, e pelo que pude ver, muitos ali já se conheciam, suspirei por isso, detestava ter que quase começar tudo novamente em um lugar para ter o controle de tudo, pelo menos estava em pé de igualdade com a maioria dos que estavam ali.

Gabriel deveria ter me informado direito quem era quem na festa, e me mostrado tudo para mim, antes da minha vinda a mesma, isso de chegar sem saber quem é, não é uma coisa que me agrada. Bebi mais um gole do copo, e olhei para minha esposa.

- Minha Condessa. - só para irrita-la. - Por acaso reconhece algumas dessas pessoas? Alguns deles são são seus alunos? já que deve ter uma ficha de cada um deles. - perguntei, já que muitos que frequentavam a escola era da nobreza vampirica.


Norman McWolf | 435 anos | Vampiro (Vampire B)[size=15]
Nobre | Empresário | Playboy | Milionário | Filantropo
Conde de BlackMoon

(*) Gabriel Mostif | 465 anos | Vampire C | Assistente Pessoal[/size]
(*) Annabelly Finningan | 130 anos | Vampire C | Secretária
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Mansão Lutont   Hoje à(s) 21:19

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Mansão Lutont
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 10Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Assustador! - Episódio 1 "A Mansão Velha"
» o {Mansão} ? Descrição da Mansão
» Capítulo 3 - A Mansão do Inferno
» Garagem da Mansão
» Fachada Da Mansão

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: Ambarantis :: Cidade Alta :: Mansão Lutont-
Ir para: