Academia Cross RPG
Bem Vindos!!

Aos visitantes e Novatos Na Academia Cross.

Leiam as Regras para participar do RPG.

Regras Gerais, orientações e Sistema do Jogo

Arigato pela Visita e volte Sempre!

Administração Equipe Cross



RPG Vampire Knight
 
Portal CrossInícioCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Ruínas Convento desativado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Ruínas Convento desativado   Dom 27 Set 2015 - 18:12

Ruínas Convento desativado

Fora da cidade é conhecido como cidade baixa, local onde há muitas construções desativadas e inclusive um convento.

Willian havia sido convocado a invadir e exterminar um ninho de Level E, que segundo informantes. Mas na pressa Will não esperou por maiores informações do presidente. Os level E estavam muito mais fortes e alguns com poderes, por mais fracos que sejam ainda sim eram mais fortes.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Dom 27 Set 2015 - 20:29

Estava decidindo. Agora Will tinha certeza de que estava em um episódio da segunda temporada de American Horror Story e sinceramente, aquilo não era nada animador para se caçar vampiros. Principalmente quando tinha a sensação de que, há qualquer momento, poderia ser atacado por uma feira possuída pelo demônio. Não que fosse dos mais crentes, mas depois de descobrir que vampiros existiam e se acostumar com aquele mundo, não duvidava que nada pudesse acontecer.

Bem. Se havia um lado bom, não estava mais na tensão daquele lugar e logo aquilo acabaria. Ou pelo menos era o que pensava, enquanto se esgueirava para dentro do convento, com a mão na arma e atento a tudo à sua volta. Não era tempo para ter falhas.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Dom 27 Set 2015 - 23:31

Aquele local era um labirinto e a cada passo que ele dava ia deixando para trás a claridade do local. Sabia que havia um ninho ali mas com certeza deveria ser no mais profundo local escondido daquelas ruínas.

Ouviu alguns sons estranhos que ao investigar notou que era somente o vento soprando pelas fendas de pedras das paredes destruídas pelo tempo.

Ali estava ele perdido em sua mente, tentando concentrar em uma caçada que não sabia se estava preparado ou não.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Dorii'
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4567
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Seg 28 Set 2015 - 0:27

Eu ainda estava confusa. Não sabia se tinha sido incisiva o suficiente, mas contava com a antipatia de Oliver por mim para deixar aquela mensagem mais clara e determinada. 

A frase " eu não podia " já tinha se repetido tantas vezes na minha cabeça naquele tempo que simplesmente já perdera o sentido. 

Eu tinha que ser mais incisiva era comigo mesma. Não se tratava de eu não poder ver Charles. Eu não IA ver Charles. 

Eu estava com medo do que Sanji poderia fazer, mas eu tinha era que pensar nas coisas que descobri, que vi e que passei. 

Mas novamente, eu parecia uma expert em ficar confusa.  Eu sabia, estava claro que tinha de me afastar mas havia um espírito maligno dentro de mim que não me permitia ouvir a razão. 


Pelo menos, esse espírito me permitiu ouvir i som do meu celular tocando. 


Olhei a mensagem do presidente, ficando preocupada. Sabia o quão perigosos era estar em missões sozinho. 

Kurogane sempre me acompanhava para me dar suporte, mesmo que escondido. 

Esse Hunter poderia se machucar sozinho. 

Eu dei um pulo e voltei à saída do dormitório depois de pegar meus itens e trocar o uniforme da academia por um jeans e sobretudo, indo para os pátios. 

A escola era muito isolada, eu ia precisar de algo.... Algo que não necessitasse uma carteira de motorista e nem fazer ligação direta ( coisas que definitivamente eu não sabia).

Então. Como uma prece atendida eu vi uma bicicleta.  Me aproximei, verificando se estava trancada,mas com sorte, não estava. Também, quem iria querer roubar uma bicicleta com um pátio cheio de motos e carros chiques? Quero dizer, além de mim? 

Peguei a bike, rezando para que ninguém me visse saindo. 
Montei nela e pedalei o mais rápido que pude. Eu não era a miss destreza, mas consegui acompanhar o caminho indicado no mapa, sem parar de pedalar graças a uma fãs melhores invenções do novo século: Google maps. 
E lá fui eu. 

Um bom tempo e dois pulmões depois eu consegui chegar ao local. Ainda estava esbaforida por ter pedalado à toda velocidade e quase ter sido atropelada em cruzamentos umas três vezes. 
Eu tinha certeza que direção não era comigo. 

Mas o que importa é que havia chegado. 
Peguei a bike, empurrando ela para de trás de uma moita. Eu não tinha cadeado e ia ser uma péssima idéia se além de pegar emprestada aquela bicicleta sem autorização ela ainda fosse roubada. 

Fiquei olhando o prédio apenas algum tempo antes de entrar. Além de estar caindo de velho, parecia ser grande, seria fácil se perder. O sol os embora, não poderia contar com s luz pra me guiar. 

Eu tinha que procurar pelo Hunter...  Droga. Eu não sabia o nome dele, quem era ou uma descrição. Mas talvez fosse fácil. Deveria ser o único não-vampiro de lá. 

Ajeitei meu sobretudo, verificando meus selos espirituais 
Eles serviriam para paralisar os vampiros e atacar. Minha adaga estava na bota e a bloodrose na mão. Deixei três selos entre os dedos conforme entrava. Fechei os olhos, rezando rapidamente enquanto colocava os selos na porta. Contava que minha energia espiritual ali me ajudasse a chegar a saída e prender qualquer vampiro comum que tentasse passar.

Me concentrei novamente 
Tinha que ficar atenta aos movimentos, as presenças. Meu cheiro em um lugar daquele poderia causar um ataque apenas por estar lá. 

Senti uma presença que não era bem vampírica, mas eu fiquei confusa. Talvez fosse o caçador e as outras auras estavam me confundindo. 

Me aproximei naquela direção, entrando cada vez mais no convento. Ficava escuro, úmido, mas não parei. 

Não demorou até ver um silhueta à minha frente. Me aproximei devagar, parecia ser um homem loiro de costas, alto.

- Não se assuste... - Sussurrei para não chamar a atenção - Kiryuu-san pediu para que viesse... Estou nessa missão também...  

Falei olhando para os lados com a arma em punho,mas algo me pareceu estranho. Aquele homem.... Ele... Tinha algo nele... Porque meu corpo estava pulando pela boca, mas não era de medo.

- Anata wa?... Sou Tsukino Sakura... Você é? 

Eu perguntei o nome dele mas algo cresceu em mim, dando um nó na minha garganta que eu nem sabia dizer o que era.


Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Seg 28 Set 2015 - 13:02

A cada passo que dava, mais o roteiro de filme de terror parecia se desenrolar de forma quase certa. A escuridão invadindo mais o lugar, seus passos se desenrolando incertos e o frio na barriga que atingia-lhe de maneira desconfortável a espinha como se fantasmas pudessem ser a melhor das companhias que podia encontrar. Ou pelo menos das que apareciam, já que a solidão e a eminência de não encontrar nada parecia-lhe bem pior com o crepitar do som da janela, do vento e do nada.

-Onde vocês se escondem?

Perguntava em voz baixa, imaginando como seria bom senti-los como seu avô. Como seria bom logo encontrá-los e acabar aquela caçada. Mas, o que fosse que tivesse naquele lugar, não queria ser achado. Não naquele lugar. Quer dizer, se não nos referirmos ao cheiro constante de mofo e poeira que, vez ou outra, despencava sobre seus cabelos dourados. Ou será que aquilo tudo era ele que tinha o azar de só andar em círculos?

Será que...? Will esticou a mão tirando o Celular do bolso e o encarando. Estava sem serviço naquele lugar, claro. Constatou sem surpresa, enquanto apenas acessava a bússola. Se soubesse para onde ia, pelo menos poderia saber por onde ir em frente, por mais difícil que parecesse.

Mas então ele parou, mal conseguindo pensar para onde iria. Haviam passos. Ele podia ouvi-los ressoar atrás de si. E, quem diria, agora era a caça. Ou será que não? Sua mão deslizou pegando a arma, um pouco nervoso, se virando bruscamente.

"É só um tiro. Dessa vez não tem vovô, mas vai conseguir com tanto êxito quanto nas outras" Pensou, já rodeando o gatilho, e então parando quando ouviu aquela voz quase em choque e menos altivo que antes.

Sakura? Aquela era a Sakurs? Seu corpo paralisou e seu rosto corou quase imediatamente, enquanto seus batimentos aumentavam. Sorte que estavam no escuro. Ela não conseguia ver sua pose despencar dali. Não que fosse necessário.

-Sa-Sa- Sakura-San, o que está fazendo aqui? -Perguntou um tanto surpreso, se não em choque, tentando esconder a própria arma no bolso de maneira quase desajeitada, como sempre agia quando estava nervoso com alguma coisa.

Mas pera aí! Sakura não tinha morrido? Então o que aquilo significava? Era um choque tão grande vê-la que talvez tivesse congelado sem reação por alguns segundos.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4567
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Seg 28 Set 2015 - 16:59

K
A
M
I
-
S
A
M
A !!!!!!

Infarto? Avc? A própria alma  sair do corpo? Acho que tudo isso estava acontecendo comigo ao mesmo tempo. Eu devia ter surtado.
Na verdade, acho que morri em algum daqueles cruzamentos movimentados que atravessei feito uma louca porque agora eu via algo que não podia se verdade.

- Você?... - meus olhos arregalaram. Era.... - Charles?!?!!?! Como você me seguiu até aqui, baka?!!! 

Gritei, quase que em fúria. Mas... nao tinha como ele saber que eu ia pra lá, ele estava antes... só se... 


- Você que é o responsável pelo ninho??? - eu quase avancei no pescoço dele.
Aquele desgraçado! Eu sabia que ele era assim... era por isso que não podia me envolver, por isso que não podia ter me deixado levar. Era aquilo que Charles era. - Por isso está aqui?....

Estava incrédula. Agora não se tratava de mim, e sim da minha obrigação. Eu puxei dois selos do bolso interno do meu sobretudo, me concentrando nele... Eu tinha de ser determinada. 
Mas.. foi quando eu estava me preparando algo pareceu errado.

Aquela aura.. desde o começo eu tinha sentido. Não era a aura de um puro-sangue. Nem perto disso.
Eu parei, olhando novamente a figura à minha frente.

"Sakura-san".... Foi isso que ele disse...Foi... foi Sakura-san... e só tinha alguém que....

- Kami-sama... Will... - eu levei uma mão à boca, completamente incrédula, tremendo enquanto nos meus olhos lágrimas brotavam de forma involuntária e escorriam sem eu se quer ter conhecimento delas.

William... ele estava vivo. Ele estava ali. Então o que havia acontecido? A alma dele não poderia ter sobrevivido a aura pb... como?
Eu me aproximei dele a passos urgentes, estendendo uma mão até o rosto do menino que pensara que nunca mais veria novamente.
Eu o toquei. Ele era real.
Toquei suas bochechas e minhas mãos correram até os cabelos loiros e eu me dei conta de algo aterrador.
Era ele... QUASE idêntico à Charles mas... Mas eu consegui notar as pequenas diferenças... Ele era o Will... Um Will separado de Charles e isso fez eu quase perder as forças das pernas.

- Will... você... você está bem.. - eu o abracei, ainda com aquelas lágrimas descontroladas. Eu não sabia quem ou ao que agradecer, mas eu estava grata.

Foi quando me dei conta de onde estávamos. Do perigo...
Eu desencostei a cabeça do peito dele, olhando em seus olhos e depois para a arma que ele guardara de forma desajeitada. 
Não.
Não podia ser ele... Will não era hunter. Isso deveria ser mais um dos meus enganos.

- Você tem que sair daqui

Isso. Primeiro a segurança dele, depois as perguntas.


Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Seg 28 Set 2015 - 19:43

Porque? Como? Quando? Diversas perguntas cercavam a mente de Will enquanto ele encarava Sakura e, no fundo, nenhuma resposta parecia servir-lhe de maneira lógica ou acreditável. O que ela estava fazendo ali? Pensava com os olhos violetas totalmente abertos e recobertos pela dúvida, enquanto puxava a própria roupa, para esconder mais as armas sobre o próprio agasalho. Não que isso oferecesse uma resposta lógica a tudo. Ou uma justificativa. Mas, no nervosismo e agitação do momento, seu cérebro também não funcionava direito. O que dizer em relação as suas acusações, as quais ele apenas encarava boquiaberto e lerdo como um zumbi, enquanto todos seus sinais vitais pareciam agitados.

-Mas Sakura-san, eu não sou...

Aquele fora o primeiro impulso de se explicar, que fizera toda sua máscara autoconfiante e fria cair enquanto tentava se explicar, e explicar sua situação. Mas logo foi calado por um abraço, que retribuiu, apesar de estar mais corado que antes.

–É... Acho que nada aconteceu comigo.

O loiro pronunciou com um sorriso quase verdadeiro, mas ainda nervoso. Por que ela? Por que ela tinha ido parar ali? Se perguntou, analisando sua falta de sorte. Ao que se lembrava, ela não devia saber sobre vampiros, não é? Ou será que tantas coisas mudaram? Tudo bem, que ela tinha falado alguma coisa sobre o presidente de inicio. Mas talvez seu cérebro tivesse tão em Delay e surpreso, que mal parecia notar.

- Não posso... Err... Tenho assuntos a resolver por aqui...Assuntos importantes.

Enfatizou, escondendo mais a arma nas coisas.

-Mas você, sakura-san... Esse não é um lugar para meninas ficarem andando sozinhas.

Elas podem ser atacadas por vampiros. Pensou em silencio, enquanto ainda a analisava, deglutindo as possibilidade que, naquele dia, pareciam apontar para as mais diversas e desagradáveis coincidências. Não por causa da menina ali. Óbvio. Adorava ve-la desde que se lembrava de ter-lhe conhecido, mas pelo perigo que ela estava correndo.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4567
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Seg 28 Set 2015 - 20:03

Assuntos? Que assuntos Will poderia ter ali? Que assuntos Will poderia ter sei lá... em qualquer coisa?
O único assunto que eu queria era entender como aquilo tinha acontecido,c omo agora ele estava livre e... No meio de um ninho de levels E
Depois eu que tinha o dom de arrumar problema...
Me afastei um pouco mais dele, limpando as lágrimas do rosto e tentano me concentrar.
Will vivo, Will com um corpo so dele... Will em um ninho de levels E.

-Assuntos a resolver? - eu repeti a frase dele como se tivesse sido puxada para a realidade, encarando o menino durante longos segundos ainda confusa.

- Will... Não me diga que.... - ele não precisava dizer. Estava na cara.

Eu grunhi, esfregando a mão no rosto como em desespero. Claro, destino. Continue me ferrando... 

- Will, não me diga que você é o hunter que vim ajudar.... - minha voz saiu baixa como em uma súplica. Sei lá pra quem.

Will, Hunter. O menino mais lerdo que já havia conhecido em toda a minha ida, que tropeçava no próprio pé, que se perdia no caminho para o dormitório mesmo já estando na academia à um ano. Esse Will tinha se tornado um caçador?

Bem... Se eu me tornei.
Eu não ia questionar. EU ia tirar ele de lá, ele querendo, ou não.
Ajeitei os selos no bolso e continuei com a arma na mão, olhando para os lados atenta a qualquer movimento quando a frase dele me fez virar com a expressão completamente irritada.

- lugar para MENINAS ficarem andando sozinhas????? - apesar da minha explosão, eu parei, olhando Will durante um tempo.

Eu não podia brigar com ele. Ele não conhecia essa nova Sakura, assim como eu talvez não conhecesse esse Will... Para Will eu certamente ainda era aquela menina desajeitada e dependente, delicada... E para mim ele ainda era aquele rapaz por quem eu senti pela primeira vez tudo o que senti.

- Will. Eu sei que você é hunter, eu... Eu também. - Eu tinha muito à perguntar, eu se quer sabia dizer tudo que eu sentia ao olhar naqueles olhos cálidos novamente. Mas, não era a hora. Estávamos em perigo ali e teriamos de ser sinceros. Eu para que Will soubesse que não sou mais aquela garota e que agora sei me defender e Will, para que eu soubesse o que ele era agora. - Kiryuu Zero me enviou para te dar suporte. Estamos em um ninho de Levels E e ele não mandaria nenhum de nós para cá para ser um estorvo ao outro...

Olhei para ele, com a BloodRose firme no punho, junto à minha coxa.

- Eu tenho muito a te perguntar... Muito. Mas tanto eu quanto você sabemos que aqui não é o lugar mais seguro para nos darmos as explicações que devemos...


Voltar ao Topo Ir em baixo
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Seg 28 Set 2015 - 21:01

Tudo parecia estranho demais. Errado demais. Mas mesmo assim estavam os dois frente a frente. A dupla improvável. O antigo adolescente com dois pés esquerdos para si e rei da distração e a menina mais azarada de todas. Claro, isso a dois anos. Mas quem podia dizer que Will não mantinha o esteriotipo conservado de dois anos atrás na cabeça? Sim. Houve o caso dele e sua mudança. No entanto, aquilo poderia ser considerado minimamente natural? Afinal, antes, seu sangue agia contra si, e agora tinha perfeito e completo domínio no seu corpo por uma espécie de magia. Já sakura, ele não podia ter tanta certeza. Haveriam tantas coincidências bizarras afinal?

A resposta parecia sim, já que ela apontava uma blood rose para si. Algo arriscado, alias. Pelo menos, segundo seu avô. Talvez seu comentário realmente não tivesse sido dos mais felizes, mesmo que desejasse apenas protege-la.

-Sakura-san, eu não quis dizer isso... Só quis dizer que...

Oratoria. Aquele continuava sendo seu ponto fraco perante a um nervosismo crescente, e ele se culpava por isso.

-Bem, estamos num lugar cheio de vampiros, eles podem te atacar e te morder.

E podiam lhe morder. Mas isso era outra historia que ele não queria comentar. Na verdade, pretendia estar sozinho naquela caçada, mas sem opção, se contentaria em não deixar que Sakura se machucasse.

-Muita coisa mudou nesse tempo Sakura-san, não sei se é algo facilmente explicável.

Falou por fim, derrotado na discussão, apenas fazendo questão de se afastar rapidamente de sua arma Hunter, antes de pegar sua pistola um tanto quanto estranha. Não era uma blood rose. Era maior, com dois canos e coloração avermelhada, embora parecesse leve.

-Então, acho que o que nos resta é ir procura-lo.

E Will voltou a andar, atento a tudo e a todos, sempre ao lado de Sakura. Agora que ela olhava melhor, podia ver como tinha mudado. Não em aparência, mas seus passos eram mais precisos e silenciosos, e, de uma hora para outra, até sua aura e forma de se portar pareciam mais elegantes e imponentes, como as de um vampiro, mas ainda humanas.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4567
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Seg 28 Set 2015 - 23:42

Era isso. Era o que deveríamos fazer.
Eu mais que qualquer um queria entender o que estava acontecendo e como Will havia conseguido aquele corpo e se tornado hunter, mas eu teria que esperar se quisesse que eu estivesse viva pra perguntar e ele vivo pra responder.

- Eles podem te atacar e te morder também Will, tanto quanto à mim.

Na verdade não. O meu cheiro provavelmente já se espalhava pelo local, eu sabia a sede que provocava, embora Will não soubesse.

Eu senti aquelas borboletas se revirando no meu estômago. Sim, Will. Eu sabia que muita coisa havia mudado e aquilo me machucava, porque as coisas não eram mais simples como antes... e eu sentia que com você também não iria mais ser.

- Mas eu sei que você vai tentar explicar... e prometo que eu também... - eu respirei fundo - Senti sua falta....

Disse, por fim me pondo ao lado dele atenta às presenças.

- Hai... - concordei, começando a andar ao lado dele. 

Meus passos eram silenciosos e novamente, eu fechava os olhos levemente enquanto andava por alguns segundos, tentando sentir algo, mas quando abria para ver Will, para me certificar de que estava bem, a cada vez que eu fazia isso, eu percebia que, realmente, ele não era mais aquele garoto estabanado...
...Ele era um caçador.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 19:37

A escuridão e ambos andavam a ponto de terem que forçar a vista para se verem, o local tinha um ar gélido e a impressão de serem vigiados era constante. Ambos precisavam ir a um lugar que pudessem ver, mas o caminho que fizeram estava praticamente coberto pelo breu da noite.

Uma rajada fraca de ar passou pelo corredor atingindo as pernas de ambos, o vento parecia assobiar, ou seria algo querendo se apresentar a ambos. Alguns sons estranhos vindo da direção oposta ao vento despertou atenção de ambos.

A jovem sacerdotisa sente algo próximo ao seu ombro, como um hálito frio a tocar sua face, sentiu ser tocada de leve.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Dorii'
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4567
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 20:03

Eu continuei o caminho ao lado dele. Eu estava mais atenta do que antes agor que era difícil ver, me concentrando na audição, na mina sensibilidade.
Eu sentia Will ao meu lado caminhando, sentia a forma como ele parecia seguro e eu ia me sentindo mais insegura a medida que entrávamos.
Aquele lugar era estranho demais...

Eu ainda estava um pouco receosa... Sanji disse que havia deixado claro que eu não sairia em missões sem um deles, que eu não deveria ir com outros hunters para que não descobrissem quem eu era... Mas aquela mensagem... Parecia uma emergência. E de certa forma, fiquei aliviada, porque eu iria ajudar Will.

Aquela rajada de vento me arrepiou, arrepiou cada pelo do meu corpo, ficando tenso. Aquela sensação... Kami-sama, forças, onegai.

Que forças o que... EU confesso que força foi a primeira coisa a deixar todo o meu corpo com aquele hálito frio às minhas costas, no meu ombro. Minha boca se abriu mas um grito que parecia mais um gemido foi o que saiu. Eu estava completamente congelada, mas o toque... ele fez com que eu me virasse, atirando na direção em que seja lá o que fosse que encostou em mim estava.

- Quem?!! - eu gritei, disferindo o primeiro disparo.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 20:03

O membro 'Dorii'' realizou a seguinte ação: Lançar Dados

'D10' : 10, 2, 10, 10, 7, 10, 5, 10, 10, 2


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 20:25

A tensão passava por seus poros e músculos a medida que ele se embrenhava mais para o interior do convento, e talvez seu nervosismo crescesse, mesmo que tentasse não transparecer. Não gostava daquilo, daquela escuridão sem fim onde ele não conseguia enxergar nem sentir nada. Muito menos do barulho do vento, que deixava o lugar com um que de assombrado, fazendo-o seguras a arma na mão com mais firmeza.

Não é como se tivesse fantasmas por aqui, não é? Se perguntou, apesar de avaliar sua ideia como infantil. É claro que não, estavam em um convento, não em um trem fantasma. Não que não pudesse ser algo pior, principalmente com Sakura ali do lado. Acima de tudo não queria que ela se machucasse.

Mas nossa, quem diria que a própria caça viesse atrás deles? E com movimentação estranha, a menina girara dando um tiro, que o fez quase pular para frente. Não esperava isso de sakura.

- O que?

Seus batimentos retumbaram taquicardicos, enquanto ele mesmo tentava enxergar algo na escuridão que, se pudesse esperar, desejava que fosse algo morto. De qualquer forma, mantinha-se sempre atento.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 20:56

Um grunhido alto foi ouvido por ambos, a jovem sacerdotisa atirara na criatura que caiu ao chão virando pós, um buraco se fez e fechou o breu novamente, era uma escuridão estranha, fora do comum.

Mas o tiro despertou o que estava escondido e ao longe começaram a ouvir sons de gritos e grunhidos.

Spoiler:
 
O jovem loiro percebe ao longe dois pontos vermelhos que aumentavam gradativamente.

Estavam em um corredor e o que poderiam fazer? Eram alvos fáceis. Precisavam sair daquele lugar rapidamente


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 21:07

Bum... O estalo do tiro se sucedeu, enquanto a vampira despencava, e tudo o que Will sentiu então foi alivio. Tinham menos um a matar. Ou será que aquilo era só uma impressão para enganar o seu otimismo. Sim. Pois depois da queda veio um grunido e então os olhos... Vermelhos e ameaçadores que vinham em sua direção. E não só um, mas vários deles. Uma orda de level E, diante da qual apenas tremeu. Nunca havia lutado com mais de um de uma vez.

-Isso é impossível...

Viu a si mesmo falando, enquanto quase derrubava a arma, mordendo os lábios. Ele não conseguia não é... Seria atacado, aquele era o fim.

-Sakura-san, vamos sair...

Falou, ainda paralisado pelo choque. Mas seus músculos, esses não responderam. Estava travado de medo, enquanto via aqueles mesmos olhos do velho sonho que passava em sua mente. Olhos vermelhos do demônio, e ele estava atrás de si, como quando era criança. Ou será que estava apenas pirando?




Última edição por kagura em Ter 29 Set 2015 - 21:22, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 21:07

O membro 'kagura' realizou a seguinte ação: Lançar Dados

'D10' : 4, 1, 3, 1


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Dorii'
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4567
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 21:30

Eu dei aquele grito e soluços assustados saíam da minha boca enquanto o corpo daquele ser caía e virava cinzas. Eu tremi, não só pelo medo mas pelo que havia feito... eu o havia matado e o choque da morte era visível em meu rosto.
Eu nunca havia matado nenhum vampiro, nem mesmo um level E....

- Kami-sama... - eu disse com a voz chorosa olhando as cinzas.

Minha surpresa e confusão interna não duraram. Logo ouvi os grunhidos, senti as presenças. Meus olhos se arregalaram de pavor. EU não precisava vê-los, eu os sentia. Eram muito.... Eu estava forte, muito mais do que nunca, mas meu poder não daria conta de tantos...

~Wil... - eu ouvi o menino, logo olhando na direção em que ele olhava e vendo os pontos vermelhos.

Ele não corria. Ele me chamou mas não corria. Tínhamos que sair dali. Aquela escuridão parecia me sufocar, me dar nauseas. Ela parecia querer nos engolir e nos arrastar para aqueles olhos sedentos.
Eu tentei arrastá-lo.

Segurei a Mão de Will, o puxando em um solavanco para tirá-lo do lugar. - ONEGAI, WILL!!! HAYAKU! - Gritei o puxando. Todos já haviam nos ouvido, não ia fazer diferença gritar.

Eu corri pelo caminho oposto. Eu me concentrei para tentar identificar o que era aquela escuridão. 
Enquanto corria, peguei quatro selos no meu casaco, jogando-os na direção das paredes e do chão. Eram seres com magia divina, iriam deter boa parte dos levels E e purificariam aquela região.




Última edição por Dorii' em Ter 29 Set 2015 - 21:37, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 21:30

O membro 'Dorii'' realizou a seguinte ação: Lançar Dados

'D10' : 1, 6, 1, 6, 7, 7, 4, 6, 2, 8


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 21:39

A criatura vinha em galopes rápidos feroz e grunhindo em direção a eles, o jovem caçador não conseguia acreditar no que via, era um monstro, seguido de outros menores que avançavam ferozmente.
Spoiler:
 

O Jovem loiro estava totalmente congelado todas as lembranças de sofrimento que tivera veio a mente a única coisa que pensava era que morreria ali.

A jovem sacerdotisa puxa o menino e tateia as paredes onde sente uma passagem, sem pensar muito puxa-o e ela cai e acaba arrastando junto Will, onde escorregaram até o fundo daquele lugar, ali havia um brilho refletindo a luz da lua e ambos conseguiam se ver.

Eles sentiram que havia água corrente naquele chão e tentaram ver a saída de lá.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 21:56

Que merda era aquela? Não pareci qualquer level E que já tivesse encontrado. Pelo contrario, era um monstro, um monstro terrível do qual nem ao menos conseguiria se esquivar, se não fosse por Sakura e seu puxão, que o tirou do lugar para correr. Inutil. Estava se sentindo menos que isso, e sua bochecha corou um pouco nervoso, tanto pela situação quanto pela proximidade da menina. Quantas mais você tem a aprontar Will-Capote? Ouviu a voz de um antigo colega de escola perguntar de modo maldoso, se encolhendo enquanto corria. O que Sakura estava achando dele, com certeza nada muito bom. E ele queria reverter aquilo.

-Água.

Sussurrou em voz baixa, vendo a imagem cristalina surgir a sua frente e acelerando. A imagem do monstro que vira ainda incomodava sua mente e tudo o que queria era sair dali. E, portanto, puxava a menina naquela direção.

-Por favor, seja o caminho certo. Por favor...

Pedia em uma prece interna, agitado. Não podia mais ser o Will-capote desastrado. Tinha que orgulhar seu avô e “Ela”, não é?


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4567
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 22:57

OMG OMG OMG OMG OMG OMG OMG.
Eu olhei para trás... Um único momento enquanto eu corria olhei para trás.

- CORREEEEEE!!!! - eu gritei, desesperada. Aquilo era um oni, uma espécie de demônio. 

Em NENHUM lugar da TERRA aquilo poderia ser um vampiro.
Eu tinha que sair dali, Eu tinha que tirar Will dali, eu tinha que explodir aquele lugar.

Minhas mãos entraram no bolso do casaco novamente em busca de mais selos. Que eu usasse todos! Aquilo era o demônio!

Passei a mão na parede enquanto corria, sem parar, tentando por um, mas de repente, a parede sumiu e eu me desequilibrei, caindo naquele buraco e sem soltar a mão de Will que eu prendia com firmeza, levando o rapaz comigo.

A queda foi um pouco dolorida, mas isso se quer importava. Meu coração parecia que ia sair pela boca enquanto eu sentia aquela sensação molhada no corpo caído ao chão.

~Mizu?... - aquilo era água?... 

Eu olhei Will, tentando me certificar que o menino estava bem embora não pudesse ver muita coisa.

~Vamos sair daqui Will... Rápido... - eu tremia. Tremia mais do que conseguia disfarçar ou controlar, mas eu não ia fraquejar ali, por Will.

Ajudei o rapaz a se levantar, guardando minha blood rose e pegando a adaga em minha bota.
Aquilo não deveria ser um vampiro, a blood rose não daria conta. Mas aquela adaga longa sim.

Olhei o brilho refletido da lua, tentando segui-lo. Era a nossa esperança.

~Shizuka... nós vamos sair daqui.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Master
Administrador
Administrador
avatar

Feminino
Char RPG : Narradora

Loran Kuran

Louis Montgomery

Lya Frantini Merelin

Aldoph Magnus

Lorde Drei Dreizahl

Kyoshiro Sugawara Dreizahl

Humor : Vai depender de sua postagem >D
Localização : Rio de Janeiro
Posts: : 2387
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Ter 29 Set 2015 - 23:50

Os dois jovens estavam ensopados e caminharam por aquele lugar quando no final daquele buraco onde a água corria depararam com uma câmara enorme e no centro havia algumas vigas e colunas caídas. Olhando o alto havia uma enorme copula que estava escorrendo águas nas rachaduras.

Ouviram sons estranhos e quando forçaram um pouco atenção para escutar lembrava choro. Caminharam um pouco e viram uma jovem se contorcendo no chão ela estava suja de sangue no pescoço e corpo.

Spoiler:
 

Nesse momento um outro som de algo caindo muda o foto para onde vinha, á ao longe uma outra jovem estava sentada e não se mexia, estática e muito pálida.

Spoiler:
 

Elas duas aparentemente não atacavam, a impressão que dava era que acabaram de serem mordidas e estavam se transformando.

Os dois jovens nunca podiam imaginar que aquele local era a tumba e que havia alguém sangue puro transformando essas pessoas.


~* Narrador Master *~
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.recantodasletras.com.br/autores/isamiranda
kagura
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG :
Chars: Charles | William | Vincent (Arthur) | Melissa
NPCS: Murtagh | Junes | Junniper | Ryan | Trevor
Humor : Mutavel.
Localização : Brasília
Posts: : 3618
Inscrição : 26/01/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Qua 30 Set 2015 - 0:26

A queda na água não fora das mais agradáveis, não que Will esperasse qualquer coisa em relação a isso diferente de fugir e sobreviver. Também não fora muito dolorosa no fim. Há muito, passava por dores piores. Não seria ali que teria sua morte. Pelo menos não até fugir daquele demônio terrível que mexia com sua mente?

-Você está bem Sakura-san?

Ele perguntou quase encharcado e respirando pesadamente como se tivesse acabado de correr uma maratona. Quem fora o louco que os mandara para lá? Agora ele amaldiçoava taquicardico e agitado por tudo que lhe acontecera desde que chegara ali. Afinal, tinha ido para cacar vampiros, não é? Então porque aquela coisa não parecia com um?

Will mordeu os lábios, agitado e tirando a franja molhada da cara, antes de seguir em frente. Se mantinha quase colado a Sakura, mais como uma medida de precaução que tudo, olhando de um lado para outro naquela espécie de ‘caverna’, enquanto seguia o fluxo da água. Afinal, devia ter uma saída onde a água escorria não é? Só que não.

Não havia exterior, não havia uma saída. Apenas uma câmara e seus ruídos estranhos. E uma jovem que se contorcia no chão, além de uma anêmica mais pra frente. O que era aquilo, será que...? Will sentiu sua garganta se fechar em constação, parando abruptamente, com uma mão segura na espada e a outra na arma.

-Acho que entramos em uma roubada...

Sussurrou, puxando Sakura mais próximo da parede, para evitarem serem vistos e olhando mais a frente. Pensando bem... Não seria melhor voltarem pro demônio?


Voltar ao Topo Ir em baixo
Dorii'
SP
SP
avatar

Feminino
Char RPG : Sakura Tsukino Ruri Yuriev Caio Trigoli Dante Falleneaves
Humor : O novo prefume da natura ;)
Localização : Na banca de jornal mais proxima de você!
Posts: : 4567
Inscrição : 18/04/2009

MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   Qua 30 Set 2015 - 1:13

Frio. Ou pelo menos eu achava que era, devido a forma como meu corpo tremia... Mas talvez fosse só o medo que era impossível negar que sentia.
Meu casaco estava mais pesado, encharcado pela água e os cabelos grudando nas minhas bochechas rosadas pelos batimentos acelerados.
Eu só tinha que sair dali, junto à will.
Não reclamei ou evitei aquela proximidade. Eu queria ficar mais perto dele, para protegê-lo e por mais que eu odiasse admitir, era porque eu também não queria sentir que estava sozinha ali.

- Hai... - respondi a pergunta dele, andando mais próxima.

Aquele fluxo de água nos levaria para algum lugar, o problema era que não sabíamos para onde, só que, quando descobri, não fiquei nem um pouco confortável.

Aquela câmara era assustadora e a cúpula parecia alta demais para se alcançar, não havia como sair.

Mas quando eu ouvi o choro, parei. Me aproximei mais de Will, com medo mas curiosa até que vi a primeira menina. Ela estava em agonia, sofrendo. Eu não sabia ao certo o que fazer quando logo o som oco me fez olhar e achar a segunda menina.

~Kami-sama.... - era ali. Aquele era o local que o puro-sangue criava levels E. Aquelas meninas pareciam no processo de transformação. Eles tinham que sair dali antes que o puro-sangue aparecesse.

- Will... - eu falei baixo, após a frase do menino e dele me puxar mais para a parede - Elas precisam da gente Will....

Eu me afastei dele. Eu havia feito uma promessa, não havia? Essa história de hunter, de treinar e sacrificar meu corpo usando meu poder era por aquele promessa... a de não deixar mais nenhum humano ser usado e atacado por um vampiro. 

~ Onegai... Eu posso ajudá-las, confie em mim... - disse, andando até a menina que estava chorando alto e com dor - Ajude a outra! - apontei para a garota que estava pálida, enquanto me abaixava perto da primeira, guardando a faca na bota novamente e verificando o ferimento.

~Sh... shizuka, onegai, se acalme... nós vamos te ajudar... você vai ficar bem... - falei, tentando acalmar a menina e ajeitá-la para ver o corte.

Pousei uma das mãos sobre a têmpora da garota, meus olhos se acenderam prateados aos poucos enquanto eu a fitava, concentrada. Eu selaria sua consciência. Isso interromperia o processo e daria tempo para que as levássemos ao laboratório para receberam aquele medicamento para a reversão que pesquisávamos.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Ruínas Convento desativado   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ruínas Convento desativado
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Ruínas Convento desativado

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Academia Cross RPG  :: Província Ambarantis :: Ambarantis :: Cidade Baixa-
Ir para: